Rio Grande do Norte

Cesta básica mantém índices nas capitais nordestinas

Posted on Updated on

Nenhuma capital do Nordeste teve incremento no preço da cesta básica, avaliando-se os índices acumulados nos últimos 12 meses. A informação é do Banco do Nordeste.

As maiores quedas foram registradas em Salvador (BA) (-6,4%), São Luís (MA) (-4,2%) e João Pessoa (PB) (-4,1%). Em seguida, aparecem Aracaju (SE) (-2,9%), Recife (PE) (-2,8%), Fortaleza (CE) (-1,8%) e Natal (RN ) (-0,8%). Em janeiro, porém, houve expressivas elevações em todas elas. A pesquisa não alcançou Maceió (AL) e Teresina (PI).

Em relação a valores monetários, Fortaleza continua com a cesta básica mais cara no Nordeste (R$ 387,61). A cesta básica dos fortalezenses é 8,1% maior que o valor da cesta regional (R$ 358,66) e supera em 16% a cesta mais barata da Região, a de Salvador (R$ 333,98). O custo da cesta básica nas demais capitais é: João Pessoa (R$ 368,76), Natal (R$ 360,48), Recife (R$ 356,47), São Luís (R$ 355,22) e Aracaju (R$ 349,97).

As variações mais expressivas em 12 meses foram verificadas nos preços da banana (+12,1%) em Recife e do tomate (+5,5%) e do pão (+4,4%) em Salvador. As maiores retrações foram verificadas no preço do feijão (-43,8%) e da banana (-13,2%), ambos em Salvador, e leite (-12,8%) em Recife.

O estudo do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste, área do BNB que analisa dados do Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos, conclui que os aumentos da cesta básica têm superado a variação da inflação do país. Em conseqüência, as famílias de baixa renda são penalizadas.

Rio Grande do Norte registra aumento no turismo

Posted on Updated on

Com a malha viária restabelecida no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, após a interdição da pista de pouso, o turismo do Rio Grande do Norte deu um novo salto de crescimento.

Dados do sistema de tráfego internacional da Superintendência da Polícia Federal do RN registraram aumento de 69,41% de turistas estrangeiros em solo potiguar em janeiro deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 4.083 turistas internacionais, sendo 1.673 a mais do que os 2.410 de 2017.

“O aumento do número de visitantes estrangeiros é uma comprovação do acerto das ações do nosso governo com o objetivo de apoiar o setor do turismo, que é uma vocação natural e representa um enorme potencial econômico”, declarou o governador Robinson Faria ao comemorar os números de visitantes do primeiro mês do ano.

“Desoneramos o querosene de aviação, atraímos novos voos, vamos ter modernos empreendimentos. Tudo isso nos dá a certeza de que uma nova fase do desenvolvimento turístico está apenas começando no Estado, com benefícios para uma grande cadeia produtiva e ganhos econômicos e sociais”, concluiu.

O ranking permanece liderado pela Argentina, país que recebeu maior investimento em divulgação pelo Governo do Estado. Foram 1.951 turistas ou 144% a mais do que o ano passado ou 47,78% do total de turistas estrangeiros no RN. Na sequência vem novamente Portugal, com 13,74% e que também mereceu destaque em campanhas de divulgação em eventos de turismo ou junto à companhia aérea TAP, com aumento de voos semanais.

A estimativa é de que o número de turistas registrado neste mês de janeiro tenha deixado em torno de R$ 16 milhões na economia do estado. O montante é R$ 6,5 milhões a mais do que os R$ 9,5 milhões de janeiro do ano passado.

Natal: Carnaval aquece comércio lojista

Posted on Updated on

Da Prefeitura de Natal (RN):

O período do carnaval de Natal representa aquecimento da economia, principalmente nos últimos anos com a retomada da festa na cidade. Este ano, os lojistas que investem em adereços carnavalescos, esperam atingir índice de vendas 15% maior do que no ano passado, que já havia sido comemorado pelo setor.

Em 2017, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio – IPDC, o Carnaval Multicultural de Natal movimentou R$ 40 milhões na cidade, dentro de uma análise de perfil e gastos do público durante o período.

