Podcast aborda gestão de Biden, boom imobiliário, política e relação entre Lava-Jato – já desmascarada – e STF

A música imortal de Dorival Caymmi, “Eu não tenho onde morar” traduz a edição 07 do ‘4 Ases’: Boom imobiliário. Bombas e Papa no Oriente Médio. Triplex no Guarujá e fim da Lava-Jato. Política contaminada. O programa é distribuido sempre às quintas-feiras nas redes sociais do projeto e é divulgado pelos canais digitais do CIEE, o Centro de Integração Empresa-Escola, e da Fundação Editora da Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita Filho. As duas entidades são apoiadoras institucionais do projeto.

Confira os destaques:

E AGORA, JOE?

Moisés Rabinovici analisa as primeiras ações militares de Joe Biden. No Oriente Médio, uniu-se a Israel e atacou posições iranianas na Síria. Ao mesmo tempo, a visita do Papa ao Iraque coloca novo tempero político-religioso na região. O analista em política internacional do 4 Ases coloca, no mesmo caldo, a omissão do presidente norte-americano sobre a morte do jornalista do Washington Post, Jamal Khashoggi. Tudo para manter as relações com o mandante do crime, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, o MBS.

“EU NÃO TENHO ONDE MORAR” (Caymmi)

Humberto Casagrande mira seu olhar sobre o tema: construção civil. Incorporadoras iniciam milhares de obras. Aluguéis disparam preços. Com a volta do Lockdown, é um refúgio com segurança para investimentos? O mercado imobiliário vai aquecer mais com a extensão da pandemia? O educador e consultor financeiro do 4 Ases diz que sim.

GILMAR CONTRA TODOS

Walter Fanganiello Maierovitch solta o verbo sobre a as falas e ações polêmicas do ministro do STF, Gilmar Mendes. A Operação Lava-Jato, o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol estão na mira. O jurista dos 4 Ases analisa como pode terminar este julgamento.   

“ÁGUAS DE MARÇO” NA POLÍTICA

Ibsen Costa Manso garante que a política foi contaminada pelo coronavírus e que as Águas de Março inundaram a Política com P maiúsculo. O analista político do 4 Ases acredita que o descrédito da população disparou com o recrudescimento da pandemia e pela demora da volta do auxílio emergencial. E vê e sente corrupção em tudo. Será que fora da política há remédio milagroso?

Deixe uma resposta