Notícias

Pragas urbanas são tema de projeto

Posted on Updated on

Seguiu para o Plenário do Senado projeto que regulamenta o controle e o combate a insetos e pequenos animais que se proliferam nas cidades e oferecem risco à saúde humana — entre eles, baratas, moscas, pernilongos, formigas, escorpiões, morcegos, ratos, pombos e caramujos.

O Projeto de Lei foi aprovado por unanimidade na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O relator, senador Waldemir Moka (MDB-MS), leu parecer pela aprovação do texto e de emendas propostas pela Comissão de Meio Ambiente (CMA) que ajustam a redação.

O objetivo é estruturar o setor, já que as empresas controladoras desses insetos e animais atuam obedecendo a normas técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas sem legislação específica. De acordo com o PLC, o controle dessas pragas deverá ser feito por empresas especializadas autorizadas pelo Ministério da Saúde e licenciadas pelas vigilâncias sanitária e ambiental do estado ou município.

O projeto não considera empresas especializadas no controle de pragas as de limpeza, higienização, desentupimento e manutenção — assim como quaisquer outras empresas de prestação de serviços — que não tiverem os licenciamentos exigidos. O texto determina que aplicadores, operadores e técnicos sejam submetidos a treinamento específico e periodicamente atualizado. Também estabelece, entre outros pontos, que as empresas deverão implementar um manual de procedimentos operacionais padronizados (POPs) no serviço de controle de vetores e pragas.

Senado aprova renegociação de dívidas rurais

Posted on Updated on

O Senado aprovou projeto de lei  que trata da renegociação de dívidas rurais. Segundo o Poder Executivo, a proposta que segue para a sanção presidencial pode resultar em uma renúncia fiscal de R$ 17 bilhões.

O texto original da medida provisória previa descontos para a quitação de dívidas contraídas até 27 de dezembro de 2018 no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O abatimento poderia ser de 35% ou 70%, de acordo com a data de assinatura do contrato.

O texto aprovado em setembro pelos deputados — e agora pelos senadores — diminui os percentuais de descontos. Em operações contratadas até 31 de dezembro de 2006, eles ficam em 60%. Para aquelas firmadas entre 1º de janeiro de 2007 e 31 de dezembro de 2011, o desconto fica em 30%. A data limite para a quitação das dívidas é 30 de dezembro de 2019.

O relator da matéria é o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Ele ampliou o universo de produtores rurais inscritos na dívida ativa da União que podem ser beneficiados com descontos. O texto original contemplava apenas os débitos enviados para inscrição até 31 de julho de 2018. Bezerra incluiu na MP  mutuários com dívidas encaminhadas até 31 de outubro. Neste caso, os descontos variam de 95% (para valores até R$ 15 mil) a 60% (para valores acima de R$ 1 milhão).

O Senado aprovou ainda um novo prazo para a liquidação ou a repactuação de dívidas com os bancos do Nordeste (BNB) e da Amazônia (Basa) em operações com recursos dos fundos constitucionais do Nordeste (FNE) e do Norte (FNO). Em vez de 27 de dezembro de 2018, a data limite agora é 30 de dezembro de 2019. O mesmo prazo vale para a renegociação de dívidas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em operações de crédito rural e de bens de capital, como tratores e colheitadeiras.

No âmbito do Pronaf, a MP concede desconto até R$ 12 mil por operação às cooperativas de crédito rural. O benefício vale para os casos em que a entidade pagou a dívida com o banco, mas não recebeu o valor dos mutuários. O benefício vale apenas para operações contratadas até 30 de junho de 2008.

O texto prevê novas condições para a renegociação de dívidas de outros setores. No caso do Programa de Cooperação Nipo-brasileira para o Desenvolvimento dos Cerrados (Prodecer – Fase 3), os mutuários pagarão juros de 3,5% anuais e terão carência até 2021. Para empreendimentos de irrigação na área de abrangência do Lago Sobradinho, a medida provisória permite descontos para liquidação até 30 de dezembro de 2019.

Dívidas de empreendimentos de agricultura familiar junto à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) contratadas até 31 de dezembro de 2015 podem ser renegociadas até dezembro de 2022. O desconto para quitação será de 95% do saldo devedor, e o pagamento do que restar será feito em seis parcelas anuais com dois anos de carência.