Um dos segmentos do comércio local que ganha fôlego são as lojas de adereços carnavalescos. São lojas de artigos de armarinho, acessórios e bijuterias que neste período investem em produtos direcionados para o Carnaval, oferecendo opções de compras para todas as idades. São desde grandes e tradicionais lojas do comércio de rua da Cidade Alta e do Alecrim, até lojas de shoppings, sem contar os artesãos que também investem em peças de adereços carnavalescos.

A íntegra está aqui.

Ceará, Maranhão e Rio Grande do Norte participam da campanha da Oi

Posted on Updated on

A operadora de telefonia, Internet e TV fechada Oi está lançando uma nova campanha de “Compre e Ganhe diversão”. Agora, em parceria com a Downtown Filmes.

O cliente que comprar um aparelho habilitado no plano Oi Mais Controle em redes de varejo Oi, como C&A, Lojas Americanas, Magazine Luiza, entre outras, recebe um convite para o filme “Fala Sério, Mãe!”. A oferta é válida até o próximo dia 24 ou enquanto durar o estoque de ingressos nas lojas participantes. A campanha vale para Ceará, Maranhão e Rio Grande do Norte.

Sinopse:
Ângela Cristina (Ingrid Guimarães), mãe da adolescente Maria de Lourdes (Larissa Manoela), está tendo a experiência de guiar sua filha durante uma das fases mais complicadas da vida. Ela vive uma montanha-russa de emoções, com medos, frustrações e um caminhão de queixas para descarregar. Por outro lado, Malu, como prefere ser chamada, também tem suas insatisfações. Teimosa, sofre com os cuidados excessivos e com o jeito conservador da mãe.

Rio Grande do Norte pede reconsideração de medida que bloqueia recursos

Posted on Updated on

Da Agência Brasil:

Após o Ministério da Fazenda vetar o repasse de R$ 600 milhões ao Rio Grande do Norte por recomendação do Tribunal de Contas da União, o governador do estado, Robinson Faria, pediu hoje (26) que o ministro Henrique Meirelles reconsidere a liberação dos recursos, que seriam usados para pagamento de salários atrasados de servidores públicos.

Em nota, o governo potiguar sustenta que o repasse da União, que seria feito por meio de edição de medida provisória, é legal e enquadra-se no conceito de “Transferência Obrigatória Legal”, o que não seria proibido pela Constituição.

No pedido, feito por meio de recurso hierárquico próprio, Robinson Faria ressalta a importância da verba para a manutenção dos serviços essenciais à população, “diante do momento de extrema dificuldade financeira pelo qual passa o estado”.

Segundo o governador, a crise financeira do estado decorre de uma “combinação de circunstâncias” como a crise econômica, a redução de repasses federais, seca prolongada, queda drástica na receita oriunda de royalties e aumento do déficit previdenciário.

A íntegra da matéria, do repórter Ivan Richard Esposito, está neste link.

Articulação defende subsídio do milho

Posted on Updated on

 

O presidente do Senado, o cearense Eunício Oliveira (PMDB), iniciou com o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra, mobilização para estender os efeitos de portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que beneficia pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte das regiões Norte e Nordeste.

A portaria dá aos pequenos produtores, por meio do Programa Vendas em Balcão da Conab, acesso aos estoques de milho do governo a preços compatíveis aos do mercado atacadista local. Mas a regra perderá validade já em 31 de dezembro próximo, o que pode prejudicar milhares de produtores e criadores rurais.

Em decorrência da medida, a saca de 60 kg é vendida hoje a R$ 33 nos municípios do Norte e Nordeste.

O presidente da Conab argumenta que, com sete meses em vigor, as repercussões da Portaria são “bastante
expressivas” na movimentação da economia local. Segundo estudo da Companhia, no volume de vendas nos 15 estados atendidos, de 10 de abril passado a 9 de novembro, o comércio em balcão de milho em grãos a preço subsidiado superou 86% o volume de vendas no mesmo período de 2016.

Eunício disse que vai tratar com o presidente da República, Michel Temer, e com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, defendendo a prorrogação da medida.

