Youtuber que ensina acesso ilegal à TV paga pode responder por crime

Posted on Updated on

Uma manifestação inédita do Ministério Público Federal de São Paulo pode representar um importante passo no combate à pirataria de TV por assinatura. O procurador Rudson Coutinho da Silva considerou que o uso de redes sociais, como Facebook e YouTube, com a finalidade de ensinar usuários a acessar clandestinamente conteúdos pagos configura delito de incitação ao crime e pode ser punido com até seis meses de prisão.

A manifestação do MPF foi registrada em inquérito policial que tramita na Vara Federal de Araraquara (SP), contra um youtuber que usava seu canal para promover a pirataria.

O procurador afirmou, nos autos do processo, que “ensinar um número indeterminado de indivíduos a descriptografar o sinal da TV por assinatura, utilizando decodificadores, pode constituir o delito previsto no artigo 286 do CP (Código Penal), porquanto incita publicamente a prática de crime”.

No ano passado, a Justiça Paulista já havia condenado o proprietário de outro canal no YouTube, o Café Tecnológico, por ensinar seus seguidores a acessar ilegalmente conteúdos de TV por assinatura. Essa condenação se deu no âmbito civil e se baseou na reparação dos danos morais e materiais aos detentores dos direitos dos conteúdos e de distribuição oficial do sinal da TV paga.  

“Quem promove ou pratica a pirataria está contribuindo com o crime de organizado, além de prejudicar a produção dos seus programas favoritos e milhares de profissionais que atuam no setor audiovisual”, alerta Oscar Simões, presidente da ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura).

#Empreendedorismo de #mulheres rompe barreiras no #Brás

Posted on Updated on

Resultado de imagem para bras

O Bairro do Brás, em São Paulo, maior pólo de moda do Brasil está se revitalizando. Por muito tempo, as 400 mil pessoas que visitam o bairro diariamente não tinham opção de comprar à distância e com os altos custos de viagens e poucos recursos para comprar estoques maiores, muitas fábricas começaram a vender por whatsapp, mas a gestão desse processo não é estruturada e fica impossível escalar as vendas desta forma. Para impulsionar as vendas online, surgiu o Giro No Brás, um Marketplace Online de venda de Atacado e Varejo que faz parte da estratégia do bairro para que o volume de vendas se mantenha e possa crescer nos próximos anos. A região movimenta R$ 13 bilhões por ano, e distribuir para todo o Brasil é uma grande aposta para o futuro.

Quem acredita nisso e vem investindo na digitalização das vendas na região conta que não é assim tão simples como parece. “Quando comecei a visitar as primeiras lojas e fábicas há mais de 2 anos, quase sempre era ignorada. Muita gente dizia que uma mulher, chegando sozinha nos fabricantes nem seria recebida; e não era mesmo! Não para falar de e-commerce. Eu, literalmente, ignorei as portas fechadas e os muitos nãos dos grandes atacadistas e fabricantes. O negócio já estava estruturado e pronto para o lançamento, aí, ou você faz funcionar, ou gastou seu dinheiro e dos sócios. Na minha primeira visita nas fábricas, sempre escutei que não seria possível implantar o Marketplace no Brás. As alegações, eram as de falta de sistema, giro muito alto da mercadoria com a impossibilidade de reposição rápida, incapacidade da gestão de estoques separados para a loja e comércio eletrônico e por aí vai. Verdade! Mas, como fazem os revendedores e as sacoleiras que não conseguem mais viajar com constância nem comprar mercadorias em quantidade?

Passei a visitar os fabricantes diariamente, conversava com os donos para entender as necessidades de cada fábrica, pesquisando produtos e buscando soluções práticas e de fácil implantação, procurava ajudar nas demandas de fornecedores de sistemas, negociação com fotógrafos, ajudava na curadoria das peças, fotografava as peças em looks mais atrativos, pegava mercadoria que não tinha giro para impulsionar, montei as campanhas estruturadas de marketing e fazia a divulgação dos resultados para cada um. Dessa forma, fui ganhando credibilidade e a confiança de cada um dos parceiros, diz Viviane Marrese, CEO do Giro No Brás.

