Roberto Cláudio lança Novo Centro em Fortaleza

Posted on Updated on

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) lançou o Projeto Novo Centro, na manhã desta sexta-feira (17/08), na Praça do Pajeú. A atividade possibilitará um conjunto de intervenções para o reordenamento da região, modificando o cenário do Centro de Fortaleza por meio de obras e ações em seis eixos: Habitação, Política de Apoio à Pessoas em Situação de Rua, Turismo e Cultura, Infraestrutura e Mobilidade, Ordenamento do Comércio Informal e Segurança e Fiscalização.
“A ideia é realizar um plano de 12 meses com metas e prazos bem específicos. O Centro tem um enorme potencial, muito problemas, mas muitas oportunidades também. O objetivo é juntar todos que estão nele, ambulantes, comércio formal e informal, moradores e instituições para fazer um grande pacto para que ele seja de todos, tenha nova vida, mais organizada, qualificada, com melhor infraestrutura, sendo um espaço onde as pessoas possam viver, ganhar um bom dinheiro e que toda a cidade possa usufruir”, afirmou o Gestor da Capital.

Buscando promover ações que beneficiam a Cidade como um todo, as atividades foram definidas por meio de um Comitê Gestor, como explicou Assis Cavalcante, membro do Comitê e presidente da Câmara Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL). “O projeto foi articulado a quatro mãos, feito pela sociedade civil e também por representantes do Município. Esse comitê gestor tem cunho popular, de ajudar com as ideias e nas transformações. Ele é formado pela CDL, alguns gestores do município e da sociedade civil. Vai poder também fiscalizar as ações e obras, promovendo uma entrega adequada à sociedade”, contou.

Durante a atividade, foi criado e empossado, ainda, o Conselho de Governança para o Centro, composto por instituições públicas e privadas e que tem por missão acompanhar a execução de todas as ações do Projeto, possibilitando melhorias na utilização dos espaços públicos a serem executadas a curto, médio e longo prazos.

Adail Fontenele, secretário da Regional Centro, lembrou que o Novo Centro responde a uma demanda antiga da sociedade em promover a requalificação e reordenamento do bairro, por meio de diversas frentes de ações, lembrando que o Centro recebe cerca de 350 mil pessoas dias, além de ter grande valor econômico e histórico para todo o Estado do Ceará.

Na solenidade, o prefeito Roberto Cláudio também assinou ordem de serviço da reforma da Praça Cristo Redentor, incluída no pacote de ações do Projeto Novo Centro.

Eixos de Atuação do Novo Centro
No eixo da Habitação, a ação objetiva estimular a ocupação habitacional na região central da Capital, por meio da viabilização de até 900 unidades habitacionais. Na pauta de apoio a pessoas em situação de rua, o projeto prevê a implantação de Pousada Social com até 100 vagas, além da destinação de vagas para o programa de Aluguel Social.

No segmento de Infraestrutura e Mobilidade, está definida a construção do Terminal Aberto, ao lado da Praça José de Alencar, e a reforma dos calçadões da Guilherme Rocha e Liberato Barroso. Além disso, faixas exclusivas de ônibus serão implantadas na Avenida Duque de Caxias e nas Ruas João Moreira e Castro Silva. As Ruas Senador Pompeu, Barão do Rio Branco, Major Facundo e Floriano Peixoto, além dos cruzamentos nas Ruas Senador Pompeu e Barão do Rio Branco, receberão travessias elevadas. A Rua Barão do Rio Branco também será alvo do Projeto Calçada Viva.

Já na área de Ordenamento do Comércio Informal, dois projetos pilotos se destacam: na Rua Barão do Rio Branco será feita a padronização das bancas e nos calçadões das Ruas Guilherme Rocha e Liberato Barroso serão criados quiosques com o objetivo de ordenar o comércio informal. O eixo Turismo e Cultura vai trabalhar a consolidação de uma agenda cultural única para o Centro da Cidade.

O Governo do Estado também participa do projeto por meio das obras da Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel, da Escola de Hotelaria e Gastronomia, da Estação das Artes, Teatro São José, Praça Cristo Redentor e projeto Cidade da Gente, que já está em andamento na área do entorno do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

No eixo da Segurança e Fiscalização, o projeto prevê a instalação de 40 novas câmeras de videomonitoramento, que serão somadas às 32 câmaras da Prefeitura já existentes e às 11 câmaras da Secretaria de Segurança Pública também já existentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.