Inadimplência deve crescer em 2021: tecnologia ajuda empresas a reduzirem riscos

A pandemia de Covid-19 afetou o bolso de grande parte dos brasileiros e fez com que a inadimplência alcançasse uma das maiores taxas da história do país em 2020. A média de famílias com dívidas ou contas em atraso ficou em 25,4% no ano, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, publicada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Em 2021, o fim do auxílio emergencial e o prazo final de programas de renegociação de dívidas realizados no início da pandemia devem refletir em uma alta ainda maior.

Os dados são preocupantes para os empreendedores, que precisam de um bom fluxo de caixa para conseguir inovar e crescer. “A inadimplência é uma principais causas de quebras de empresas, ainda mais nos pequenos negócios, que muitas vezes precisam dos pagamentos em dia para darem conta dos gastos do empreendimento”, comenta Eduardo Kruger, diretor de produto do Asaas, fintech que oferece uma plataforma completa para gestão de pagamentos, cobranças e antecipação de recebíveis focada em micro e pequenas empresas.

Para facilitar a gestão financeira desses empreendedores, o Asaas está lançando uma nova funcionalidade de consulta no Serasa. A ideia é ajudar os negócios a verificarem a saúde financeira dos seus clientes antes de realizarem uma venda. A consulta pode ser feita por CPF ou CNPJ e gera um relatório com informações como o Score financeiro, dívidas no varejo, pendências bancárias e registro de protestos estaduais em nome do pesquisado.

“Essa é uma ótima maneira de descobrir se o cliente é um bom pagador e reduzir drasticamente as chances de calote e de impactos negativos nos lucros e receitas do empreendimento, já que será possível tomar as decisões sobre as vendas baseadas em dados confiáveis, retirados diretamente do Serasa”, explica Gabriela de Paula, product manager no Asaas.

Automação de cobranças para gestão financeira

A consulta no Serasa complementa outros recursos do Asaas para a automação de cobranças. A empresa já oferece a possibilidade de negativação de devedores pelo Serasa e um serviço de robô de cobranças. O sistema, que emite notificações para lembrar prazos e faz ligações de voz quando o pagamento de um boleto não é efetuado, ajuda a diminuir em 50% a inadimplência dos clientes.

“Estamos construindo uma solução no conceito de Assistente do Empreendedor. Além das soluções de cobranças, oferecemos na mesma plataforma serviços financeiros tradicionalmente consumidos em um banco, um software de gestão financeira e uma ferramenta de comunicação, facilitando a gestão eficiente das empresas”, reforça o diretor de produto da fintech. O Asaas fechou 2020 com 56 mil clientes ativos e R$ 2,4 bilhões transacionados pela plataforma.

Deixe uma resposta