Quando perguntada se teve algum tipo de apoio, ela ri. “Aqui não é o Canadá…” Ela se referia ao Programa de Estratégia de Empreendedorismo Feminino (the Women Entrepreneurship Strategy) que pretende dobrar o número de mulheres proprietárias de suas próprias empresas, incrementando o acesso a financiamentos, networking e aconselhamento com um investimento de US$ 2 bilhões.*

Hoje são mais de 70 fábricas vendendo no Marketplace. Giro No Brás já é um nome reconhecido e respeitado na região e apresenta um crescimento que supera os 400% ao mês, uma indicação de Melhor StartUp do Ano pela ABComm e uma série de palestras da CEO em grandes eventos para inspirar outras mulheres a não desistir.

Com sede na Paraíba, Link Solutions é uma das empresas que mais crescem no Brasil

Posted on Updated on

Segundo um dos mais tradicionais e completos levantamentos sobre as práticas, as perspectivas e os desafios das empresas emergentes do País, a Link Solutions é uma das empresas que mais crescem no Brasil. O estudo, divulgado na quinta-feira, 12 de setembro, em São Paulo, pela revista Exame em parceria com a consultoria Deloitte, é a principal referência sobre o mercado de pequenas e médias empresas no Brasil. 

Além de apontar as PMEs que mais crescem no Brasil de forma sustentável ao longo dos últimos três anos (de 2016 a 2018), o estudo também identifica os principais determinantes para o seu resultado operacional e crescimento, como detalhes de gestão, treinamento de equipes, segmentação de mercado e práticas de inovação, gerando empregos em um cenário econômico aparente desfavorável a novos investimentos. 

Nacionalmente, a Link Solutions ocupa a posição de 46º entre as 100 PMEs, tendo apresentado um crescimento de 18%, em 2018 comparado a 2017. Na região Nordeste, a Link é a 4ª empresa de maior crescimento.

Este desempenho é consequência do investimento em treinamentos e da alta retenção de talentos por parte da Link, em um ambiente de inovação sempre focado em resultados concretos para os clientes, tendo como consequência a expansão sustentável das atividades da empresa. 

Para o CEO da Link Solutions, Alexandro de Araújo Silva, as conclusões deste estudo “significam, sobretudo, o reconhecimento de um trabalho dedicado e incansável que sempre tem como foco principal contribuir para os melhores resultados de cada cliente. Isto se faz com equipes bem preparadas, fornecedores da mais alta confiança e contínuo investimento em inovação”. Com um time dedicado à gestão de inovação, a Link Solutions faz contínuos investimentos em software, entre os quais, destaque para a plataforma Link, que permite gestão online dos SIM Cards, como controle de consumo, valores de cobrança, entre outros.

Desde janeiro deste ano, a Link Solutions faz parte do grupo TNS, líder mundial em gestão de transmissão de dados financeiros, devendo lançar nos próximos meses nos mercados brasileiro e latino-americano novos produtos e serviços. 

A Link Solutions é especialista no mercado de gestão de dados entre máquinas (M2M), tendo iniciado suas operações em 2007, hoje com escritórios na Paraíba e em São Paulo, atendendo a clientes de todo o território brasileiro. Com objetivo de facilitar a relação entre o mercado e as operadoras de telecomunicações, a Link tem estreita parceria com as maiores fornecedoras do mercado nacional, entregando ao cliente toda agilidade e atendimento personalizado de que ele precisa. www.linksolutions.com.br

Senai aumentará oferta de cursos técnicos em energia solar fotovoltaica

Posted on Updated on

Resultado de imagem para energia solar

A capacitação técnica em Energia Solar Fotovoltaica vai chegar a mais 10 escolas do SENAI em todo o Brasil para atender às necessidades de um setor em expansão. As unidades escolhidas pela chamada, lançada em junho deste ano, vão participar de um ciclo de preparação de Centros de Treinamento e qualificação de docentes ao longo de 24 meses, além de receber equipamentos básicos para o ensino. A iniciativa é fruto de parceria entre o  Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o Ministério de Minas e Energia (MME) e da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), por meio da iniciativa Profissionais para Energias do Futuro.

A iniciativa tem como principal objetivo acompanhar a demanda crescente por profissionais qualificados em energia solar fotovoltaica. De acordo com a ABSOLAR, somente neste ano, a geração distribuída solar fotovoltaica duplicou de tamanho, chegando a 100 mil sistemas instalados até junho. “O SENAI sempre se preocupa em atender as demandas da indústria, e faz projeções de quais tecnologias serão demandas. Essa ampliação de docentes capacitados busca justamente isso, levar esse conhecimento a mais localidades do país”, explica Felipe Morgado, gerente executivo de Educação Profissional do SENAI Nacional.