A MP autoriza, ainda, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs) e a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) a fazer a regularização fundiária de imóveis rurais de sua propriedade, se houver desinteresse por essas áreas quando ocupadas até 31 de dezembro de 2017.

Festival Elos realiza exposição fotográfica

Posted on Updated on

Fortaleza (CE) recebe hoje e amanhã (17 e 18 de novembro) exposição fotográfica ao ar livre de parte do acervo do Museu da Fotografia de Fortaleza. A iniciativa integra o Festival Elos.

Inaugurado em 2017 como iniciativa do empresário cearense Silvio Frota, o Museu da Fotografia de Fortaleza possui um acervo de mais de 2 mil obras da coleção do idealizador do espaço.

A proposta do Festival Elos é levar a fotografia para além do prédio que abriga o museu e contar a toda a comunidade cearense, um pouca da história da cultura e curiosidades sobre a capital, de forma criativa, além de agregar conhecimento e oportunizar diferentes experiências ao público.

Elos é uma das iniciativas do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que acontece de 20 a 23 de novembro, na capital cearense. O evento é realizado pela Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) e nesta edição tem coordenação da Enel Distribuição Ceará.

TCE do Ceará firma termo de cooperação para combate à fraude e à corrupção

Posted on Updated on

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE Ceará) firmou Termo de Cooperação Técnica para a elaboração de agenda de trabalho conjunta de uso das novas tecnologias no combate à fraude e à corrupção. O documento foi assinado, na sede do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em conjunto com o Instituto Rui Barbosa (IRB) e demais entidades de fiscalização brasileiras e argentinas, durante a XXVIII Assembleia Geral da Olacefs (Organização Latino-Americana e do Caribe de Entidades Fiscalizadoras Superiores), em Buenos Aires, Argentina.

Representando a Corte cearense, o secretário de Controle Externo do TCE, Raimir Holanda, assinou o documento a convite do presidente do IRB, Conselheiro Ivan Lelis Bonilha, junto ao presidente do HTCPBA (Honorable Tribunal de Cuentas de la Provincia de Buenos Aires), Ignacio Grinberg e demais convidados.Entre os itens previstos no acordo, destaque para o intercâmbio de experiências nas seguintes temáticas:

– Trabalho conjunto e ações colaborativas referentes à investigação e aplicação de novas metodologias de trabalho, baseadas em novas tecnologias, como Blockchain, Inteligência Artificial e Big Data;
– Apoio e acompanhamento de digitalização de processos de auditoria e prestação de contas digital ao HTCPBA;
– Redução das lacunas digitais mediante ações conjuntas de capacitação de agentes das Entidades Fiscalizadoras, bem como para as entidades auditadas;
– Implementação de laboratórios de inovação nas Entidades Fiscalizadoras a fim de efetivar o desenvolvimento de novas práticas, ferramentas e aplicações baseadas nas novas tecnologias;
– Auditoria de obras públicas;
– Auditoria de programas e projetos financiados pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

Com este encontro, estima-se que as ações possam contribuir para o fortalecimento das Entidades Fiscalizadoras a fim de que possam, pela transparência e a pela prestação de contas, fortalecer também a democracia. Para Raimir Holanda, as medidas podem resultar em “um ganho que ajuda a abrir portas para o desenvolvimento de trabalhos de auditorias coordenadas em parceria com outros países”.

Receita do Ceará tem variação negativa

Posted on Updated on

A Receita Corrente Líquida (RCL) do Governo do Ceará dos últimos doze meses, de setembro de 2017 a agosto de 2018, foi de R$ 18,7 bilhões, com uma variação de -2,46 por cento (- R$ 471,9 milhões), em termos reais, em relação ao período imediatamente anterior (setembro/2016 a agosto/2017). Já as despesas correntes do Governo cresceram 2,96 por cento, o equivalente a R$ 483,3 milhões entre setembro de 2017 a agosto/2018, totalizando R$ 16,8 bilhões. Apesar da queda registrada na receita, no mesmo período em análise os investimentos somaram 2,7 bilhões, incremento de 25,11 por cento (R$ 558,1 milhões) em comparação com o montante verificado entre setembro/2016 a agosto/2017.

