Ceará ganha expressão na produção de componentes de eólicas

Posted on Updated on

Além de importante produtor de energias renováveis, o Ceará começa a se destacar também na fabricação e exportação de equipamentos utilizados por empresas do setor. É o segundo maior exportador de maquinário das indústrias de energia eólica do Brasil e registra um crescimento de 287% nas vendas ao exterior entre janeiro a julho de 2018 ante igual período de 2017, segundo estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). Nos sete primeiros meses do ano, o estado contabilizou US$ 34,9 milhões em vendas para outros países, enquanto no mesmo período do ano passado o valor foi de US$ 8,9 milhões.

Pás para geradores e aerogeradores utilizados nas usinas de produção de energia eólica são os itens comercializados pelas empresas cearenses. Os Estados Unidos compram cerca de 90% do total vendido pelo Ceará, contabilizando US$ 32,1 milhões. Alemanha, que em 2016 era o maior comprador, vem seguida com US$ 2,6 milhões.

As importações de produtos do setor eólico contabilizaram US$ 6,6 milhões. O valor é significativo, mas bastante inferior ao exportado pelo segmento, negando a hipótese de maquilação (estratégia utilizada pela empresa que importa para montar um produto e exportar em seguida), e mostrando que boa parte da produção desses equipamentos de alto nível tecnológico são fabricados internamente, agregando valor à pauta exportadora cearense.

Ainda no âmbito das importações, o destaque fica por conta dos insumos utilizados na produção de energia solar. Com a evolução da construção do Complexo Solar do Apodi, no município de Quixeré, o Ceará importou, de janeiro a julho de 2018 US$ 40,7 milhões, sendo US$ 34,1 milhões em “Células solares em módulos ou painéis”, principalmente vindas da China, maior fornecedora com US$ 35,9 milhões.

BNB abre inscrições para concurso

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste abre hoje, conforme edital de seleção, inscrições para candidatos aos cargos de Analista Bancário (nível médio) e Especialista Técnico – Analista de Sistemas (nível superior). As informações estão disponíveis no site da empresa organizadora do concurso, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – Cebraspe. O edital está no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/banco_do_nordeste_18, no qual podem ser feitas as inscrições de hoje (24.9) até 15 de outubro de 2018.

Das 700 vagas disponíveis (200 para nível superior e 500 para nível médio), oito são de preenchimento imediato e as demais serão preenchidas gradativamente com o Plano de Incentivo ao Desligamento (PID) dos empregados da instituição, a ser lançado pelo BNB ainda este ano e com outros desligamentos naturais.

Para concorrer ao cargo de Analista Bancário, o candidato deve ter concluído o ensino de nível médio até a data de término da qualificação para a posse, com certificado emitido por instituição de ensino devidamente reconhecida pelo órgão competente.

Já para o cargo de Especialista Técnico – Analista de Sistemas, será necessário que o candidato tenha concluído um dos cursos superiores em nível de graduação, reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC): Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação, Tecnologia em Telemática; ou ter concluído qualquer outro curso superior de graduação, reconhecido pelo MEC, desde que tenha concluído também curso de pós-graduação (stricto ou lato sensu) na área de Informática e/ou Segurança da Informação, com carga horária mínima de 360 horas.

Os candidatos poderão realizar as provas em cidades de todos os Estados do Nordeste, além de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Brasília. O Banco do Nordeste possui hoje 292 agências e é o maior banco de desenvolvimento regional da América Latina, com destacada atuação no financiamento de longo prazo e no microcrédito produtivo orientado.

Caucaia (CE) obtém US$ 80 milhões

Posted on Updated on

O Município de Caucaia, no Ceará, conseguiu um feito inédito. Aprovou no Senado Federal a liberação de um financiamento internacional no valor de 80 milhões de dólares. Trata-se da primeira operação do gênero da cidade e foi efetuada no Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O valor será integralmente investido no Programa de Infraestrutura Integrada.