Segundo Morgado, as expectativas para o mercado de trabalho do setor são otimistas: “Nossos levantamentos mostram boa empregabilidade para alunos que concluíram cursos de energias renováveis, então, acreditamos que será também uma oportunidade para jovens desempregados, já que estamos falando de um setor que está em cenário de crescimento”.

Atualmente, o SENAI oferece 24 cursos na área de energias renováveis, sendo 14 deles voltados à energia solar (fotovoltaica e solar térmica). Agora, essa oferta vai chegar a estados que ainda não contavam com os cursos, como Mato Grosso, Santa Catarina, Amapá, Amazonas e Piauí. 

Segundo o cronograma da chamada, as atividades vão começar em outubro de 2019. Em cada uma das escolas, dois professores indicados vão participar de treinamento de 120 horas sobre instalação, dimensionamento e monitoramento de sistemas solares fotovoltaicos, entre outros temas relacionados. Além das localidades já citadas, os estados do RS, MA, PE, RJ e MG também foram selecionados e farão parte do treinamento. Os centros de treinamento vão contar com a estrutura básica para os cursos de Instalador de Sistemas Fotovoltaicos, oferecidos por nove empresas que compõem a ABSOLAR.

Para o presidente do conselho de administração da ABSOLAR, Ronaldo Koloszuk, a iniciativa conjunta reforça a responsabilidade das instituições parceiras com a capacitação de qualidade e continuada dos profissionais do setor, especialmente instaladores. “Com o mercado crescendo exponencialmente, existe uma demanda elevada no setor por profissionais capacitados para instalar sistemas em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais, prédios públicos e em usinas de grande porte”, destaca Koloszuk.

A oferta de cursos e ampliação da infraestrutura, ressalta o presidente executivo da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, são fatores-chave para o fortalecimento do setor no país: “A medida contribui para aumentar a qualidade, segurança, durabilidade e performance dos sistemas instalados, no curto, médio e longo prazos, beneficiando, principalmente, os consumidores e usuários da tecnologia”.


Mercado de Energias Renováveis

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) projeta um aumento nas instalações de geração distribuída para 1,35 milhões em 2027, com um total de 12 GW instalado. Segundo a ABSOLAR, a necessidade de profissionais por MW para a fonte solar fotovoltaica é avaliada entre 25 a 30 vagas. Com isso, a ABSOLAR projeta a criação de 672 mil empregos acumulados até 2035 no Brasil. Para atender a esse cenário, a iniciativa do SENAI conta com o apoio do setor privado, oferecendo um ensino prático próximo à realidade dos futuros profissionais. Para garantir a qualidade da formação, os cursos acompanham o padrão nacional desenvolvido com entidades atuantes no setor.


Profissionais para Energias do Futuro

A iniciativa Profissionais para Energias do Futuro faz parte do projeto Sistemas de Energia do Futuro II, cooperação técnica entre o Ministério de Minas e Energia (MME) e o Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. O Ministério de Educação, o SENAI e universidades são os principais parceiros, além de outras instituições e associações dos setores de energia e educação. O projeto faz parte da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, com objetivo de apoiar a melhor integração das energias renováveis e eficiência energética no sistema brasileiro de energia.

Vamos falar de postura profissional

Posted on Updated on

Artigo de Ádila Ribeiro Berretella, diretora e proprietária da Top People, empresa especializada em trade marketing e recrutamento e seleção.

Cada vez mais percebo – em função de atitudes pessoais – a importância de se abordar o tema “Postura Profissional”. O tempo todo nos deparamos com profissionais capacitados e jovens com uma boa trajetória acadêmica, mas, infelizmente, e na mesma proporção, temos visto também que a maneira como se comportam pessoalmente influencia diretamente em suas carreiras profissionais. 

As organizações têm enfrentado essa dificuldade, a qual torna-se um dilema ao passo que é necessário ponderar todas as perdas que tal situação traz consigo: se dispensar o profissional terá queda na produção da empresa, mas se der continuidade acaba prejudicando a qualidade no ambiente de trabalho.

Desse modo, é mandatório que o departamento de Recursos Humanos crie sistemas de avaliação que identifiquem rapidamente esses profissionais e faça intervenções com o objetivo de ajudá-los, de forma assertiva, a exercerem a tão essencial “Postura Profissional”. 

Por mais que as empresas realizem um trabalho de conscientização, é necessário, por parte do profissional, empenho para que possa mudar o cenário de atuação, não por medo de perder o emprego, mas por entendimento que a sua maneira de agir pode prejudicar ambientes e pessoas. Muitas vezes, o meio em que a pessoa cresceu, ou que ainda convive, não possui disciplina e respeito perante a sociedade, fazendo com que sofra as consequências causadas por esse comportamento. 

É imprescindível entender que não há como separar o comportamento profissional do pessoal. Por mais esforço que haja, em algum momento, irão se encontrar, seja em uma resposta nas mídias sociais expressando opiniões ou no dia a dia. O pulo do gato nesse impasse será sempre unir o esforço para se tornar um profissional melhor dentro da sua área de atuação com o desejo de ser uma pessoa melhor todos os dias. Seguem algumas atitudes importantes:

  • Busca do autoconhecimento;
  • Manter-se atualizado;
  • Evitar comentários que não agregam melhorias para a empresa;
  • Estar sempre pronto a ajudar colegas de trabalho;
  • Ser educado;
  • Respeitar opiniões divergentes.

Com pequenas atitudes é possível ter melhorias no âmbito profissional e, consequentemente, no pessoal. Tudo é questão de prática e boa vontade!  

Dez ideias de negócios para empreender e ganhar renda extra

Posted on Updated on

A taxa de desemprego se mantém acima dos 11%, de acordo com a Pnad Contínua do IBGE. No período de fevereiro a abril de 2019, o desemprego estava em 12,5%, a quantidade de pessoas sem trabalho recuou de 13,1 milhões para 12,6 milhões.

Entretanto, as pessoas não estão voltando para seus antigos empregos ou ingressando em novos com carteira assinada, a queda foi puxada pelo ao aumento da informalidade, que já atinge mais de 40% da população ocupada. De acordo com o SEBRAE, cerca de 4.6 milhões de MEI dependem exclusivamente da sua atividade empreendedora.

Se você também precisa de uma renda extra e não sabe por onde começar, aproveite o saque do FGTS, que acontece no próximo dia 13, e invista em um pequeno negócio, que pode ser gerenciado de casa. Separamos 10 ideias de negócios para você empreender com o valor de R$ 500.

1.Franquias

Para você que pensa que para abrir uma franquia é preciso muito dinheiro, pensou errado. Existem franquias virtuais que o investimento é a partir de R$ 300, você pode optar por franquias de educação, saúde, viagens, serviços, enfim, são inúmeras possibilidades.

“O setor de franquias é muito amplo, você pode optar por qualquer segmento do qual tenha afinidade ou conhecimento e mais que isso, cada modelo de franquia custa determinado valor, existem franquias que custam de R$500 até R$1 milhão.”, menciona a empreendedora da Minds Idiomas, Leiza Oliveira.

Moda, Loja De Roupas, Criança, Comércio, T-Shirt

2. Revenda

Revender produtos é mais antigo do que andar pra trás. É um negócio barato para montar com pouco investimento. Existem diversas empresas que fornecem o kit + compras em atacado. Todo o processo é rapido e facil, muitas vezes feito de maneira online. Dessa forma, você pode vender bijuteria, roupas, semijoias, calçados e cosméticos.

“O interessante na venda de semijoias é que a margem de lucro é alta, cerca de 100%. Além disso, o empreendedor não precisa montar um estabelecimento físico, gastar com aluguel, luz e outros custos, já que os produtos são vendidos de “pessoa em pessoa.”, esclarece a empreendedora da marca Francisca Joias, Sabrina Nunes.

3. Pet Shop, Creche ou Hotel para cães

O mundo dos pets está em alta. Montar um negócio voltado para o setor é quase garantia de sucesso. Com um baixo investimento, o pet shop, a creche ou o hotel para cachorros se tornam excelentes ideias de negócio.

Dar banho e fazer a chamada “tosa” rende valores bem significativos, principalmente quando se consegue fidelizar a clientela. Existem banhos e tosas que são cobrados valores superiores a R$ 100,00.

Para montar um pet shop, por exemplo, você precisará de tesoura de qualidade, máquina de tosa, chuveiro e um bom secador e, claro, produtos para a higiene dos animais. Caso opte por montar a creche ou o hotel, você precisará de espaço para alocar caminha e alguns brinquedos (de início), isso pode ser feito no quintal da sua casa, por exemplo. 

Dachshund, Escola De Cães, Treinamento Do Cão

4. Artesanato

Montar uma lojinha de artesanato e expor os produtos em uma via movimentada pode representar um lucro abundante. Os preços cobrados pelos artesanatos (principalmente os feitos a mão) chegam a proporcionar lucros superiores a 200%.

