Prefeitura de Granja (CE) vai doar saldo da merenda escolar em ação contra efeitos da #covid-19

Posted on Updated on

Da Cadeirinha de Arruar: GRANJA

A prefeitura do município de Granja, no Ceará, por meio da Secretaria de Educação visando a proteção dos direitos da criança e adolescente da nossa rede de ensino, informa , que todas as unidades escolares farão a entrega do seu saldo da merenda escolar para as famílias mais necessitadas e vulneráveis da comunidade.

Considerando a situação da pandemia do covid-19, respeitando as orientações da OMS e atendendo as recomendações do Ministério Público, serão realizadas visitas domiciliares para que a entrega seja feita nas residências sem que haja  aglomerações, evitando assim a proliferação do vírus.

Instituições de fomento apresentam medidas para apoiar Região Nordeste

Posted on Updated on

Principais agências nacionais e internacionais de fomento à ...

Instituições de fomento da Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) estão tomando medidas especiais para auxiliar empresas de diferentes segmentos que podem ser afetadas pela pandemia do novo coronavírus. São entidades com expertise em atender demandas locais e que implementam ações de estímulo à economia brasileira, especialmente no apoio à Micro e Pequenas Empresas (MPEs). Em todo o país, o aporte de recursos do Sistema Nacional de Fomento (SNF), até o momento, supera R$ 168,8 bilhões.

Na Região Nordeste do Brasil, instituições como Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve), Agência de Fomento do Rio Grande do Norte S.A. (AGN), Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), Piauí Fomento e Banco do Nordeste (BNB) buscam apoiar os empreendedores, para que a situação não inviabilize os negócios, buscando minimizar o impacto econômico e social.

“Estamos diante de um cenário inesperado e adverso, mas as instituições do SNF têm o conhecimento necessário para apoiar a economia brasileira para atravessar este momento. As Instituições de Financeiras de Desenvolvimento conhecem as vocações locais e pensam soluções customizadas para a realidade de cada estado”, explica o presidente da ABDE, Perpétuo Cajazeiras.

Confira as principais ações das instituições da Região Nordeste:

AGN – Ampliação da carência do início do pagamento para 90 dias aos clientes de novos financiamentos feitos até 30 de abril, e, a depender da natureza do empreendimento, área em que atua, se possui formalização ou não, o empreendedor potiguar poderá contratar financiamentos para seu negócio com valores que podem chegar até R$ 10 mil.

AGE – Renegociação do programa Crédito Popular. Empreendedores pernambucanos que estão com as parcelas em dia terão o prazo de pagamento ampliado automaticamente em 90 dias. As taxas de juros praticadas também permanecerão as mesmas, de 1,49% ao mês, mais baixas do que as praticadas pelo mercado bancário até então.

Desenvolve – Criação de linha de crédito de capital de giro, no valor de R$ 15 milhões

com foco na sustentabilidade financeira das empresas de Alagoas, para despesas de aluguel, folha e encargos. O capital de giro será de seis meses, com o pagamento da carência trimestral, além de 24 meses para quitar o débito.

Desenbahia – Desenvolvimento de linha própria para capital de giro, com taxa a partir de 5% ao ano + CDI, com prazo de até 60 meses e carência de até um ano.

Piauí Fomento – Renegociação de parcelas vencidas com carência de até seis meses, mediante solicitação dos devedores e dentro da capacidade de pagamento de cada empreendimento. Deve conceder novos financiamentos de capital de giro com recursos próprios da agência, que poderão ser realizadas com carência de até seis meses e prazo de 24 meses. Concessão de crédito para empresas que trabalham na produção de máscaras, luvas, álcool em gel, e capital de giro para restaurantes, pousadas, hotéis, bares, pubs e agências de viagem.

