Ceará abre cadastramento para grupos prioritários de vacinação contra #covid-19

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) começou a fazer hoje (segunda-feira, 8.3) cadastramento para vacinação contra a covid-19 para pessoas de grupos prioritários da imunização. A nova ferramenta está na plataforma Saúde Digital e tem integração de dados e informações com os municípios cearenses que aderirem ao sistema.

Acesse a plataforma Saúde Digital

Serão cadastradas as pessoas das quatro Fases de Vacinação especificadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e a ordem das prioridades será mantida:

FASE 1(no momento, pessoas deste grupo estão sendo vacinadas):
• População indígena aldeada
• Idosos a partir de 60 anos institucionalizados
• Trabalhadores de Saúde
• Pessoas com deficiência institucionalizadas
• Idosos a partir de 75 anos

FASE 2:
• Povos e comunidades tradicionais quilombolas
• Idosos a partir de 60 anos

FASE 3:
• Pessoas com deficiência permanente grave
• Pessoas com morbidades

FASE 4:
• População privada de liberdade
• Funcionários do sistema de privação de liberdade
• Forças de segurança e salvamento
• Forças Armadas
• Trabalhadores de Educação do Ensino Básico
• Trabalhadores de Educação do Ensino Superior
• Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros
• Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
• Trabalhadores de transporte aéreo
• Trabalhadores de transporte aquaviário
• Caminhoneiros
• Trabalhadores industriais

Idosos a partir de 75 anos que não foram vacinados e profissionais de saúde, sejam da linha de frente ou não no combate à pandemia, também podem realizar a inscrição. A imunização seguirá o calendário de cada cidade. Caso a pessoa não se encaixe na fase em vigência de vacinação, o cadastro ficará armazenado no banco de dados da plataforma, permitindo maior organização do plano de imunização do Governo do Ceará.

Em Fortaleza, quem está cadastrado no aplicativo Vacine Já e que ainda não foi vacinado, deve realizar novo cadastro no sistema estadual.

Os municípios que aderirem à iniciativa têm a possibilidade de acompanhar o cadastramento da população nos grupos prioritários, agendar a vacinação dos seus cidadãos, dar transparência às filas de agendamento e cidadãos imunizados, além de registrar as doses a partir de QR code, facilitando a aplicação da vacina em qualquer local (visita domiciliar, centros de vacinação). A plataforma também permite o envio da aplicação de doses diretamente para o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).

“O cadastramento foi a forma que o Estado elaborou para auxiliar os municípios e a população. Com o cadastro, a Sesa visa tornar o processo de vacinação mais ágil e transparente. Os municípios terão acesso à plataforma e poderão fazer as suas próprias agendas e não precisarão gastar recursos para desenvolver ferramentas”, explica Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da pasta.

Para o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de nascimento, raça, número do cartão nacional de saúde e telefone para contato, por exemplo. A Sesa ressalta a importância de preencher os dados com as informações corretas e verdadeiras para que a imunização aconteça de forma organizada e mais ágil. Quem não tiver acesso à Internet deve aguardar informações da sua prefeitura sobre como proceder para realizar o cadastro.

A iniciativa é uma parceria do Governo do Ceará, por meio da Secretaria de Saúde do Estado, com o Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará (Íris) e Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

Deixe uma resposta