Os dados – e muitos outros – estão na nova edição, a 16ª, do Boletim de Finanças Públicas (agosto/2018), que o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), por intermédio da Diretoria de Estudos de Gestão Pública (Digep), acaba de publicar. O trabalho apresenta, de forma sucinta, o comportamento das finanças públicas cearenses dos últimos doze meses, que pode ser utilizada como uma referência na tomada de decisão, tanto de agentes públicos como privados. É ainda um instrumento de consulta para os cidadãos cearenses e outros interessados na situação das contas públicas do Estado do Ceará.

O diretor da Digep, Cláudio André Gondim Nogueira, e um dos autores do Boletim, juntamente com Paulo Araújo Pontes e José Freire Júnior, analistas de Políticas Públicas do Ipece, observa que a publicação está dividida em quatro blocos: o primeiro destinado a um sumário executivo; o segundo as notas metodológicas; o terceiro a análise das receitas e o quarto as despesa correntes e de investimentos. Além dessas divisões, de acordo com a disponibilidade dos dados, a cada dois meses será adicionado um bloco com o resultado primário e, a cada quatro meses, inserido outro referente à dívida pública estadual.

Produção acadêmica é tema de prêmio em Recife (PE)

Posted on Updated on

Para estimular a produção acadêmica no turismo e no lazer na cidade, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, dá início a terceira edição do Prêmio Recife Gerando Conhecimento. Até o dia 25 de novembro, os interessados poderão se inscrever pelo site www.recifegerandoconhecimento.com.br. São três categorias disponíveis: Artigo Científico, Modelagem de Negócios e Projeto de Intervenção, e as premiações chegam a até R$ 4,5 mil.
O Prêmio Recife Gerando Conhecimento é destinado a alunos e egressos dos cursos superiores de Turismo, Hotelaria, Eventos, Gastronomia, Educação Física, Comunicação Social, Design, Marketing, Arquitetura, Administração e cursos relacionados à área de tecnologia. Apesar do resultado dos projetos terem que ser direcionados à capital, as oportunidades são para toda a Região Metropolitana do Recife.
Um grande diferencial da edição 2018 do Prêmio Recife Gerando Conhecimento é a incubação das cinco melhores propostas dentro da categoria Modelagem de Negócios, fora a premiação em dinheiro para os três primeiros lugares. Nesta categoria, podem participar alunos dos cursos participantes, além de egressos que tenham se formado a partir do semestre 2015.2, que tenham elaborado um plano de negócio para a área de turismo, lazer e hospitalidade a ser implantado no Recife.
Na categoria Artigo Científico o direcionamento é para estudantes e professores. Os trabalhos podem ter sido publicados em revistas científicas ou anais de eventos acadêmicos, ou ter carta de aceitação de um deles para concorrer nesta categoria.
Por fim, a categoria Projeto de Intervenção é para alunos dos cursos envolvidos, além de egressos que tenham se formado a partir do semestre 2015.2, que tenham elaborado propostas de projeto de intervenção para o desenvolvimento turístico e do lazer do Recife.
Os interessados podem acessar o regulamento no site do Prêmio, e disponibilizar o material, anexando os documentos necessários para avaliação, até 25 de novembro. Mais informações sobre o Prêmio Recife Gerando Conhecimento pelos telefones 3355-8074 ou 3355-8212.
Confira as premiações
Artigos Científicos
1° lugar – R$ 4.500,00
2° lugar – R$ 2.500,00
3º lugar – R$ 1.500,00
Modelagem de Negócios
1° lugar – R$ 4.500,00
2° lugar – R$ 2.500,00
3º lugar – R$ 1.500,00
Projeto de Intervenção
1° lugar – R$ 4.500,00
2° lugar – R$ 2.500,00
3º lugar – R$ 1.500,00

Natal de Luz programa shows e outras atrações em Fortaleza

Posted on Updated on

O evento Ceará Natal de Luz chega a 22ª edição sendo mais do que um evento de entretenimento natalino para cearenses e turistas. Ao longo de sua trajetória, tem iluminado a cidade com temáticas socioambientais e com uma decoração original que enaltece a nossa cultura, agregando símbolos regionais à programação visual.

Mais uma vez, o evento, realizado pela CDL de Fortaleza e Instituto CDL de Cultura e Responsabilidade Social, se inspira na Campanha da Fraternidade que tem como tema neste ano de 2018 “Fraternidade e superação da violência” para promover uma cultura de paz, de reconciliação e de justiça. Com o lema “Somos luz. Somos da paz”, o Ceará Natal de Luz busca reavivar o sentimento do amor e da ética para superar a violência.

“O nosso desejo é que as luzes do Natal iluminem o coração de todos e encham de amor e misericórdia cada família cearense. Entendemos que a superação da violência no mundo só é possível se nós estivermos cheios de paz. Se os bons sentimentos, o amor o maior deles, forem gestados dentro de nós, podemos conseguir pacificar a sociedade”, enfatizou o presidente da CDL de Fortaleza e coordenador geral do evento, Assis Cavalcante. O Ceará Natal de Luz 2018 começa no próximo dia 23 de novembro e segue até 23 de dezembro.

Na edição deste ano do Natal de Luz, as apresentações artístico-culturais acontecerão na Praça do Ferreira e no Cineteatro São Luiz, no Centro de Fortaleza, e na Praça Portugal, no bairro Aldeota. Na programação que valoriza a música popular e clássica, grandes nomes nacionais vão subir nos três palcos do Ceará Natal de Luz. Entre as atrações, o cearense Fagner (23/11 – Praça do Ferreira), o baiano Gilberto Gil (09/12 – Cineteatro São Luiz) e o paulista Toquinho, na foto, (16/12 – Praça Portugal), além de orquestras, cameratas, tenores e bandas juvenis de música erudita.

Como já é tradição, o Coral da Luz, formado por 130 crianças e adolescentes, é uma das atrações mais esperadas. Os meninos e meninas vão cantar hinos e músicas natalinas durante 30 dias, pontualmente às 18 horas, das sacadas do Hotel Excelsior, primeiro “arranha-céu” ainda de pé da Capital cearense.

O evento conta com a direção artística do Maestro Poty, apelido carinhoso do músico Potiguar Fernandes Fontenele, que conquistou o Ceará, o Brasil e o mundo, ao longo de sua carreira iniciada ainda aos 15 anos de idade, quando no curso de Tecnologia em Estradas, se engajou no coral da Escola Técnica do Ceará, hoje, IFCE.

As tradicionais árvores erguidas nas Praças do Ferreira e Portugal virão com novidades este ano em referência a temática do evento natalino.

Os elementos e a iluminação do Natal de Luz enfeitarão também o Paço Municipal (sede da Prefeitura de Fortaleza), o Palácio da Abolição (sede do Governo do Estado), a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), a Federação das CDLs do Ceará (FCDL-CE), a Faculdade CDL, a nova Rua Guilherme Rocha, a Avenida Monsenhor Tabosa, o Estoril, a Universidade de Fortaleza (Unifor), a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), a Central de Artesanato do Ceará (CeArt), o Tribunal Regional do Trabalho 7ª Região (TRT) e o Centro de Eventos do Ceará.

Sucesso na edição de 2017, a neve também marcará presença na festa de abertura do Natal de Luz, no próximo dia 23, na Praça do Ferreira. As surpresas não param por aí. O Papai Noel promete também uma chegada em grande estilo no coração de Fortaleza.

Para registrar esses momentos mágicos e envolver todos no clima natalino, será realizada a 4ª edição do Concurso de Fotografia “Ceará Natal de Luz” que contempla as fotografias originais (sem nenhum tipo de montagem ou manipulação digital) feitas no período de 23 de novembro a 16 de dezembro de 2018. Para concorrer, é necessário publicar uma foto, de acordo com o tema do concurso, no perfil pessoal no Instagram e adicionar na legenda a hashtag #CearaNatalDeLuz.

A partir do dia 17 de dezembro de 2018, todos os participantes que seguirem as regras serão avaliados pela Comissão Julgadora do Concurso que atribuirá notas às fotos. De acordo com a pontuação, as 20 (vinte) mais bem colocadas estarão classificadas para a etapa de votação popular, que será feita pela internet no hotsite https://www.wishpond.com, no período de 20 a 22 de dezembro de 2018. O vencedor ganhará R$ 3.000,00 (três mil reais).

O Passeio Ciclístico com Papai Noel, que teve a primeira edição em 2016 e promete envolver novamente os ciclistas no espírito natalino e na prática saudável de atividades esportivas, terá um percurso novo e maior. Na segunda-feira, dia 3 de dezembro, às 20 horas, os ciclistas estarão concentrados na Praça Portugal, de onde sairão em um percurso que inclui os principais pontos turísticos de Fortaleza.

