Paraíba

Dnocs na Paraíba vai receber mais R$ 5 milhões

Posted on Updated on

O ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua de Deus Andrade, assegurou ao coordenador Estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas na Paraíba, Alberto Batista, a liberação de recursos adicionais da ordem de R$ 5 milhões para várias obras do Estado.

As verbas serão apicadas para beneficiar as barragens de Camalaú, Porções, Curemas Mãe-Dágua, São Gonçalo e Engenheiro Ávidos.

O ministro garantiu, ainda, a perfuração de poços onde as águas de superfície não podem atender aos mais necessitados.

Campina Grande (PB) articula intercâmbio turístico, cultural e econômico

Posted on Updated on

Uma comitiva de técnicos e empresários dde turismo de Pouso Alegre, em Minas Gerais, visitou a Vila do Artesão de Campina Grande (PB). O grupo ficou encantado com o artesanato produzido pelos mais de 200 artesãos campinenses e com a estrutura do local.

A comitiva fez intercâmbio cultural e econômico com Campina Grande, principalmente no que se refere aos setores de entretenimentos e de valorização da cultura regional. Para eles, a cidade é referência e tem ensinado como fazer o “dever de casa” através de parcerias que proporcionam o desenvolvimento local.

Na Vila do Artesão a comitiva foi recepcionada pelo presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), Nelson Gomes Filho. Na ocasião, eles tiveram a oportunidade de conhecer o artesanato produzido pelos mais de 200 artesãos campinenses, conferir de perto a produção de algumas peças e absorver conhecimento sobre a valorização da cultura e do incentivo da Prefeitura de Campina Grande à produção local.

BNB chega a R$ 1,14 bilhão em operações na agricultura familiar

Posted on Updated on

As operações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) alcançaram a marca R$ 1,14 bilhão, em quase 80 mil operações de crédito operacionalizadas pelo Banco do Nordeste, em toda a sua área de atuação, que compreende os nove estados da Região e ainda o norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo.

O montante refere-se a contratos do Programa de Microfinança Rural do Banco, Agroamigo (R$ 966,7 milhões) e operações nas demais linhas do Pronaf (R$ 172,1 milhões). Grande parte desses recursos foi aplicada em municípios do semiárido (74,5%), onde residem os produtores de mais baixa renda, ou destinou-se à atividade da pecuária (81,5%). O valor representa aumento de 27,6% se comparado ao contratado no mesmo período de 2017. Para as necessidades de custeio, foram aplicados 9% dos recursos, com taxas de juros de 1% a 3% ao ano.

A agricultura familiar é responsável pela produção dos principais alimentos consumidos pela população brasileira: 87% da mandioca, 70% do feijão, 46% do milho, 38% do café, 34% do arroz e 21% do trigo do Brasil, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário. A Região Nordeste possui 89,1% dos quase 2,5 milhões de estabelecimentos rurais familiares do País. São 6,4 milhões de trabalhadores e trabalhadoras do campo que atuam no segmento, tendo o Pronaf como principal fonte de financiamento.

No âmbito do Plano Safra 2017/2018, que se encerra em junho, o Banco do Nordeste reservou R$ 2,5 bilhões para investir na agricultura familiar da região. O valor representa acréscimo de 8% em comparação ao Plano Safra 2016/2017. Os juros permanecem os mais baixos do mercado, variando de 0,5%, 2,5% e 5,5% ao ano, dependendo da destinação do crédito.

O Banco do Nordeste é o maior operacionalizador do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na Região, atendendo agricultores familiares que desenvolvem atividades agropecuárias e não agropecuárias utilizando-se, basicamente, de mão de obra familiar. Atualmente, sua carteira ativa para o segmento é de 1,5 milhão de clientes, com saldo de R$ 6 bilhões.

O programa oferece condições diferenciadas de acesso ao crédito, de acordo com a renda bruta anual obtida pela Unidade Familiar, que é de até R$ 20 mil para mini produtores até R$ 360 mil para clientes de maior porte.

O Pronaf também disponibiliza linhas de crédito especiais para públicos e atividades específicas: Pronaf Mulher, Pronaf Jovem, Pronaf Agroindústria, Pronaf Floresta, Pronaf Mais Alimentos, Pronaf Custeio, Pronaf Produtivo Orientado (PPO), Pronaf Microcrédito Grupo A, Pronaf Agroecologia, Pronaf Custeio para Beneficiamento e Industrialização de Agroindústria Familiar, Pronaf ECO e Pronaf Semiárido.

O Agroamigo é o Programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste que tem como objetivo melhorar o perfil social e econômico do(a) agricultor(a) familiar do Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo, cuja operacionalização conta com a parceria do Instituto Nordeste Cidadania (INEC).

Tem como característica a presença nas comunidades rurais por meio dos Agentes de Microcrédito e atende, de forma pioneira no Brasil, a milhares de agricultores(as) familiares, enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), com exceção dos grupos A e A/C.

A metodologia inovadora do Agroamigo impulsiona a sustentabilidade dos empreendimentos rurais, a equidade de gênero no campo, a inclusão financeira dos agricultores(as) familiares e a redução de desigualdades.

Transposição das águas do São Francisco é debatida em Comissão

Posted on Updated on

O ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, participa hoje (5.6) de audiência da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado sobre as obras do projeto de Integração do Rio São Francisco. O debate foi sugerido pela presidente da comissão, senadora Fátima Bezerra (PT-RN), que solicita principalmente informações sobre a situação das obras do Eixo-Norte 1 e do Ramal do Apodi.

O objetivo da audiência é conhecer e avaliar as medidas tomadas pelo governo para garantir o calendário de conclusão das obras do Pisf. Em audiência da comissão em março, Helder Barbalho, então ministro da pasta, comunicou alterações no cronograma do projeto e anunciou a falta de recursos financeiros para a implementação do projeto de revitalização do Rio São Francisco.

No fim de abril, a empresa responsável pelas obras do Eixo Norte rompeu o contrato de prestação de serviços alegando dificuldades financeiras. Após a contratação de uma nova prestadora, Pádua Andrade garantiu um ritmo de trabalho acelerado para a finalização das obras. Segundo informações do ministério, atualmente os canteiros de obras têm turnos de 24h e mobilizam cerca de mil trabalhadores.

A senadora Fátima Bezerra espera ouvir do ministro na audiência novas previsões ou confirmações das datas de entrega das obras. “Diante da grandeza dessa obra e da importância que tem para a vida, para o desenvolvimento do Nordeste, é de fundamental importância darmos continuidade à avaliação do andamento dessas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco”, afirma Fátima no requerimento da audiência.

Varejo da Paraíba indica recuperação

Posted on Updated on

O varejo ampliado da Paraíba, que inclui os segmentos de veículos, peças e materiais de construção, mostrou recuperação mais forte no quarto mês do ano. As vendas expandiram 3,6% em abril sobre o mês anterior, segundo Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de volume de vendas colocou a Paraíba com o 3º melhor resultado do país. Os Estados que lideraram o indicador foram Espírito Santo (4%), Sergipe (3,7%) e a Paraíba (3,6%), enquanto o país apresentou alta mais modesta (1,3%).

O volume de vendas do comércio ampliado na comparação também de abril sobre igual mês do ano passado expandiu fortemente (9,4%). No ranking do Nordeste, a Paraíba apresentou a segunda maior taxa de crescimento. O Ceará registrou alta de 10,4%, enquanto o país registrou expansão menor (8,6%). As vendas do ampliado aumentaram em 19 das 27 atividades.

No indicador do comércio varejista sem incluir os segmentos do ampliado, a expansão foi mais modesta (1%), na comparação de abril sobre o mesmo mês do ano passado. Contudo, o indicador paraibano ainda ficou acima da média nacional (0,6%). Dos nove Estados do Nordeste, apenas quatro tiveram resultados positivos (RN, CE, MA e PB) e outros cincos Estados apresentaram queda (PE, SE, BA, AL, PI).

Apesar da recuperação, a gerente da Pesquisa Mensal do Comércio, Isabella Nunes, destaca que o comércio ainda não recuperou tudo que perdeu em 2015 e 2016 e que a greve dos caminhoneiros deve afetar o desempenho do setor no 2º trimestre.

São João de Campina Grande (PB) tem ação ambiental

Posted on Updated on

A Aliança Comunicação, empresa organizadora do São João de Campina Grande (PB), doou 7 mil mudas de árvores como compensação ambiental do São João 2017. As mudas, segundo a engenheira Denise Senna, coordenadora do projeto, estão no Viveiro Municipal e serão usadas como complemento ao projeto de arborização de Campina Grande, que já chegou a 30 mil árvores plantadas até o momento.

O projeto já alcançou em Campina Grande a proporção de 50 escolas e 25 bairros que contribuem para a sustentabilidade do Programa. As pessoas que desejam plantio de árvores em suas casas são atendidas através do telefone 3341-0600, após isso é feito o agendamento e a equipe se desloca para fazer o plantio. Nas escolas o destaque da ação vem por meio de um certificado concedido pelo prefeito Romero Rodrigues ao aluno que fizer a adesão ao programa e plantar uma árvore.

Para a Semana do Meio Ambiente a Secretaria de Serviços Urbanos está preparando uma vasta programação que começa na próxima sexta-feira (1º.6) e se estende até 8 de junho. As ações serão divulgadas oficialmente na próxima semana, segundo Denise Senna. O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho desde 1972 quando foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas como forma de alerta para preservação ambiental de todo o mundo.

Prefeitura de Conde (PB) abre audiências do Orçamento Democrático

Posted on Updated on

A prefeita do município de Conde (PB), Márcia Lucena (PSB), abriu o ciclo de audiências do Orçamento Democrático Municipal 2018. Todos os secretários e coordenadores da gestão municipal participaram de plenária na Colônia de Pescadores Z9, em Jacumã. A população elegeu como prioridades para o orçamento de 2019 infraestrutura com 39% das indicações, seguida de saúde (23%) e educação (09%).

Participaram da plenária mais de 200 pessoas, entre representantes das comunidades que compõem a 4ª região (Barra de Gramame, Village, Jacumã, Rio do Ouro, Vale do Amanhecer, Carapibus, São Bento, Ademário Régis, Dona Antônia, Tabatinga e Assentamento Tambaba), delegados e Conselheiros do Orçamento Democrático Municipal.

Márcia abriu a audiência assinando a autorização para abertura do processo licitatório do programa “Ilumina Conde”, para que sejam retomados o serviço de implantação e revitalização da iluminação pública no município. A Prefeita também assinou o contrato de prestação de serviço com a empresa S&T Construções e Projetos LTDA, para início do trabalho de terraplanagem em algumas comunidades, assim facilitando o acesso para alguns locais que antes eram prejudicados devido as chuvas e a falta de infraestrutura. Para esta obra estão sendo investidos R$ 92.222,00.

A Prefeita também fez um balanço geral dos serviços prestados para a população durante o primeiro ano de gestão e destacou a importância da parceria do Governo do Estado em benefício de todo o município.

Campina Grande (PB) melhora Vila do Artesão

Posted on

O presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde) de Campina Grande (PB), Nelson Gomes Filho, visitou as obras de reforma que estão sendo realizadas na cobertura da Praça de Alimentação da Vila do Artesão. Os serviços tiveram início em 26 de abril, com previsão de conclusão para o início da próxima semana.

A melhoria uma antiga reivindicação dos comerciantes e artistas que se apresentam no local através dos projetos mantidos pela Amde naquele espaço. A nova cobertura que está sendo implantada fará com que o espaço fique com uma temperatura mais agradável, uma vez que o sol não vai atingir diretamente os frequentadores, além de tornar mais amplo no local.

Conforme o presidente da Amde, a reforma foi programada para acontecer antes do Maior São João do Mundo, evitando transtornos para o período de maior movimento na Vila do Artesão.

