A Coluna do Roberto Maciel (terça-feira, 15.12): O que Roberto Benigni e Colt Clark nos ensinam

A vida é bela, pode apostar!

A Vida é Bela - Filmes - Drama - RTP


O filme italiano A Vida É Bela (acima) deixou marcas profundas nos anos 1990. É a pungente história de um modesto livreiro judeu que, preso com o filho num campo de concentração, cria um mundo de fantasia em meio ao horror fascista para preservar o menino da violência imposta por nazistas e cúmplices na Segunda Guerra Mundial. E tanto fez que conseguiu alimentar a inocência, a pureza e a beleza da infância num cenário tão pavoroso quanto incomum. A produção, estrelada e dirigida por Roberto Benigni, ganhou em 1997 os oscars de melhor filme estrangeiro, melhor trilha sonora e de melhor ator – para Benigni -, entre outros prêmios internacionais.

A covid-19 e seus cúmplices
Traçando um paralelo entre e guerra e a pandemia da covid-19, poderemos encontrar hoje muitos Giulios e Giosués, como se chamam os personagens do filme. Estão aqui, ali e alhures. Gente que se insurge contra genocidas que irresponsavelmente menosprezam a vida. Contra criminosos que subestimam a brutalidade do coronavírus – que já superou 180 mil mortos no Brasil e 300 mil nos Estados Unidos – e tentam normalizar uma autêntica carnificina, como se fosse uma seleção natural. Gente que usa como armas a imaginação e a criatividade.

Resistência em família
Outro dia, explorando a plataforma de vídeos YouTube, reencontrei um professor norte-americano chamado Colt Clark (abaixo). Ele não é cientista renomado, infectologista reverenciado, pesquisador, sociólogo, antopológo ou coisa que o valha. Colt Clark é um músico multiinstrumentista. E é pai. Somando as duas atribuições, formou uma bandinha em casa – ele na guitarra e nos vocais, os filhos Cash e Beckett no contrabaixo e na bateria e a filha Bellamy fazendo graça, dançando e ajudando na cantoria – e tem atraído multidões para vê-los em produções bem-humoradas captadas pela esposa, Aubree.

Tampa band Colt Clark and the Quarantine Kids go viral, perform on Ellen  Show

Indispensável
Colt Clark (abaixo, reproduzo “Feliz Navidad”, que tem tudo a ver com nossa temporada de fim de ano) está preservando os filhos, a inocência deles, a pureza e a beleza da infância. Também está nutrindo a inteligência e a solidariedade, dando substância aos melhores sentimentos. “Colt Clark and the Quarantine Kids” (“Colt Clark e as Crianças da Quarentena”, numa tradução literal) são um sucesso enorme no campo de concentração da Internet porque dizem “não” à banalização do mal, porque se negam a se emburrar com o isolamento, porque não admitiram que o distanciamento social – necessário e indispensável, reconheçamos – lhes levasse os sorrisos e a alegria. Colt faz o mesmo, mesmíssimo, que Giulio fez no filme. E, como o livreiro amoroso e amável, nos ensina com cativante insistência que a vida é bela.

O lado sombrio
A propósito da importância da vida e de gestos como o de Colt Clark, saiba que instrumentos musicais importados para o Brasil, assim como equipamentos médicos, pagam altas taxas tributárias. O presidente Jair Bolsonaro, sempre olhando para o outro lado, nem cogitou em isentá-los de tributos. Preferiu zerar as tarifas para revólveres e pistolas. Com sanidade, no entanto, o ministro do STF Edson Fachin barrou a farra armamentista.

Proximidade
Frase do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT), sobre a gestão do prefeito José Sarto, que sucederá Roberto Cláudio: “A Câmara vai estar sempre fazendo seu papel, de fiscalizar, cobrar e fazer a interlocução entre a população e o poder público”. Henrique deve ser reeleito para o cargo. Até a oposição apoia.

Dureza
A Assembleia Legislativa do Ceará pautou para hoje (15.12, terça-feira) sessão com os formatos presencial e remoto. Seis projetos do Executivo estão na pauta do plenário. Um deles dá uma dura nos devedores contumazes de impostos estaduais. A ordem é dificultar a sonegação e as dívidas impagáveis.

Botando boneco

Vereador Evaldo Lima « Câmara Municipal de Fortaleza


O vereador Evaldo Lima (PCdoB) está propondo que a Secretaria de Cultura de Fortaleza inclua no Conselho Municipal de Políticas Culturais representações do teatro de bonecos, uma das mais tradicionais manifestações locais. Evaldo também está sugerindo a mesma deferência para a Rede Cultura Viva de Fortaleza.

Estamos em lives
Sempre às terças e quintas-feiras eu e a jornalista Eveline Frota fazemos lives no Instagram, com a marca “Coluna da Hora”. Iniciamos agora às 18 horas, em encontros com internautas que duram uma hora. Pode-se acessar e participar da Coluna da Hora no Instagram pelos perfis @evefrota ou @robertoamaciel. Também mantemos na YouTube o canal Coluna da Hora. Lá, há uma série de entrevistas com personalidades interessantes da vida local.

Sua opinião vale muito
Faça contato com o Portal InvestNE. Nosso e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta