Serpro e CNC firmam acordo para estimular inovação no comércio

O Serpro, empresa pública federal de TI, e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), entidade que representa mais de 5 milhões de empresas em todo país, firmaram acordo de cooperação técnica para estimular a inovação no setor terciário brasileiro. A assinatura foi realizada na quinta-feira (9), no Rio de Janeiro, durante encontro da Diretoria da CNC, que termina nesta sexta-feira (10) e reúne presidentes das 34 federações representadas pela Confederação.

O objetivo do acordo é identificar as necessidades tecnológicas de um setor da economia responsável pela geração de cerca de 25,5 milhões de empregos. “Hoje temos áreas especializadas em fazer desenvolvimento trazendo a inteligência do governo para o mercado privado. Essa cooperação com a CNC é um orgulho para nós, e temos certeza de que, com os métodos e as tecnologias disponíveis, podemos trabalhar juntos e entregar muita inovação”, afirmou o diretor de Relacionamento com Clientes do Serpro, André de Cesero. 

De acordo com Cesero, o Serpro está pronto para os processos de estudos junto com a Confederação, os processos de co-criação de produtos e o entendimento de modelos de negócio da CNC. “A empresa é bastante robusta para fazer esse atendimento”.

O diretor afirma que o Serpro tem mais de 70 soluções em seu portfólio. Alguns exemplos são a Carteira Digital de Trânsito e o Embarque + Seguro, tecnologia que já está sendo testada em diversos aeroportos do país, permitindo o embarque utilizando apenas o reconhecimento facial do passageiro. 

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, também celebrou a parceria. “O Serpro é uma empresa de Estado e, assim como a CNC, atua para o desenvolvimento do país”, afirmou, manifestando a satisfação com o acordo.

O acordo abre oportunidades de estímulo à inovação no comércio de bens, serviços e turismo, em que a capilaridade e representatividade do Sistema Comércio, formado por 34 federações e mais 1 mil sindicatos distribuídos por todo o território nacional, é um facilitador para a disseminação de boas práticas.

Deixe uma resposta