Empresas desenvolvem apps e plataformas digitais para modernizar a rotina do profissional do Direito

Posted on Updated on

Inovação disruptiva (ID) é um jargão que define a transformação de uma tecnologia, produto ou serviço em algo novo, mais simples, conveniente e acessível. ID está presente, por exemplo, no mercado jurídico onde é desenvolvido cada vez mais soluções práticas para otimizar o tempo do profissional do Direito.  

As chamadas lawtechs/legaltechs criam produtos e serviços de base tecnológica para melhorar a rotina destes profissionais. O setor já atingiu investimento recorde de mais de US$ 1 bilhão no mundo todo em 2018, segundo pesquisa da Lawgeex. “O setor jurídico tem fama de ser avesso a mudanças e inovações, mas isso tem mudado cada vez mais”, destaca Renan Oliveira, o co-fundador do site Previdenciarista (https://previdenciarista.com), plataforma de conteúdo que auxilia a atualização do advogado previdenciário. 

“São softwares, aplicativos e plataformas que transformam a rotina de trabalho desses profissionais que agora podem gerir seus escritórios e processos, fazer consultas de matérias e até mesmo ter acesso a modelos de petições para facilitar o trabalho em ações judiciais”, explica Renan. 

Direito no Brasil e a tecnologia 

Pesquisa da OAB aponta que há mais de 1,1 milhão de advogados no Brasil e o Judiciário brasileiro tem, atualmente, 100 milhões de processos em tramitação. As startups jurídicas, que já somam mais de 100 no país, segundo a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), propõem ‘arrumar a bagunça’ do setor jurídico e modernizar a rotina dos profissionais da área.  

“As lawtechs/legaltechs podem reunir processos do país inteiro, com movimentação e decisões anteriores, trazendo maior eficiência ao trabalho dos profissionais envolvidos no andamento do processo judicial e maior assertividade na tomada de decisões por meio de métricas. Está cada vez mais fácil para o advogado enxergar o panorama geral dos processos no Brasil”, diz Renan. 

Renan lembra ainda que as inovações disruptivas chegaram também nos tribunais. Atualmente, há pelo menos 13 deles no país, como o Supremo Tribunal Federal (STF), que já utilizam algum tipo de robô para trabalhos repetitivos ou inteligência artificial para tarefas como sugestão de sentenças e indicação de jurisprudência. 

Plataforma oferece ferramentas que otimizam tempo de trabalho do advogado 

O site Previdenciarista reúne um time de juristas que buscam, diariamente, aprimorar conhecimentos, reunir melhores teses jurídicas na Defesa dos Direitos, dividir conhecimento e proporcionar aos advogados previdenciários auxílio para o desenvolvimento da advocacia prática, eficiente e de qualidade. “Esta é a forma que encontramos de tornar o nosso trabalho mais efetivo, amplo e contemporâneo”, comenta Renan. 

O Previdenciarista conta com mais de 2200 modelos de petições previdenciárias práticas e objetivas, usadas em casos com clientes reais que ganharam processos. A plataforma está no ar desde 2013 e, desde então, já soma mais de 2 milhões de visitas e cerca de 10 milhões de visualizações de páginas. 

“Hoje, o site reúne um time de juristas que buscam, diariamente, aprimorar conhecimentos, reunir melhores teses jurídicas na Defesa dos Direitos Sociais, buscando sempre dividir conhecimento e proporcionar aos advogados previdenciaristas ferramentas que auxiliem no desenvolvimento da advocacia prática, eficiente e de qualidade. Este é o direito do futuro”, finaliza Renan. 

Mercado de brindes se mantém como opção para empreendedores

Posted on Updated on

O mercado de brindes movimenta anualmente mais de R$ 7,41 bilhões e se consolida como uma excelente opção para quem deseja empreender, mesmo em época de incertezas do setor econômico. Com a demanda sempre crescente por produtos customizados, tanto no setor corporativo como por parte dos consumidores finais, fornecer objetos personalizados sem dúvida é um nicho com retorno garantido.

É possível atender diferentes necessidades e demandas, seja para uma campanha promocional de uma grande companhia (venda business-to-business ou B2B) como customizando brindes para festas e eventos familiares (business-to-consumer ou B2C). Há sempre oportunidades para quem trabalha nesse ramo.

