Brasil

Fortaleza (CE) recebe o maior showcase Arch&Design do Brasil

Posted on Updated on

Fortaleza recebe amanhã (segunda-feira, 19.8) o maior showcase Arch&Design do país: o Archaday. Durante o evento, profissionais inovadores compartilham experiências e práticas bem-sucedidas. São apresentações objetivas, que disseminam conhecimento e networking para valorizar a profissão dos arquitetos e designers de interiores. 

O evento conta com o patrocínio de grandes marcas do mercado: Samsung, Marelli, Suvinil e By Kamy. A iniciativa também conta com o apoio da ABD – Associação Brasileira de Design de Interiores. 

A programação confirmada conta com profissionais renomados e temas relevantes:

1) “Novas descobertas sobre a precificação de projetos de interiores”

Raphael Tristão, CEO da Archa Company (Archathon, Archademy e Archabox)

2) “Visibilidade: a sua marca na mídia”

Anna Carpe, Jornalista com especialização em Design de Interiores e Diretora nacional do Archathon.

3) “Saiba como potencializar suas redes sociais e conquistar mais clientes”

Claryanne Aguiar – Arquiteta e Influenciadora Digital

4) “Vitória no Archathon e a formação de um novo escritório – como fazer a gestão”

Amanda Camara – arquiteta e mentora do Archathon Nordeste 2018 + Julia Reissati, Antônio Brito e Yuri Praça, vencedores do Archathon Nordeste 2018..

5) “Entenda as novas formas de morar – com conforto e personalidade “

Brenda Rolim – Arquiteta e Designer de Interiores

Serviço 

Archaday Fortaleza 2019 

Local: Theatro Via Sul, Avenida Washington Soares, 4335 Seis Bocas 350, Fortaleza – CE, 60833-005

Data: 19 de agosto

Horário: 19h às 22h 

Ingressos: http://bit.ly/2019ArchadayFortaleza

Aberto a estudantes, arquitetos, designers de interiores e profissionais do mercado Arch&Design. 

Sobre a Archa Company

O Archaday é uma experiência Archa Company: a maior plataforma de inteligência para o mercado de Arquitetura e Design de Interiores, com o objetivo de automatizar e integrar o relacionamento entre profissionais, marcas e clientes. Para atingir seus objetivos a empresa foca em três unidades de negócio: a ferramenta ArchaBox, um CRM (Customer Relationship Management) para Arquitetos e Designers; o Archathon, o maior workshop Arch&Design das Américas, que já ganhou diversos prêmios e alçou à fama mais de 35 jovens escritórios de Arquitetura e Design; e a Archademy, primeira e única aceleradora para escritórios de Arquitetura e Design de Interiores do mundo, com unidade em São Paulo.

Profissionais do setor de vinhos já podem se credenciar para a Provino 2019

Posted on Updated on

São Paulo sediará de 15 a 17 de outubro a primeira edição da Provino – Feira Profissional de Vinhos e Destilados, direcionada integralmente ao público profissional, que terá acesso os lançamentos, tendências e novidades do setor através das marcas expositoras e do conteúdo do Fórum Provino, com temas práticos do segmento.

Para ter acesso à feira, é necessário realizar o credenciamento, que já está aberto no site oficial da Provino, é gratuito e exclusivo para profissionais do setor. Basta acessar: www.provino.com.br/inscricao, preencher o formulário e aguardar a confirmação da organização da feira. Profissionais de imprensa devem entrar em contato com a CH2A Comunicação, assessoria de comunicação da Provino, para informações sobre o credenciamento pelo e-mailcredenciamento@ch2a.com.br.

Criada para fomentar o segmento como um todo, a Provino tem como meta se tornar uma importante plataforma para o contato entre produtores e importadores de diversos países com distribuidores, sommeliers, comerciantes e importadores do Brasil e da América Latina. Além do intercâmbio com os principais nomes da indústria mundial, os profissionais vão fazer negócios, aprimorar-se profissionalmente e ampliar o network. A organização estima a participação de 250 marcas expositoras e visitação de 10 mil profissionais nos três dias de evento.