Mas, não se esqueça, você precisa ter uma prática artesanal, ou, no mínimo, fazer um bom curso. Algumas instituições, por exemplo o SENAI, oferecem cursos profissionalizantes gratuitos na área. Para iniciar a fabricação de produtos artesanais o custo inicial fica em média R$ 500,00.

Escova, Cor, Pintura, Jogar, Aquarela, Arte, Rosa

5. Maquiadora

A maquiadora sempre foi requisitada apenas em momentos comemorativos, como mês das noivas, Natal, Ano Novo e formaturas. Mas com o passar do tempo isso mudou, hoje, a maquiadora é requisitada para lançamentos, jobs pontuais e até viagens.

Para exercer a profissão é preciso ter conhecimento do setor e tendências. Com aproximadamente R$ 500 pode-se comprar produtos profissionais de beleza e de boa qualidade.

Maquiador, Maquiagem, Retrato, Durante Maquiagem, Rosto

6. E-commerce

Sim, é possível abrir um e-commerce com R$ 500, claro que, ele terá menos opções de plugins ou funcionalidade, caso seu negócio precise de algo muito específico. Mas ainda sim, com baixo custo você coloca seu negócio no ar, aos poucos, conforme ter lucro, você pode investir em outra plataforma ou novas funcionalidades.

“O e-commerce é um mercado com alto potencial, todo ano o setor movimenta bilhões. A minha loja virtual tem 1 ano de mercado e já faturou mais de R$ 3 milhões.” destaca a empreendedora co-fundadora da Camys, Luísa Morato.

7. Vender doces, salgados e marmitas

Foi-se o tempo que para vender comida você precisava de um restaurante ou mercadinho. Hoje, com baixíssimo custo, é possível vender doces, salgados, marmitas. Você pode comprar os produtos em um mercado atacadista (que é mais barato), cozinhar, montar as marmitas, por exemplo, e vender de porta em porta, perto de uma via movimentada ou oferecer uma parceria para algum estabelecimento próximo da sua casa.

Além disso, você pode fazer toda a divulgação de maneira gratuita via redes sociais. Para montar o negócio será necessário comprar os produtos (matéria-prima), embalagens e etiquetas.

Doce, Gostosura, Chocolate, Brigadeiro, Aniversário

8. Web designer

O Web designer é o profissional responsável por criar páginas de internet, ou seja, elaborar sites. O profissional deste setor pode conseguir bons jobs por indicação ou em sites (modelo freelancer) direcionados para isso.

“Tudo relacionado a internet é um mercado em ascensão, o desenvolvedor e o web designer são profissionais extremamente valorizados no digital. O custo do profissional é praticamente zero, ele precisa apenas de um computador e internet, mas os ganhos são extremamente relevantes.”, menciona o especialista em negócio digitais e CEO da Codeby, Fellipe Guimarães.

Computador, Computadores, Tecnologia Computacional

9. Serviços Domésticos

Montar um negócio de serviços domésticos é estar em um mercado promissor. É muito comum encontrar pessoas que precisam de um “faz tudo” em sua casa, você pode cobrar para limpar a casa, passar roupa, fazer comida, instalar TV, trocar lâmpada, enfim, sempre há serviço para se fazer em uma casa.

Patacas, Balde, Tarefas De, Trabalhos Domésticos, Limpa

10. Serviço de massagem, manicure e pedicure

Fornecer serviço à domicílio ou até mesmo em sua própria casa, sem custos adicionais, pode ser um bom negócio. Você pode trabalhar fazendo massagem, unhas, sobrancelhas, escova de cabelo, enfim, no ramo da beleza existem muitas oportunidades.

Caso você não saiba fazer alguma dessas frentes é possível encontrar cursos, inclusive com certificados, para aprender ou se aperfeiçoar. Além disso, se você não sabe ao certo como conquistar clientes, use as ferramentas digitais, como aplicativos direcionados para isso, e o boca a boca.

Pessoas, Mãos, Manicure, Cutícula, Limpa, Luva, Beleza

Qual a diferença na cobertura das rede 3G, 4G e 5G?

Posted on Updated on

Artigo de André Mattos, diretor comercial da área de soluções em conectividade móvel da Thales no Brasil:

Resultado de imagem para andré mattos thales no brasil

À medida que o número de usuários de telefones celulares no mundo todo aumenta, as redes móveis precisam se adaptar para lidar com as novas exigências destes usuários e as extensas demandas de dados, para que os clientes fiquem satisfeitos com a velocidade para acessar os serviços na Internet. Cada avanço no desempenho ou na capacidade da rede é chamado de “nova geração”. Por exemplo, a rede 3G é a terceira geração após as redes 1G e 2G.