No decorrer dos anos, a oferta de brindes tem sido apontada como principal ação utilizada de marketing de relacionamento com clientes efetivos e potenciais consumidores. Uma pesquisa realizada pela Ampro (Associação de Marketing Promocional) apontou que 88% dos empresários entrevistados declaram investir em promoções e brindes.

Se, de um lado, as campanhas promocionais com itens de brindes já são parte da tradição do mercado brasileiro, como ferramenta de lembrança e fixação de marcas no imaginário do público-alvo, do outro há muito ainda o que evoluir para acompanharmos a tendência de outros países.  Na Europa e nos Estados Unidos, por exemplo, quase todo produto é vendido com um brinde e, na terra do Tio Sam, os brindes promocionais até superam a propaganda por TV, rádio e publicidade escrita, como mídia publicitária mais efetiva.  Isso porque, em todo o mundo, os consumidores atribuem mais valor às organizações que lhes oferecem itens úteis como presentes. Ao mesmo tempo, pesquisas de mercado demonstram que as vendas de empresas que distribuem brindes de qualidade aumentam significativamente.

A Roland DG, líder mundial na fabricação de impressoras jato de tinta de grandes formatos e equipamentos de corte, tem os melhores equipamentos voltados aos mais variados segmentos de brindes, como sustentabilidade (sacolas retornáveis), animais de estimação (medalhinhas para pets), tecnologia (capas de smartphones e tablets), bem-estar (chinelos e almofadas), beleza (pingentes, joias, bijuterias) e vestuário (camisetas).

“A marca Roland é sinônimo de inovação e tecnologia de ponta. Quem leva nossos produtos tem a certeza de qualidade, durabilidade e serviços insuperáveis, sintetiza Anderson Clayton, vice-presidente no Brasil da Roland DG. “Para o mercado de brindes e personalização temos diversas opções, máquinas compactas, fáceis de usar e com preço acessível. É possível abrir um negócio próprio com investimento a partir de R$ 9.000,00, com impressoras que não exigem muito espaço ou conhecimento prévio para operá-las”, finaliza.

Veja as características e preços de algumas máquinas

GS 24 – (R$ 8.990,00) – Graças a um carro de corte e um suporte de lâmina redesenhados, a GS-24 oferece mais estabilidade e um aumento de 40% de força sobre o material. Traduzindo: você pode cortar até mesmo substratos espessos e densos como nunca fez. Possui uma diversidade de aplicações como: envelopamento de veículos, sinalizações, decalques e personalização de vestuário.

BN-20 – (R$ 33.900,00) – Produz rótulos, decorações de janelas e ambientes internos, etiquetas, adesivos, reproduções fotográficas, cartazes com efeito metálico, brindes para festas e materiais de pontos de venda, além de personalizar celulares e laptops. Também permite criar roupas para o dia a dia e uniformes corporativos.

LD-80 – (R$ 24.900,00) – Customiza artigos criando um ar de sofisticação, com efeitos de qualidade impecável e de extremo bom gosto. Versátil, possibilita que se adicione imagens e textos metalizados em objetos requintados, como embalagens para cosméticos, brindes ou demais presentes de valor agregado.

BT-12 – (R$ 25.000,00) –   Imprime diretamente em camisetas, sacolas e itens de decoração. Permite a produção da peça do início ao fim, em apenas 10 minutos. Criada para personalização sob demanda, é capaz de imprimir desenhos, fotos, logotipos e textos em uma variedade de produtos, com baixo investimento inicial. É operada mediante um treinamento mínimo.

LEF-12i – (R$ 64.900,00) – Ideal para personalização de capinhas de celular e de tablets, canetas, canecas, brindes e artigos promocionais.

MPX-95 – (R$ 26.900,00) – Usada na personalização de itens de metal como pingentes, canetas, placas de troféus, joalheria e muitos outros. Ideal para datas comemorativas, como o Dia dos Namorados. Grava em ouro, aço e titânio sem nenhuma complicação, tornando o produto ainda mais exclusivo e rentável.