BNB – Possibilidade de prorrogação de empréstimos e financiamentos por até seis meses, contratados por empreendimentos impactados economicamente pela pandemia do novo coronavírus. Para empresas que necessitam de novos recursos, o BNB oferece crédito para capital de giro, com recursos internos, com até seis meses de carência para o início do pagamento das novas operações. Para o crédito pessoal, a carência será de 60 dias.

Confira as principais ações das instituições da ABDE de abrangência nacional:

BNDES – Aporte de R$ 55 bilhões, dos quais R$ 20 bilhões em transferência de recursos do Fundo PIS-PASEP para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos diretos para empresas no valor de R$ 19 bilhões; suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos indiretos para empresas no valor de R$ 11 bilhões; ampliação do crédito para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), por meio dos bancos parceiros, no valor de R$ 5 bilhões. Lançamento do programa “BNDES Apoio Emergencial ao Combate da Pandemia do Coronavírus”, com foco na área da saúde, e a operacionalização de R$ 40 bilhões em recursos para financiar a folha de pagamento das empresas e evitar demissões.

BB – Disposição de R$ 100 bilhões para empréstimos a pessoas físicas, empresas e o agronegócio. Também serão oferecidos recursos para compra de suprimentos e outros investimentos na área de saúde, eficiência energética, infraestrutura e viária, educação e saneamento para prefeituras municipais e governos estaduais.

Bancoob, Sicredi e Cresol – Em conjunto com a Associação Garantidora de Crédito, os três maiores sistemas cooperativos do Brasil disponibilizarão recursos financeiros para capital de giro com carência de até 90 dias e pagamento em até 24 meses, visando a manutenção de postos de emprego e atividades produtivas das micro e pequenas empresas.

Sebrae – Criação de grupo de trabalho e atuação junto às instituições setoriais e no atendimento direto aos empresários, bem como a articulação de políticas públicas de proteção às empresas a fim de possibilitar mais rapidamente a retomada da agenda de desenvolvimento da economia. Em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), liberou R$ 2 milhões para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para auxiliar o país a enfrentar o avanço do coronavírus. O aporte será somado a outros R$ 4 milhões já liberados pela Embrapii e a contrapartidas das empresas, com expectativa de chegar a R$ 10 milhões em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

Busca do brasileiro por crédito encerra o primeiro bimestre do ano com alta de 5,7%, revela Serasa Experian

Posted on Updated on

No acumulado dos dois primeiros meses de 2020, a procura do consumidor por crédito subiu 5,7%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. O resultado foi impulsionado pela Região Sul, que teve aumento de 7,9% no mesmo período, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, “ainda que com um menor crescimento em relação aos primeiros bimestres de 2018 e 2019, o resultado deste ano foi beneficiado principalmente pela redução das taxas de juros. Daqui para frente, é importante considerar que o cenário econômico está bastante desafiador. Por isso, é fundamental que o consumidor tenha um bom planejamento financeiro e, se precisar de crédito, que busque de forma consciente para evitar o descontrole do orçamento e a inadimplência no futuro”.

Na análise anual, janeiro/20 apresentou crescimento de 13%, frente ao mesmo mês do ano anterior. Já fevereiro/20 teve queda de 1,7%, com relação ao mesmo mês de 2019, sendo a primeira redução desde novembro/18. Confira abaixo:

Ainda de acordo com o economista, a retração de fevereiro tem ligação com o efeito-calendário. “O mês naturalmente tem menos dias úteis e, este ano, ainda tivemos o Carnaval sendo realizado mais cedo. Se fizéssemos a média diária de pedidos e a transferíssemos para um período de trinta dias, haveria alta, o que reflete a importância do crédito para a economia do país neste ano bastante adverso”.

Maior crescimento foi na região Sul e a única queda no Centro-Oeste

O Sul apresentou o maior crescimento no acumulado de janeiro a fevereiro de 2020 (7,9%). As regiões Sudeste, Norte e Nordeste também tiveram alta de 6,7%, 6,4% e 4,1% respectivamente. A exceção foi o Centro-Oeste, que teve redução de 0,6%. Veja a tabela abaixo com as variações do bimestre e clique aqui para visualizar os demais resultados.