Provino

A Provino é um projeto idealizado por Malu Sevieri, Rico Azeredo e Christian Burgos. Os dois primeiros possuem mais de 10 anos de experiência na organização de feiras profissionais e em representação da Messe Düsseldorf, organizadora da já famosa ProWein. Christian Burgos é presidente da Inner Group, reconhecido nome na indústria nacional e internacional de vinhos.

Empresa promove exposhow no Panamá

Posted on Updated on

Líder em ferramentas e acessórios de pintura da América Latina e a terceira maior fabricante do mundo no segmento, a Atlas inova mais uma vez e realiza a primeira edição internacional do Exposhow Atlas.

Já consagrada no Brasil, com 18 edições realizadas em doze estados, a feira acontecerá nos dias 20 e 21 de agosto, no Hotel Westin Costa Del Este, no Panamá. O país foi escolhido estrategicamente, por ser considerado o hub de negócios das Américas, sendo a Cidade do Panamá uma das cinco que mais recebe eventos corporativos no mundo.  

Exposhow Atlas - Banco de imagens Inbetta

 Exposhow Atlas- Banco de imagens InBetta

O Exposhow vai reunir os 38 maiores players brasileiros do segmento de materiais de construção, além de 150 convidados de 20 países diferentes, sendo que, destes, 17 representam 69% do PIB de toda América Latina. Também contará com 12 indústrias de diversos segmentos: Abracol, Adere, Aeroflex, Ciser, Colortek, Foxlux, Kapazi, Ilumi, Jimo, Montana, Citel Software e Pabovi, que terão espaço especial para networking, visando fomentar as atividades comerciais.

Do exterior, terá 200 convidados locais, entre distribuidores, varejos e profissionais do setor panamense. “Será uma grande oportunidade de realizar negócios internacionais, fortalecer alianças e ampliar a carteira de clientes”, explica o diretor geral da Atlas, Márcio Atz.

Márcio Atz - Banco de imagens Inbetta

Márcio Atz – Banco de Imagens InBetta

Para a realização da feira no exterior, foram enviados mais de 17 mil produtos da marca, em um container com 5,5 toneladas, que viajou por quase um mês até chegar no porto de Manzanillo. Os itens serão expostos em um amplo espaço de 1,5 mil m².

Uma equipe formada por 16 profissionais da empresa, entre diretor, gerentes nacionais e regionais de Vendas, departamento de Exportação e Marketing estará presente para as ações de atendimento e relacionamento. “Queremos que importantes clientes conheçam nosso portfólio, que é diversificado e com soluções inteligentes para a construção civil”, avalia o executivo, que completa: “Também haverá programação especial para networking entre o público presente”.   

Atualmente, as exportações representam 10% do faturamento da Atlas, que comercializa seus produtos para 52 países. “Nossos principais mercados são da América do Sul e América Central”, informa Atz, que antecipa o desejo de tornar o evento internacional bianual.

Exposhow Atlas - Banco de Imagens Atlas

Exposhow Atlas- Banco de imagens Atlas

O diretor geral destaca que, após a ampliação da fábrica em agosto de 2018 – com a inauguração da planta industrial de 45 mil m² em Esteio, que recebeu R$ 40 milhões de investimentos – a empresa tem capacidade para atender com excelência novos mercados. “A Atlas projeta, em breve, ampliar sua atuação apara a Europa e Oceania”, revela.

O Exposhow Atlas é 100% promovido e organizado pela empresa. Simultaneamente com o evento, será realizado o “Fórum Latino Americano do Mercado de Materiais de Construção”, que terá como tema “Desafios do Comércio de Materiais de Construção na América Latina”, e contará com a participação de lideranças brasileiras e do exterior, de grandes empresas do setor.