Empresa pretende consolidar mercado de alimentos saudáveis

Posted on Updated on

Com apenas cinco anos no mercado, a empresa de alimentos saudáveis Pic-me projeta faturar R$ 18 milhões este ano. O crescimento virá através do lançamento de novos produtos, aumento dos pontos de venda, atualmente em mais de 3 mil, e da aquisição de outras empresas. Neste sentido, as conversas já estão avançadas para que a compra ocorra até o fim deste ano. Segundo Thiago Burgers, CEO e empreendedor que criou a Pic-me em 2015, há caixa para tal. A Serendipia Capital, investiu R$ 5,5 milhões e passou a integrar o quadro societário da companhia, junto com Pedro Navio (presidente Kraft Heiz) e a Joá Investimentos, o fundo de investimentos do Luciano Huck.

“Ainda existe uma enorme oportunidade pela frente, pois apesar do crescimento elevado no segmento, ainda uma boa parte da população se preocupa mais com a gasolina que coloca no carro do que com a comida que coloca no corpo. Com a disponibilidade de mais produtos naturais e melhoria no processo de educação, acredito que o segmento pode crescer ainda mais acelerado, comenta Burgers”

O Brasil é o quinto maior mercado do mundo em alimentação saudável. O segmento cresce a taxas elevadas, em média 7% ao ano, pois segundo pesquisas, quase 80% dos brasileiros têm saúde e nutrição como prioridade. O rápido sucesso da Pic-me está justamente em acompanhar a tendência e ir além, pois trabalha com uma linha de snacks com ingredientes 100% naturais, de acordo com as diretrizes da Go Clean Label, que define quais ingredientes são ou não considerados naturais, de forma simples e fácil de reconhecer. “Não são permitidos ingredientes artificiais ou sintéticos. Esse tipo de diretriz já é utilizado pelas redes varejistas mais avançadas em relação a curadoria de itens naturais como o Whole Foods nos EUA”, especifica ele.

Depois de oito anos em consultoria estratégica, onde atendeu clientes como J&J, Unilever, BRF, Carrefour, Le Postiche, Alelo, Castrol entre outros, Burgers iniciou sua jornada como empreendedor com a criação da Gulalá, que fornecia kits gastronômicos para as pessoas cozinharem em casa de forma prática e rápida. O Kit era composto de uma receita elaborada por um chefe e todos os ingredientes porcionados para a refeição. “Fui o percursor deste mercado no Brasil seguindo a tendência de Hello Fresh e Blue Apron nos EUA que hoje virou uma indústria de mais de USD 1 bilhão”, recorda Burgers.

Dois anos depois, em 2014, sua nova empresa, a Play Capital, uma Consultoria de Inovação e Venture Building, destacou-se por ajudar empresa a tirar do papel as inovações que normalmente são engavetadas. A empresa atende hoje grandes multinacionais promovendo a prosperidade através da transformação de negócios. “Acreditamos que os negócios são uma das mais poderosas ferramentas de impacto positivo para o mundo quando realizadas com os valores e ética devida, assinala Burgers.

A Pic-me veio no ano seguinte, em associação com Pedro Navio, então CEO da Red Bull, hoje no comando da Kraft Heinz, e o fundo de Luciano Huck, a Joá Investimentos. “Iniciamos nossa história com a construção da categoria de purê de frutas no Brasil. Tivemos mais de sete concorrentes no mercado, inclusive grandes multinacionais, e hoje somos líderes absolutos no segmento, orgulha-se Burgers.

Ele explica que o purê é uma solução prática para o consumo de frutas, que segundo a OMC, é bastante deficitária no Brasil.   Fiel à missão de promover alimentação saudável, a Pic-me foi a primeira a vender chips de batatas fatiadas assadas do Brasil, reduzindo até sete vezes a quantidade de óleo na categoria de chips convencionais fritos. Mais recentemente, a empresa entrou em outras categorias como Energy Bars, Pasta de amendoim e Pipocas com pedações de frutas.

Redes de supermercados promovem festival de Frutas cítricas em todo o Brasil

Posted on Updated on

Os supermercados Extra e Pão de Açúcar participam do Festival dos Cítricos, promovido pela PMA (Produce Marketing Association), entidade que representa o setor de flores, frutas, legumes e verduras em 55 países. A campanha para aumento do consumo conta também com o apoio  da Associação Brasileira de Citrus de Mesa (ABCM).      

