Inadimplência do consumidor sobe 2,3% em outubro, segundo a Boa Vista

Posted on Updated on

A inadimplência do consumidor avançou 2,3% em outubro na comparação com setembro, já descontados os efeitos sazonais, segundo dados nacionais da Boa Vista. Em relação a outubro do ano passado, o indicador subiu 0,4%. Com isto, ele acumula queda de 3% no ano (de janeiro até outubro) e no acumulado 12 meses (novembro de 2018 até outubro de 2019 frente aos 12 meses anteriores), respectivamente. 

Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, todas as regiões ainda registram queda: Centro-Oeste (-4,7%), Norte (-2,2%), Nordeste (-3,4%), Sul (-5,3%) e Sudeste (-2,1%). Na comparação mensal, por outro lado, todas as regiões apresentaram alta, com destaque para Norte (3,7%) e Nordeste (3,1%).

A queda da inadimplência observada a partir do final de 2016 pode ser explicada pela maior cautela das famílias, pela capacidade de endividamento dos consumidores ainda limitada pelo fraco crescimento da renda e pelo efeito defasado da maior seletividade dos bancos no período mais agudo da crise.

Com isto, a inadimplência dos consumidores atingiu um patamar historicamente baixo, o que proporcionou a redução dos juros e motivou o aumento das concessões a partir de 2017, o que, por sua vez, vêm resultando em um crescimento significativo do endividamento e do comprometimento de renda ao longo de 2019.

Os economistas da Boa Vista têm alertado que o elevado nível de desocupação e subutilização da mão-de-obra, somado à lenta recuperação da renda, aumenta o risco de que esta expansão recente dos empréstimos resulte em maior inadimplência. 

De fato, os dados do Banco Central já indicam um ligeiro aumento da inadimplência das operações de crédito com recursos livres para pessoas física entre janeiro e setembro deste ano, e o indicador de registros da Boa Vista de outubro aponta na mesma direção.

O cenário ainda não é alarmante, pois a inadimplência segue baixa em relação à média histórica, mas a tendência é de alta. O aumento das concessões, ante uma recuperação lenta da renda e do emprego, tem resultado em maior endividamento e comprometimento dos recursos das famílias com o pagamento de dívidas e, com isto, a inadimplência já mostra sinais de alta.

Outros dados de marcado mostram que a inadimplência cresce mais entre os consumidores de menor renda, exatamente os mais afetados pela lenta recuperação do mercado de trabalho.

Assim, a equipe econômica da Boa Vista volta a ressaltar que uma retomada mais vigorosa e generalizada do crédito aos consumidores, sem aumento dos riscos, segue condicionada, a curto prazo, à evolução do mercado de trabalho e do endividamento das famílias.

Metodologia
O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau. 

A série histórica do indicador está disponível em: 
www.boavistaservicos.com.br/economia/registro-de-inadimplencia

WhatsApp e formulário são criados para população de Caucaia indicar manchas de óleo no Cumbuco

Posted on Updated on

Resultado de imagem para oleo cumbuco

A Prefeitura de Caucaia, no Ceará, criou dois canais diretos de contato pelos quais a população pode colaborar com o comitê Juntos Contra o Óleo no trabalho de localização das manchas do produto químico que têm surgido no litoral do município, notadamente na praia do Cumbuco.

A partir de agora, é possível enviar fotos, vídeos, áudios e localizações para o seguinte WhatsApp: (85) 9.9800.1449. Gerido pela Secretaria Municipal de Patrimônio, Serviços Públicos e Transporte (SPSPTrans), o número do aplicativo de mensagens é exclusivo para recebimento desse tipo de material.

Os técnicos da pasta vão encaminhar as mídias para o comitê Juntos Contra o Óleo adotar as providências necessárias de verificação da denúncia e, em comprovada a veracidade do fato, a limpeza da região. É fundamental que o informante diga a localização das manchas.

Informações sobre os mutirões ou quaisquer dúvidas a respeito da operação de limpeza devem ser obtidas nos canais oficiais da Prefeitura na Internet e nas redes sociais tanto da gestão quanto do prefeito Naumi Amorim. O gestor tem acompanhado de perto, diária e presencialmente, a evolução dos trabalhos.

