Prefeitura instalou mais de 4 mil placas de identificação de logradouros

Posted on Updated on

A Prefeitura Municipal de Fortaleza instalou, somente no ano de 2018, mais de 4 mil placas de logradouro, entre primeira fixação e substituições, que identifica o nome e o Código de Endereçamento Postal (CEP) de ruas e avenidas. O bairro Conjunto Ceará (Regional V) foi o que mais recebeu novas sinalizações, com mais de 2 mil instalações do tipo. A identificação de vias é um serviço importante para a população por facilitar que entregadores e carteiros encontrem o destino final, além de criar uma relação afetiva entre a população com o lugar onde mora.

Em 2019, já foram realizadas mais de 600 instalações em toda a Cidade, por meio da parceria entre a população e o poder público. Caso uma via não possua placa de identificação ou esteja deteriorada, o cidadão poderá solicitar o serviço de instalação, portando os documentos pessoais e a localização da via, na sede da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), de segunda a sexta-feira, de 8h às 16h30, ou no Núcleo de Atendimento ao Cidadão – Nac Del Paseo, de segunda a sexta, de 10h às 17h30.

Após a abertura do processo, a Seuma analisa criteriosamente se a via já possui denominação oficial, determinada pela Câmara Municipal, por meio de decreto legislativo e número de CEP. Após essa análise, os dados são encaminhados para a empresa que executa o trabalho, por meio de uma concessão pública, sem custos para os cofres públicos.

“A parceria entre a comunidade e o poder público é essencial para a correta identificação dos logradouros públicos. Para a otimização do serviço é necessário que o munícipe nos comunique os casos de vias sem placas ou a necessidade de substituições da sinalização. O serviço é totalmente gratuito e facilita a vida dos moradores, além de fortalecer o vínculo e a identidade do cidadão com a cidade”, afirma Águeda Muniz, titular da Seuma.

Atentos aos negócios, fabricantes expõem novidades no Showroom Yes Fortaleza

Posted on Updated on

Com o objetivo de fechar bons negócios e aquecer as vendas em um ano ainda morno economicamente, mais de 50 fabricantes de móveis, eletrodomésticos e colchões apresentam suas principais novidades da linha 2019 com condições exclusivas para os lojistas da Região Nordeste durante a terceira edição do Showroom Yes Fortaleza.

O evento, que será realizado entre os próximos dias 29 e 31 de maio, no Centro de Eventos do Ceará, deve atrair mais de 800 visitantes qualificados, que virão de diversas cidades do Ceará e também das regiões de alcance Rio Grande do Norte, Paraíba, Piauí e Maranhão.

Em busca de bons resultados no evento, a fabricante paulista Móveis Bechara leva novidades em mobiliário para a sala de estar. Entre os produtos está o conjunto com aparador e mesa de centro Cartier, com design inovador, pés de metal e mini adega no aparador.

“Temos boas perspectivas para o showroom, estamos participando desde a primeira edição e sempre tivemos bons resultados. Tenho certeza que será mais um ano de sucesso de público e vendas”, ressalta o gerente comercial da Móveis Bechara, Sandro Luiz Canabarro.

Na linha de móveis para o quarto, a Avelan Móveis apresenta o roupeiro Capri, com puxadores em MDF nas portas centrais e pulsador magnético (abertura apenas com toque) nas portas das extremidades. A empresa também apresenta móveis para a sala de estar e cozinha.

“Participamos do showroom em Fortaleza desde o primeiro ano e a expectativa é sempre a melhor possível, pois é um grande momento para apresentarmos a linha 2019 para a região. Além disso, é o momento de aproximar a empresa dos clientes”, pontua Álvaro Cruz, diretor comercial da Avelan Móveis.

Entre as novidades em eletrodomésticos, estão os fogões e cooktops da Atlas, com destaque para a linha Agile Glass – com opções de quatro ou cinco queimadores, fornos de 50 e 86,5 litros e disponível nas cores preta e inox. A principal novidade da Clarice Fogões é o Cadenzza Glass, com cinco bocas e disponível nas cores preta, amarela, azul e espelhada.

O showroom

A terceira edição do Showroom Yes Fortaleza será realizada nos dias 29, 30 e 31 de maio, no Centro de Eventos do Ceará. O evento é voltado exclusivamente para lojistas, representantes e fabricantes dos setores moveleiro, de eletros e colchões, com entrada gratuita mediante apresentação de CNPJ do segmento. Mais informações e credenciamento estão disponíveis no site: www.yesshowroom.com.br.

Entidade tem mais de R$ 31 bilhões sob gestão

Posted on Updated on

O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de associados e atuação em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal –, por meio de sua gestora de recursos, é destaque em mais um ranking de fundos de investimento. A Asset do Sicredi ocupa a 18º posição do ranking Top Asset da revista Investidor Institucional com mais de R$ 31 bilhões de recursos sob gestão. A revista é o principal canal de comunicação com profissionais de fundos de pensão, regimes próprios de previdência e gestores de recursos.

No final de 2018, a Asset do Sicredi também foi destaque no ranking de fundos de previdência do “Guia Valor FGV” e destaque na lista dos “Melhores Fundos de Renda Fixa” na categoria indexados, no especial “Onde Investir em 2019” da revista IstoÉ Dinheiro. Além disso, no início de 2019, a gestora obteve seu primeiro rating de gestão, o qual foi emitido pela Fitch Ratings, instituição externa altamente reconhecida, que possui escala global, de modo que a Asset passou pelos mesmos critérios de avaliação aplicado para outras gestoras de investimento internacionais.

A gestora do Sicredi é responsável por gerir os recursos da liquidez das atuais 114 cooperativas de crédito filiadas ao Sistema, os recursos dos associados aplicados em fundos de investimento e fundos de previdência privada distribuídos nas agências e as carteiras e fundos destinados a investidores institucionais. Para Ricardo Sommer, diretor executivo de Gestão de Recursos, os reconhecimentos à área estão relacionados à solidez sistêmica da instituição financeira cooperativa que mais cresce no país.

“Nossa gestão é focada em renda fixa, dos produtos mais simples aos de maior complexidade e maior risco, e nossa missão é disponibilizar as oportunidades mais rentáveis aos nossos associados. Nosso processo de decisão de investimentos e controles rígidos sobre as exposições aos riscos de nossos mandatos, qualidades ressaltadas pela avaliação da Fitch Ratings, permitem segurança e maior aderência aos retornos esperados pelo nosso investidor”, ressalta Sommer.

Tim encerra primeiro trimestre do 2019 em alta no Nordeste

Posted on Updated on

A TIM fecha os três primeiros meses de 2019 com evolução da base de valor e expansão contínua do EBITDA normalizado. O indicador, que cresce há 11 trimestres consecutivos, registra um aumento de 5,3% ano a ano, totalizando R$ 1.497 milhões. Essa evolução reforça o compromisso da operadora em controlar custos e despesas, investir em ofertas de maior valor no segmento móvel e ampliar a cobertura de seus serviços fixos. Essa margem foi recorde para um primeiro trimestre 35,7%, um aumento de 1,2 p.p. na comparação com o mesmo período de 2018. 

Nesse primeiro trimestre, a receita líquida da TIM Brasil foi de R$ 4.191 milhões, alta de 1,7% ano a ano, com a contribuição de todos os segmentos: serviços móvel e fixo e venda de aparelhos. Os destaques neste período foram o crescimento de 11,4% (A/A) da base pós-paga e a receita de serviço fixo, totalizando R$ 229 milhões, um aumento de 11,6%, estimulado pelo avanço da TIM Live, que cresce 34,9% no 1T19 em comparação ao 1T18. Mesmo em um cenário macroeconômico desafiador, os investimentos no período somam R$ 650 milhões evolução de 6,0% ano a ano. 

“O foco no segmento de alto valor continua rendendo indicadores positivos, reforçando nossa presença em mercados relevantes, como a ultra banda larga fixa. A Tim encerra esse ciclo com resultados sólidos em algumas frentes do negócio, mas também enxergando desafios importantes. Assumo a companhia neste cenário, confiante de que temos a capacidade de mudar rapidamente e voltar a liderar os movimentos do setor, impulsionados pelo nosso DNA inovador”, ressalta Pietro Labriola, CEO da TIM Brasil.

TIM no Nordeste

A Tim segue a liderança 4G, a atendendo à 3.295 cidades brasileiras, e 93% da população urbana, atingindo 35,6 milhões de usuários.

