Orquestra Raiz estreia “Íris”, EP marcado pela conexão musical USA-BRA

Mapa Cultural do Ceará - Klaus Sena - Mapa Cultural do Ceará

Mergulhar em um mar de referências culturais, fundir gêneros, apresentar uma roupagem contemporânea para antigas canções e alcançar inusitadas texturas são algumas das propostas do novo EP “Íris” da Orquestra Raiz, que já está disponível nas plataformas de streaming, via selo Índigo Azul. Dentre as faixas, Flor de Maio conta com a participação da cantora paulistana Kika e vem acompanhada de um videoclipe assinado por Patrícia Araújo.

Idealizada pelo russo Alex Tea, radicado nos EUA, e o cearense Klaus Sena, a Orquestra Raiz vem ganhando destaque pela pluralidade de sotaques sonoros, que rendeu críticaspositivas ao primeiro disco do coletivo, que reuniu 35 artistas, As Américas, de 2015. Para Íris o convite para um universo de timbres e texturas ousados se renova.

“Íris tem como norte o amor em suas mais diferentes formas, seja entre pessoas ou até mesmo o amor-próprio”, diz Klaus Sena. Alex complementa: “Convidamos o ouvinte a saborear e vivenciar essa viagem de ritmo, melodia, harmonia e poesia. É um trabalho de coração, que celebra a amizade de pessoas de diferentes países, misturando influências de cada um”.

Com quatro faixas, sendo três autorais e uma versão musical de Administerio, poema de Paulo Leminski, o EP passeia pela música popular e regional do Brasil, o roots reggae, old-world, soul e jazz, dentre outros estilos, a partir das próprias referências e vivências de seus integrantes.

Flor de Maio – Videoclipe

Dentre as faixas do EP, destaque para Flor de Maio, primeira música de trabalho do coletivo, que conta com a participação especial da cantora paulistana Kika. A canção ganhou um clipe sensível construído por registros dos arquivos de Alex e Talita Cabral (coautora da música) e imagens captadas pela artista cearense Patrícia Araújo, que também assina a edição e montagem do vídeo.

O clipe, que também estreia no dia 02 de abril, traz imagens que perseguem a luz do prisma que atravessa personagens e corpos, dando ritmo e contorno a uma atmosfera de fluxos, fluidos e tempos. “Desde o início da construção de ‘Flor de Maio’, estabelecemos um processo de correspondência, em que cada um contribuiu, de algum modo, para a construção das imagens. Partimos da ideia central de que o clipe contaria com uma sequência que remetesse a memórias, paisagens e texturas de uma relação amorosa”, afirma Patrícia.

Intercâmbio EUA – BRA

A Orquestra Raiz é fruto da troca de saberes e intercâmbio cultural entre os artistas Alex Tea e Klaus Sena, onde cada um imprime sua essência, “sotaques musicais” e estilos próprios. Russo, americano e capoeirista, Alex representa essa amálgama de nacionalidades, ritmos e influências que torna o som da banda ao mesmo tempo único e universal. Brasileiro de Russas/CE e radicado em São Paulo, Klaus Sena é um importante músico e produtor musical da cena artística, que vem imprimindo sua potência rítmica em importantes trabalhos da música brasileira, como Tom Zé, Elza Soares, Dona Onete, Emicida, entre outros.

O início da Orquestra Raiz se confunde bem com o vínculo de Alex Tea com o Brasil, que já é antigo. Fortemente influenciado pela cultura local, Alex ingressou na capoeira e fez intercâmbio cultural vivendo alguns meses em Fortaleza, onde retorna anualmente para novas temporadas. Trouxe o som do seu projeto Kiwi para o Brasil e montou uma banda de apoio, resultando na circulação do KiwiBrasil, trabalho que sela o início da parceria com Klaus Sena. Agora, Klaus assume junto a Alex a direção musical da Orquestra Raiz.

Deixe uma resposta