Quem não deseja utilizar o aplicativo de mensagens (ou mesmo não dispõe dele) e quer ajudar também pode. É possível colaborar com o Comitê preenchendo um formulário on-line cujo conteúdo é imediatamente enviado para técnicos da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura (SetCult) – que, por sua vez, alertam as equipes de limpeza.

Tanto o WhatsApp quanto o formulário ficarão disponíveis 24 horas todos os dias nos quais a cidade estiver em situação de emergência. O status de Caucaia é esse desde quarta-feira (6/11), um dia após o surgimento das primeiras manchas de óleo. Em 72 horas, a Prefeitura recolheu 14,5 toneladas do químico, cuja origem ainda é desconhecida – assim como os danos que pode representar ao corpo humano e à vida marinha.

Além do WhatsApp e do formulário, os canais tradicionais da Ouvidoria Geral do Município estão abertos para o recebimento de manifestações que indiquem onde há mais casos de óleo na faixa de areia. É possível colaborar por telefone, e-mail ou mesmo presencialmente.

Desde o início dos mutirões de limpeza, na última terça-feira (5/11), logo após o surgimento das primeiras manchas, a ajuda da população tem sido fundamental para o sucesso dos trabalhos. É graças também à ação de voluntários que o comitê Juntos Contra o Óleo conseguiu retirar tanto produto da praia.

Além de técnicos da gestão municipal, atuam na limpeza da orla de Caucaia efetivos da Marinha, Corpo de Bombeiros, Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Nos últimos três dias, mais de 500 pessoas participaram das frentes de trabalho.

#PizzaHut inaugura primeira unidade em Juazeiro do Norte (CE)

Posted on Updated on

Resultado de imagem para pizza hut

A Pizza Hut, que reivindica a posição de maior rede de pizzarias do mundo, inaugura nesta segunda-feira (11), a primeira unidade no La Plaza Shopping, em Juazeiro do Norte, região metropolitana do Cariri, no sul do estado de Ceará. Com a abertura, a marca contará com 8 lojas no estado e 34º na região Nordeste.

Em local estratégico no Bairro Lagoa Seca, o restaurante conta com 180m² de área e layout moderno que segue o padrão internacional com cozinha aberta, no qual os consumidores poderão acompanhar o processo de produção das pizzas preparadas diariamente. Para trazer uma experiência diferenciada, a loja contará com amplo salão para atender confortavelmente 70 clientes, e funcionará de domingo a quarta-feira, das 17h às 23h, e de quinta a sábado, das 17h à 0h, com o atendimento de 18 colaboradores.

“Acreditamos que a primeira unidade em Juazeiro do Norte repetirá o sucesso que temos na capital”, afirma Saddy Nardino, Gerente Geral da Pizza Hut no Brasil, destacando que até 2023 a rede planejar chegar a 700 lojas no Brasil.

“Estamos muito felizes e ansiosos com a abertura na região. Será uma oportunidade aos moradores locais de degustarem nossas pizzas e conferirem todos os diferenciais da marca”, ressalta Erick Tinoco, franqueado da nova loja.

O investimento médio na implantação de uma unidade franqueada da Pizza Hut é de R$ 1 milhão, com prazo de retorno estimado em 36 meses. Os interessados devem se cadastrar pelo site www.pizzahut.com.br.

O cardápio de Pizza Hut apresenta variadas opções de pizzas com massa pan exclusiva. Os sabores Pepperoni, Supreme e Brasileira estão entre os mais pedidos para momentos de compartilhamento. Os Breadsticks de Pepperoni e as Sliders de Brigadeiro são opções individuais e completam a experiência.

Ações de cobrança ganham mais eficiência com o envio de comunicados digitais

Posted on Updated on

Mesmo com a inadimplência do consumidor apresentando queda de 3,0% entre os meses de janeiro a outubro de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado, o não pagamento das dívidas é uma realidade para cerca de 60 milhões de brasileiros, segundo a Boa Vista. E sendo uma empresa que fornece informações com inteligência analítica para que outras empresas façam bons negócios, a Boa Vista acaba de lançar uma solução que ajuda o empresário a tornar muito mais eficiente o processo de cobrança dos clientes inadimplentes.