No Nordeste, essa cobertura é disponibilizada para 2.490 cidades. Pioneira na implementação da frequência 700MHz, a operadora oferece a tecnologia em 1.471 cidades do Brasil, sendo 1.342 munícipios nordestinos, um crescimento de 50,9% em relação a 2018. Destas, 825 cidades possuem LTE Advanced (Long Term Evolution), já o VoLTE (ligação de voz em alta definição) está disponível em 2.187municípios da região.    

TIM Live: crescimento contínuo 

O Tim Live, serviço de ultra banda larga fixa da operadora, se mantém como uma importante frente de negócio da companhia. No trimestre, o produto registrou uma expansão de 34,9% da receita e 18,3% da base, fechando o período com 486 mil clientes. A receita média mensal por usuário (ARPU) tem alta de 12,0% quando comparada a igual período de 2018, chegando a R$ 79,6. 

A empresa segue com a evolução da tecnologia FTTH (Fiber To The Home), que encerra o trimestre em 12 cidades do Brasil. Já a oferta de banda larga residencial por meio da rede móvel (WTTX) foi ativada em 21 novas cidades, fechando o período em 144 localidades.

Evolução do pós-pago

Focada no crescimento do segmento pós-pago, no último ano a Tim adicionou 2,1 milhões de novas linhas, totalizando 20,6 milhões de usuários e representando 37,4% da base total.  A nova campanha, estrelada pelas cantoras Ludmilla e Simone & Simaria destaca os benefícios da oferta Tim Controle, que inclui Instagram, Facebook e WhatsApp ilimitados, além de muita internet para o cliente usar como quiser. 

Experiência do cliente 

Com objetivo de melhorar a experiência do usuário, a TIim segue com a digitalização dos seus serviços e produtos. Os resultados do primeiro trimestre demonstram essa atuação: aumento de 27% nas vendas do segmento pós-pago por canais digitais, alta de 54% do número de usuários únicos do aplicativo de autoatendimento MEU TIM e crescimento de 102% do envio de faturas online. A empresa investe também em um atendimento cada vez mais inclusivo, reconhecido pelo Prêmio Anatel de Acessibilidade em Telecomunicações 2019.

4G TIM no Campo

O pioneirismo e a liderança da Tim em 4G e na expansão do uso da faixa de 700 MHz em todo país permitem que a empresa aposte em novas oportunidades de negócio.

O destaque é o apoio à iniciativa ConectarAgro para expandir o acesso à internet nas mais diversas regiões agrícolas do Brasil, conectando o campo, seus equipamentos e pessoas. A expectativa é que, até o final do ano, 5 milhões de hectares tenham 4G, contribuindo para o crescimento do agronegócio.

Falta de energia elétrica pode ser resolvida com a utilização de bioprodutos

Posted on Updated on

O Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo, e além de produzir grãos, vegetais e frutas, o país também tem capacidade de ser um grande produtor de biomassa (matéria orgânica que pode ser utilizada para gerar energia renovável) para complementar a geração de energia e acabar com a carência de luz elétrica que ainda existe em cidades do interior. “A biomassa é uma saída muito interessante para a carência energética. Com os resíduos é possível fazer energia própria, que pode aumentar a rentabilidade da empresa e da região como um todo, inclusive criando mais empregos”, explica o Analista de Produtividade e Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Antônio Tafuri.

Um estudo realizado por oito meses na cidade de Sorriso (MT) apresentou que são produzidos 22 mil litros por dia do combustível de etanol de milho. Entretanto, este número deve aumentar. O documento aponta que a instalação de uma nova empresa na cidade em 2020, deve promover um incremento de 9.000% na produção diária. A agroindústria gerará 2 milhões de litros a cada 24 horas. Antônio Tafuri explica que este levantamento mostra a existência de alternativas para gerar energia. “Será que no futuro vamos continuar produzindo da mesma forma? Esse tipo de trabalho pretende mostrar que podemos gerar energia de outras maneiras”.

Outro importante ponto visto no estudo é o grande número de bioprodutos oriundos de soja não transgênica. São 7, entre eles biodiesel, gliecerina e SPC. Através da produção da biomassa é possível gerar mais lucro para o produtor com a venda desses bioprodutos e efluentes. “Antes da realização deste estudo, não se tinha muita ideia das potencialidades locais. É nítida a importância da soja e do milho, mas não existiam números exatos”, finaliza o Analista de Produtividade e Inovação da ABDI.

Construtoras lançam novo condomínio residencial popular em Fortaleza

Posted on Updated on

A Direcional Engenharia, uma das maiores construtoras do Brasil, e a Victa, do Grupo Diagonal, iniciaram as vendas de apartamentos do residencial Conquista Vida Nova, localizado na região da Messejana. Os imóveis estão na chamada faixa 2 do Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal e atendem a famílias com renda mensal de R$ 2,3 mil a R$ 3 mil.

As construtoras montaram um estande de vendas à rua Coronel Guilherme Alencar, 110, no Centro de Messejana, para receber os interessados em comprar apartamentos. Também é possível obter mais informações pelo site: https://direcional.com.br/ceara/empreendimentos/conquista-vida-nova/. Os imóveis têm um preço a partir de R$ 143 mil. O Governo Federal oferece um subsídio de até R$ 23 mil, o que varia conforme o perfil econômico do comprador.

“Os projetos do condomínio e dos apartamentos representam uma ótima oportunidade para quem está pensando em realizar o sonho de ter um apartamento próprio para começar uma família ou mesmo iniciar uma nova etapa de vida”, afirma Adriano Nobre, superintendente regional NO/NE da Direcional Engenharia.

A entrega dos apartamentos está prevista para 30 meses após o início das obras. O apartamento tipo possui dois quartos. Tem direito a uma vaga de estacionamento. O projeto Conquista Vida Nova terá 240 unidades ao todo. Conta com guarita na entrada e também bicicletário. Na área de lazer, salão de festa com churrasqueira, piscina com solarium, playground e fitness externo. Além disso, o empreendimento também possui apartamentos com “Garden”, essa tipologia é muito procurada pois tem esse “jardim” privativo com acesso exclusivo através do apartamento. 

“A Direcional Engenharia é uma das maiores construtoras do Brasil, fundada há quase 40 anos. Possui mais de 140 mil unidades entregues ou incorporadas em diversos municípios no país. Os compradores contam com a segurança de ter uma empresa sólida e responsável na oferta desses imóveis que representam o início da realização de um sonho”, diz o executivo.

A Direcional Engenharia está presente no Estado do Ceará desde 2012. Dentro da chamada faixa 1, de renda mais baixa, do Programa Minha Casa Minha Vida, entregou mais de 19,4 mil unidades que beneficiaram cerca de 77,6 mil pessoas. Nos três mais recentes lançamentos, todos em parceria com a construtora Victa, foram incorporadas 1.544 unidades habitacionais.

Congresso do Sistema Sebrae debate temas da sustentabilidade

Posted on Updated on

Cuiabá (MT) sediará a próxima edição do CICLOS –
Congresso Internacional de Sustentabilidade. Além da programação principal com palestrantes de sete países (Áustria, Brasil, Butão, Finlândia, Israel, Itália e Portugal), sete palestras magnas e dez painéis com 36 debatedores, o CICLOS 2019 – também terá uma programação paralela. O Congresso será realizado nos dias 23 e 24 deste mês, no Centro de Eventos do Pantanal, das 13 às 22h. As inscrições estão abertas no site www.ciclos.eco.br ou no 08005700800. O investimento é de R$ 180/pessoa.

Este congresso é bienal, promovido pelo Sistema Sebrae, organizado pelo Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS) e Sebrae Mato Grosso e, nesta edição, conta com o apoio da ONU Meio Ambiente e da Águas Cuiabá. São aguardados cerca de 500 participantes, entre empresários, empreendedores, executivos, especialistas, gestores públicos, universitários, técnicos do Sistema Sebrae e interessados no tema sustentabilidade de todas as Regiões Brasileiras.

Na programação paralela do CICLOS 2019, há seis eventos (veja abaixo).  “A realização deste congresso é uma oportunidade para também reunir pessoas em atividades simultâneas com o mesmo foco, ou seja, apresentar, debater e valorizar temas relacionados com a sustentabilidade, assim como iniciativas diferenciadas. Todos contribuem para a aprendizagem e troca de experiências, essenciais para gerar engajamento e transformação da economia e da sociedade”, explica Suênia Sousa, gerente do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS).

Encontro de Gestores Públicos do Programa Cidade Empreendedora e Sustentável MT

Secretários e gestores de 14 municípios de MT vão participar deste evento, das 9 às 11h30, nos dias 23 e 24/5, no Centro de Eventos do Pantanal. São eles: Alta Floresta, Cáceres, Campo Novo dos Parecis, Campo Verde, Campos de Júlio, Canabrava do Norte, Canarana, Guarantã do Norte, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Paranatinga, Primavera do Leste, Paranaíta e Terra Nova do Norte. 

Aproximadamente 70 pessoas devem participar deste primeiro encontro do Programa Cidade Empreendedora e Sustentável do Sebrae MT, que objetiva estimular o desenvolvimento sustentável local.  Servidores e gestores municipais estão recebendo consultorias e capacitações do Sebrae MT, com foco em desburocratização, compras públicas, agentes de desenvolvimento e gestão de informações estratégicas (mapeamento de oportunidades, integração com a Rede Simples).

Eles vão assistir palestras e debater com:  Sangay Dorji, presidente da Câmara de Comércio e Indústria do Butão; Gabriel Eigner, CEO da Agrotours de Israel; Ana Fragata, diretora do Fórum Internacional de Cidades Inteligentes e Sustentáveis de Portugal; Rui Ludovino, primeiro conselheiro da delegação da União Europeia no Brasil; e Mário William Esper, presidente da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Desafio de Ecoinovação

Esta atividade será realizada pelo CSS em parceria com o Centro Universitário Univag, ONU Meio Ambiente e ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas da qual 60 alunos vão participar. Eles vão desenvolver soluções para os principais desafios ambientais enfrentados pelas cidades e empresas, durante os dois dias do congresso, na parte da manhã e à tarde, no Centro de Eventos do Pantanal. As melhores soluções serão anunciadas no CICLOS, no dia 24/5 às 20h.

Mostra Inova Obra

Apresentará produtos e soluções para construções sustentáveis. Participantes: Spechotto – Assessoria e Construção; Grupo Âmbito, Oribel Engenharia; Nabarrete Engenharia;  Haprojet;  CREA-MT;  SEBRAE-MT; CAU-MT; Obra Solidária;  Enize D’ Carvalho; Sagrado Lar Arquitetura Sustentável; Thaís Bacchi e Arqhome.

O Sebrae MT apresentará o simulador Sebrae Solar, desenvolvido pela Gerência Sustentabilidade para Pequenos Negócios, que permite usuários de todo o Brasil, sejam eles empresas ou produtores rurais, a fazerem um pré-dimensionamento gratuito de um sistema fotovoltaico conectado à rede de energia para atender as suas necessidades. Interessados saberão qual é a quantidade de painéis solares e o valor aproximado do investimento.

Ciclos no InovaBra Habitat

No dia 23/5, às 20h, a palestra magna da embaixadora da Áustria no Brasil e Suriname, Irene Giner-Reichl, no primeiro dia do CICLOS sobre o tema ‘Sustentabilidade e mercados globais”, será transmitida ao vivo, via Youtube, para o InovaBra Habitat, espaço de inovação colaborativa do Bradesco na capital paulista (Av. Angélica, 2.529 – Rua da Consolação, 2.302, Bela Vista).  

Em 24/5, às 19h, Celso Soares, superintendente de Linhas Financeiras, Garantia e Responsabilidade Civil da Zurich Seguros estará no InovaBra Habitat. Ele vai abordar o mesmo tema “Riscos globais” da palestra magna no CICLOS, realizada no dia anterior em Cuiabá.  

O InovaBra Habitat ocupa 22 mil m², onde se reúnem startups, grandes empresas, consultores, mentores, investidores e tech partners. Incentivar a coinovação colaborativa e a geração de negócios baseados nas tecnologias de alto impacto para as empresas e sociedade são os propósitos deste espaço do Bradesco.

Exposição Visualidade Poética

O artista plástico Hamilton Leitão Batista, nascido em Manicoré (AM) e radicado em Cuiabá desde 1961, vai surpreender o público com 28 peças elaboradas a partir de sementes, espinhos, raízes, cipós, vagens, galhos e cascas de árvores do Cerrado.  Estes materiais são garimpados por ele em rios e matas durante suas andanças por Mato Grosso.  

As marcas do tempo nos frutos do cerrado junto ao talento de Hamilton como desenhista e objetista criam obras de arte, apresentadas em caixas “quase sacrários que protegem e perpetuam o que se diviniza em tempo, matéria e poesia”, segundo definição de Bené Fonteles, artista, jornalista, poeta, compositor e um dos mestres do artista.

Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Mato Grosso, (1976), frequentou as exposições e palestras do Museu de Arte e de Cultura Popular da UFMT. Desde a infância demonstrava interesse em brincar com elementos da natureza. As ruas de Cuiabá e os barrancos de rio de Santo Antônio do Leverger sempre chamaram sua atenção pelos seixos, madeiras, despertando interesse pelo mobiliário rústico. Desde 1980, participa de exposições coletivas importantes em Cuiabá, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.   

Entrega do Prêmio do Projeto Educação Empreendedora do Sebrae MT

O objetivo do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora é identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil. A premiação é composta pelas etapas estadual, regional e nacional. Em Mato Grosso, professores, coordenadores, gestores, educadores e reitores, que desenvolveram projetos ou atividades de empreendedorismo dentro das escolas e instituições de ensino superior serão agraciados em quatro categorias: Ensino Fundamental, Médio, Profissional e Superior.

O anúncio e entrega do prêmio aos vencedores do Projeto Educação Empreendedora do Sebrae MT serão feitos durante a realização do CICLOS, no dia 23 às 15h. Eles vão participar do congresso e receberão brindes. A etapa nacional ocorrerá em Brasília, no segundo semestre.

No período de 2015 a dezembro de 2018, o Sebrae MT atendeu 95.874 alunos de escolas públicas e privadas nos níveis fundamental, médio e superior no estado. Eles participaram de aulas sobre empreendedorismo, ministradas por professores qualificados pelo Sebrae MT. Cerca de 6 mil educadores receberam a formação neste tema. 182 instituições de ensino abriram as portas para o Sebrae MT em 59 municípios mato-grossenses. A meta do projeto é atender mais 40 mil jovens em 2019.

Educar para transformar: quem é o líder do futuro?

Posted on Updated on

Artigo de Norman de Paula Arruda Filho, presidente do ISAE Escola de Negócios, conveniado à Fundação Getulio Vargas, professor do Mestrado em Governança e Sustentabilidade do ISAE/FGV, e coordenador do Comitê de Sustentabilidade Empresarial da Associação Comercial do Paraná (ACP).

“Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir”. A famosa frase do filósofo Sêneca – um dos mais célebres advogados, escritores e intelectuais do Império Romano – se encaixa perfeitamente nas discussões sobre educação executiva responsável, uma vez que, encontrar seu valor vai muito além da simples propagação de princípios. As instituições focadas em formação de líderes responsáveis precisam despertar uma visão global das mudanças que são necessárias para impactar de forma positiva a sociedade.

O diretor do Escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Nova York, Vinícius Pinheiro elenca os principais desafios relacionados à três áreas-chaves:

Economia digital: os avanços em tecnologia, robótica e automação podem contribuir positivamente para melhorar as condições de vida das pessoas. Por outro lado, podem ampliar as desigualdades sociais.

Mudanças climáticas e transição para a economia verde: representam uma mudança nos processos produtivos e uma releitura do uso dos recursos naturais disponíveis no planeta. Além disso, tem o potencial de geral 18 milhões de empregos no mundo, impactando os outros pilares do tripé da sustentabilidade: o social e o econômico.

Transição demográfica: considera a realidade inegável e já bastante discutida de que a população mundial em idade para trabalhar irá diminuir progressivamente. Com exceção da África que terá um incremento de 12% de pessoas nesse grupo, há uma previsão de redução de 14% para a Europa. É um cenário que precisa ser pensado e planejado.

Entre as inovações disruptivas há o receio de que as pessoas sejam dispensáveis perante a supremacia das máquinas. A alta tecnologia domina todos os setores produtivos: na indústria, no mercado, na saúde, nas linguagens, nas nossas escolas, na nossa casa. As novas formas de consumo questionam nossas referências, nosso próprio modelo de vida e são acompanhadas de um constante medo do desconhecido, como profissões que sequer existem ainda. E para atender a tudo isso, não podemos mais ficar sentados atrás de grandes mesas ou a frente de quadros negros das escolas sem olhar para o que está acontecendo no mundo ao redor.

A sala de aula como costumava ser tinha o professor como detentor do conhecimento. Hoje, um aluno com um celular na mão tem acesso a muito mais informações do que o professor é capaz de memorizar. A sala de aula deve fazer parte dessa transformação e se tornar um espaço para compartilhamento, no qual cada um dos envolvidos tem um potencial valioso que não pode ser limitado a formalidades, mas deve ser medido por sua capacidade de participação, articulação e contribuição para o aprendizado em comunidade.

Paulo Freire foi um grande educador, pedagogo e filósofo brasileiro que há décadas defende a necessidade de mudança no papel da educação. Como grande defensor do aluno protagonista do conhecimento, em suas colocações afirma que “Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou sua construção”.

Há vinte anos, o ISAE Escola de Negócios defende essa abordagem, acreditando no potencial de transformação da educação. Ao adotarmos um modelo educacional que associa teoria e a prática, valorizamos a experienciação, a avaliação por meio de resultados aplicáveis e o grau de comprometimento do aluno. Somos defensores do ensino transversal, do aluno como protagonista de seu próprio aprendizado e vemos o professor como facilitador desse processo e instigador da busca por mais conhecimento.

Nosso maior objetivo é honrar nosso compromisso de estar aqui para contribuir com a sociedade por acreditarmos na educação executiva responsável como grande fator de transformação social. No entanto, a transformação depende das pessoas. Se as pessoas não se mobilizarem, a educação sozinha não terá poder algum. Por isso, mais do que estar consciente das mudanças do mundo do futuro é preciso encará-las como oportunidades e instigar em nossos alunos a curiosidade, sendo provocador e despertando o interesse pelo aprendizado e a sede por conhecimento. Somente assim, quando conseguimos inspirar o outro, deixamos de ser espectadores passivos e nos tornamos verdadeiros agentes da mudança.

Sindicato dos Jornalistas celebra 66 anos e lança no Ceará Programa de Aperfeiçoamento

Posted on Updated on

Matéria publicada no site do Sindicato dos Jornalistas do Ceará:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) completa 66 anos em maio e, para marcar a data, lança o Sindjorce Qualifica, seu Programa de Qualificação e Aperfeiçoamento Profissional, voltado a profissionais (sindicalizados ou não), estudantes de Jornalismo, comunicadores populares e demais interessados. De 11 de maio a 1º de junho, quatro cursos rápidos de introdução e atualização serão ofertados: Introdução à Segurança Digital, Técnicas de Media Training para assessores, Aperfeiçoamento em Gerenciamento de Crises e Técnicas de Youtube para jornalistas.

Para esse período de lançamento, cada curso, com carga horária média de três horas/aula e certificação digital, custa R$ 20,00. Profissionais sindicalizados pagam apenas R$ 10,00. Todos os pagamentos serão feitos nos dias das aulas, para quem estiver previamente inscrito e confirmado. As aulas serão ministradas aos sábados, no auditório do Sindicato, localizado na Rua Joaquim Sá, 545, Dionísio Torres, em Fortaleza-CE. As vagas são limitadas a 40 participantes por curso. As inscrições são online, e pode ser feitas nos links abaixo.

“O Sindjorce Qualifica reforça um de nossos preceitos estatutários que é o de promover cursos, conferências, debates, exposições, estudos e outras iniciativas com o objetivo de propiciar atividade intelectual e o aperfeiçoamento cultural dos Jornalistas”, explica a presidente do Sindicato e Segunda Tesoureira da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Samira de Castro. “Nossa proposta é promover cursos rápidos e também de longa duração, a exemplo das iniciativas que já implementamos ao longo dos últimos três anos, como o curso de extensão universitária Abdias Nascimento – Comunicação e Igualdade Racial”, reforça a dirigente sindical.

“O jornalismo é um dos campos profissionais mais carentes de formatação complementar. Hoje, são poucas as oportunidades de capacitação dentro e fora das universidades. Diante disso, é fundamental que o Sindicato assuma o compromisso político de oferecer aos profissionais de comunicação do Estado cursos, seminários, congressos, oficinas e outras ações em educação. Isso é reforçado pela constante inovação vivida pelo setor e mesmo pela aceleração das mudanças nas rotinas produtivas do jornalismo”, afirma o secretário-geral da entidade e diretor de Educação da FENAJ, Rafael Mesquita.

Para Mesquita, “o fortalecimento da categoria passa por renovar as suas bases de atuação constantemente, levantando sempre a bandeira do Jornalismo ético, de qualidade e de interesse público, fundamental para o desenvolvimento social contemporâneo”. O secretário-geral do Sindjorce destaca, ainda, que a maioria dos instrutores é jornalista e aceitou o convite do Sindicato de socializar seus conhecimentos em prol da qualificação da categoria.

O “S” do BNDES

Posted on Updated on

Artigo de Joaquim Levy, PhD em Economia pela Universidade de Chicago, mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas e graduado em Engenharia Naval pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Iniciou sua carreira em 1984 e ocupou diversos cargos na administração pública, dentre os quais secretário do Tesouro Nacional (2003-2006), secretário de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (2007-2010) e Ministro da Fazenda (2015). Foi ainda Diretor-geral de finanças do Banco Mundial e, em 2019, assumiu a presidência do BNDES. 

Na última sexta feira, o ministro da Economia Paulo Guedes visitou o BNDES mais uma vez e reafirmou o papel da nossa instituição em transformar a infraestrutura no Brasil. É um grande desafio, com tremendo potencial de mudar a vida dessa e das futuras gerações de brasileiros, fazendo valer o “S” do nosso banco em áreas como saneamento, energia, conectividade e logística. Ajudar a diminuir o enorme déficit de saneamento no Brasil é uma grande missão econômica e social, assim como ajudar a baixar o custo do gás para a indústria e dar espaço fiscal para os estados com a concessão de serviços em condições concorrenciais e sustentáveis.

É uma oportunidade extraordinária em um momento em que o Banco enfrenta um novo ambiente competitivo e novas expectativas do governo, das instituições e da sociedade. Temos que nos preparar para responder com rapidez e precisão, usando nossos talentos e nossa capacidade de imaginar, estruturar e implementar ações efetivas para responder aos desafios que estão diante de nós e para projetarmos o futuro do Banco em uma economia mais aberta e com maior participação do setor privado.

Nesta segunda-feira, é natural também refletir em como podemos fazer a diferença para aumentar o desenvolvimento e a inclusão social nas nossas principais atividades: nos dedicando à preparação de projetos de concessão, assim como a novas formas de financiá-los; apoiando as privatizações, inclusive nos estados; e expressando uma visão que ajude o Brasil a entrar em um novo ciclo de crescimento e inovação, em que as oportunidades para as micro, pequenas e médias empresas e para todo o nosso povo aumentem rapidamente.

A nossa população é relativamente pequena, em um mundo em que nossos pares têm mais de bilhão de cidadãos. Então, como instituição de desenvolvimento, nosso trabalho é dar o máximo de oportunidades e instrumentos para cada brasileira e brasileiro, de todas as origens e idades, para que possam lutar, crescer e realizar seus sonhos.

Preparação e foco são importantes. Até porque hoje também vem à lembrança de que no Brasil se discutem assuntos cruciais por longo tempo e, muitas vezes, acaba-se dando uma resposta simplista quando não há mais opção. Desde o Império, transformações fundamentais são vistas como uma “ameaça à lavoura” e se arrastam, até que condições econômicas e pressões sociais forçam mudanças legislativas, mais das vezes sem preparação ou estratégia que permita tirar delas o máximo benefício social. E aí ficam consequências mal resolvidas por décadas. Mudanças que libertam valem a pena sempre, por mais imperfeitas que sejam ou custem a quem as promove. Mas, estrutura e planejamento em geral ajudam a ter resultados melhores. E uma instituição como o BNDES tem como contribuir para isso.

Nas conversas da diretoria do Banco com nossos superintendentes e chefes de departamento, tem ficado claro que a nossa visão precisa incluir novos modelos de negócios próximos do setor privado e considerando as nossas perspectivas financeiras, trabalhando em times que ultrapassam áreas específicas e com cada vez mais garra. Para isso, temos também de aumentar, de forma organizada, a interlocução com o governo, o setor privado e a sociedade. Aprendendo com os bons resultados e com os equívocos de nossas ações e de políticas de governo. E nos transformando e nos abrindo para darmos novas respostas ao país, que mostrem mais uma vez a perenidade e o valor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Esse é um trabalho que já estamos fazendo com todo o equilíbrio e a sabedoria que colhemos, muita motivação, e juntos para atender aos nossos donos, que são todo o povo brasileiro.