Ceará

Seagri de Juazeiro do Norte (CE) distribui raquetes de palma

Posted on Updated on

A Prefeitura de Juazeiro do Norte (CE), por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seagri), iniciou a distribuição na zona rural de raquetes de palma forrageira, usadas na alimentação do gado. As raquetes foram encaminhadas para a Seagri pelo Governo do Ceará, pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão rural do Estado do Ceará (Ematerce), no programa Hora de Plantar.

A Seagri de Juazeiro recebeu 26 mil raquetes e além dos produtores que vão buscar peças na sede da Secretaria. A distribuição pela Zona rural foi iniciada pela comunidade do Sítio Jurema. As raquetes de palma serão repassadas para os criadores que estiverem cadastrados no programa Hora de Plantar, com a ADAP ativa, em dia com as fichas sanitárias do gado, e possuir no mínimo cinco animais.

Cada raquete de palma é repassada para os criadores pelo valor de vinte centavos e o comprador tem o prazo de dois anos para quitar o valor investido. Os criadores interessados em adquirir as raquetes e que não estão cadastrados no programa Hora de Plantar, devem se dirigir a sede da Ematerce ou a Seagri e procurar os técnicos responsáveis.

Para o Secretário Romão França, o trabalho novo é de suma importância para Juazeiro do Norte. “Ano passado não tínhamos este serviço. Este ano conseguimos em parceria com a Ematerce, oferecer a baixo custo a raquete de palma para os criadores do nosso Município. É mais um recurso que a gente consegue para melhorar a vida do homem do campo. Um produto de qualidade, por um preço simbólico e que os benefícios são superiores ao valor que será investido”, destacou.

Senai do Ceará abre matrículas para cursos técnicos em 2019

Posted on Updated on

Quem não quer esperar 2019 chegar para programar a carreira profissional já pode se matricular esse ano em um dos 16 cursos técnicos oferecidos em 2019 pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Ceará. As matrículas já estão abertas e há vagas para cursos em Fortaleza (Parangaba, Barra do Ceará e Jacarecanga), Maracanaú e Juazeiro do Norte.

Estão com matrículas abertas os cursos técnico em administração, desenvolvimento de sistemas, edificações, eletroeletrônica, eletromecânica, eletrotécnica, logística, manutenção automotiva, mecânica, mecatrônica, modelagem do vestuário, refrigeração e climatização, segurança do trabalho, soldagem, telecomunicações e vestuário.

Os cursos técnicos têm duração de um ano e meio a dois anos e são ideais para entrada no mercado de trabalho em curto prazo, com a qualificação que a indústria precisa. O SENAI é uma das instituições de mais credibilidade e tradição na oferta de cursos técnicos. No Ceará, já são 75 anos qualificando trabalhadores da indústria. Em 2018, até outubro, foram realizadas 18.121 matrículas no Senai Ceará.

Clique aqui, veja detalhes sobre os cursos e matricule-se.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará tem a missão de contribuir para o aumento da produtividade do trabalhador e para o incremento da competitividade da indústria do Estado do Ceará. O Senai faz parte do Sistema Fiec, junto com o Serviço Social da Indústria – Sesi Ceará, o Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará e o Centro Internacional de Negócios.

Secult-CE divulga ganhadores do Selo de Responsabilidade Social

Posted on Updated on

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulgou o resultado final da convocatória do Selo de Responsabilidade Cultural 2018, destinado ao reconhecimento de pessoas jurídicas de direito público e privado, com e sem fins lucrativos, que comprovadamente implementam ou incentivam programas, projetos e ações voltados para o desenvolvimento cultural do Estado do Ceará. O resultado pode ser acessado no site de editais da Secult: http://editais.cultura.ce.gov.br/.

A ação tem ainda o objetivo de incentivar práticas de responsabilidade cultural em empresas e organizações com operações no Ceará, além de incentivar as instituições públicas e privadas a projetos culturais por meio do Fundo Estadual de Cultura, o Mecenato Estadual e outras fontes de financiamento, contribuindo com o alcance das metas do Plano Estadual de Cultura e reconhecendo políticas públicas culturais exitosas implementadas por prefeituras municipais do Ceará.

Empresas que recebem o Selo:

Confira por categoria as empresas e instituições que irão receber o Selo de Responsabilidade Cultural 2018.

Modalidade Diamante: Servis Segurança; Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Sobral, Prefeitura Municipal de Assaré e M. Dias Branco

Modalidade Ouro: Cegás; Condomínio Shopping Benfica; Fundação Beto Studart; Instituto Beatriz e Lauro Fiúza;

Boas Práticas: Arcos – Associação Arte e Acordes; Associação Filhos e Amigos de Icó, Associação Shalom; Instituto Katiana Pena; Prefeitura Municipal de Palhano; FIEC – Federação das Industrias do Estado do Ceará.

A solenidade de outorga do Selo de Responsabilidade Cultural acontecerá no próximo dia 17, às 19h, no Theatro José de Alencar, e contará com a apresentação da Camerata da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (OSUECE).

Mais sobre o Selo de Responsabilidade Cultural

O Selo de Responsabilidade Cultura surge para fortalecer o Sistema Estadual da Cultura, instituído pela Lei Nº 13.811/2006. A entrega do Selo em 2018 alinha-se às diretrizes, objetivos e metas do Plano Estadual da Cultura, instituído Lei 16.026/2016.

Para participar do processo de convocatória do Selo de Responsabilidade Cultural 2018, as instituições se candidataram ao selo nas categorias Empresarial, Institucional e Governamental. Somente pessoas jurídicas que tenham programas, projetos ou ações de promoção ou apoio a cultura desenvolvidos no Estado do Ceará puderam participar.

Recursos do Fundef são tema de audiência na Assembleia do Ceará

Posted on Updated on

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), realiza hoje (10.12), em parceria com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute) e o Sindicato dos Professores do Ceará (APEOC), audiência pública sobre a destinação dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) dos municípios cearenses.

O evento está agendado para começas às 14 horas, na Assembleia Legislativa do Ceará, resultando de requerimento conjunto apresentado ao legislativo do estado pelas entidades citadas, que representam os profissionais da Educação do Ceará.

Os precatórios têm origem em erros de cálculos da União ao efetuar os repasses da complementação do Fundef – atualmente Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) – a estados e municípios. Para as cidades do Ceará, o passivo seria de cerca de R$ 1 bilhão, conforme dados da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), considerando o que foi já calculado para 41 municípios. Nacionalmente, o montante, referente ao período de 1998 a 2006, pode chegar a R$ 90 bilhões.

Levando em consideração o antigo Fundo, a Fetamce, o Sindiute e o Sindicato Apeoc defendem que os valores estariam sub-vinculados aos professores e aos demais profissionais da educação. Entretanto, muitos gestores públicos – prefeitos e governadores – são contra à vinculação e propõem que os recursos dos precatórios sejam destinados a outras áreas.

A Lei que regulamentava o Fundef colocava que pelo menos 60% de suas receitas seriam destinadas aos professores, enquanto os demais 40% para a manutenção da estrutura escolar e pagamento dos funcionários da Educação. Dessa forma, de acordo com as organizações sindicais, os precatórios devem ser convertidos em abono ou salário complementar para profissionais do magistério e demais funcionários das escolas, assim como investido em melhorias nas estruturas educacionais.

Também entrará em debate o posicionamento adotado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pelo Ministério da Educação e pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso. TCU e Barroso foram contra à sub-vinculação aos educadores e o MEC e diversas bancadas de parlamentares no Congresso Nacional a favor. Além destas instituições, o tema está em julgamento no Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE).

Para a presidente da Fetamce, Enedina Soares, a proposta é que seja criada uma Frente Parlamentar em defesa da destinação do precatório para as categorias da educação. A dirigente coloca que o vai garantir os recursos será a mobilização de professores e demais funcionários. “Lutaremos para que este recurso, que sempre foi carimbado, continue assim e beneficie os educadores, que tinham salários menores e quase nenhum benefício na época, por conta dos repasses errados do Fundo. É importante destacar ainda que os valores não são altos, depois de divididos entre os beneficiários, e professor nenhum vai ficar rico com a participação nessas verbas”, explica a dirigente.

Ceará 2050 promove oficinas de ideação de projetos

Posted on Updated on

Para pensar os projetos que nortearão o desenvolvimento do Ceará nos próximos 30 anos, a plataforma Ceará 2050 realiza de amanhã a quarta-feira (10, 11 e 12 de dezembro de 2018), das 8h às 14h, no auditório da Sinduscon, oficinas de ideação de projetos. Os temas das oficinas são: Cadeias Produtivas (10/12), Serviços aos Cidadãos (11/12) e Governança (12/12). Participam da atividade gestores, professores, profissionais da sociedade civil, empresários e sociedade em geral.

O Ceará 2050 tem como intuito principal traçar alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará. A Plataforma busca delinear o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.

De acordo com o Coordenador Geral da Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo do Estado do Ceará – Ceará 2050, José de Paula Barros Neto, “a proposta da atividade é fazer com que as pessoas, nas mais diversas áreas, possam contribuir com experiências e ideias para o desenvolvimento de atividades que contribuirão com o desenvolvimento do nosso estado. Pensando juntos, será possível conseguirmos as melhores propostas para o crescimento do Ceará”, salienta.

O material coletado durante as oficinas será sistematizado e utilizado na etapa de elaboração do portfólio de projetos da Plataforma Ceará 2050.

A Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050 tem por objetivo discutir alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará nos próximos 30 anos.

Iniciativa do Governo do Estado, a Plataforma está sob a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC), nas pessoas de José de Paula Barros Neto, Expedito Parente Jr, Antônio Miranda, Lima Matos e Airton Montenegro.

O Ceará 2050 busca traçar o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.Para isso, em primeiro momento, foi realizado um diagnóstico do Estado nas dimensões social, econômica, ambiental, territorial e de governança. Os dados levantados sobre as últimas três décadas somam-se ao processo de ambiência externa e construção de cenários para projetar o Ceará dos próximos trinta anos.

Caucaia investe R$ 4,49 em nova iluminação da BR-020

Posted on Updated on

A Secretaria Municipal de Patrimônio Serviços Públicos e Transporte (SPSPTrans) de Caucaia (CE) está instalando o novo parque de iluminação pública da rodovia Presidente Juscelino Kubitschek (BR-020). A obra é um anseio antigo da população e trará mais segurança a motoristas, pedestres e moradores das proximidades. O investimento da Prefeitura é de R$ 4.497.766,60.

A obra foi inicia na descida do viaduto da BR-020, entrada do bairro Parque Potira, e segue até a rotatória do acesso ao Aterro Sanitário Metropolitano Oeste de Caucaia (Asmoc). No primeiro momento, os postes estão sendo instalados às margens da rodovia, nas proximidades do trecho entre o Potira e o Conjunto Nova Metrópole.

Serão instaladas 488 unidades de luminárias de LED com suporte de 480 braços ornamentais simples e outros quatro duplos. A nova iluminação também contará com 484 postes divididos entre concreto tubular (468), ferro galvanizado (12) e de concreto duplo (4).

Moradora há dez anos de uma casa em frente à via, dona Maria de Sousa diz que “o momento é de muita alegria não apenas para nós que vivemos no local, mas para dar mais segurança para motoristas, ciclistas, pedestres e nós, que vivemos aqui.”

A instalação está sendo executada pela Enpecel Engenharia LTDA. A Enel (antiga Coelce) será responsável pela instalação de dois transformadores.

Ceará participa de evento de artesanato em Milão (Itália)

Posted on Updated on

Onélia Santana: apoio ao artesanato cearense

Segue até hoje (9.12), em Milão, na Itália, a “L’ Artigiano on Feira”, 23ª Mostra Mercado Internacional do Artesanato. O artesanato cearense está sendo exposto e comercializado na feira, o maior evento mundial do segmento, somando, ainda, gastronomia e turismo. A participação do Ceará visa a promover e divulgar o trabalho dos artesãos do Estado com foco na ampliação de mercado, principalmente o europeu. A primeira-dama do Estado, Onélia Santana, o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Francisco Ibiapina, o secretário adjunto do Esporte, Marcos Lage, e a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), Amanaci Diógenes, estiveram na abertura do evento.

“Como cearense e filha do Cariri, berço da cultura do nosso Estado, fico muito orgulhosa em saber que nosso artesanato está ganhando o mundo. Esse reconhecimento é graças a uma política de investimentos do Governo do Ceará ao segmento artesanal. Para nós é uma responsabilidade grande dá continuidade ao sucesso que conquistamos durante esses quatros anos de gestão do governador Camilo Santana”, destaca Onélia Santana.

No stand cearense, o visitante tem acesso ao trabalho ao vivo do xilógrafo José Lourenço, além de produtos em diversas tipologias como areia colorida, argila, fibras vegetais, madeira, papel, metais, fios e tecidos (renda de bilro, labirinto, filé, tecelagem, crochê e bordado), entre outras que serão comercializadas durante os dias de evento. Cerca de 1.800 artesãos e entidades artesanais de todas as regiões do Estado serão beneficiados com as vendas das peças.

Para melhorar a qualidade do legítimo artesanato cearense, os produtos passaram pela Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses (Selo Ceart), que foi implantado em 2015. Entre os benefícios do Selo Ceart estão a garantia da autenticidade da produção artesanal e o reconhecimento das obras de arte popular; a consolidação dos canais de comercialização; o aumento da competitividade da produção artesanal; diferenciação dos produtos artesanais das peças elaboradas industrialmente, reconhecendo seu valor de tradição e cultura; proteção do artesanato cearense da falsificação e da concorrência desigual de produtos similares, além da promoção da confiança do consumidor facilitando a identificação do artesanato cearense. Foram certificados com o Selo Ceart 5.259 produtos artesanais, beneficiando diretamente 9.860 artesãos.

A Central de Artesanato do Ceará (Ceart) é vinculada à Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), órgão do Governo do Ceará, e responsável pelo Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), que é a política pública do Governo do Ceará destinada ao setor e tem o objetivo de valorizar o artesanato cearense preservando a cultura, o talento, a tradição e a arte popular de cada região do Estado. Dessa forma, desenvolve ações e projetos para qualificação de artesãos, apoia a comercialização, realiza a gestão da Central de Artesanato do Ceará (Ceart) e gerencia o Fundo Especial de Desenvolvimento e Comercialização do Artesanato (Fundart).

Tem como objetivo promover o artesanato cearense com foco na geração de ocupação e renda e a inclusão social e produtiva do artesão. O setor artesanal promove ainda a inserção da mulher e do jovem na cadeia produtiva e comercial, fixa o artesão em seu lugar de origem e consolida a identidade cultural cearense. O programa hoje atende artesãos, grupos de produção e entidades artesanais em 90% dos municípios do Ceará, totalizando cerca de 42 mil cadastrados na Ceart.

O artesanato cearense é destaque no Brasil e tem o reconhecimento do governador Camilo Santana. Em 2015, o governador assegurou ao artesão cearense a isenção fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Foram beneficiados com a isenção fiscal mais de 40 mil artesãos no Estado. Em dezembro de 2017, o Ceará ganhou o novo Centro de Renderias da Prainha, em Aquiraz, mais um ponto comercialização do artesanato cearense, que também está em três lojas de Fortaleza: na Matriz, na Praça Luíza Távora; no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e no Shopping Rio Mar, além da loja localizada em Guaramiranga.

O Estado também garantiu a participação de artesãos em feiras locais, estaduais e nacionais e ainda internacional, quando o Ceará esteve na Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, em Portugal, em 2017. A Ceart esteve em cerca de 240 eventos de promoção e comercialização do artesanato cearense deste 2015. Os artesãos cearenses passam por processo de capacitação constante. Foram capacitados e assessorados 14.919 artesãos com o intuito de aperfeiçoar o design dos produtos.

O investimento em capacitação e em ações e projetos que apoiam a comercialização estimulam as vendas dos produtos artesanais. No triênio 2015/2017 e até agosto de 2018 foram comercializados 257.066 peças artesanais, beneficiando diretamente 26.600 artesãos.