Revista Controle do TCE Ceará será lançada pelo segundo ano consecutivo na Bienal do Livro

Posted on Updated on

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará fará o lançamento da 20ª edição da Revista Controle – Doutrina e Artigos, durante a a XIII Bienal Internacional do Livro, amanhã (segunda-feira, 19/8), às 19h30, na Sala “O Descobrimento do Brasil”, no Mezanino 1. Esta será a segunda vez consecutiva que o periódico é lançado na Bienal, que acontece no Centro de Eventos de 16 a 25/8. A Revista é a publicação acadêmica da Corte de Contas, coordenada pelo presidente do Tribunal e editor-chefe, Edilberto Pontes, e por Gleison Mendonça Diniz, editor-adjunto. 

20º volume da Revista Controle também marca os dez anos da publicação, que traz 15 artigos no formato técnico e científico, com temáticas referentes às áreas da administração pública, das finanças públicas, do direito administrativo, do direito financeiro e das demais áreas afins. Edilberto Pontes ressalta o “esforço ininterrupto quanto à relevância e qualidade dos artigos”, produzidos por autores dos âmbitos nacional e internacional. Os textos tratam tanto de assuntos regionais, como o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), quanto de exemplos de gestão em outras partes do País, como o ajustamento de gestão e o controle externo no TCE Paraná.

XIII Bienal do Livro é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura (Secult). Os dez dias do evento contam com diversas atividades, como “atrações literárias e artísticas, palestras, mesas redondas, conferências, oficinas, contações de histórias, lançamentos de livros e outros eventos literários”. O TCE Ceará reforça seu compromisso acadêmico e pedagógico ao participar pela segunda vez seguida do encontro, levando sua principal publicação acadêmica ao conhecimento do público.

Veja, abaixo, os quinze artigos da 20ª edição da Revista Controle:

* O impacto do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) no crescimento dos municípios: uma aplicação de painel dinâmico;

* Análise comparativa do nível de qualidade da governança pública a partir dos recursos da tecnologia da informação e da comunicação (TIC);

* Índice Mineiro de Responsabilidade Social e gasto público: uma análise da eficiência na alocação de recursos públicos nos municípios de Minas Gerais;

* A dependência do Fundo de Participação dos Municípios e a qualidade dos gastos e das políticas públicas: um estudo aplicado aos municípios do estado de Santa Catarina;

* O controle externo e o combate à corrupção na Gestão Pública de Guiné-Bissau;

* Análise do esforço fiscal na arrecadação do IPTU para os municípios do estado do Ceará utilizando modelo de fronteira estocástica;

* Tomada de contas especial e cobrança executiva no âmbito do Tribunal de Contas da União 2013-2017;

* Percepção dos servidores de uma autarquia federal quanto à aderência de seu sistema de controle interno baseado na metodologia COSO;

* A Análise Econômica do Direito no controle externo das políticas públicas: um olhar pela fechadura;

* Os desafios dos tribunais de contas na fiscalização dos regimes próprios de previdência social à luz dos 30 anos da constituição federal;

* Panorama das atividades de monitoramento e avaliação de políticas públicas pelo estado do Ceará;

* A política cearense de incentivo às organizações sociais e a análise do controle sobre os resultados apresentados nos últimos dez anos;

* O termo de ajustamento de gestão e o controle externo: a novel experiência no âmbito do tribunal de contas do estado do Paraná;

* Controle judicial das decisões exaradas pelos Tribunais de Contas;

* Condutas administrativas de controle para prevenção dos crimes cometidos no âmbito da Operação Carro-Pipa.

Mercado de saúde acrescenta colchão para cuidados com a coluna

Posted on Updated on

A GoodSpine, empresa 100% brasileira que desenvolve produtos voltados à saúde da coluna, acaba de lançar o colchão SpineCare, o único do mercado projetado por especialistas em coluna vertebral e com o exclusivo selo de aprovação da Associação Brasileira de Quiropraxia. O SpineCare é resultado de quase 2 anos de pesquisas e experimentos, e renova conceitos anatômicos, ortopédicos e terapêuticos que dão o suporte ideal ao corpo na hora do sono, descansando a musculatura e mantendo a coluna alinhada.

SpineCare atende tanto o público que sofre com dores e problemas nas costas como pessoas que já adotam um estilo de vida saudável e querem se manter em equilíbrio.

A eficácia do SpineCare vem do modo como foi pensado e das matérias-primas utilizadas nas 4 camadas do colchão. São elas: espuma de base High Resilience (HR37) com pequenos poros que dissipam o calor; Anatomic Contour, que é o corte exclusivo da GoodSpine que dissipa os pontos de pressão na coluna; o Visco Elástico Premium Densidade 80 responsável pelo apoio correto do corpo e, por último, o Beackart Deslee, um tecido Belga de toque suave e tecnologia antialérgica que impede a proliferação de fungos e ácaros.

De acordo com o Dr. Roberto S. Bleier Filho, quiropraxista, sócio proprietário da GoodSpine e chefe da equipe que desenvolve os produtos, o SpineCare nasce para auxiliar quem sofre com problemas na coluna e evitar dores em novas pessoas. “É sabido que 80% da população mundial já teve ou vai ter algum problema de coluna na vida. É sabido também que os pilares de uma vida saudável são a alimentação, a atividade física e o sono. Desses três pilares, o item de saúde que mais usamos é o colchão, afinal, passamos mais tempo dormindo do que comendo ou se exercitando”,
explica o Dr. Roberto, reforçando a importância do colchão.

Mas ele alerta que não basta se preocupar com o colchão. “Todas as pessoas que se queixam de dores e problemas na coluna me perguntam se pode ter sido o colchão que usam e qual o melhor colchão para evitar dores. Avalio que o colchão é uma extensão de um tratamento, como a quiropraxia, por exemplo, e que mais de 50% das dores na coluna está relacionado com o que a pessoa faz no dia a dia, e como faz. É preciso disciplina na prática de exercícios, na alimentação, mas também na forma como se entra no carro, como se senta no trabalho ou para ver TV, se costuma se sentar com a carteira no bolso de trás, como lava louças, qual altura do travesseiro que usa, entre outros fatores”, ressalta o quiropraxista.

Para a produção do SpineCare, a GoodSpine fechou parceria com a Sanko
Espumas, gigante brasileira com 50 anos de mercado e fornecedora da melhor espuma flexível de poliuretano da América do Sul. O colchão tem garantia da própria Sanko, selo Inmetro e certificação da Associação Brasileira de Quiropraxia, além de sua produção seguir os princípios de sustentabilidade.

O SpineCare está disponível em cinco tamanhos, mas também pode ser solicitado sob medida. A GoodSpine também disponibiliza travesseiros anatômicos com uma tecnologia exclusiva, oferecendo 4 tamanhos distintos e em 8 alturas diferentes para apoiar precisamente cada biotipo, apoios lombares, rolinhos cervicais, massageadores, entre outros produtos que estão em fase de desenvolvimento.

TCE do Ceará lança série sobre Eficiência da Arrecadação Municipal

Posted on Updated on

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará lança, nesta semana, uma série de reportagens sobre receita pública. O conteúdo baseia-se nas análises e resultados da Auditoria Operacional realizada pela Gerência de Avaliação de Políticas Públicas, da Secretaria de Controle Externo (Secex), que visou avaliar as estruturas municipais responsáveis pela instituição, previsão e arrecadação de tributos e apresentar boas práticas de gestão.

A ação fiscalizatória amparou-se nas disposições da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF (Lei Complementar nº 101/2000). O artigo 11, por exemplo, estabelece como requisito de responsabilidade fiscal a instituição, previsão e efetiva arrecadação de todos os tributos de sua competência constitucional. No caso dos municípios incluem o IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana), ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis), ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza); as taxas e as contribuições de melhoria.