Demanda de pessoas com baixa renda continua crescendo em 2020

A população que possui renda entre R$ 500 e R$ 1.000 continua com crescimento na demanda por crédito, mantendo a tendência do ano anterior. O aumento no acumulado do ano, ou seja, no primeiro bimestre de 2020, foi de 6,7%. É possível ver os dados completos aqui.

Justiça garante ao Sindipetro-Norte Fluminense lugar no comitê da Petrobras de combate à #covid-19

Posted on Updated on

Com queda no preço do petróleo, Petrobras corta produção, jornada ...

O juiz Marcelo Antonio de Oliveira Alves de Mourão, da 19ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, determinou à Petrobras que assegure imediatamente o direito de representantes dos trabalhadores de participarem de “Comitê Permanente” para a definição de medidas a serem adotadas pela empresa no combate à disseminação da pandemia da Covid-19.

A ação civil pública para garantir a participação foi ajuizada pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), filiado à Federação Única dos Petroleiros (FUP). Caso não cumpra a determinação, o juízo determinou multa diária de R$ 500 mil à Petrobrás.

A decisão judicial garante que os trabalhadores tenham, no mínimo, um terço dos assentos no comitê. Além disso, os petroleiros terão direito a voz e voto nas reuniões, “bem como acesso a toda documentação, tanto já produzida pelo Comitê, como por produzir”, diz o texto.

Para justificar a decisão, o juiz Alves de Mourão aponta que “é fato público e notório o grave problema de saúde pública decorrente da pandemia do COVID-19, declarada pela Organização Mundial de Saúde, o que gerou, dentre outras medidas, a edição do Decreto nº. 46.973/20 do Governo do Estado do Rio de Janeiro”.

O juiz reforça a característica essencial da atividade petroleira: “Não se pode olvidar que o Decreto Presidencial nº 10.282, de 20 de março de 2020 define o rol de atividades essenciais, nas quais se enquadra, no artigo 3o, XXVII (alterado pelo Decreto, também do Presidente, nº 10.292, de 2020) “ a produção de petróleo e produção, distribuição e comercialização de combustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados de petróleo” , atividade esta exercida pela categoria dos trabalhadores da Ré e cujo funcionamento não pode ser interrompido”.

Por fim, a decisão lembra que convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT) asseguram a participação de trabalhadores na organização de serviços de saúde do trabalho: “Diante do cenário acima descrito, em observância às normas de segurança e higiene do trabalho e, considerando-se, ainda, o disposto nos artigos 8º da Convenção 161 e 20 da Convenção 155, ambas da Organização Internacional do Trabalho, promulgadas, respectivamente, pelos Decretos 127, de 22 de Maio de 1991 e 1254, de 29 de Setembro de 1994, que asseguram a participação de representantes dos trabalhadores na organização de serviços de saúde no trabalho, ante a urgência da medida pleiteada e o perigo de demora na prestação jurisdicional, que pode acarretar a propagação do Coronavírus no âmbito da empresa e, por conseguinte, na comunidade, vislumbro a presença dos requisitos do artigo 300 do NCPC, a ensejarem o deferimento da tutela de urgência pretendida, mormente ao se considerar a notícia de criação do “Comitê Permanente”, conforme documento do id 83c0214 , sem notícia de qualquer comunicação ao sindicato autor”.

A participação dos trabalhadores nos comitês nacional e regionais criados pela Petrobras no combate ao novo coronavírus vinha sendo reivindicada pela FUP e seus sindicatos há cerca de duas semanas. Entretanto, a companhia não atendeu aos pedidos. Com isso, a orientação da federação foi de que seus sindicatos entrassem na Justiça para garantir esse direito. Por isso, outras ações judiciais neste sentido estão sendo elaboradas.

