Com consolidação do home office, startup cria plataforma para compartilhar espaços corporativos menores

A crise gerada pelo coronavírus forçou a adoção do home office e, como consequência, essa mudança no sistema de trabalho vem proporcionando que empresas diminuam suas estruturas físicas, gerando significativa economia. Assim, o paradigma segundo o qual a contratação de um colaborador requer a implementação de uma estação de trabalho dentro das dependências da empresa deve morrer.

E apostando nessa nova realidade, uma startup de Porto Alegre (RS), a Inventsys, criou a plataforma Desko Workspace Management. A aplicação permite às organizações mapear suas posições de trabalho e salas compartilhadas, possibilitando que seus colaboradores reservem espaços, similar à escolha de assentos em uma aeronave. A Inventsys já levou seu produto de gestão de ativos e manutenção para a Suíça, onde já conta com 35 clientes e investimento de 2 milhões de Francos suíços.

“É o primeiro passo para empresas que entenderam que não precisam necessariamente ampliar seus escritórios à medida que contratam mais profissionais. Visualizaram a possibilidade de diminuir suas estruturas, economizar e operar em um modelo compartilhado, com parte dos colaboradores ou todos em home office”, explica o CEO da Inventsys, Mário Verdi. 

Como funciona

Com a plataforma Desko o gestor carrega as plantas baixas do escritório e mapeia as posições, inserindo informações como capacidade, número de salas e equipamentos disponíveis. O colaborador, então, pode acessar o aplicativo via mobile ou desktop e fazer sua reserva com base em diferentes critérios. 

Com a reserva feita, é necessário realizar um check in no local com tolerância de 15 minutos para evitar a baixa da reserva e liberação do uso para outras pessoas. 

Deixe uma resposta