A solução recém-lançada é o SCPC Comunica. O seu grande diferencial, segundo Alexandre Xavier, diretor de Produtos da Boa Vista, está na flexibilização das variáveis que compõem as informações dispostas no comunicado, e no seu envio que pode ser feito via SMS, e-mail e carta. Desta forma, o comunicado de cobrança pode ser adaptado a estratégia de cobrança de cada credor, sendo mais eficiente na comunicação da dívida antes ou depois da negativação.

Ao oferecer um modelo com variáveis automatizadas, a Boa Vista permite ao cliente personalizar o conteúdo de alguns campos importantes do comunicado, seguindo assim o que a sua política de cobrança considera mais eficiente. Algumas dessas variáveis são: o número do contrato (ou contratos se for mais de uma dívida) e a natureza da dívida (se cartão de crédito ou financiamento, por exemplo). Informar o saldo devedor e indicar propostas de valores para pagamento à vista ou a prazo, além de permitir a inclusão de boleto de cobrança para um possível pagamento imediato.  

“O SCPC Comunica é um meio de cobrança com um sistema totalmente automatizado que respeita a régua de cobrança do credor. A Boa Vista, por sua vez, cuida da gestão dos disparos, e, para os meios eletrônicos (e-mail e SMS) cobra apenas quando há sucesso na entrega. No caso das cartas, a cobrança continua tal como é atualmente, por envio”, revela Xavier. Assim, além de ser um mais eficiente, o SCPC Comunica representa mais economia para o credor. 

Uma forma que as empresas podem aplicar a solução, por exemplo, é usá-la em uma base de clientes que não se deseja negativar, como uma ação de pré-cobrança, sem gerar atrito na relação comercial. Já para clientes negativados, o SCPC Comunica serve como reforço para avançar nas ações de recuperação do crédito. 

SMS aumenta em até 30% a média de recuperação de dívidas
Ao incluir o SMS como um dos meios de acionamento, a Boa Vista constatou um aumento na eficiência no processo de cobrança de cerca de 30% em comparação com a taxa de recuperação em comunicações via carta. Logo, com um sequenciamento de cobrança usando SMS, e-mail e carta, a chance de se recuperar o crédito tem sido muito maior.

O comunicado também possui a marca SCPC, reconhecida por ser de um dos maiores e mais completos bancos de dados do país há mais de 60 anos. Logo, conta com a força da marca para auxiliar na recuperação, antes de uma ação mais incisiva, como a de negativação. 

13º salário: como se preparar para o benefício

Posted on Updated on

Até o dia 30 de novembro, grande parte dos trabalhadores com carteira assinada em todo o país – com no mínimo 15 dias de atividade – recebem a primeira parcela do 13º salário. Aposentados, pensionistas, beneficiários do Bolsa Família e aqueles que recebem pensão alimentícia também serão contemplados. Ficam de fora apenas os trabalhadores que foram demitidos por justa causa.

“O 13º é uma ajuda importante para a maioria dos brasileiros. Mesmo aqueles que gastam pouco sentem falta do benefício”, diz o coordenador do curso de Gestão Financeira do Centro Universitário Internacional Uninter, Daniel Cavagnari.

A primeira parcela corresponde à metade, ou 50%, do salário bruto. O professor ressalta que descontos, como a taxa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), virão apenas na segunda parcela, a ser paga até o dia 20 de dezembro. Para aqueles que foram contratados ao longo do ano, o benefício será proporcional ao número de meses trabalhados até a data do pagamento.

Como usar o 13º?

Cavagnari recomenda prudência com ofertas feitas por bancos e outras instituições financeiras nos meses que antecedem o depósito do salário. “Muitas entidades oferecem empréstimos para que os trabalhadores recebam esses valores adiantados. Porém, cobram juros incompatíveis com termos justos. É preciso estar atento”, diz.

Para aqueles que têm dívidas a juros altos ou vencidas, o professor recomenda que o 13º seja usado para quitá-las. “Negocie o pagamento com as instituições credoras e busque descontos. Lembre-se de que taxas ou juros que ainda não foram cobradas não podem incidir no adiantamento das dívidas”, explica.

Já para os trabalhadores que estão em dia com suas finanças, o professor recomenda reservar metade do valor recebido – ou mais – para as despesas de início de ano, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), uniformes, material escolar e férias. O restante do valor pode ser usado para presentes e outros gastos com as comemorações de fim de ano.