A iniciativa também visa estimular o espírito solidário, já que durante a largada da prova os competidores poderão doar uma lata de leite e trocar por um gorro de Papai Noel. A doação será encaminhada ao Instituto do Coração da Criança e do Adolescente (Incor).

E como atividade física é sempre uma boa pedida, além do ciclismo, uma das novidades deste ano do evento natalino, será a Corrida da Luz. Prevista para o dia 18 de dezembro, terça-feira, a partir das 20 horas, envolverá dois percursos: de 6 e 12 km. O apoio da AMC prevê interdições provisórias ao longo do trajeto.

A campanha pelo verde que troca garrafas plásticas por mudas, reduzindo os problemas climáticos, será uma dessas ações. A iniciativa que teve início em 2007 tinha a meta de plantar 1 milhão de árvores até 2017, mas a marca foi alcançada três anos antes, em 2014, quando foi fincada uma muda de pau-brasil na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. Entre as espécies distribuídas mudas de caju, acerola, goiaba, palmeira, noni, sapoti, pitanga, ata, graviola, manga, açaí e ipê. Para 2018, a previsão é distribuir 100 mil mudas.

“Precisamos desconstruir o discurso fácil”, diz Acrísio Sena

Posted on Updated on

O vereador Acrísio Sena (PT), de Fortaleza, destacou a importância do debate sobre o futuro da educação no País. Eleito deputado estadual na Assembleia Legislativa do Ceará, Acrísio deve levar o tema para o novo mandato. O parlamentar defendeu requerimento de sua iniciativa sobre a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Escola Pública e Plural na Câmara Municipal de Fortaleza.

“Em 2017, apresentei requerimento para que criássemos a Frente Parlamentar em Defesa da Escola Pública e Plural, sendo subscrito pela Larissa Gaspar, Iraguassú Filho, Eliana Gomes e Guilherme Sampaio. É esse o sentido da Escola, não pode existir Escola com mordaça, sem a liberdade de pensamento.”, defendeu.

Segundo Acrísio, a população precisa analisar o programa de governo de cada candidato à presidência do país e fazer o bom debate acerca das propostas na área de educação. “Precisamos desconstruir o discurso fácil, falso, que tem sustentado o debate de ponta a ponta nas redes sociais, e debatermos as metas do Plano de Educação, o programa Alfabetização na Idade Certa, a educação de jovens e adultos, a educação no campo, indígena, quilombola. Esse deve ser o centro do debate da educação mas estão vindo aqui discutir preconceitos e o que não é essencial para a nação.”, ponderou.

Amil terá de custear tratamento de fertilização

Posted on Updated on

A empresa Assistência Médica Internacional (Amil) deverá arcar com os custos da fertilização in vitro para uma mulher que não pode engravidar. A decisão é da 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Segundo os autos, após complicações no ovário e mais de um ano de tentativas frustradas de gravidez, a mulher foi diagnosticada com um quadro clínico de infertilidade conjugal. Em razão, médico recomendou que fosse feita fertilização in vitro com ICSI, que supostamente ofereceria maiores chances de gravidez por ciclo.

Ocorre que o plano de saúde negou autorização ao procedimento, motivo pelo qual ela ingressou na Justiça contra a empresa para que arque com os valores. Na contestação, a operadora reconheceu ter negado a autorização porque não há previsão contratual firmado entre as partes.

O Juízo da 10ª Vara Cível de Fortaleza deu provimento ao pedido da mulher e determinou que o plano arque com o procedimento.

Para reformar a sentença, tanto a Amil quando a mulher apelaram ao TJCE. A empresa alegou que o tratamento, seja por qual técnica for, é expressamente excluído da cobertura abrangida pelo contrato, pois o plano de saúde não abrange cobertura para inseminação artificial, ainda mais levando-se em conta que a fertilização in vitro é técnica mais complexa e onerosa.

Já a segurada alegou que não deve prosperar a limitação do tratamento a somente uma tentativa, eis que o referido procedimento é complexo, envolvendo várias fases, inclusive com a necessidade de congelar embriões. Reforça que sendo mantida uma única tentativa e sendo esta infrutífera, seria obrigada a descartar os demais embriões ou doá-los a terceiros, pois não possui condições de arcar com as despesas de congelamento.