Grupo da Amil abre seleção para 3 mil vagas em hospitais de seis estados e no Distrito Federal

Posted on Updated on

Marketing digital e empresas da área da saúde – Conteúdo Online

O UnitedHealth Group Brasil, grupo controlador da operadora de planos de saúde Amil e do grupo médico-hospitalar Americas Serviços Médicos, abriu processo seletivo para cerca de 3.000 vagas de emprego em hospitais do Ceará, Distrito Federal, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo. As funções assistenciais são de médico do trabalho, enfermeiro, técnico de enfermagem, auxiliar de enfermagem, farmacêutico, auxiliar de farmácia, fisioterapeuta e auxiliar clínico. Também há vagas para funções administrativas, de recepcionista e assistente de marcação.

Aproximadamente 60% das vagas são para cargos de enfermagem e todos os perfis estão sendo avaliados, inclusive de profissionais sem experiência. Mas é necessário possuir o registro no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) para as posições dessa área. Também é necessário graduação ou curso técnico para vagas dos respectivos níveis. Há posições temporárias e efetivas para todos os turnos e dias da semana e com início imediato. As escalas  podem ser pela manhã, tarde ou noite. Entre os benefícios oferecidos estão o vale-transporte, vale-alimentação, plano de saúde, Gympass e vale-refeição ou refeitório no local de trabalho.

As inscrições podem ser feita pelo site <www.trabalhenouhg.com> ou por meio de envio de currículo para o e-mail trabalhenouhg@uhgbrasil.com.br. Após a inscrição, haverá uma triagem dos candidatos e os selecionados receberão um contato telefônico para que participem de uma prova técnica (a distância). A etapa seguinte é uma entrevista, também de forma remota, com a área de Capital Humano do UnitedHealth Group Brasil e o respectivo gestor:

Veja a lista de vagas:

CEARÁ:

Técnico de enfermagem – Fortaleza (CE): https://uhg.hr/cbghh
Técnico de enfermagem – emergência – Fortaleza (CE): https://uhg.hr/f9adp
Recepcionista júnior – imagem – Fortaleza (CE): https://uhg.hr/xfup2

DISTRITO FEDERAL:

Técnico(a) de enfermagem – Brasília (DF): https://uhg.hr/cdfkq
Enfermeiro(a) – Brasília (DF): https://uhg.hr/uvqx7

Auxiliar de farmácia – Brasília (DF): https://uhg.hr/b49w4

Médico(a) do trabalho – Brasília (DF): https://uhg.hr/fdhtr
Fisioterapeuta – Brasília (DF): https://uhg.hr/jrmk4

PARANÁ:

Médico do trabalho – Curitiba (PR): https://uhg.hr/r4w92

PERNAMBUCO:

Técnico de enfermagem – bloco cirúrgico, UTI adulto e UTI neonatal – Recife (PE): https://uhg.hr/g46s6

Técnico(a) de enfermagem – centro cirúrgico – Recife (PE): https://uhg.hr/n3mgf

Técnico de enfermagem – semi-intensiva – Recife (PE): https://uhg.hr/zzppg

Farmacêutico(a) – Recife (PE): https://uhg.hr/aa2cm

RIO DE JANEIRO:

Enfermeira(o) – RJ: https://uhg.hr/llf4u
Técnica(o) de enfermagem -RJ: https://uhg.hr/242h4

Farmacêutico – RJ: https://uhg.hr/kapnf
Fisioterapeuta – RJ: https://uhg.hr/p9kcr

RIO GRANDE DO NORTE:

Técnico de enfermagem – Natal (RN): https://uhg.hr/lu8rx

Técnico de enfermagem – urgência ortopédica – Natal (RN): https://uhg.hr/rgrm9
Assistente de marcação de cirurgia – Natal (RN): https://uhg.hr/rmczw

SÃO PAULO:

Auxiliar/téc. de enfermagem hospitalar – SP: https://uhg.hr/bnp9z
Enfermeiro hospitalar – SP: https://uhg.hr/rt2yf
Fisioterapeuta hospitalar – SP: https://uhg.hr/3yuyn

Farmacêutica(o) hospitalar – SP: https://uhg.hr/va2m2

Téc. de enfermagem – Baixada Santista: https://uhg.hr/eqc4h

Aux. de enfermagem – Baixada Santista: https://uhg.hr/yfxb5

Empresas exploram novas ferramentas para sobreviver durante a crise

Posted on Updated on

A necessidade de adotar um regime de quarentena ou permanecer o máximo de tempo possível em sua casa é uma indicação que vem sendo constantemente incentivada por governantes e autoridades da saúde em todo mundo nos últimos dias. A medida tem se mostrado, até o momento, uma das orientações mais eficazes no combate a pandemia global do coronavírus. Entretanto, um dos efeitos colaterais diretos do isolamento social é a redução significativa ou até mesmo suspensão das atividades comerciais, entre elas lojas, restaurantes e demais estabelecimentos que devem grande parte de seu faturamento a venda direta com a presença física de público.

Neste cenário, inúmeros empreendimentos estão buscando alternativas para manter as atividades em funcionamento parcial,  sem comprometer as orientações básicas de combate a disseminação do vírus, que compreendem em evitar aglomerações e práticas sociais que envolvam contato físico. Muitos têm adaptado as vendas para o formato online e explorado as ferramentas tecnológicas para estimular as vendas. “Sabemos o tamanho da importância de seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades locais nesse momento tão complicado. Ao mesmo tempo, nos vimos com o desafio de encontrar uma maneira de manter o negócio em funcionamento para ao menos amenizar o impacto econômico dessa pandemia”, comenta Bruno Esperança, diretor geral da Esalflores, maior rede de floriculturas do país.

Com matriz em Curitiba (PR) e unidades nas cidades de São Paulo (SP), Guarulhos (SP) e Recife (PE), a Esalflores, além de direcionar as vendas para a plataforma de e-commerce, passou também a executar vendas via telefone e chamada de vídeo. “Adaptamos as operações para um modelo de contingência e estamos focando em três propósitos: garantir a manutenção das flores e plantas, pois são produtos naturais vivos e perecíveis que não resistiriam ao cancelamento integral das atividades;  subsidiar a sobrevivência mínima da empresa para evitar a paralisação total; e manter o suprimento desse serviço para o público, já que em um momento de reclusão, nós julgamos que cultivar plantas em casa e manter um contato com a natureza pode ajudar muito a atravessar esse período tão delicado”, conta o empresário. Entretanto, o formato atual de funcionamento não representa nem 10% do faturamento em dias normais. “O formato de venda em vídeo guia, em que levamos o cliente para passear pela loja e escolher os produtos por meio de uma vídeo chamada, está sendo testado e os resultados nos surpreenderam bastante, mas ainda assim a demanda está muito abaixo do normal”, completa Bruno Esperança.

Para a NESH Eco.Cosméticos, marca de cosméticos naturais e veganos localizada em Curitiba (PR), a opção foi disponibilizar um número de whats app para as vendas. “Colocamos todo o estoque disponível para a comercialização pelo whats app. É uma opção viável e estamos nos adaptando a trabalha-la da melhor forma, mas quebra um pouco do fluxo da ideia de loja da nossa marca, até porque nossas linhas de produtos envolvem sensações e experiências, e diferente de uma plataforma de e-commerce por exemplo, que garante a exposição e descrição de todos os produtos, no whats app esse tópico é mais limitado”, explica o idealizador da NESH, Thiago Pissaia. A mesma medida foi adotada pela chocolateria Cuore di Cacao, que viu a crise explodir bem perto da Páscoa, época do ano mais importante para a empresa. Nos últimos dias, a forma encontrada pela chocolateria para comercializar seus produtos foram os pedidos via WhatsApp.