Com a rede 3G, os smartphones têm, em geral, velocidades de download de até, aproximadamente, 2 Mbps (megabits por segundo). Em comparação, as redes 4G permitem download a velocidades de cerca de 3 a 5 Mbps, que é quase a mesma velocidade que muitos computadores domésticos recebem via modem a cabo ou DSL. A velocidade de download de pico das redes 5G é de até 20.480 Mbps, o que representa um enorme avanço, se comparado a qualquer geração anterior.

Com uma geração de rede mais alta, há uma maior capacidade, o que significa que a rede pode suportar um maior número de usuários a qualquer momento. Ela também permitirá download de taxas de dados mais altas, de modo que as aplicações de multimídia, tais como vídeo-chamadas ou serviços de streaming como o YouTube, funcionam mais facilmente.

Com uma torre 3G, cerca de 60 a 100 pessoas podem compartilhar o sinal e receber um serviço rápido e confiável. Uma torre 4G, no entanto, pode atender cerca de 300 ou 400 pessoas. À medida que as gerações de rede evoluem, os engenheiros e programadores armazenam o máximo de dados digitais possível em cada sinal de rádio para maximizar a velocidade e a eficiência da rede. A diferença entre essas gerações é simplesmente uma rede que melhora a experiência anterior da Internet – não que a 4G seja duas vezes melhor que a rede 3G.

A rede 4G é espectralmente mais eficiente que a rede 3G, assim como a rede 5G é espectralmente mais eficiente que a rede 4G. Cada geração fornece mais dados por hertz do que a geração anterior. A rede 3G funciona em frequências de até 2.1 GHz, a rede 4G em até 2.5 GHz e a rede 5G em até 95 GHz. Esse é o motivo de tanto entusiasmo em torno da rede 5G.

A rede sem fio de quinta geração aborda a evolução além da Internet móvel até a Internet das Coisas (IoT).  Os recursos da rede são muito mais rápidos do que nas gerações anteriores e, portanto, podem conectar mais objetos do que nunca antes, incluindo itens como veículos e casas conectados e cidades inteligentes, enquanto a velocidade e confiabilidade da rede 5G significarão a possibilidade de uma nova era da saúde eletrônica, por exemplo. As redes 5G também usarão “pequenas células”, em contraste com as “macrocélulas” usadas nas redes 4G. Simplificando, isso significa que elas são menores em tamanho, exigem menos energia e podem ser instaladas muito mais rapidamente.

Não importa a rede de telefonia celular, o sinal vem das frequências usadas. Em geral, as baixas frequências são mais confiáveis e capazes de penetrar em obstáculos tais como prédios. E é por isso que a rede 3G geralmente funciona em mais lugares do que a rede 4G. As frequências mais altas são mais diretas, mas também são mais facilmente dispersas por objetos. As operadoras móveis que queiram prestar serviços mais confiáveis terão como objetivo o uso de frequências mais baixas. No entanto, aquelas que desejarem que seus clientes tenham acesso a velocidades de download mais rápidas também terão como objetivo o oferecimento de frequências mais altas. À medida que a rede 5G use frequências mais altas, com um alcance mais limitado, será necessária a instalação de um número maior de torres 5G para sustentar a confiabilidade da rede. No entanto, como as torres 5G são menores e não exigem uma “torre” propriamente dita, elas podem ser colocadas em edifícios e postes, por exemplo.

Como os sinais 4G são mais esparsos do que os da rede 3G, e mais ainda da rede 5G, os telefones gastam mais energia procurando por uma recepção 4G ou 5G, o que significa que a sua bateria poderá se esgotar mais rapidamente usando as gerações mais altas. Também deve ser destacado que será necessário um telefone compatível com a rede 5G para poder acessar essa rede. Como a rede 5G usa mais dados, o usuário pode ainda descobrir que o seu limite de dados contratual do telefone se esgota muito rápido. Além disso, a rede 5G também oferece a oportunidade de aumentar o nível de segurança com base na proteção da privacidade dos dados do cliente.

Dicas para planejar a viagem de férias de final do ano com economia de 30%

Posted on Updated on

Faltam menos de três meses para o final do ano e muitos brasileiros já estão planejando as festas de natal e reveillon. Para quem quer viajar, comprar com antecedência é uma das principais dicas para conseguir passagens e pacotes mais baratos. O fim do ano é considerado alta temporada e, portanto, uma das épocas mais caras para viajar. Porém, com planejamento e ajuda da tecnologia é possível realizar uma viagem com ótimo custo-benefício.