Com a aprovação do Congresso Nacional, a cidade aguarda apenas a sanção do presidente Michel Temer para acessar o recurso. Por lei, isso deve acontecer em no máximo 15 dias. “Estamos aqui para agradecer a todos que nos apoiaram. Tenho certeza de que Caucaia será uma antes e uma depois dessas obras. Estamos falando de projetos fundamentais para o desenvolvimento do município e que nenhuma outra gestão teve a ousadia de tentar executar”, comemora o prefeito Naumi Amorim.

A agilidade na tramitação do recurso foi fruto da articulação política do prefeito Naumi.

Na cotação de hoje do dólar, o financiamento equivale a R$ 344 milhões. Trata-se de um montante jamais sequer pleiteado por Caucaia a organismos internacionais. Mais da metade desse valor (66%) será aplicado em obras de mobilidade urbana. Vias serão abertas e requalificadas, ciclovias serão criadas, e pontes e viadutos serão construídos.

Tudo para interligar Jurema, Centro e Litoral, os três principais distritos de Caucaia. “O município cresceu de forma desordenada nos últimos anos. Com esse programa de infraestrutura, nós queremos resgatar o tempo perdido e dar a Caucaia uma estrutura à altura da grandeza dela”, acrescenta o prefeito Naumi Amorim.

Além de impulsionar a política de mobilidade urbana de Caucaia, o Programa de Infraestrutura Integrada prevê a urbanização de três lagoas, a criação de dez ecopontos, a requalificação total do Centro Histórico do município, a construção e reforma de praças, e a construção de um Centro de Eventos.

Unimed Fortaleza é condenada a indenizar paciente

Posted on Updated on

A Unimed de Fortaleza foi condenada ao pagamento de indenização de R$ 9 mil por danos morais e de R$ 4.500,00 de reparação material para paciente que teve exame negado indevidamente. A decisão é do juiz José Cavalcante Junior, titular da 17ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza.

A paciente sofre de neoplasia maligna. Após três meses de quimioterapia, no dia 3 de novembro de 2017, o exame acusou espessamento do tecido subcutâneo da região perineal, notando-se imagem nodular. Com o propósito de melhor diagnosticar, a fim de tomar ciência se referida imagem nodular seria fibrose ou doença ativa, a médica indicou realização de exame de tomografia conhecido por PET-CT, que rastreia células tumorais no organismo.

A paciente procurou obter autorização da Unimed de Fortaleza para realizar os exames prescritos. No entanto, teve o pedido negado sob o argumento de que não se enquadra no rol previsto pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Por conta da urgência, a cliente teve que se utilizar de seus últimos recursos financeiros e de familiares para realização do procedimento no valor de R$ 4.500,00.

Diante da negativa, a consumidora ingressou com ação na Justiça para requerer indenização por danos materiais no valor do exame realizado, além de indenização.

Na contestação, o plano de saúde argumentou ter a obrigação legal de disponibilizar aos usuários apenas os previstos no Rol de Procedimento da ANS e obedecidas as Diretrizes de Utilização. Defendeu ainda que o caso da paciente não se enquadra em nenhuma das hipóteses de cobertura obrigatória. Ao analisar o processo, o magistrado afirmou que “negar o custeio de exame à autora encontra-se em descompasso com a legislação do consumidor, além de ofender o princípio da dignidade humana, consagrado a nível constitucional, e observado pela Lei nº 9.656/98, que trata dos Planos de Saúde.

Ademais, os direitos à vida e à saúde, que são direitos públicos subjetivos invioláveis, devem prevalecer sobre os interesses administrativos e financeiros da instituição privada”. Também destacou que, “nessa medida, ao negar-se a custear exame prescrito, destinado ao correto diagnostico de doença grave, necessário para não permitir o agravamento de seu quadro clínico e correto tratamento de sua doença, a operadora de saúde incorrera em flagrante violação ao direito subjetivo à saúde e ao princípio fundamental da dignidade da pessoa humana”.

