Bahia

Articulação defende subsídio do milho

Posted on Updated on

 

O presidente do Senado, o cearense Eunício Oliveira (PMDB), iniciou com o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra, mobilização para estender os efeitos de portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que beneficia pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte das regiões Norte e Nordeste.

A portaria dá aos pequenos produtores, por meio do Programa Vendas em Balcão da Conab, acesso aos estoques de milho do governo a preços compatíveis aos do mercado atacadista local. Mas a regra perderá validade já em 31 de dezembro próximo, o que pode prejudicar milhares de produtores e criadores rurais.

Em decorrência da medida, a saca de 60 kg é vendida hoje a R$ 33 nos municípios do Norte e Nordeste.

O presidente da Conab argumenta que, com sete meses em vigor, as repercussões da Portaria são “bastante
expressivas” na movimentação da economia local. Segundo estudo da Companhia, no volume de vendas nos 15 estados atendidos, de 10 de abril passado a 9 de novembro, o comércio em balcão de milho em grãos a preço subsidiado superou 86% o volume de vendas no mesmo período de 2016.

Eunício disse que vai tratar com o presidente da República, Michel Temer, e com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defendendo a prorrogação da medida.

Salvador (BA) seleciona gestão de hospital

Posted on Updated on

A Secretaria Municipal da Saúde de Salvador publicou edital de Chamamento Público para selecionar organizações sociais interessadas em gerenciar, operacionalizar e executar serviços de saúde do primeiro Hospital Municipal de Salvador, previsto para ser inaugurado em março de 2018. A unidade terá capacidade para atender 60 mil pacientes por mês.

As propostas deverão ser entregues no dia 22 de novembro, às 9 horas (horário local), na sede da Secretaria Municipal da Saúde, no bairro do Comércio. No mesmo dia serão abertos os envelopes com as propostas.

O hospital terá 18 mil m² de área construída no bairro da Boca da Mata, com um investimento de R$ 120 milhões da Prefeitura, entre obras e equipamentos. A estrutura terá 300 leitos para o atendimento às urgências e internamentos eletivos nas áreas de clínica geral, pediatria, cirurgia, traumatologia e ortopedia, e atuará como referência da rede municipal de saúde

J. Macêdo duplica capacidade no Porto de Salvador

Posted on Updated on

A J. Macêdo e a Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) apresentaram no Porto de Salvador, um novo sistema de descarregamento mecânico de grãos de navios. A estrutura, que teve obras iniciadas em março, deve dobrar a capacidade atual de descarregamento de 150 toneladas/hora para 300 toneladas/hora, ou 7.200 toneladas/dia. A modernização do terminal de grãos do Porto público de Salvador teve investimento R$ 27,5 milhões, executada pela J. Macêdo, maior fabricante nacional de farinha de trigo doméstica.

Abaixo, informações da J. Macêdo:

Dedicado principalmente às operações com trigo, o novo sistema é composto por um descarregador tipo portalino, com uma lança de 22 metros de extensão dotada de conchas para entrar no porão de navios, e um transportador que leva o grão para o prédio da nova balança e de carregamento de caminhões. Fabricado pela suíça Bühler, os equipamentos são considerados o estado da arte em matéria de manuseio de grãos.

As obras de modernização do terminal portuário começaram em março e vão permitir transferir o trigo para o moinho ao lado do cais e fazer o carregamento de caminhões que levam o grão para outras unidades por rodovia de forma muito mais eficiente, automatizada e limpa, graças ao novo sistema de aspiração e recolhimento de partículas em suspensão.

“Para nós é muito importante a parceria com o setor privado na modernização do Porto de Salvador, que permitirá beneficiar não uma única indústria, mas todos os usuários que movimentem grãos”, disse o diretor-presidente da Codeba, Pedro Dantas. “Esta parceria com a J.Macêdo abre perspectivas para fomentar novos negócios e o desenvolvimento da economia baiana”, completa.

A J. Macêdo, grupo 100% nacional de capital nordestino, fabricante dos produtos Dona Benta, Sol e Petybon, está investindo cerca de R$ 350 milhões na Bahia, que concentra o maior investimento da empresa no atual momento de expansão. Além da modernização do terminal de grãos, o plano de expansão inclui a ampliação do Moinho Salvador, localizado em frente ao terminal portuário, e de fábricas de massas e biscoitos em Simões Filho (Grande Salvador). A operação do terminal, do moinho e do complexo é totalmente integrada.

(…)

O presidente da J. Macêdo, Luiz Henrique Lissoni, ressaltou a presença da empresa no cotidiano das famílias baianas: “Produzimos aqui farinha doméstica e industrial, biscoitos, macarrão e mistura para bolo. São produtos nutritivos e saborosos que vão para a mesa das famílias baianas com uma constelação de marcas: Dona Benta, Sol, Petybon, Brandini, Favorita, Águia, Familiar, Lili, Biofibra, Premiata, Panette, Branca de Neve, Fama e Boa Sorte – e cada uma delas representa o nosso compromisso de qualidade com o consumidor”, disse.

Os moinhos instalados na zona portuária são atendidos por um conjunto de armazéns compartilhados que recebem e guardam temporariamente o trigo dos navios enquanto os silos estão cheios. Parte estratégica da operação portuária, eles funcionam como um “pulmão” e dão segurança de que o descarregamento possa ser feito a qualquer tempo sem que os navios fiquem retidos mais que o necessário.

Ao mesmo tempo, o moinho Salvador, um dos maiores complexos moageiros do país, está recebendo investimentos de R$ 103 milhões para a automatização dos processos de produção. As obras começaram em 2014, com a construção de seis silos de trigo com capacidade para 28 mil toneladas, e se estendem até julho de 2018. O objetivo é aumentar a capacidade de moagem de 920 toneladas para 990 toneladas/dia e a de estocagem de farinhas e de demais produtos derivados do trigo. Todos os processos de limpeza, linhas de transferência para envase e preparação de trigo estão sendo modernizados. Marco tradicional da arquitetura industrial baiana, o moinho, está instalado desde 1951 na zona portuária.

O terminal portuário e o moinho são ligados por um túnel subterrâneo de transporte de trigo, que assim chega aos silos sem o uso de caminhões. O sistema, robusto, sustentável e altamente eficiente, existe praticamente desde a construção do próprio Moinho Salvador e também foi modernizado.

A modernização do terminal portuário e do moinho está ligada ao aumento da capacidade de produção do complexo fabril de Simões Filho, onde a J. Macêdo está instalada desde 1989. Com um investimento de R$ 220 milhões, a empresa está aumentando para 10.500 toneladas/mês a capacidade de produção de massas e biscoitos de seu parque fabril em Simões Filho, com a construção de uma nova linha de biscoitos e três novas linhas de massas. As obras de ampliação estão em andamento e devem ser entregues em etapas a partir do segundo trimestre de 2018.

(…)

O parque fabril de massas vai ter capacidade instalada de 82.500 toneladas/ano – 120% maior que a de hoje. Isso vai permitir atender à crescente demanda da região Nordeste por diferentes tipos de massas. O projeto em Simões Filho engloba ainda a ampliação do Centro de Distribuição, que vai passar de 4.564,94 m² para 6.027,26 m².

BNB financia mais energia

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste vai financiar R$ 1,326 bilhão em três empreendimentos de energias renováveis por meio do FNE Infraestrutura, linha de crédito com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). A assinatura dos contratos com Enel Green Power Brasil Participações, CPFL Renováveis e Apodi Energia será realizada às 10 horas de hoje, 24 de novembro, na sede do BNB, em Fortaleza, com a presença do presidente, Marcos Costa Holanda.

O FNE Infraestrutura participará com R$ 678,7 milhões para implantação de três parques de energia fotovoltaica da Enel Green Power Brasil Participações, subsidiária de energia renovável da Enel. Os empreendimentos, com capacidade instalada de 553 megawatts, estão localizados, respectivamente, nos municípios baianos de Bom Jesus da Lapa e Tabocas do Brejo Velho, e em Ribeira do Piauí (PI). A empresa investirá cerca de 585 milhões de dólares nos três parques. O contrato será assinado pelo presidente da Enel no Brasil, Carlo Zorzoli.

A usinas de geração de energia fotovoltaica Apodi, das empresas norueguesas Scatec Solar e a Statoil, e brasileira Kroma Energia, contarão com R$ 477,4 milhões do FNE e R$ 187,4 milhões de recursos próprios das empresas. O empreendimento, com capacidade de 132 megawatts (MW), será implantado no município de Quixeré, na região do Vale do Jaguaribe, no Ceará. Estará presente no evento o diretor presidente e acionista, Valério Veloso Borges Bezerra de Carvalho.

A CPFL Renováveis assinará contrato para o financiamento das usinas eólicas Pedra Cheirosa I e II, com 48,3 megawatts de capacidade, no município de Itarema, a 237 quilômetros de Fortaleza. Serão financiados R$ 170,1 milhões pelo fundo constitucional e a empresa investirá R$ 76,1 milhões de recursos próprios.

A linha de financiamento FNE Infraestrutura promove a ampliação de serviços de infraestrutura econômica, dando sustentação às atividades produtivas da Região. O produto, lançado em abril deste ano, financia implantação, ampliação, modernização e reforma de empreendimentos, incluindo as Zonas de Processamento de Exportação, contemplando créditos para investimentos e capital de giro associado ao investimento. São setores atendidos pelo programa: energia, oferta de água, infraestrutura de transporte e logística, telefonia e exploração de gás natural.

No setor energético, o recurso tanto pode ser utilizado para expansão da rede de distribuição de energia elétrica, como para a geração, transmissão e distribuição de energia oriunda de fontes convencionais e de fontes renováveis.

Ato de reitores na Bahia defende ensino público

Posted on Updated on

O Fórum Universitário Mercosul (FoMerco) vai debater de hoje a sexta-feira, em Salvador (BA) a integração regional em tempos de crise, desafios políticos e dilemas teóricos. O evento será realizado nn Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos (IHAC), da Universidade Federal da Bahia. Será a 16ª edição do Fórum, a primeira na Bahia. Palestra, cinco mesas-redondas e a exposição de cerca de 250 trabalhos científicos compõem a pauta.

Abaixo, informações da UFBA:

Antes da solenidade de abertura, o reitor em exercício da UFBA, Paulo Miguez, e os reitores Gustavo Vieira da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), e Anastácio Souza da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) realizam um ato em defesa do ensino público superior, no dia 27, a partir de 15h, no auditório do PAF III. O evento terá o lançamento da Carta de Salvador, manifesto em prol da universidade pública, em especial das instituições de ensino superior com vocação internacional, que estão atualmente fortemente ameaçadas.

A Carta de Salvador destaca a preocupação com as restrições orçamentárias, que ameaçam o ensino público superior já que, “após uma década de contínuo crescimento, o número de estudantes que ingressaram nas universidades públicas brasileiras caiu pela primeira vez em 2016”.

A íntegra está aqui.

Conselho Previdenciário da Bahia elege integrantes

Posted on Updated on

Do Governo da Bahia:

O Conselho Previdenciário do Estado da Bahia (Conprev) divulgou o resultado da eleição da entidade, que atua como órgão consultivo, deliberativo e de supervisão dos fundos previdenciários estaduais. Foram eleitos membros da Associação dos Procuradores do Estado da Bahia (Apeb) e do Instituto dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia (IAF) para atuar, junto ao Conprev, como representantes dos servidores ativos e inativos do Estado, no biênio 2017/2018.

O resultado da eleição foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da última sexta-feira (22). Dois membros do Apeb (titular e suplente) e outros dois do IAF (titular e suplente) vão representar os interesses dos servidores do Estado nas seções do Conprev.

Os representantes vão ajudar na formulação de normas e diretrizes para a execução da política previdenciária do Estado. Terão a função de apreciar e aprovar, junto com demais membros do Conprev, a programação anual e plurianual dos fundos previdenciários do Estado (Funprev e Baprev). Também irão participar, acompanhar e avaliar sistematicamente a gestão dos fundos; apreciar e recomendar propostas de alteração da política previdenciária do Estado da Bahia; dentre outras.

A íntegra está aqui.

Bahia se aproxima da China

Posted on

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), se reuniu com comitiva chinesa no Palácio de Ondina, em Salvador, para tratar de relações comerciais. No encontro, resultante da visita de Rui à China, ainda em 2016, foi firmado  memorando de cooperação entre a Free Trade Zone Tianjin e a ZPE de Ilhéus.

A reunião do governador baiano com os representantes chineses teve também o objetivo de promover o intercâmbio de cooperação econômica e comercial visando a prosperidade e desenvolvimento comum, além de fortalecer laços de amizade e parcerias comerciais.

Salvador: projeto de pesquisa terá participação de universitários

Posted on Updated on

salva

Alunos de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Salvador vão integrar projeto de pesquisa no programa Salvador 360, que pretende impulsionar a economia soteropolitana nos próximos quatro anos.

Serão 200 universitários, com participação viabilizada por em parceria da Universidade Salvador com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo.

Abaixo, informações da prefeitura de Salvador:

As ações iniciais serão centralizadas no primeiro eixo, denominado Simplifica, e o objetivo é criar um banco de dados do sistema de georreferenciamento para fins de consultas relacionadas ao ordenamento e uso do solo do município. Por conta disso, os resultados do trabalho conjunto terão alicerce no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), na Lei do Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo (Louos) e no novo Código de Obras da capital baiana.

Atualmente, as plantas urbanísticas de Salvador são disponibilizadas essencialmente em meio físico. Com o georreferenciamento, todo esse material passará a ter um equivalente digital e será disponibilizado em uma plataforma prática e completamente interativa. “Da forma como as coisas são realizadas até agora, há uma demora muito grande entre o momento em que o cidadão dá entrada com algum pedido junto à Sedur e o tempo para que seja emitida uma resposta, pois demanda deslocamento de pessoal e tempo para pesquisa para cada item solicitado. Com a modernização – que parte do conceito de cidade inteligente, marcada pelo ponto de vista virtual -, será possível, entre outras ações, o cruzamento de dados, poupando tempo referente às respostas das demandas do cidadão”, detalha Jealva Fonseca, gerente de Licenciamento da Sedur.

Dessa forma, o trabalho é simplificado nas duas pontas do processo: cidadão e poder público, garantindo acesso total do mapa de Salvador, com informações georreferenciadas com o destacamento dos lotes, situação legal e do ponto de vista econômico, contendo informações corretas que podem ser alteradas em tempo real, de acordo com as mudanças que forem ocorrendo, sempre em constante atualização. Todo o processo, desde o treinamento até a finalização dos dados obtidos, será comandado pela Sedur, que também irá catalogar, revisar e preservar a base cartográfica do município.

Leia mais neste link.

A música na Bahia, entre arte, identidade cultural e ensino

Posted on Updated on

Analisar perspectivas e desafios da educação musical escolar. Essa é a finalidade do IV Encontro do Fórum Permanente de Ensino de Música nas Escolas de Educação Básica e IV Encontro do Fórum de Formação dos Professores de Música, que acontecem de amanhã a terça-feira, no município de Guanambi. Paralelamente, será realizado o I Seminário dos Professores de Arte dos Território Sertão Produtivo.

O evento é destinado a estudantes, professores e pesquisadores da área e é é promovido pela Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM) e pelo Fórum de Educação Musical da Bahia (Femba), em parceria com a UNEB. E visa a debater ações que fortaleçam concepções, objetivos, conteúdos e metodologias direcionadas para a educação musical escolar, partindo das diretrizes nacionais e das dimensões político-educacionais do Brasil.

A programação inclui painéis temáticos, rodas de conversa, debates e apresentações artísticas. Destaque para a participação da professora da UNEB Edineiram Maciel, também coordenadora do Fórum de Educação Musical da Bahia e representante da Associação Brasileira de Educação Musical na Bahia.

A docente vai participar do painel temático O ensino de artes e as especificidades do ensino de música: uma análise da atual conjuntura do ensino das artes no Brasil, ao lado dos professores  Marcos Ferreira (IFBA Campus Vitória da Conquista); Flavia Candusso (UFBA), e Gilmaria Ribeiro da Cunha (SMED Salvador).

Edineiram Maciel foi uma das idealizadoras do Programa Especial de Licenciatura em Música, na modalidade Educação a Distância, que será ofertado pela UNEB, em parceria com o Núcleo Estadual de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojibá), em 2018.

Salvador comemora 468 anos com nove dias de festa

Posted on

salvadorA poucos dias da comemoração do 468º aniversário de Salvador, que será no dia 29 deste mês, o prefeito da cidade, ACM Neto, anunciou nesta segunda-feira (20) a programação do Festival da Cidade 2017, com atividades culturais em diversos pontos da capital baiana. Ao todo, serão nove dias de eventos, que começam no próximo sábado (25) e vão até 2 de abril.

As atividades culturais vão desde o grafite, teatro, cinema, shows musicais e de dança, feiras de arte e exposições artísticas, além de atividades esportivas. Ao todo, serão mais de 100 atrações gratuitas em 13 bairros de Salvador, que vão do centro ao subúrbio, passando pelo Rio Vermelho, por Periperi, Cajazeiras, São Caetano, pelo Bairro da Paz, Vale da Muriçoca e por Mussurunga.

“Temos o aproveitamento de espaços culturais e pontos turísticos da cidade para alguns eventos, a exemplo do Mercado Modelo, Teatro Gregório de Mattos, da Casa do Benin, do Espaço Cultural da Barroquinha e do Parque da Cidade, entre outros. É uma forma de aproveitar o máximo esse momento para reforçar os equipamentos da cidade, permitir que as pessoas vivam a sua cidade de verdade”, disse ACM Neto.

Também durante o lançamento da 5ª edição do Festival da Cidade, o prefeito anunciou um conjunto de obras e serviços municipais, algumas prestes a ser inauguradas, outras em andamento e também em processo de licitação, para o mês de aniversário de Salvador.

As obras anunciadas somam investimentos de R$ 533 milhões e são no âmbito de requalificação urbana, equipamentos esportivos, contenção de encostas, escolas, habitação e unidades de saúde, além de eventos artísticos e culturais. Entre as ações culturais estão o lançamento de editais culturais, eventos e tombamento de bens.

“São quase R$ 600 milhões em investimentos do Poder Público, direto da prefeitura de Salvador, em diversas obras e áreas. Além disso, a prefeitura investena cultura porque esse é o grande diferencial da nossa cidade, e a gente procura não dar somente visibilidade aos grandes artistas, mas olhar para os pequenos artistas e grupos culturais que têm a chance de mostrar a arte e a criatividade do povo de Salvador, nesse período do aniversário da cidade”, disse o prefeito.

A programação dos eventos para comemorar os 468 anos de Salvador pode ser encontrada na página da prefeitura na internet.