De acordo com a Gerência, o foco foi construir um diagnóstico globalizado da capacidade tributária dos 184 municípios cearenses, de forma a identificar os principais entraves que impedem a sua expansão, além de fornecer à sociedade opinião independente sobre o desempenho da atividade pública. O trabalho técnico não se tratou de uma avaliação da legalidade dos procedimentos realizados pela Prefeitura ou do desempenho de cada órgão municipal ligado às finanças.

A analista de controle externo, Priscila de Castro, que fez parte da equipe da auditoria, explica como foi planejada a realização da ação fiscalizatória.

Para realizar o trabalho, a equipe da Gerência fez o levantamento da legislação, de estudos produzidos sobre o tema, fiscalizações similares, além de acessos ao Sistema de Informações Municipais (SIM), Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi) e das respostas do questionário aplicado no âmbito do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), dimensão Gestão Fiscal (I-Fiscal).

A Gerência selecionou 12 municípios para realizar vistorias, durante os meses de outubro e novembro de 2018. Para definir a amostra das visitas, os 184 municípios cearenses foram distribuídos em sete classes por tamanho de população; se estabeleceu um índice com base na divisão da receita própria arrecadada pela receita corrente, tendo como referência o exercício de 2017.

O intuito desse indicador era apurar a representatividade da arrecadação própria (IPTU, ISS, ITBI etc.) em relação ao total de receitas voltadas à manutenção das atividades governamentais. Isto é, quanto menor o percentual, maior a dependência das transferências dos outros entes federativos.

Foram escolhidos dois municípios de cada uma das classes, levando em consideração o menor e o maior percentual obtido, ou seja, os que representam, em tese, o pior e o melhor esforço tributário. Ressalte-se, ainda, a exclusão do município de Fortaleza da amostra em razão das características e dimensões que o afasta dos demais municípios.

A auditoria operacional foi desenvolvida pelos servidores Ricardo Dias (Gerente de Avaliação de Políticas Públicas), Giovanna Adjafre, Francisco Evangelista, Luiz Gonzaga Neto e Priscila de Castro.

Debate público

O resultado da Auditoria Operacional será tema do debate a ser promovido pelo TCE Ceará na próxima sexta-feira (23/8), às 9 horas. O evento acontecerá no Plenário do Edifício 5 de Outubro (Rua Sena Madureira, 1047 – Centro) e é aberto ao público interessado.

A presidência do debate ficará a cargo do conselheiro do Tribunal, Ernesto Sabóia, relator do processo nº 06265/2018-7. Segundo o conselheiro, o relatório será finalizado após a realização do encontro e apresentado para apreciação do colegiado do Tribunal.

As inscrições estão abertas no Sistema de Gestão Educacional (Siged), no portal da Escola de Contas Instituto Plácido Castelo, que emitirá certificado aos participantes. 

O impacto da Selic na economia: um estímulo ao consumo

Posted on Updated on

A taxa básica de juros, a Selic, foi cortada na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) para 6% – foi o décimo terceiro corte no índice desde que a taxa chegou a 14,25% ao ano, entre julho de 2015 e outubro de 2016. Trata-se da mais baixa taxa de juros da história do Brasil com um objetivo bastante claro: reanimar a economia e incentivar o aumento dos investimentos, com a expectativa de que a medida possa se reverter em benefícios para a economia.

Mesmo em seu patamar mais baixo, o mercado já precificou um novo corte para a Selic, estimando que possa atingir 5,75% até o fim do ano. O atual índice está 0,25% abaixo do que as projeções realizadas e, se forem comparados com outros países do G20, o Brasil está muito próximo das grandes economias mundiais: Estados Unidos, 2,25%; China, 4,35%; Índia, 5,75%; Rússia, 7,25%. Na comparação com outras economias da América Latina, a taxa mexicana é de 8,25% e a Argentina, de 55,99%.