Assembleia do Ceará doa 808,4 quilos de recicláveis

Posted on Updated on

A Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P) da Assembleia Legislativa do Ceará doou 808,4 quilos de materiais recicláveis, entre papel (763,4 quilos), plástico (42,9 quilos) e metal (2,1 quilos), à Associação de Recicladores Amigos da Natureza (Aran), uma das cinco entidades que têm convênio com a AL para receber resíduos sólidos.

Segundo o responsável pela Sala de Gestão de Resíduos Sólidos da Assembleia Legislativa, Eugênio Paccelli, a Casa é geradora de material reciclável e faz as doações como forma de ajudar entidades que se utilizam desses utensílios. “A Assembleia faz o descarte ecologicamente adequado dos materiais, ajudando o meio ambiente e também pessoas que tiram proveito e trabalham com a reciclagem”, esclareceu.

A presidente da Aran, Maria Conceição da Silva Sousa, ressaltou que a doação vai ajudar na geração de trabalho e renda dos catadores de materiais recicláveis. “É uma iniciativa muito importante da Assembleia Legislativa. Toda a doação é rateada entre as 25 famílias de catadores da Aran. O material reciclável é a única renda deles e somos gratos pela ajuda”, enfatizou.            Assembleia Legislativa do Ceará foi o primeiro Parlamento estadual do País a aderir à Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), que visa estimular os gestores públicos a incorporar princípios e critérios de gestão socioambiental em suas atividades rotineiras. E é também o único parlamento do Brasil a ter o Selo Verde, atestado pelo Ministério do Meio Ambiente. A Casa aderiu à Agenda A3P, do Ministério do Meio Ambiente, em 2012 e renovou a adesão em 2017.

Além da Aran, localizada no bairro Bom Sucesso, em Fortaleza, já foram beneficiadas a Associação Ecológica dos Catadores de Materiais Recicláveis  da Serrinha (Acores), Associação dos Catadores do Jangurussu (Ascajan), Sociedade de Reciclagem de Lixo da Comunidade do Pirambu (Socrelp), em Fortaleza, e a Associação Reto à Esperança, de Aquiraz.

Contábeis da Unifor aprofunda conhecimentos e investe em inovações

Posted on Updated on

Com mais de 35 anos de atuação, o curso de Ciências Contábeis da Universidade de Fortaleza (Unifor) capacita o estudante para dominar e interpretar de forma plena a linguagem globalizada do mundo dos negócios. A grade curricular insere o aluno no estudo das Normas Brasileiras de Contabilidade, convergidas ao padrão internacional, com ênfase na legislação societária e nas normas fiscais tributárias.

Avaliado com 4 estrelas pelo Guia do Estudante da editora Abril em 2017, o bacharelado, que tem duração de cinco anos, oferece integração acadêmica por meio do Programa de Monitoria, iniciação científica e pesquisa, sob a direção do Núcleo de Pesquisa do Centro de Ciências da Comunicação e Gestão. Além disso, a estrutura oferecida garante vivência em laboratórios de práticas, que adotam sistemas utilizados por empresas de excelência no mercado local e de plataformas inovadoras.

Criado em 2014, o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal é o espaço onde alunos e professores realizam atendimentos gratuitos à população, tirando dúvidas e prestando orientação sobre assuntos das áreas contábil e fiscal, com o com o objetivo de aprimorar o conhecimento acadêmico e prestar assistência aos contribuintes de baixa renda.

Entre os diferenciais, o curso da Unifor oferta o programa de dupla graduação, podendo ser concluído junto com o curso de Administração. Além disso, disciplinas na língua inglesa também podem ser cursadas pelos estudantes que, assim, podem aprofundar os saberes na área de negócios e compartilhar da companhia de colegas estrangeiros que estão em intercâmbio na Unifor.