Ao julgar o caso, a 1ª Câmara de Direito Privado deu parcial provimento ao recurso da mulher para afastar a limitação de cobertura da fertilização in vitro a somente uma tentativa, e negou provimento ao recurso da Amil. “Considerando a existência de prescrição médica e a abusividade da cláusula contratual de exclusão do procedimento de fertilização in vitro, deve a operadora de plano de saúde oferecer cobertura a esse método até o nascimento com vida do feto a ser gerado, não sendo razoável a limitação a uma única tentativa imposta pelo magistrado a quo, uma vez que a medida tornar-se-ia inócua, haja vista a considerável probabilidade de não se alcançar o objetivo de maternidade na primeira tentativa”, explicou no voto o desembargador Heráclito Vieira de Sousa Neto.

O magistrado também destacou que, “adotando-se a premissa acima desenvolvida de que é obrigatória a cobertura do planejamento familiar, incluindo as técnicas de reprodução assistida, mostra-se abusiva, por restringir direitos inerentes à natureza do contrato, a cláusula que exclui o custeamento da fertilização in vitro, apesar de uma técnica similar, qual seja, a inseminação artificial, ser citada em normas regulamentares da ANS [Agência Nacional de Saúde] como despesa não coberta”.

Obras entre portos reforçam desenvolvimento no Ceará, diz Camilo

Posted on Updated on

O governador Camilo Santana (PT), do Ceará, visitou obras estruturantes no roteiro entre os portos do Mucuripe, em Fortaleza, e do Pecém, em São Gonçalo do Amarante. A visita partiu do Porto do Mucuripe, percorrendo a ponte da Sabiaguaba; a rodovia CE-010 e o local onde vai haver um viaduto sobre a rodovia CE-040. Camilo passou ainda por toda a extensão do Anel Viário, até o entroncamento de Maranguape com Maracanaú, por todo o trecho até o entroncamento com Canindé, percorrendo as obras de duplicação da BR 222 e as obras de extensão do Porto do Pecém.

“São importantes obras para o desenvolvimento do Ceará. Vamos ter de porto a porto duplicado, desde o porto do Mucuripe até o Porto do Pecém. Percorri toda essa área e as obras estão bem adiantadas.Lembrando que, no próximo ano, nós vamos ter todo o arco metropolitano duplicado, livrando o fluxo de carga pesada de dentro de Fortaleza”, comentou o governador.

Camilo Santana falou sobre a obra de ampliação no Porto e os benefícios gerados.“Estamos concluindo a última estaca da ponte de acesso aos berços do Porto do Pecém. É uma obra de engenharia muito avançada, porque é feita toda em alto-mar. Já tínhamos a ponte de carga e descarga dos navios nos berços do Porto e essa nova ponte é mais resistente, mais reforçada. É por onde vai sair toda a produção de placas de aço da siderúrgica. Já foi concluída a última estaca, com a última viga e já estamos jogando as pedras para fazer a ligação com o lado que os navios atracam aguardando as cargas”, explicou.

Segundo o governador, o objetivo é que em dezembro a nova ponte já possa ser inaugurada. “É uma ampliação importante. Nós temos praticamente três vezes a capacidade que o Porto tinha originalmente, quando foi construído. Somente no Porto do Pecém, nós estamos gerando mais de 25 mil empregos diretos e indiretos, com a siderúrgica, com várias empresas instaladas e com a expansão do porto”, enfatizou.

Camilo anunciou uma viagem à Holanda na quarta e quinta-feira, para um encontro no Porto de Roterdã, com aproximadamente 200 empresas internacionais. No encontro, as empresas conhecerão a parceria entre o Porto de Roterdã e o Porto do Pecém. A partir desse mês, o Porto de Roterdã passa a ser parceiro do Porto do Pecém. É o maior porto da Europa e vai nos ajudar a atrair novos investimentos para o Ceará. Isso significa mais emprego, desenvolvimento e uma forma de conectar mais o Ceará com o mundo. Aliás, nós estamos nos conectando via aérea, marítima e via cabos de fibra óptica”, concluiu o chefe do Executivo do Ceará.

O governador lembrou ainda do voo inaugural Fortaleza-Orlando, ocorrido no último domingo, e que completa um total de 58 voos internacionais que são realizados por semana, partindo de Fortaleza para vários continentes do mundo.