A Diretora Comercial In Natura do GPA, Patricia Paula Mendes, explicou que a ação acontece em todo o Brasil, nas lojas do Extra e do Pão de Açúcar, com grande apoio de todos os fornecedores das bandeiras com o objetivo único de desenvolver o consumo e promover o sortimento de frutas cítricas.

“Toda ação para promover a fruta da estação tem foco de conscientizar o consumidor sobre os benefícios e incentivar vendas, seja através de degustação, encontro com produtores ou distribuição de receitas”, explica Giampaolo Buso, Presidente do Conselho da PMA  no Brasil.

A parceria do GPA com a PMA é relevante ao cliente e fornecedores:  “O Extra e o Pão de Açúcar ressaltam o importante trabalho da PMA para promover a integração e o compartilhamento de informações e boas práticas entres as diversas empresas do setor, possibilitando a interação de produtores e distribuidores de diversas culturas entre si com o varejo. Esse trabalho em conjunto potencializa o desenvolvimento do setor como um todo e traz grandes vantagens para os consumidores, que poderão encontrar um sortimento variado de frutas cítricas à disposição nas lojas a partir deste projeto de promoção de cadeia”, destaca Patrícia Paula Mendes, diretora comercial In Natura do GPA.

O Festival de Cítricos acontece até final de julho em todo o Brasil.

Construtora faz feirão nacional e ainda dá carona para compradores

Posted on Updated on

Resultado de imagem para mrv

No próximo sábado, 20.07, a construtora MRV, que reivindica a posição de “maior da América Latina”, realiza simultaneamente 54 feirões de norte a sul do país. Quem quer realizar o sonho de ter um apê para chamar de seu terá neste dia facilidades comerciais especiais. Em muitas unidades o comprador poderá contar com documentação grátis (registro e ITBI), entrada parcelada em até 60 vezes, sinal a partir R$ 98 reais e descontos de até R$ 3 mil. Quem comprar um apartamento já pronto para morar ainda terá um ano de condomínio grátis, uma tranquilidade a mais para mudar sem a preocupação de mais está conta para pagar.

Sucesso em edições passadas, a parceria com o Uber permanece neste “Feirão de Porta a Porta”. Os clientes vão contar com um motorista particular para fazer o trajeto até a uma loja participante. O cadastro para o agendamento do Uber deve ser realizado por meio do link www.mrv.com.br/feirao ou enviando um SMS para o numero 28064 com a palavra “partiu” até a sexta-feira, dia 19.

No Ceará, o feirão acontecerá no empreendimento Eco Fit localizado no Eusébio (Rua Alameda Verde, 100 – Coaçu), das 8h às 18h. Estarão à venda todos os produtos da MRV no estado.

Seu Madruga vai ao feirão

Para convidar as pessoas a participarem do “Feirão de Porta a Porta”, a MRV lançou um vídeo bem-humorado onde o protagonista é o personagem Seu Madruga do seriado “Chaves”. Em 30 segundo de vídeo, que vem sendo veiculado nas redes saciais, Seu Madruga entra em um Uber rumo a um plantão da MRV com o objetivo de dar adeus ao aluguel.

O vídeo faz parte da campanha “Eu odeio pagar aluguel”, lançada no ano passado pela construtora e que foi inspirada na história desse personagem, que mesmo se empenhado em alguns trabalhos informais ainda tem dificuldades de pagar o aluguel.

SP, Campinas e Guarulhos lideram compras nacionais de veículos em leilões

Posted on Updated on

Resultado de imagem para leilão carros

Segundo levantamento exclusivo da Sodré Santoro, empresa especializada em pregões online no Brasil, consumidores das cidades de São Paulo capital, Campinas e Guarulhos são os principais compradores de automóveis em leilões realizados via internet.

No ranking das dez cidades brasileiras que mais compram automóveis em leilão, que considerou o volume de negociação realizado entre janeiro e março deste ano, também aparecem Londrina, Curitiba, Joinville, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Goiânia e Foz do Iguaçu. Confira a disposição completa no ranking abaixo, e o total de negociações detalhado por cidade. 

Quem deseja comprar imóveis e veículos em leilões virtuais, encontra muitas oportunidades vantajosas. Os descontos no valor são os principais atrativos, mas há também a praticidade na hora de encontrar ofertas, além de negociar condições acessíveis de compra. 

Veja o ranking das 10 cidades brasileiras mais engajadas em leilões virtuais:

RankingEstadoNegociações
São Paulo capital14834
Campinas2393
Guarulhos2190
Londrina1650
Curitiba1594
Joinville1440
Rio de Janeiro1411
Ribeirão Preto1388
Goiás999
10ºFoz do Iguaçu967

(Dados: Sodré Santoro)

Empresa lança ferramenta com práticas de segurança para desenvolvimento de softwares

Posted on Updated on

A empresa BSA The Software Alliance está anunciando o lançamento de documento colaborativo com as melhores práticas de segurança para desenvolvimento de softwares. O BSA Framework para Software de Segurança é uma ferramenta que oferece valor ao prover a desenvolvedores de softwares recomendações em uma linguagem simples e acessível sobre a melhor forma de proteger o software durante seu ciclo de vida.

“Ao utilizarem essa ferramenta como forma de gerenciamento de risco as empresas de software podem estabelecer um desenvolvimento seguro do seu produto”, explica o country manager da BSA no Brasil, Antonio Eduardo Mendes da Silva, conhecido no mercado como Pitanga. “Com o framework produtores de software serão capazes de identificar prováveis riscos, o que permitirá a tomada de decisões conscientes, melhorando, assim, a qualidade do software e preparando a organização para lidar com as questões de segurança que vão aparecer ao longo de todo o ciclo de vida do programa”, completa.

Segundo Pitanga, consumidores devem ter consciência das medidas que desenvolvedores de softwares tomam para garantir a segurança ao longo de todo o ciclo de vida do produto. O uso de softwares irregulares comprometem a eficiência de tais medidas, colocando os usuários em risco. “Essa informação é chave quando levamos em cotna que uma pesquisa da BSA indica que 46% dos softwares instalados em computadores brasileiros não estão devidamente licenciados”, conta Pitanga.

Um dos principais riscos ligados ao uso de softwares irregulares é o de ataques cibernéticos. A cada oito segundos surge uma nova ameaça de malware. As empresas podem demorar até 243 dias para identificar um ataque e outros 50 para resolvê-lo. Esses ataques custam em média 2,4 milhões de dólares para a empresa, o que se traduz em uma baixa de 0,8% no PIB global.

O Framework deverá ser usado para ajudar organizações de desenvolvimento de software a:

Descrever o estado atual da segurança de software em produtos de software individuais.
Descrever o estado desejado da segurança do software em produtos de software individuais.
Identificar e priorizar as oportunidades de melhoria nos processos de desenvolvimento e gerenciamento do ciclo de vida.
Avaliar o progresso em direção ao estado-alvo.
Comunicar sobre segurança de software e riscos de segurança para stakeholders internos e externos.

O BSA Framework para Software de Segurança busca estabelecer uma abordagem de segurança de software que seja flexível, adaptável, focada em resultados e calculada de acordo com o tamanho do risco. Por evitar uma solução única para todos, o framework voluntário fornecerá organização e estrutura simples para capturar várias abordagens da segurança de software, identificando padrões, diretrizes e práticas que podem ajudar as empresas de desenvolvimento a alcançar os resultados de segurança desejados.

Dispositivos pessoais, sensores, aparelhos inteligentes, veículos conectados e sistemas robóticos são algumas das tecnologias impulsionadas por software. Como elas avançam e mudam a cada dia, a ferramenta tem como meta se tornar um documento vivo para ser atualizado e aperfeiçoado com base em feedback contínuo dos membros da BSA, como Autodesk, Microsoft e Adobe, e de outros stakeholders.

Link para acessar o “Framework para Software de Segurança” (em inglês): https://ww2.bsa.org/~/media/Files/Policy/BSA_2019SoftwareSecurityFramework.pdf

Empresas movimentam mercado de monitoramento de imagens e acesso

Posted on Updated on

Foi anunciada a aquisição da Seventh, empresa sediada em Florianópolis (SC), especializada em tecnologia para monitoramento de imagens e acesso, pela Intelbras, 100% brasileira, desenvolvedora de produtos e soluções tecnológicas. A ação segue a proposta de ambas as companhias de inovar e oferecer soluções ainda mais completas para seus parceiros e clientes.

Com a aquisição, o objetivo é ampliar a oferta de soluções tecnológicas para o gerenciamento, monitoramento de imagem, controle de acesso e alarme a distância, através de um software aberto para uso com todos os fabricantes do mercado. Porta-vozes das organizações garantem que o negócio não concorrerá com as empresas de videomonitoramento que oferecem soluções já existentes no mercado, pois trata-se da plataforma de software e não de prestação de serviço, sendo um complemento a todos os tipos de negócio.

A Seventh afirma que continuará com sua operação fundamental e manterá toda a equipe sem nenhum prejuízo das relações existentes com seus clientes, parceiros e fornecedores. O principal objetivo será acelerar a expansão no mercado nacional e internacional através de seu portfólio e na busca por novas verticais de mercado. 

A Seventh recebeu assessoria financeira da LKC Capital e assessoria jurídica da Demarest Advogados.

Vencedores do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo serão anunciados nesta sexta

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste anunciará amanhã (sexta-feira, 19.07) os vencedores do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional – Edição 2019. O anúncio será feito às 14h30min, como parte da programação do XXV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, que comemora os 67 anos do BNB. O evento será realizado na sede da instituição, em Fortaleza.

O concurso recebeu 284 inscrições, distribuídas nas categorias Grande Prêmio Nacional, para trabalhos sobre o tema “Microcrédito urbano como ferramenta de desenvolvimento econômico e social”,  prêmios nacionais por mídia (TV, rádio, internet e mídia impressa), prêmios estaduais (incluindo todas as mídias),  prêmio extrarregional, para trabalhos realizados fora da área de atuação da instituição, e prêmio universitário.

Os trabalhos jornalísticos premiados apresentam iniciativas de promoção ao desenvolvimento regional realizadas no Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo de diferentes perspectivas: econômica, turística, educacional, cultural e ambiental.

Conheça os finalistas da edição 2019 do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo:

·         Aline Guedes, Sâmara Gonçalves e Josemi Cavalcante, da Rádio Band News FM Manaíra, da Paraíba

·         Aline Oliveira, Eulália Camurça, Susy Costa, Camila Lima, Tiago Melo, Carlos Marlon, Nelton Alves, Adauto Alves, Janelton Vale, Mateus Ferreira e Adriana Castro, da TV Verdes Mares, do Ceará

·         Ana Mary C. Cavalcante e Mateus Dantas, do jornal O Povo, do Ceará

·         Cristiane Viana Moraes Melo, Wanderley das Neves Ramos e André Mendes Parga, da TV Difusora, do Maranhão

·         Georgina Maynart, do Jornal Correio, da Bahia

·         Igor Jácome, do portal G1, Rio Grande do Norte

·         Irna Cavalcante, Raone Saraiva, Beatriz Cavalcante, Marcelo Justino, Mateus Dantas, Evilásio Bezerra e Mauri Melo, do jornal O Povo, do Ceará

·         Jéssica Welma de Assis Gonçalves, Rafael Luís Azevedo, Nasion Frota, Felipe Soares e Iago Monteiro, da Tribuna do Ceará

·         Josafá Bonifácio da Silva Neto e Juliana Correia Almeida, da Rádio UFS, de Sergipe

·         Júlio Vieira e Ike Yagelovic, da Rádio BandNews FM, de Minas Gerais

·         Luiz Ribeiro dos Santos, do Estado de Minas, de Minas Gerais

·         Luiza Freitas, do Jornal do Commercio, de Pernambuco

·         Nathália Caroline Passos de Souza, da Rádio Universitária, de Sergipe

·         Neyara Pinheiro, Jussara Santa Rosa, Fernando Cardoso, Osiel Pontes, Raimundo Soares e Walter Junior, da TV Clube, do Piauí

·         Rammom Monte, do Portal Correio, da Paraíba

·         Thiago José Gomes de Oliveira e Larissa Bastos Pinheiro, Gazetaweb, de Alagoas

Fórum de Desenvolvimento

O XXV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento é realizado nos dias 18 e 19 de julho, em paralelo com o XXIV Encontro Regional de Economia, com o tema Nordeste: Empreendedorismo e Inovação.

Os eventos são promovidos em parceria pelo BNB e pela Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec). No primeiro dia, as sessões simultâneas da Anpec propõem discussões sobre temas como dinâmica setorial e desigualdades regionais do Brasil, economia social e economia agrícola.