Manual da UFRN trata da diversidade no mercado publicitário

Posted on Updated on

O grupo de pesquisa Ciberpublicidade e Sociabilidades Digitais do Departamento de Comunicação Social (Decom) da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lança um manual da diversidade para o mercado publicitário, produto fruto do Projeto de Extensão DIV.A.S – Diversidade, Ação e Sensibilidade na Publicidade Brasileira, realizado ao longo deste ano.

A  produção do manual envolveu entrevistas, pesquisas bibliográficas e dados estatísticos, com o intuito de embasar as dicas do manual e trazer argumentos sólidos para os profissionais das áreas de Marketing e Publicidade convencerem seus clientes a adotarem a prática da inclusão com responsabilidade.

O projeto de extensão nasceu com o objetivo de oferecer aos anunciantes, agências e profissionais do mercado um guia aprofundado para a criação publicitária diante das demandas atuais da diversidade e da representatividade.

A íntegra está aqui.

Recomposição ambiental em Natal ganha força com ações de fiscalização

Posted on Updated on

Da Prefeitura de Natal (RN):

O trabalho de combate à poluição visual realizado pela secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) de Natal, capital do Rio Grande do Norte, tem trazido outros benefícios, que vão além da diminuição dos problemas produzidos pelo excesso de publicidade nas ruas da capital potiguar. O material apreendido pela fiscalização como faixas e placas está sendo reaproveitado em ações de educação ambiental e recomposição florestal de áreas de mangue na Grande Natal. Cerca de 230 faixas e placas apreendidas no último mês foram doadas para o projeto desenvolvido por alunos do curso de Gestão Ambiental e Engenharia Ambiental da Universidade Potiguar (UnP) no entorno do estuário do Rio Ceará-Mirim.

“Faixas e placas apreendidas nas ações de fiscalização realizadas pela Semurb possuem destino certo. Os tutores (madeiras de sustentação das faixas) tornam-se apoios para mudas de arvores e o tecido transforma-se em ecobags. Já as placas, por ser material mais duro, servem para dar sustentação a informativos relativos a temas ambientais” conta Gustavo Szilagyi, Supervisor de Fiscalização de Ambientais Naturais e Biodiversidade da Semurb. Ele revela que cerca de 90% de todo o material retirado das ruas vai para organizações que desenvolvem atividades sustentáveis.

Natal parcela débitos fiscais pela Internet

Posted on Updated on

A Secretaria Municipal de Tributação (Semut) de Natal (RN) está oferecendo um laque de serviços ao  contribuinte via internet.

E isso inclui o parcelamento de débitos com o fisco municipal, com descontos de juros e multas que podem chegar a 90% para pagamento à vista ou parcelamentos do débito por até 60 meses.

O contribuinte vai encontrar na página da Semut um passo a passo para realizar vários serviços, como emissão de Nota Natalense, Nota Avulsa, consulta e pagamento do IPTU, ISS, entre outros e as informações sobre como proceder para ter acesso a cada um desses serviços.

O menu da Semut está aqui.

Nordeste tem inflação abaixo do índice nacional em junho

Posted on Updated on

dinheiroO Nordeste apresentou crescimento de 0,32% da inflação em junho, índice inferior ao verificado em âmbito nacional no mês (0,35%). A avaliação é resultado de monitoramento periódico do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de estudos regionais do Banco do Nordeste.

No acumulado dos últimos doze meses, a inflação no Nordeste registrou alta de 9,0%, nível mais elevado que o verificado em todo o Brasil (8,8%). Apesar disso, a região apresentou indicadores abaixo do nível nacional em seis dos nove grupos de preços pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Fortaleza continua com a maior taxa de elevação de preços na região, chegando a 10,4%. Em seguida, aparecem Salvador, que registrou inflação de 8,8%, e Recife, com índice de 8,5%.

Na avaliação mensal de junho, as três capitais mais populosas do Nordeste registraram variações equilibradas em comparação a maio: Fortaleza e Salvador, com 0,32%, e Recife, com 0,33%.

“Apesar de certa resiliência do processo inflacionário nos últimos meses, espera-se que, em razão da atividade econômica, conjugada com a diluição dos efeitos da elevação dos preços administrados em 2015, resulte no arrefecimento da pressão inflacionária”, afirma o estudo.

Do Banco do Nordeste.