No segmento da gastronomia, inclusive, estão os empreendimentos que sentiram mais rapidamente os efeitos econômicos do coronavírus. Centenas de negócios tiveram que adequar seus serviços a novos formatos. “Para manter seus serviços ativos e preservar algum fluxo de caixa, muitos estabelecimentos optaram por dar exclusividade ao serviço via delivery ou para ações de retirada de pedidos no balcão. São várias as plataformas, já bastante populares no Brasil, que proporcionam esse suporte, e até representam uma boa parte do faturamento de diversos empreendimentos, porém muitos empreendimentos passaram a aderir a este sistema somente devido aos efeitos da crise e estão tentando se adaptar”, conta o diretor geral da Associação de Brasileira de Bares e Restaurares (Abrasel – PR),  Luciano Bartolomeu. Marcas como Cookie Stories, Bangalô dos Pastéis, Soho Burger Gallery e O Barba continuam com suas cozinhas funcionando atendendo a crescente demanda de quem está em casa. Até a cervejaria Way Beer, uma das grandes referências do mercado cervejeiro brasileiro, lançou uma ação de venda de chope em lata, com compra via WhatsApp e entrega gratuita.

Já muitos bares e restaurantes que resolveram suspender totalmente os seus serviços estão apostando em vouchers para consumo futuro para movimentar o caixa. O Sirène Fish & Chips, por exemplo, maior rede de fish n’ chips da América Latina, lançou a campanha “Super Ação Sirène”. Em parceria com o PicPay, fintech que permite o pagamento das compras direto pelo smartphone, com cartão de crédito ou valor de transferência, a rede oferece vouchers para serem utilizados nas unidades do Sirène após o período de quarentena. Para participar é bem fácil, basta o cliente ter a plataforma PicPay, escolher no campo de busca a unidade do Sirène que pretende contribuir e adquirir vouchers com valores entre R$ 20 e R$ 500. Além de ajudar o empreendimento a girar o caixa das próximas semanas, o usuário terá R$ 8 de cashback, além de benefícios e brindes exclusivos do empreendimento, como tênis, meias e bonés.

“Estamos passando por um período de incertezas quanto ao Coronavírus, mas família mesmo nunca abandona. Desenvolvemos um plano diferenciado e cheio de novidades para que todo mundo continue unido nesse período que estaremos com operações restritas. Nossos clientes poderão comprar vouchers do Sirène para consumo na unidade que estiver afim depois que tudo isto passar. É uma forma de ficarmos juntos, nos ajudarmos e tocarmos a vida”, completa Lucas Lopes, sócio fundador da rede.

Go Solar entrega primeiros pedidos de equipamentos de energia solar no Brasil

Posted on Updated on

Go Solar tem parcerias internacionais – Lightbrasil

A Go Solar, empresa do segmento fotovoltaico pertencente à Golden Distribuidora, acaba de receber seus primeiros pedidos de equipamentos de energia solar, os quais já estão a caminho dos clientes. Parte deles para o Nordeste, com destaque para Maranhão, Ceará e Alagoas, além de projetos em Pelotas, no Rio Grande do Sul e Cuiabá – MT
 
Com menos de um mês de operação comercial, a companhia registra R$ 4 milhões em encomendas de geradores fotovoltaicos. “Os clientes têm depositado bastante confiança na Go Solar, sobretudo pela agilidade na distribuição dos equipamentos e parcerias com os mais importantes players do mercado internacional”, comenta Davi Saadia, CEO da Go Solar. “Os pedidos têm sido entregues em um prazo máximo de uma semana, independente da localidade onde os projetos serão implantados”, ressaltou Saadia.
 