Confira a seguir entrevista com o professor Welington Lima (foto), coordenador do curso:

Como está o mercado de trabalho para o profissional de Ciências Contábeis? Está crescente, em expansão, em alta? Por quê?

Welington Lima: A contabilidade tem como objetivo a geração de informações úteis e tempestivas para usuários externos e internos da organização. Essas informações fornecem aos usuários condições apropriadas para tomada de decisões em diversos níveis. Nessa linha, seja em cenários de crise ou de plena lucratividade, a informação contábil se mostra imprescindível para tornar claro os rumos das empresas. Tal como um painel de controle de uma aeronave, a contabilidade, do mesmo modo, gera informações para possibilitar o sucesso das organizações. Assim, é fácil concluir que não há cenário adverso para o profissional da área contábil. Esse profissional atua em diversas esferas visando a otimização dos resultados auferidos pelas entidades, tendo espaço garantido nas áreas contábil, financeira, custos, tributária, dentre outras, o que se revela um mercado em franca expansão.

Quais são as áreas de atuação em que há mais contratações de recém-formados? E para quem já tem experiência? Por quê?

Welington Lima: Os recém formados em ciências contábeis, ao contrário de outras profissões, sabe exatamente em que áreas poderá atuar de forma a gerar valor às organizações. O campo de atuação é bem definido pelo Conselho Federal de Contabilidade, os recém formados podem optar por montar seu próprio negócio, ou seja, uma consultoria em contabilidade, tributos, custos empresariais e outros. Como dono de seu próprio negócio poderá aliar conhecimento e empreendedorismo objetivando a solução de problemas e demandas de clientes. Há ainda outros caminhos, como auditoria, exercendo a atividade de auditoria o recém formado terá acesso a grandes corporações visando a revisão de suas demonstrações financeiras. Adicionalmente, se preferir, o recém formado poderá atuar em consultorias tributárias; sabe-se que a carga tributária no Brasil representa percentual significativo do lucro das organizações. Não menos importante, poderá atuar em áreas como controladoria, finanças, custos industriais, etc. O profissional com experiência atua nas diversas áreas citadas, contudo, em posições ligadas a alta administração contribuindo para que o leme do navio empresarial o conduza ao sucesso. A área pública com concursos públicos também é um forte atrativo para profissionais da área contábil; como funções de ampla relação se destacam auditores fiscais das diversas esferas do Estado.

Onde estão as melhores oportunidades (regiões, cidades etc)? Por quê?

Welington Lima: As oportunidades estão em qualquer lugar, cabe ao profissional identificá-las. Em todas as regiões são encontradas empresas de pequeno, de médio e grande porte, o estudo de seu patrimônio representa o objeto da contabilidade. Os grandes centros econômicos, onde se localizam grandes corporações tornam-se sempre mercados atrativos para o profissional da área contábil. No estado do Ceará o Porto do Pecém tem atraído fortes investimentos e o estado conta com a presença de companhias abertas de forte representação no mercado global o que é sempre favorável ao estudante de ciências contábeis.

Quais são as tendências e perspectivas futuras para essa profissão?

Welington Lima: A competitividade das organizações exige decisões cada vez mais suportadas em fatos e dados, as tendências fortes na profissão se concentram na inovação tecnológica contínua; sistemas informatizados no formato ERP, cada vez mais integrados ao negócio, propiciam o foco do profissional contábil na interpretação dos dados e contribuição efetiva nas decisões. Outro aspecto importante e inovador é o processo de convergência contábil brasileira às normas e padrões internacionais de contabilidade. Hoje no Brasil e no mundo a contabilidade é a linguagem global dos negócios e o contador é o profissional que entende com propriedade esse idioma. No Brasil falamos a mesma linguagem dos negócios praticada e países da Europa, Estados Unidos, e outros; isso com pequeníssimas variações. Essa padronização repercute positivamente para a contabilidade e os profissionais que nela atuam.