Para economizar é preciso levar em conta, além da temporada, o destino e o deslocamento. De acordo com o buscador de passagens TurismoCity (www.turismocity.com.br), plataforma que reúne, compara e envia em primeira mão aos usuários voos disponíveis e passagens aéreas promocionais para diversos destinos, comprar com antecedência pode garantir uma boa economia. 

“Para destinos nacionais, comprar com antecedência de aproximadamente dois meses da data é uma maneira de encontrar passagens com preços mais baratos. Usar buscador de voos e personalizar alarmes de buscas também são dicas importantes para encontrar preços baixos. O TurismoCity, por exemplo, atua por meio de inteligência artificial e permite que os viajantes tenham uma economia de 30%”, explica comenta Paula Rebouças, country manager da empresa.

A especialista listou três dicas para quem está planejando uma viagem no final do ano. Confira:

Limpe os cookies do PC e troque de navegador  

Quando estiver pesquisando uma passagem é possível notar que quanto mais procuramos, mais promoções, anúncios e até e-mail marketing começamos a receber. Isto acontece por conta dos cookies, arquivos temporários que ficam no computador a cada busca feita de passagem ou qualquer outra busca. Para conseguir passagens mais atrativas, uma dica é limpar estes arquivos do navegador antes das buscas. Outra opção é utilizar uma nova janela oculta do navegador, que mostrará uma busca inédita, sem levar em conta o seu histórico nas redes. 

Utilize comparadores de preços

Preços no final do ano podem subir mais de 15%. Antes de comprar uma passagem, uma dica de economia é usar um buscador de voos para comparar os preços disponíveis no mercado.  O Turismocity, por exemplo, reúne, compara e envia em primeira mão aos usuários voos disponíveis e passagens aéreas promocionais para diversos destinos. Também ajuda os usuários a decidir quando e para onde viajar, além de criar alertas para um destino específico e faixa de preço. Usuários cadastrados no site recebem ainda as ofertas mais relevantes para o seu perfil em seu e-mail. Ao escolher a promoção, o usuário é direcionado para o site do parceiro onde realiza a compra diretamente.

Consulte as datas com antecedência

O ideal é sempre fazer uma pesquisa com base no seu destino. Por exemplo, viajar no verão para o nordeste é mais caro do que no inverno. Uma dica é verificar as possíveis datas que podem deixar as viagens mais baratas. Até mesmo em feriados prolongados, por exemplo, é possível encontrar boas opções se a consulta for feita antecipadamente. Essa pesquisa pode ser feita de um a dois meses antes da data prevista, para se certificar das oscilações dos valores na semana que está viajando e também o mês.

Como deve ser a gestão que faz o negócio prosperar

Posted on Updated on

A gestão de profissionais é um constante desafio nas empresas. Daí a importância de promover o envolvimento e comprometimento dos funcionários por meio de uma gestão que motive e valorize o profissional. Segundo Marcelo Loiacono, diretor de marketing e novos negócios da XGEN, especializada em plataformas de Inteligência Artificial para canais de atendimento, o ideal é que a empresa enxergue cada colaborador como parte de uma grande engrenagem. 

“Desde o estagiário ao presidente, cada um tem a sua importância e precisa entender que se não houver envolvimento, irá comprometer toda essa engrenagem. E aí cabe a empresa oferecer o máximo de motivação para que estes funcionários se sintam parte dos resultados. Quando se cria o hábito de envolver a equipe em decisões estratégicas da empresa, a cumplicidade passa a ser um processo natural. O sucesso de uma empresa não é mérito de uma única pessoa, mas da junção de várias competências que estejam no mesmo nível de comprometimento com o negócio”, afirma o executivo. 

Para Marcelo, mesmo que o líder já tenha praticamente tomado a sua decisão com relação a algum assunto, é importante consultar a equipe, não só para confirmar a confiança que se tem nos profissionais, mas para, de fato, coletar opiniões que podem ser decisivas na elaboração de estratégias internas. “É imprescindível ter uma postura de parceria e proximidade, compartilhar visões, experiências, conquistas e, consequentemente, comemorar os objetivos atingidos. Não pode haver adversários, mas parceiros em busca de um mesmo ideal. Neste contexto, a comunicação se torna uma estratégia fundamental para alinhar os objetivos com os funcionários e colocá-los no mesmo timing”. 