A agilidade na entrega ocorre por três importantes motivos: uma programação de compras anual bem planejada, realizando embarques desde 2019,  o investimento em sistema para gerenciamento de toda a operação em uma única plataforma e as excelentes parcerias estratégicas com os fabricantes internacionais de equipamentos fotovoltaicos, aumentando assim o portfólio da companhia na oferta de modernas tecnologias deste segmento.
 
Entre as empresas parceiras internacionais destacam-se: Jinko e Trina, para os módulos solares, SMA e Goodwe para os inversores, e Weildmuller para as string box e conectores.
 
“A parceria com a SMA e Weidmuller nos proporciona ofertar equipamentos alemães que têm longa jornada no mercado fotovoltaico, tanto no Brasil quanto no exterior, e uma enorme segurança e facilidade de instalação dos equipamentos. Já com Trina e Jinko, que são considerados líderes no mercado fotovoltaico, os equipamentos estão entre os melhores da classificação do PV Tech e da Boomberg NEF”, afirma Renan Ribeiro, gerente comercial da Go Solar.
 
A Go Solar conta com um time comercial com conhecimento técnico dos equipamentos para prestar um primeiro atendimento aos clientes, formado inclusive por um engenheiro que oferece suporte imediato aos instaladores para configurações, testes, parametrização, além de todos os fornecedores possuírem suporte técnico no Brasil e estoque para reposição de peças.
 
De acordo com o CEO da Go Solar, a proposta é atender os revendedores e integradores com produtos de alta qualidade e reconhecidos no mercado. “Por sermos uma distribuidora bastante consolidada no Brasil na área de Tecnologia da Informação, um dos grandes diferenciais da Go Solar é a agilidade de um player renomado no mercado, com suportes técnico e comercial”, comenta Saadia.

Empresa desenvolve com parceiros medidas de prevenção à #covid-19

Posted on Updated on

Elementos de telefone e compras com estilo de desenho animado ...

A B2W – detentora dos sites Americanas, Submarino e Shoptime – está promovendo uma série de medidas de contenção dos impactos da crise gerada pelo Covid-19 e de apoio aos lojistas parceiros conectados ao seu marketplace, grande parte deles micro e pequenos empreendedores. 

A companhia passa a ofertar crédito para mais lojistas de pequeno porte terem capital de giro, oferecendo condições diferenciadas como carência de até 75 dias para o início do pagamento. Garantindo a tomada de crédito consciente, a B2W acompanha os parceiros e realiza consultoria financeira para avaliar a necessidade de cada lojista. 

“Entendemos que os pequenos negócios são os mais afetados nesta crise e queremos ajudá-los a fortalecer suas operações”, explica Fábio Abrate, diretor financeiro e de relações com investidores da B2W Digital. “A iniciativa de ampliar a oferta de crédito para os lojistas parceiros tem como único objetivo garantir que eles tenham os recursos financeiros necessários para continuarem operando seus negócios nesse momento desafiador. O trabalho de análise e acompanhamento feito com cada parceiro é essencial para que o crédito seja tomado de forma sustentável”, complementa.

Seguindo esta linha, a B2W lançou em seus sites – Americanas, Submarino e Shoptime – a campanha “Apoie o comércio local”, na qual o cliente, no momento da compra, pode mapear os lojistas por meio de estado, cidade e departamento e dar preferência a realizar seus pedidos com pequenos comerciantes locais. 

Também foi disponibilizada no Portal do Parceiro uma homepage informativa, que traz dados e atualizações contínuas sobre o vírus Covid-19. Os parceiros encontram nessa página dicas para continuar operando de forma segura neste período, como, por exemplo, orientações para garantir a higienização na expedição dos pedidos.

No intuito de viabilizar que as lojas físicas continuem vendendo durante a quarentena, a B2W também está conectando ao seu marketplace, de forma acelerada, lojistas físicos que aceitam o aplicativo Ame Digital como forma de pagamento. Dessa forma, além de auxiliar na continuidade da operação de empreendedores, a companhia oferece mais opções de compras e garante um estoque maior para seus clientes. A B2W está, ainda, agilizando o processo de ativação e ambientação de todos os lojistas que estão solicitando cadastro neste momento.

