Varejo teve queda de 3,1% em janeiro, aponta indicador relacionado a crédito para micro e pequenas empresas

O Gyra Trends, indicador criado pela Gyra+, plataforma especializada em crédito para micro e pequenas empresas, aponta que o setor varejista despencou 3,1% no acumulado de 12 meses. 

“Em janeiro 2021, comparando a média móvel da atividade das micro e pequenas empresas nos últimos 12 meses, é notável uma retração tanto no atacado quanto no varejo dos pequenos negócios”, diz o presidente da Gyra+, Rodrigo Cabernite. De acordo com Cabernite, há continuação na migração de vendas realizadas de forma offline para canais digitais, em todos os segmentos do comércio.

“Exemplo desta transição no comportamento, produtos de alimentação e bebidas tiveram um bom desempenho quando realizados através de vendas online, mas a categoria foi puxado para baixo no desempenho geral por produtos de alimentação e bebidas vendidos por meios offline, com queda de 0,8%”, explica. 

Pequenos negócios do segmento de materiais de construção, que apresentaram bons desempenhos na esteira do auxílio emergencial, tiveram um fraco desempenho durante janeiro, na comparação anual, com queda de 1,2%. 

Na ponta oposta, destaque para os segmentos de produtos farmacêuticos, perfumaria e cosméticos – que tiveram um crescimento de 7,3% – assim como equipamentos e artigos de uso doméstico – com alta de 3,7% -, que tiveram bom desempenho no início do ano. 

“Isto fica claro quando olhamos para o setor de serviços, que continuou em recuperação durante janeiro, após forte desaceleração durante a pandemia da Covid-19, puxado por serviços de consultoria de pequeno porte, serviços de reparação mecânica de veículos e serviços de entregas rápidas”, explica. 

Deixe uma resposta