Surgiram novas áreas de atuação?

Welington Lima: A internacionalização da linguagem contábil tem gerado sinergia entre as corporações em diversos países e o contador tem sido peça fundamental para viabilizar as relações globais com vistas a abertura de capitais dessas empresas. Noutra linha, com o ingresso do SPED – Sistema Público de Escrituração Digital o profissional de contabilidade também passou a ter a necessidade de um forte componente de inovação tecnológica o que lhe impulsiona sempre para o estudo e a formação contínua.

No caso do curso, há novidades no currículo? Tem trabalho de conclusão de curso e estágios obrigatórios? Se sim, como funcionam esses estágios (mais detalhes)?

Welington Lima: A matriz curricular do curso de Ciências Contábeis da Universidade de Fortaleza contém foco relevante nos ramos de estudos mais requisitados pelo mercado. De forma longitudinal, o estudante adquire conhecimento de contabilidade societária; auditoria; perícia; legislação tributária; contabilidade pública; legislação trabalhista e previdenciária; dentre outros. O curso utiliza laboratórios dotados de sistema informatizado credenciado com excelência pelo mercado. Nesses laboratórios são promovidos estudos práticos que simulam a realidade que será imposta pelo mercado no exercício da profissão. O uso de metodologias ativas somada à tecnologia de ponta permite a prática das atividades que se inserem no cotidiano do profissional da contabilidade. A divisão de estágio da Unifor também opera em sinergia com o curso abrindo portas de empresas aos alunos. Face a grande empregabilidade do curso é muito comum que os estudantes se insiram em programas de estágio já a partir do terceiro semestre. O forte componente relacionado à gestão e empreendedorismo possibilita a realização de dupla graduação com o curso de Administração, um forte diferencial. Outro ponto é a oferta de disciplinas em inglês o que mantém consonância com a internacionalização do curso.

BNB renegocia dívidas rurais

Posted on Updated on

Produtores rurais interessados em regularizar suas dívidas com o Banco do Nordeste têm até dezembro para garantir descontos que podem chegar a 95% sobre o saldo devedor. O benefício vale para liquidação de dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). O prazo para pagamento pode estender-se a 2030, com parcelas a partir de 2021.

Mais de 1 milhão de pessoas dos estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo foram beneficiadas com ação de regularização de dívidas do BNB. O total renegociado atingiu R$ 9,8 bilhões em agosto, abrangendo 271,6 mil operações de crédito antes em inadimplência.

Metade dos acordos de renegociação, ou seja, 135,8 mil, foi realizada com a opção de liquidação de toda a dívida. Ao todo, 92% das renegociações foram realizadas com miniprodutores rurais, incluindo beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os juros variam de 0,5% ao ano, para esse grupo, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

O BNB possui 292 agências distribuídas em todo o Nordeste, além do norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo. A instituição possui mais de 4 milhões de clientes. Em 2018, somente com recursos do FNE, já aplicou volume superior a R$ 19 bilhões na economia regional.

Quem deseja mais informações sobre as condições de renegociação ou liquidação de dívidas pode procurar uma unidade da rede de agências ou entrar em contato pelo número 0800 728 3030.

Conde (PB) faz qualificação para profissionais da agricultura

Posted on Updated on

A Prefeitura Municipal de Conde (PB), em parceria com técnicos agrícolas da Colômbia, realizou qualificação para que os profissionais daquele país possam conhecer as técnicas e práticas da agricultura familiar no município.

Segundo o secretário da Agropecuária e da Pesca, Ancelmo Rodrigues, o intercâmbio permitirá a troca de informações entre os dois países que poderão conhecer a agricultura de outra região no intuito de incrementar as ações desenvolvidas em cada localidade.

O secretário ainda explicou que o convênio está sendo possibilitado através de uma parceria da Prefeitura Municipal com a Emater. E ressaltou o incentivo dado pela prefeita Márcia Lucena aos agricultores do município e a quão engrandecedora é essa troca de experiência.

“A prefeita Márcia Lucena tem um olhar muito especial para os agricultores de Conde e sempre vem através das secretarias buscando alternativas de desenvolver cada vez mais essa área no nosso município. No início do seu mandato eram 36 famílias que trabalhavam com a agricultura familiar, hoje em dia já contamos com 165 famílias o que faz com que o Conde seja autossuficiente na produção de gêneros agrícolas e além de podermos expandir essa produção para outros municípios” disse.

Salvador (BA) vai reformar mais de 500 casas

Posted on Updated on

O prefeito de Salvador (BA), ACM Neto, assinou ordens de serviço para o início da reforma de 501 casas nas localidades Pero Vaz e Caixa D’Água, pelo programa Morar Melhor. Serão beneficiadas 269 residências em Pero Vaz, e outras 232 na Caixa D’Água. Uma das moradias que já foi contemplada na localidade foi a da funcionária pública aposentada Solange Araújo, de 65 anos, que vive há mais de 40 anos no bairro.

Por meio do programa são realizados serviços de pintura e reboco, troca de esquadrias, substituição de vasos sanitários e pias, recuperação ou troca de telhado, dentre outros, dando melhores condições de moradia a famílias que enfrentam dificuldades financeiras para tocar a própria reforma. A definição dos serviços é feita no cadastramento, em conjunto com o morador, observando também critérios técnicos. Todas as obras são fiscalizadas durante a execução e após a conclusão.

A segunda etapa do programa teve início em dezembro do ano passado e os moradores de Mussurunga foram os primeiros a receber as casas reformadas. Também estão sendo beneficiadas as localidades de Alto de Coutos, Castelo Branco, Ribeira, Sete de Abril, Boa Vista de São Caetano, Cosme de Farias, Fazenda Coutos III, Arenoso, Itinga, Daniel Lisboa, Rio Sena, Fazenda Grande do Retiro, Cajazeiras VI e Paripe.

A escolha dos bairros beneficiados obedece a alguns critérios sociais: são escolhidos, prioritariamente, os que têm maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; maior número de pessoas abaixo da linha de pobreza; maior densidade habitacional; maior quantidade de mulheres chefes de famílias, além da precariedade habitacional característica observada pelas equipes em campo. Mais de 3,7 mil casas em 14 bairros da capital já receberam a reforma.

Realizado pela Seinfra, o Morar Melhor tem como intenção resgatar a cidadania e a autoestima da população residente nas áreas contempladas. O programa promove assistência técnica nas áreas de Arquitetura e Construção Civil, oferece moradia digna às pessoas e dá oportunidade de trabalho para moradores que já atuam como pedreiro e auxiliar de pedreiro.

Desde 2015, o Morar Melhor já reformou casas em mais de 50 bairros da capital baiana e a meta é chegar à marca de 40 mil residências até o fim de 2020. Devido ao grande sucesso no quesito boas práticas em habitação, o programa recebeu o Selo do Mérito Especial no Fórum Nacional de Habitação e Interesse Social, em 2017. A honraria foi concedida pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano.

Exposição aborda nutrição esportiva

Posted on Updated on

Começa hoje (21.9), seguindo até domingo, a Exponutrition – citada pela divulgação como a “maior feira de nutrição esportiva do Brasil”, embora não haja elemento que a compare a outras ações do gênero e nem mesmo se saiba de um ranking.

A Exponutrition será realizada no Centro de Eventos do Ceará, com público estimado em mais de 15 mil participantes.

A programação inclui feira, palestras e congresso. E, ainda, competições de Strongman Amador (atletismo de força), Bodybuilding Amador (fisiculturismo) e MMT (Crossfit).

Segundo os organizadores, mais de 50 marcas já confirmaram exposição.