E em continuidade às ações, a companhia, que normalmente realiza repasses de pagamento quinzenais, fará pagamentos semanais aos pequenos e microempreeendedores neste período, para auxiliar no fluxo de caixa e fortalecer suas operações. Durante a quarentena, os parceiros também podem continuar seus treinamentos por meio dos webinars virtuais promovidos pela Universidade B2W Marketplace. Com dicas sobre temas diversos do e-commerce que podem ajudá-los a aprimorar suas operações e manter a rentabilidade dos negócios, os webinars trazem ainda boas-práticas de prevenção ao Covid-19.

“Escola de sentimentos” disponibiliza estratégias de atenção a colaboradores

Posted on Updated on

Apuração do International Stress Management Association, entidade que estuda efeitos de estresse e outros problemas na vida dos trabalhadores e das corporações, indica que mais de 30% dos trabalhadores brasileiros sofrem de síndrome de Burnout – distúrbio depressivo, cujas principais características são esgotamento físico e mental intenso. Já para a Organização Mundial de Saúde, o maior motivo de afastamento do trabalho no mundo este ano será a depressão.

Diante disso, como as empresas pensam em cuidar dos sentimentos dos funcionários?

Despertar a consciência nas organizações brasileiras é a meta da House of Feelings, considerada a “primeira escola de sentimentos do mundo”. Virginia Planet, sócia-fundadora da House of Feelings, explica: “Temos como objetivo transformar empresas. Oferecendo subsídios para que possam lidar com situações como as apresentadas nas pesquisas. Entendemos que empresas saudáveis emocionalmente trazem resultados mais consistentes e duradouros”.

As estratégias incluem palestras que sensibilizam, workshops focados no desenvolvimento de soft skills e gestão das emoções e consultoria com desenvolvimento de projetos customizados. Também são disponbilizados mentoria com instrução individual de propósito e consultorias que aamparam gestores de pessoas a desenvolverem prática mais acolhedora e humana.

iFood, Nestlé, AstraZeneca, Bayer, Andrade Gutierrez, Oracle, Crefisa, CTG Brasil, Cardif, Léo Madeiras, Infinity Pharma, entre outras, marcas estão entre as que já se posicionaram positivamente em relação à proposta. “Ter ao nosso lado grandes parceiros é um orgulho, uma certeza de que já nascemos com a confiança do mercado. O objetivo, daqui para frente, é levar o projeto para muitas outras organizações Brasil afora”, explica Lísia Prado, sócia da House of Feelings.

A House of Feelings é uma consultoria que se define como a “primeira escola de sentimentos do mundo”. O foco da é auxiliar as empresas brasileiras a ter olhar mais cuidadoso e humano, com palestras, treinamentos, mentorias e experiências centrados em Maestria, Propósito e Resultados.

Veja mais em: https://www.houseoffeelings.com/

#CantinaPet realiza ação para estimular respeito, humanidade e proteção aos animais de rua

Posted on Updated on

Hoje é o Dia Mundial dos Animais de Rua. Para marcar a data, a empresa Cantina Pet, pioneira no Ceará em alimentação especial para cães, com critérios de balanceamento de acordo com raças, pesos e idade, preparou uma proposta de atenção aos cachorros.

A empresa registrou o seguinte: “Na semana mundial dos animais de rua, compartilhamos um pouco de amor nesse momento tão difícil.

Muitos cachorrinhos estão sendo abandonados por medo e desinformação da sociedade e o que a Cantina Pet pede a todos é amor, respeito, cuidado e proteção.

Você não precisa ser um super-heroi pra fazer a diferença.

Juntos somos mais fortes!”

Confira o vídeo. O Instagram da Cantina Pet é @cantinaptbr: