Tecnologia auxilia empresas em declaração tributária

O Brasil possui um dos sistemas tributários mais complexos do mundo – o país ocupa a 184ª posição no ranking dos 190 países mais complexos e onerosos do mundo do ponto de vista tributário segundo o relatório Doing Business do Banco Mundial.

Soma-se a isso o fato de que a legislação fiscal do país muda quase que diariamente, em diferentes esferas (federal, estadual, municipal) – tudo isso em meio ao cenário econômico extremamente desafiador diante da pandemia da Covid-19 e das incertezas da Reforma Tributária em andamento. O resultado é um constante “apagar de incêndios” para manter-se em conformidade com o Fisco.

A situação é ainda mais delicada para o setor empresarial. Estima-se que as organizações gastam em média, 1,5 mil horas, ou cerca de R$ 70 bilhões, por ano em custos com mão de obra e operacionalização de processos no país.

A Receita Federal vem implementando novas medidas e sistemáticas no intuito de garantir a correta apuração dos créditos tributários decorrentes e respectivos recolhimentos, dentre os quais a arrecadação da contribuição previdenciária através do EFD-Reinf, instituído em 2017.

Em conjunto com o eSocial e a DCTFWeb, o EFD-Reinf visa substituir a GFIP em relação à apuração e recolhimento da contribuição previdenciária (INSS), integrando a implementação dessas três obrigações acessórias quanto à forma e prazos.

Apesar da facilidade proposta, as constantes atualizações e alterações nas regras pertinentes dificultam a rotina do contribuinte, que precisa estar sempre a par delas. Dentre as mais recentes, a dispensa da apresentação da EFD-Reinf a todas as empresas que não gerarem fatos a serem informados no período de apuração, que antes era concedida apenas às empresas do chamado 3º grupo (compreendidas pelas empresas do Simples Nacional).

Tecnologia aliada

A digitalização de impostos é uma realidade inerente à conformidade fiscal, considerando o panorama atual. Acompanhando esse cenário e seguindo com sua missão de resolver problemas tributários, a Sovos – empresa global líder em soluções para o compliance fiscal – desenvolveu uma nova versão do Reinf, aliada ao Taxfiscal, a solução fiscal da Sovos 100% em nuvem. Um dos carros-chefes do portfólio da multinacional, o Taxfiscal é uma solução nativa em nuvem que oferece mensagerias (inbound e outbound), geração de obrigações acessórias e SPEDs para o cumprimento da legislação fiscal. Leve, completo e de navegação intuitiva, quando integrado ao ERP através de APIs, ele busca qualquer tipo de documento fiscal para entrega dos SPEDs de forma completa e sem complicações. Aliás, cabe ressaltar que, por ser nativo em nuvem, ele tem a vantagem de automatizar a entrega de qualquer registro fiscal, minimizando riscos, erros e evitando possíveis atrasos.

Agora, esta solução conta também com uma versão modernizada do Reinf. “Mais moderna e funcional, a nossa nova versão do Reinf foi totalmente repaginada, de fácil navegação e segue baseada 100% em nuvem. Além disso, essa versão também apresenta uma nova interface de operação, a qual também possibilita o seu funcionamento tanto integrado a ERPs quanto de forma autônoma (stand-alone)” explica Zuza de Carvalho, diretor de Produtos da Sovos Brasil. “A união do Taxfiscal+Reinf otimiza ainda mais a operação fiscal da empresa, garantindo efetividade e minimizando possíveis problemas com o Fisco, permitindo que o setor tributário ganhe mais tempo para focar nas estratégias” conclui Zuza.

As duas soluções integradas da Sovos, atende todos os requisitos de mensageria do Reinf e gera relatórios gerenciais simples e fáceis de visualizar, para que a empresa possa realizar sua conferência e criar dashboards de gestão.

Deixe uma resposta