No dia 19, a programação prevê também painel com o tema “Nordeste: celeiro de oportunidades” e a participação de especialistas de diversas entidades, como o próprio BNB, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

As inscrições para participar do XXV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento estão abertas e podem ser feitas gratuitamente pelo site: www.bnb.gov.br/forum-de-desenvolvimento.

Empresas lançam cartão com tecnologia por aproximação

Posted on Updated on

Resultado de imagem para cartão por aproximação

A empresa cearense FortBrasil apresentou ao mercado produto que resulta de parceria com a Mastercard, empresa de tecnologia com foco na indústria global de pagamentos. A novidade é o FortBrasil Mastercard, um cartão digital, com tecnologia de pagamentos por aproximação e ferramentas de autenticação, podendo ser utilizado via aplicativo. Com o novo modelo de cartão de crédito, a fintech passa a produzir os cartões com a bandeira Mastercard, gerando uma série de benefícios aos clientes e possibilitando a ampliação do alcance da marca.

Com o novo produto, a FortBrasil traz ao Ceará a tecnologia por aproximação que vem sendo adotada ao redor do mundo e possibilita transações de meio segundo, ou seja, dez vezes mais velozes do que as realizadas pelos meios de pagamento tradicionais. O dado é da Mastercard, que prevê também uma adesão completa desse tipo de cartão em todos os estabelecimentos comerciais na América Latina, Europa, Oriente Médio e África, que realizarão transações por aproximação e com chip EMV até abril de 2023.

A emissão de cartões com tecnologia por aproximação já é um direcionamento da Mastercard, que desde abril deste ano solicitou aos seus emissores que todos os novos cartões da bandeira fossem emitidos nesse formato. Além da velocidade, o pagamento por aproximação também tem os mesmos padrões de segurança dos cartões com chip.

“Os pagamentos por aproximação são um método rápido, prático e seguro para as compras do consumidor, porque oferecem a conveniência de fazer transações apenas tocando os dispositivos em um leitor habilitado”, explica João Pedro Paro Neto, presidente e CEO da mastercard Brasil e Cone Sul.

Para melhor definição e execução das estratégias de entrada no mercado, FortBrasil e Mastercard se uniram em um trabalho de três meses de consultoria no qual um grupo de especialistas em mercado de meios de pagamento e em pesquisas com consumidores da Mastercard em parceria com a equipe da FortBrasil. Juntas as empresas trabalharam para identificar perfil e necessidades dos clientes da fintech, além de reconhecer práticas do mercado que poderiam ser aplicadas nesse processo.

A estratégia da FortBrasil é disponibilizar aos seus clientes finais a ampliação da aceitação nacional e internacional, multiplicando seus pontos de compra e venda, seja em pontos físicos ou online, já que o cartão possibilita a compra por e-commerce que antes não era possível. Com o novo projeto, a companhia impulsiona a sua meta de dobrar o faturamento nos próximos dois anos – fortalecendo sua presença não só no mercado de cartões das classes econômicas emergentes, mas ampliando também sua atuação para outros públicos.

“Sem dúvida alguma avançamos na prestação dos nossos serviços e agregamos valor no dia a dia dos nossos clientes. Isso reforça o nosso compromisso na busca de melhores soluções continuamente”, celebra José Neto, diretor de Operações da FortBrasil. A parceria da FortBrasil com a Mastercard rende à fintech um produto diferenciado, seguindo a linha adotada pela FortBrasil de investir cada vez mais em tecnologia nos processos internos e também na forma como o produto final chega aos clientes. Isso se estende para as vantagens que os clientes FortBrasil têm com a chegada da Mastercard. Ao longo do ano, a FortBrasil fará a transição de parte dos clientes atuais para a bandeira Mastercard, além da admissão de novos clientes já dentro dessa nova proposta.

Além da ampliação da rede de compras, a nova parceria possibilita aos clientes FortBrasil o acesso a diversos benefícios ofertados pela Mastercard, como o programa de fidelidade Mastercard Surpreenda, no qual o consumidor compra um produto e ganha outro de igual ou menor valor dentro de uma relação selecionada de produtos. A cada transação realizada com cartões Mastercard, o portador acumula um ponto e a partir de determinada quantia consegue resgatar descontos em roteiros de viagem, ingressos de cinema e muito mais.