Centec inaugura laboratório do leite

Posted on Updated on

O Instituto Centec, do Ceará, inaugura amanhã (segunda-feira, 10/12), às 8 horas, o novo laboratório de análise de qualidade do leite da Faculdade Tecnologia Centec (Fatec) Sertão Central, em Quixeramobim.

O LabLeite contribuirá para melhorar a qualidade da produção leiteira da região, pois, por meio das análises laboratoriais – como dos índices de gordura, proteínas, lactose, contagem de células somáticas, dentre outros – será possível adequar a alimentação dos animais com maior agilidade, pois antes o serviço só poderia ser realizado fora do Estado.

O novo equipamento servirá aos produtores de toda a região e conta com a parceria da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec).

Fortaleza doa mais de 5 mil mudas

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho (na foto), doou mais de 5 mil mudas para empresas e entidades distribuírem em eventos comemorativos e ações sociais em alusão ao meio ambiente e consciência ambiental durante o ano de 2018.

O principal objetivo desta ação da Prefeitura é levar às pessoas a oportunidade de ter mais contato com o verde realizando um plantio. “A doação de mudas virou uma tradição que os fortalezenses abraçaram. Planejamos toda a ação com a felicidade de saber que as mudas levarão mais verde e mais cuidado com a natureza para a vida de cada uma dessas pessoas”, afirma o superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Regis Tavares.

Entre as empresas e entidades que receberam as mudas temos a Ecofor Ambiental, Extra Farma, Instituto Beatriz e Laura Fiuza, Escola Daulia Bringel, Escola Paulo Freire, Óticas Vem Ver, diversas escolas estaduais e municipais, Banco Palmas, Projeto Social Pé na Rua, Paróquia Jesus, Maria, José, dentre outas.

Entre as mudas mais procuradas, estão as espécies ornamentais, utilizadas para embelezar jardins e interiores, como o mini lacre, jasmim branco, tumbérgia azul. Os interessados em retirar até duas mudas devem se dirigir ao Horto Florestal Municipal munidos de documento de identidade e escolher as espécies disponíveis.

Para receber a doação de mais de duas mudas, a pessoa deve entrar em contato com a UrbFor pelo telefone 3131-7660. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas.

Prefeitura de Fortaleza beneficia empreendimentos femininos

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza firmou contratos de empréstimo do Projeto Mulher Empreendedora, beneficiando 87 negócios comandados por mulheres na Capital.

O projeto faz parte do Fortaleza Competitiva, que visa estimular o empreendedorismo feminino, possibilitando acesso ao microcrédito orientado, além de capacitações e consultorias gerenciais. Nesta primeira etapa, foram aprovadas 87 propostas comandadas por duas, ou no máximo três mulheres, em diversas áreas de atuação.

O valor máximo investido por negócio é de R$ 15 mil, e as empreendedoras só precisarão pagar 60% do valor emprestado em 15 prestações sem juros, a partir do sexto mês de implantação da empresa.

Nos últimos anos, o número de mulheres responsáveis pela renda familiar tem crescido de forma gradativa. De acordo com o IBGE, estima-se que em 2018, metade das mulheres no Brasil são a principal fonte de renda da família ou contribuem com 70% dos recursos financeiros da casa.

“As mulheres sempre tiveram duas jornadas, por trabalharem dentro e fora de casa, mas hoje, elas são, muitas vezes, as únicas provedoras do lar por inúmeros motivos. O projeto beneficia esse grupo populacional que mantêm os lares das famílias gerando renda e contribuindo para a criação de empregos em Fortaleza”, destacou o prefeito Roberto Cláudio.

Durante o processo do edital, as empreendedoras contempladas passaram por duas capacitações sobre gerenciamento de negócios e prestação de contas. Além disso, por meio de parceria com o Sebrae, elas receberão acompanhamento de especialistas durante a compra dos equipamentos e nos próximos 12 meses para viabilizar a estabilidade do negócio.

“Quase todas são inexperientes e estão abrindo um negócio pela primeira vez. Por isso, temos uma equipe técnica que ajudará a suprir as deficiências técnicas e gerenciais para romper o primeiro desafio de uma empresa formal no Brasil, que é passar do primeiro ano de negócio aberto e com sucesso”, explicou o coordenador do projeto, Paulo Barbosa.