“Também é possível usar o benefício para ‘resolver a vida’, ou seja, revisar o carro, arrumar a casa, passear com a família. O bem-estar é o que temos de mais importante. Qualquer investimento nesse âmbito será bem aproveitado”, defende.

#JuazeiroDoNorte (CE) ganhará teleférico para impulsionar turismo e economia

Posted on Updated on

projeto para teleférico em Juazeiro do Norte

Juazeiro do Norte vai ganhar um teleférico para impulsionar ainda mais o turismo religioso e a economia da cidade, que já recebe 2,5 milhões de visitantes a cada ano. A ordem de serviço do novo equipamento que levará os turistas à estátua de Padre Cícero foi assinada, pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), em sessão itinerante da Assembleia Legislativa no Cariri, em homenagem aos 50 anos da estátua de Padre Cícero. A previsão é que a entrega do teleférico de Juazeiro do Norte seja realizada no segundo semestre de 2022.

O projeto é da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), com execução fiscalizada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP). O equipamento, que ligará a estação Romeiros à estação Horto, tem investimento de R$ 69,5 milhões, com verba do Tesouro do Estado e do Governo Federal. O valor abrange ainda as intervenções de urbanização do entorno das duas plataformas, que terão estacionamento, quiosques e banheiros, entre outras estruturas.

“Nesse momento de homenagem à Estátua de Padre Cícero, assinamos a ordem de serviço desse grande equipamento que será o teleférico do horto da cidade de Juazeiro. Equipamento de uma ordem de mais de R$ 69 milhões, dinheiro do Estado e do Ministério do Turismo. E não tenho dúvida que será o melhor e mais moderno teleférico do Norte e Nordeste brasileiro, todo equipamento importado, construído na Suíça. Portanto será um equipamento importante para a economia e o turismo dessa região”, comentou Camilo Santana, acrescentando que a empresa já iniciou o canteiro de obras.

O teleférico de Juazeiro do Norte vai operar com 31 cabines climatizadas, cada uma com capacidade para levar 8 passageiros, todos sentados, com estrutura para levar até mil passageiros por hora. Percorrerá quase 2 km de distância, com elevação de 200 metros. O trajeto em cada sentido será cumprido em 7min30seg, oferecendo uma opção atrativa e cômoda para os romeiros subirem a Colina do Horto.

O administrador Édio Callou mora no Crato e trabalha em Juazeiro do Norte, e vê com entusiasmo a chegada de mais um atrativo turístico para a Região do Cariri. “O teleférico vai facilitar a questão de deslocamento do morador e vai ser um atrativo a mais pro visitante. Esse equipamento vai se juntar à estrutura que já tem pra receber o turista, agregando ao complexo e fortalecendo o roteiro da fé”, comentou.

Participaram da assinatura da ordem de serviço do novo teleférico do horto, ao lado do governador Camilo Santana, o presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto, o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, o secretário do Turismo do Estado, Arialdo Pinho, e o superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira, além de deputados presentes à sessão itinerante e políticos da Região do Cariri.

Governador do Ceará e embaixador da Dinamarca analisam parcerias em tecnologia e energias renováveis

Posted on Updated on

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), recebeu no Palácio da Abolição o embaixador da Dinamarca no Brasil, Nicolai Prytz. O país europeu é um importante parceiro comercial cearense, tendo sido o Ceará o 11º estado brasileiro em 2018 que mais exportou produtos para a Dinamarca, totalizando US$ 1,66 milhão, e o 10º que mais importou materiais dinamarqueses, completando o valor de US$ 9,13 milhões.

Durante o encontro, as autoridades dialogaram sobre diversos temas, com destaque para os segmentos de energias renováveis, aproveitamento dos resíduos para a geração energia, necessidades para a área da segurança pública, Governo Digital e o projeto “Integridade nos Estados Brasileiros – Transparência Internacional – Brasil”. “Temos a maior infraestrutura de conectividade do Nordeste com o Cinturão Digital, que atende não apenas ao Governo do Ceará, mas aos municípios e parceiros interessados em investir no Ceará. Temos muito interesse em alavancar as parcerias com a Dinamarca nessa e em outras áreas”, disse o governador Camilo Santana.

O embaixador da Dinamarca citou que o país tem interesse em parcerias nas áreas de energias renováveis e tecnologia, com foco na transformação digital do setor público. “A Dinamarca há muitos anos já adotou o Governo Digital. Gostaríamos muito de ter um diálogo contínuo com o Ceará sobre esse assunto e trocar experiências importantes”, disse Nicolai Prytz.

Participaram também do encontro os secretários de Estado Élcio Batista (Casa Civil), Maia Júnior (Desenvolvimento Econômico e Trabalho), Aloísio Carvalho (Controladoria e Ouvidoria) e André Costa (Segurança Pública e Defesa Social), além do assessor especial da Casa Civil para Assuntos Internacionais, César Ribeiro, e dos presidente da Etice, Adalberto Pessoa, e da Cegás, Hugo Figueiredo. Compunha a comitiva do embaixador dinamarquês no Brasil a assessora comercial Lívia Dantas.

“Lula livre”: o que a liberdade do ex-presidente oferece aos mercados

Posted on Updated on

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou a prisão em Curitiba na última sexta-feira. Um momento importante para quem defende a democracia e o Estado Democrático de Direito, assim como a isonomia de direitos aos cidadãos.

Em cárcere desde abril de 2018, Lula planeja agora iniciar a reestruturação da oposição ao governo atual. Conforme especialistas do mercado financeiro, os principais efeitos da soltura devem ser sentidos quando as próximas eleições estiverem mais perto. Vale observar, a considerar conversas de procuradores e do juiz da Operação Lava Jato, o hoje ministro da Justiça Sérgio Moro, os procedimentos foram vergonhosamente e deleteriamente manipulados para prender Lula e, assim, afastá-lo das eleições de 2018 – que foram vencidas por Bolsonaro.

Daniela Casabona, sócia da FB Wealth, diz que a “liberdade de Lula pode trazer grande volatilidade para o mercado uma vez que essa mudança do STF representa uma forte insegurança jurídica. Além disso, a presença do ex-presidente pode resultar em tensão ao governo atual e abalar futuras aprovações que exijam consenso dos partidos”, avalia – sem estimar, por exemplo, a tal “volatilidade” que é imposta pelo próprio presidente da República, os filhos e ministros e assessores trapalhões, incluindo um astrólogo que dá palpites na moralidade alheia, chamado Olavo de Carvalho.

Já para Jefferson Laatus, estrategista do Grupo Laatus, o problema não é a soltura de Lula propriamente dita. “Nesse caso, inicialmente o mercado não tende a refletir tanto. Mas quando as próximas eleições chegarem, se existir uma possibilidade real dele conseguir indicar alguém, o mercado deve se estressar mais”, acredita.

Laatus acha que a preocupação do mercado é de risco quanto a continuidade da Operação Lava Jato. “Não há preocupação nenhuma com a descontinuidade de qualquer reforma econômica. Até porque, até as próximas eleições, muitas reformas devem ter sido aprovadas. O que preocupa mais o mercado é a decisão do STF, pois a decisão sobre segunda instância preocupa pelos riscos que ela tem à Lava Jato”, complementa.

Fernando Bergallo, diretor da FB Capital, lembra que existem outros fatores, além da soltura do ex-presidente, que levam instabilidade aos mercados. “Os negócios já vinham em um embalo muito negativo por conta da questão da cessão onerosa do pré-sal, que teve resultado muito abaixo do esperado. Isso somado a decisão de mudança de entendimento do STF, que independente do mérito de estar correta ou não, gera uma desconfiança do investidor estrangeiro em relação ao futuro do país. Não é à toa que o dólar passou de R$ 4,15 depois de ter atingido a menor cotação dos últimos três meses na última semana”, conclui.

Em ação inédita, 300 funcionários de empresa vão às ruas ajudar consumidores a limpar o nome

Posted on Updated on

Do CEO ao estagiário: mais de 300 funcionários da Serasa Experian estão mobilizados para ajudar a população brasileira a renegociar dívidas atrasadas, sair da inadimplência e resgatar a cidadania financeira. O país tem hoje mais de 63 milhões de consumidores inadimplentes, com média de quatro dívidas diferentes por CPF. O grupo de voluntários tem o apoio das credit bikes, nome dado às bicicletas adaptadas para apoiar a ação, que estão estacionadas em locais de grande movimento em São Paulo (SP), São Carlos (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Blumenau (SC), a partir de hoje (11 de novembro). A equipe que está nas ruas foi capacitada especialmente para ajudar o consumidor a entender se há contas negativadas, qual a melhor forma de renegociar e até mesmo imprimir o boleto com o desconto conquistado para pagamento. A ação inédita de voluntariado corporativo faz parte do Feirão Limpa Nome da Serasa, que começou no dia 4 e deve terminar no fim do mês.

“O propósito do grupo Experian é Criar um Futuro Melhor, então, não consigo pensar em uma maneira mais eficaz de vivenciar esse propósito senão participando dessa ação de voluntariado. Só quem já fez esse tipo de trabalho conhece a sensação de ajudar alguém sem esperar nada em troca. Fugindo de qualquer explicação lógica, mesmo depois de uma longa jornada, a gente se sente renovado, pleno e com a certeza de que recebeu mais do que doou”, diz a diretora de Responsabilidade Corporativa, Marketing e Comunicação da Serasa Experian, Sirlene Cavaliere.

“Internamente estamos chamando essa ação de Esquadrão Limpa Nome, afinal estamos colocando nas ruas centenas de funcionários à disposição dos brasileiros para que eles tenham acesso a vários credores em um só portal, com negociações e descontos pré-estabelecidos que eventualmente possibilitarão o resgate da sua cidadania financeira. Nossos profissionais terão a oportunidade de conhecer pessoalmente as pessoas por trás das estatísticas de inadimplência. Suas histórias, suas dores e quem sabe ajudá-las a resgatar, em muitos casos, o único ativo que já possuíram em suas vidas: seu nome”, complementa a executiva.

A iniciativa da companhia também promove o empoderamento socioeconômico e fortalece a saúde financeira da população nas regiões em que atua. Só em 2018, a dedicação de milhares de funcionários da Experian contabilizou mais de 370 dias de trabalho voluntário com ações realizadas em todo o mundo. No Brasil, há mais de oito anos a Serasa Experian capacita funcionários para transmitir conteúdos de educação financeira à população de todo o país, tendo impactado mais de 65 mil pessoas direta e indiretamente.

“Temos resultados tão positivos com as ações de voluntariado realizadas no Brasil que este projeto, por exemplo, é um piloto para implementação internacional por meio do programa de Inovação Social da Experian”, comenta Sirlene Cavaliere.

Aumenta 350% número de investidores em corretora de valores

Posted on Updated on

Com números cada vez mais expressivos, o interesse no mercado financeiro vem aumentando no Brasil. Em 2019, o Ibovespa, apesar das constantes oscilações, bateu sucessivos recordes. O número de investidores seguiu a tendência de crescimento, chegando próximo dos 1,5 milhão. Entre os fatores que levam a esse crescimento estão os cortes na taxa de juros, aumentando a busca por uma maior diversificação de investimentos, o aumento da difusão de informações sobre finanças na internet além das medidas tomadas para aumentar os agentes financeiros do mercado, como pode ser visto no aumento no número de bancos digitais.

O crescimento de carteiras de investimento em corretoras também é notável, com muitas delas aguardando um faturamento ainda maior para 2020. Segundo levantamento da corretora Nova Futura Investimentos, somente entre 2018 e 2019 a base de clientes da corretora aumentou 350%. De acordo com Vinicius Fuzikawa, Especialista em Investimentos da Nova Futura, a expectativa é que a base de cientes continue crescendo. “São muitos fatores que tem levado o brasileiro a ter mais interesse em investimentos. A partir do nosso levantamento conseguimos imaginar um crescimento ainda maior para 2020, com a expectativa da Selic cair para patamares ainda mais baixos”, explica.

André Alírio, Economista e Operador de Renda Fixa da Nova Futura Investimentos, explica que as fintechs, empresas de tecnologia com foco no mercado financeiro, ajudaram a popularizar os investimentos e contribuíram para todo o setor. “O primeiro movimento foi o surgimento das fintechs, que acabaram tendo uma comunicação mais assertiva na atração de investidores, o que contribuiu para ampliar a quantidade de investidores nas corretoras”, afirma. Alírio acredita que o próprio mercado também deu motivos para o crescimento de pessoas interessadas na Bolsa de Valores. “Na medida que você tem juros em queda e Bolsa para cima, a combinação tem feito com que os investimentos financeiros caminhem na direção positiva, o que atrai muito o investidor”, finaliza.