Em setores cuja exigência é muito grande e, consequentemente, o estresse também, vale deixar a liderança autoritária para promover uma virada, ou ainda para lidar com profissionais mais complicados. “Em momentos de pressão e tensão, o ideal é manter a calma e a racionalidade para não tomar decisões no impulso. Por isso o gestor deve ter equilíbrio e inteligência emocional, pois, mesmo contando com uma equipe qualificada, será ele que deverá conduzir a situação e as decisões a serem tomadas. Respeito não se exige, não se impõe. Respeito se conquista. O líder é uma referência para os colaboradores e sua postura influencia diretamente no comportamento da equipe. É dever do líder criar uma atmosfera propícia para o crescimento e desenvolvimento de sua equipe, favorecendo um ambiente de produtividade e, certamente, de respeito”, explica Loiacono. 

O executivo acredita que pressionar ou impor determinadas posturas/atitudes sempre se mostrou ineficaz e até prejudicial à produtividade dos profissionais. “Cito, como exemplos, o socialismo e o totalitarismo. Países que adotaram esses regimes se mostram atrasados em comparação aqueles que optaram pela democracia. Hoje, é evidente a prevalência da democracia no campo político, assim como da meritocracia no campo econômico. Empresas que sempre procuraram estimular seus funcionários, com planos de carreira e participação nos lucros, têm um desenvolvimento muito maior ao longo dos anos do que aquelas instituições, geralmente públicas, que não aplicaram políticas nesse sentido”, aposta Marcelo Loiacono. 

Outro requisito importante para adotar uma gestão eficaz, segundo ele, é a obtenção de informação. “Estar sempre munido do máximo de informações possíveis é uma estratégia inteligente. Só assim um líder pode tomar uma decisão firme em situações críticas. Além disso, é preciso manter a clareza dos objetivos e fixar na mente da equipe o que a empresa busca. Neste sentido, a reciclagem das informações torna-se fundamental. E, como dito anteriormente, é importante que este líder tenha equilíbrio e inteligência emocional – características essenciais para agir em situações de maior tensão e que exigem raciocínio rápido. De modo geral, o gestor que possui este perfil consegue ser mais assertivo na tomada de decisões”, finaliza Loiacono.

eMBB é tendência para revolucionar banda larga móvel

Posted on Updated on

A Banda Larga Móvel Melhorada (eMBB) provavelmente será uma das primeiras categorias de casos de uso lançado em conjunto com a 5G. Junto com a URLLC (Comunicações Ultra Confiáveis e de Baixa Latência) e MMIoT (Internet das Coisas Massiva) compõem as três classificações principais de casos de uso para a nova geração de tecnologias móveis. No eMBB se agrupam aquelas aplicações e modelos de negócios cujos requerimentos são principalmente taxas de transferência de dados muito altas e uma melhor cobertura de serviço, segundo explicado na infografia da 5G Americas.

A Banda Larga Móvel Melhorada caracteriza-se por oferecer acesso de banda larga através de uma ampla área de cobertura, sendo capaz de atender localizações concorridas, áreas comerciais ou de escritórios e também em sistemas de transporte público de alta velocidade.

Definitivamente, busca prover a máxima experiência de usuário em ambientes internos como externos, incluindo condições que apresentam desafios para a infraestrutura de redes sem fio tradicionais. Isto inclui, por exemplo, pequenas áreas como uma elevada concorrência de usuários, como acontece em estádios de futebol, espetáculos musicais e outros eventos com grande quantidade de usuários e dispositivos conectando-se às redes de forma simultânea. Ou incluindo sistemas de transporte que requerem links de comunicações muito robustos, como os trens de alta velocidade.

Algumas características inovadoras que trará a Banda Larga Móvel melhorada são a capacidade de interação entre múltiplos usuários, o uso da realidade aumentada e a capacidade de oferecer reconhecimento de contexto, todas funções que demandam uma alta velocidade de conexão e disponibilidade de cobertura. Por exemplo, o reconhecimento de contexto (Context Recognition) que transmite grandes quantidades de dados que envolvem informação sensorial, processamento de sinais e algoritmos de aprendizagem automático (Machine Learning) para ajudar a identificar o ambiente em que se encontra o usuário.

Desta forma, os dispositivos serão capazes de reconhecer circunstancias nas quais se encontram os usuários, por exemplo, conduzindo um automóvel, trabalhando em seu escritório, jantando ou esperando pelo transporte para retorno à sua casa, e oferecer-lhes assistência e opções conforme suas necessidades de tempo e lugar.