O público que visitar a Vila do Artesão pode aproveitar o espaço para conhecer o artesanato produzido em Campina Grande, degustar a melhor comida regional e usufruir de serviços de beleza. São mais de 200 artesãos produzindo e comercializando seus produtos. A Vila do Artesão funciona das 10h às 18h da segunda-feira ao sábado.

BNB já regularizou este ano 18,4 mil operações de dívidas rurais

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste já regularizou este ano mais de 18,4 mil operações de dívidas rurais com base na Lei 13.340/2016, em sua área de atuação (Região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo). O montante já supera R$ 1,7 bilhão, entre liquidações e repactuações. Os clientes beneficiados podem voltar a obter novos créditos e realizar investimentos em suas propriedades.

O instrumento permite que agricultores recebam descontos de até 95% em dívidas contratadas até 2011, podendo renegociar suas operações para pagamento até o ano de 2030, com parcelas a partir de 2021. Os juros da renegociação variam de 0,5% ao ano, para agricultores familiares, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

Esse é o instrumento legal de regularização de dívidas mais abrangente nos últimos anos. O Banco tem feito todo o esforço necessário para mobilizar o maior número de produtores beneficiados, efetivar as negociações e contribuir, diretamente, para o fortalecimento das atividades econômicas rurais, desde os pequenos até os grandes produtores da Região.

Em 2017, com base na Lei nº 13.340/2016 e Resolução CMN nº 4.591/2017, o Banco regularizou 295.466 operações. Desse total, 271.408 utilizaram recursos do FNE, num total de R$ 7,94 bilhões em recuperação, que beneficiou cerca de 1 milhão de pessoas. Até o final do ano, o BNB espera superar o resultado obtido no exercício passado.

Para obter mais informações sobre as condições de renegociação ou liquidação de dívidas com o Banco do Nordeste, os clientes podem buscar a rede de agências ou realizar contato por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente: 0800 728 3030.

Presidente do BNB aponta indicadores de aquecimento da economia no Nordeste

Posted on

O Banco do Nordeste tem mais de R$ 18 bilhões em propostas para contratação de financiamentos em suas esteiras negociais e de análise de crédito. A informação é do presidente da instituição, Romildo Rolim. Ele explica que a demanda é um bom indicador do aquecimento da economia na Região.

A afirmação foi feita na abertura do seminário “O Futuro do Nordeste”, organizado pelo Grupo Folha e realizado na sede do BNB, em Fortaleza. O evento discutiu oportunidades e soluções para a economia nordestina.

“As contratações com as novas taxas de juros foram autorizadas há três semanas. Nossas esteiras negociais estão lotadas, desde o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, até operações com grandes empresas”, informou.

O presidente do Banco referiu-se às novas regras de cálculo de juros do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que levam agora em consideração o Coeficiente de Desigualdade Regional, divulgado pelo IBGE. Com a mudança, os juros dos financiamentos com a fonte FNE podem chegar a patamares de 37% a 68,5% mais baixos em relação às taxas praticadas no mercado.

Romildo Rolim ressaltou que o BNB deve aplicar R$ 42 bilhões até o fim do ano, sendo R$ 30 bilhões pelo FNE e mais R$ 12 bilhões por meio dos programas de microfinanças urbano (Crediamigo) e rural (Agroamigo).

O seminário abordou os problemas e soluções do Nordeste em áreas como produção industrial, tecnologia, energia, infraestrutura logística e turismo.

O superintendente de Políticas de Desenvolvimento do Banco do Nordeste, Henrique Jorge Tinoco de Aguiar, apresentou os financiamentos que o Banco dispõe para a infraestrutura regional no painel “Entraves e soluções para a infraestrutura logística”, ao lado da diretora de desenvolvimento comercial do Porto do Pecém, Rebeca Oliveira, e da secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz.

Tinoco enfatizou a possibilidade de o BNB financiar até 80% de projetos de infraestrutura, com taxas de juros diferenciadas em contratações voltadas para áreas de saneamento, água e logística.

A expectativa é que o Banco do Nordeste aplique R$ 16 bilhões em projetos de infraestrutura só em 2018.