Em linhas simples, a Selic é o principal instrumento do Banco Central para controlar a inflação. Se essa taxa sobe, os juros de financiamentos, empréstimos e cartões tendem a ficar mais altos, o que reduz o ímpeto pelo consumo – e tende a reduzir a inflação. Por outro lado, como é o caso do Brasil hoje, a redução do valor de financiamentos, empréstimos e cartões tende a estimular o consumo sem necessariamente impactar em um aumento desordenado da inflação. Em junho, por exemplo, o IPCA fechou em 3,37% no acumulado dos últimos 12 meses, quase 1% abaixo da meta estipulada pelo governo, de 4,25%.

O Produto Interno Bruto

O PIB – o total de riquezas produzidas por um país – é um dos principais indicativos do andamento de uma economia. O corte da taxa Selic visa justamente contribuir para este aumento produtivo. Nos últimos anos, as projeções realizadas pelo Banco Central (e diversas entidades independentes) estão sendo frustradas. Para 2019, por exemplo, o Boletim Focus do BC indicava uma expectativa de crescimento anual de 2,55% — em julho, a previsão já estava em 0,82%.

Um dos fatores que afeta diretamente no PIB é o baixo consumo das famílias. Por isso, a Selic e o PIB estão, em tese, diretamente relacionados entre si. Trata-se de um círculo virtuoso: quanto maior o consumo, maior a produção industrial das empresas, reduzindo os estoques e dando sinais de que a retomada econômica está em andamento. O setor de serviços também é impactado, já que as próprias empresas e pessoas físicas têm mais confiança para investimentos e aportes de recursos. Por esse motivo, a queda da Selic pode ser considerada um passo importante em busca da retomada da economia do país.

Em um cenário como esse, a taxa de desemprego também tende a se reduzir. Não à toa, os especialistas alegam que se trata do último indicador a melhorar em uma economia ainda anímica. No segundo trimestre de 2019, a taxa de desemprego ficou em 12%, frente a 12,7% entre janeiro a março. Foram criados 621 mil postos de trabalho no período. Até mesmo setores que, historicamente, demoram a se levantar tiveram bons índices, caso da indústria e da construção.

Dever de casa e contexto externo

A expectativa é que o desemprego siga em queda, especialmente se forem confirmadas medidas como a aprovação da Reforma da Previdência, o andamento de uma Reforma Tributária e a confirmação de acordos comerciais, como o firmado recentemente com a União Europeia. Portanto, o Brasil não está descolado do resto do mundo. Por isso, a guerra comercial entre Estados Unidos e China é um tópico que está no radar e segue em observação, visto que afeta o comércio global como um todo – e pode atrapalhar a recuperação interna.

Os norte-americanos estão tarifando os produtos chineses, que por sua vez tentam compensar tais tarifas por meio da desvalorização de sua moeda, entrando assim em um “looping”. Quanto mais a moeda chinesa é desvalorizada, mais tarifas os americanos estão impondo, e aparentemente essa guerra irá seguir até que um dos lados resolva ceder ou simplesmente não aguentar mais. E aparentemente nenhum dos lados sinaliza que isso vai acontecer rapidamente.

Sob ameaça grave de #Bolsonaro, #Sindireceita se posiciona e enquadra presidente

Posted on Updated on

Nota da Diretoria Executiva Nacional do Sindireceita, sob o título “Legalidade e impessoalidade são princípios básicos para a eficiência e a independência da Receita Federal do Brasil”:

A Receita Federal do Brasil (RFB) tem sido alvo de críticas infundadas, que visam fragilizar a atuação desse importante órgão do Estado brasileiro. Na última segunda-feira, dia 12, o jornal Valor Econômico publicou reportagem informando que o chefe do Executivo teria manifestado incômodo em relação a “ações” conduzidas pelo Fisco. Veja a notícia. 

Na publicação, o jornal reporta que a Analista-Tributária chefe do Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC) na Barra da Tijuca/RJ poderia até sofrer retaliações por parte do presidente da República.

Diante desta grave ameaça, a Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita vem a público prestar esclarecimentos, bem como destacar a importância dos princípios da legalidade e impessoalidade para o bom funcionamento da RFB.

Ao contrário do que teria sido afirmado pelo presidente da República na referida notícia do Valor Econômico, a servidora não possui qualquer relação e/ou executa atividades relacionadas à fiscalização e investigação que são conduzidas pela Receita Federal do Brasil. É importante destacar que os Centros de Atendimento ao Contribuinte desempenham exclusivamente a função de atender os cidadãos que se dirigem a estas unidades em busca de esclarecimentos e serviços sobre processos específicos.

Cabe unicamente à Subsecretaria de Fiscalização (Sufis/RFB) e suas respectivas projeções locais na Receita Federal executar processos de trabalho relativos ao monitoramento de contribuintes e realizar pesquisa e seleção dos sujeitos passivos a serem fiscalizados. Portanto, a afirmação de que a servidora chefe do CAC na Barra da Tijuca teria interferido no processo de fiscalização de contribuinte específico é absolutamente infundada e não corresponde à realidade da estrutura do Fisco.

Também é importante frisar que a Receita Federal do Brasil não divulga detalhes sobre investigações e fiscalizações em curso, tampouco dados sigilosos de qualquer cidadão – seja ele agente do poder público ou não. O trabalho do Fisco e dos seus servidores é pautado pelos princípios da legalidade e impessoalidade estabelecidos na Constituição Federal de 1988 que regem a Administração Pública. Princípios que garantem que a RFB atue de maneira independente e não se torne suscetível a pressões ou aparelhamento político, práticas nefastas que causam enorme prejuízo à sociedade e ao Estado brasileiro.

Historicamente, o Fisco não foi alvo de ingerências políticas e, nós, enquanto servidores desta importante instituição, esperamos que isso permaneça assim.

O Sindireceita reitera seu compromisso para com a defesa do Fisco e dos seus servidores. O Sindicato informa ainda que está acompanhando atentamente os casos envolvendo constrangimentos à atuação de servidores do cargo e tomará medidas cabíveis para resguardar os direitos dos Analistas-Tributários no exercício de suas funções.

Banco do Brasil lança cartão que acumula pontos com reais e sem anuidade

Posted on Updated on

Banco do Brasil lança cartão que acumula pontos com reais e sem anuidade por um ano

Normalmente, para que você possa usufruir de um cartão que acumule pontos, para posteriormente trocar por milhas e viajar, tem que pagar a anuidade. A isenção de anuidade se aplica, na maioria das vezes a cartões que não oferecem tantos benefícios assim. O próprio Nubank oferece o programa Nubank Rewards, através do qual você paga uma assinatura no valor de R$ 19 mensais ou R$ 190 por ano. O Banco do Brasil agora anunciou que vai lançar um novo cartão que acumula pontos com reais, ao contrário de dólares e com um ano de anuidade grátis. O novo cartão será oferecido tanto para correntistas quanto para não correntistas do banco.

A conversão em pontos no novo cartão do Banco do Brasil, vai funcionar de acordo com o pagamento em reais. Ao contrário de dólares, como funciona atualmente na maioria dos cartões. Contudo, a taxa da conversão será aplicada de acordo com a modalidade do cartão.

Portanto, com isso, na versão Internacional, cada R$ 3 valerão um ponto. Enquanto que na opção Platinum, cada R$ 3 valerão dois pontos, de acordo com informações da estatal.

O melhor de tudo é a possibilidade de obter um ano de anuidade gratuita. Depois disso, serão cobrados R$ 228 do Internacional e R$ 468 do Platinum. Ademais, no momento da adesão, os cartões terão bônus de 5 mil e 10 mil pontos no programa de fidelidade, respectivamente.

O cartão será emitido com chip NFC, que permite o pagamento por aproximação na maquininha do lojista, exatamente como ocorre com o Nubank e com o cartão do Neon.

A comercialização será através dos canais digitais do Banco do Brasil e Dotz, e em através de mais de 1.200 pontos físicos espalhados pelo país. O cartão será lançado no modo ‘co-branded’, com acesso aos principais diferenciais dos benefícios Ourocard. Como por exemplo, a pré-venda de shows, e benefícios da bandeira Visa, como seguros e assistências técnicas.

Aplicativo de serviços domésticos quer se expandir no Brasil

Posted on Updated on

Quem é que nunca teve problema para encontrar um bom prestador de serviço? Até mesmo trabalhos básicos como instalar um chuveiro ou desentupir uma pia podem se transformar em uma verdadeira epopeia. Agora, imagine usar uma espécie de rede social para fazer orçamentos e, a partir do preço e da avaliação dada por outros clientes, negociar e fechar o serviço, sem sair de casa. É a isso que se propõe o Triider, startup brasileira que acaba de iniciar sua expansão nacional. 

Com mais de três anos desde sua criação, a plataforma, que teve o início de sua história no Rio Grande do Sul – em Porto Alegre e em Canoas – acaba de iniciar seus trabalhos nas cidades de Curitiba e Belo Horizonte, escolhidas para o começo da expansão nacional. Para os próximos meses, a startup já planeja a chegada em outras duas grandes cidades brasileiras: São Paulo e Brasília. No estado de origem do Triider, 80 novos negócios têm sido fechados por dia por meio da plataforma.

Analisando os números do Rio Grande do Sul, desde que entrou em operação, em abril de 2016, a plataforma efetivou 20 mil serviços, divididos em 8 grupos (limpeza, ar-condicionado, elétricos, hidráulicos, reforma, montagem de móveis, fretes e assistência técnica), realizados por cerca de 240 profissionais cadastrados.

A média de ganhos dos profissionais vinculados ao Triider é de R$ 3 mil – mas há relatos de prestadores que conseguem ganhos de até R$ 8 mil ao mês. “Esse faturamento depende do mês, da disponibilidade do profissional e de outras variáveis. Nós conseguimos criar um fluxo positivo tanto para o cliente quanto para os profissionais”, explica o CEO do Triider, Juliano Murlick. Do valor fechado entre cliente e profissional, a startup fica com um porcentual do negócio.

Para ter seus serviços disponíveis via Triider, os profissionais interessados precisam fazer um cadastro na plataforma. A fim de garantir a experiência e a segurança de quem contrata os serviços, a startup checa os antecedentes criminais dos trabalhadores, as referências profissionais, realiza treinamento presencial e obriga a apresentação de seus documentos oficiais, como RG, CPF e comprovante de residência.

Como funciona?

Para o cliente, é preciso selecionar o serviço desejado e realizar um cadastro com a solicitação. Na sequência, a plataforma disponibiliza aos prestadores de serviço qual é o trabalho buscado, que respondem com orçamentos. Os valores ficam visíveis ao usuário, que pode escolher conforme o preço, avaliação de serviços anteriores, entre outros critérios. É possível, também, contratar o serviço via chat no ato.

Os pagamentos são feitos com cartão de crédito por meio da plataforma, assim como acontece no Uber ou no Airbnb, com possibilidade de parcelamento em até seis vezes sem juros. A empresa já concluiu 20 mil serviços, com 95% dos atendimentos avaliados com 5 estrelas. Os clientes, desde que mantenham relação com o fornecedor estritamente via plataforma, contam com seguro de até R$ 5 mil para negligências. Além de toda garantia via Triider, os serviços oferecidos podem ser parcelados no cartão de crédito. 

“Com muito estudo de mercado e atendendo solicitações dos nossos usuários, conseguimos chegar a uma ferramenta extremamente segura, prática, ágil e que oferece serviços de excelência. E são essas características que levaremos para todo o país”, completa Juliano Murlick.