BNB apura lucro de R$ 725,5 milhões em 2018

Posted on Updated on

O lucro líquido do Banco do Nordeste apurado em 2018 foi de R$ 725,5 milhões. O valor foi 6,4% maior do que o do exercício anterior, quando foram registrados R$ 681,7 milhões. O resultado operacional da instituição no ano foi de R$ 1,243 bilhão e indicou crescimento de 8,3% em relação a 2017. No ano passado, foram aplicados R$ 43,6 bilhões na economia dos nove Estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, somados recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operações de microcrédito e outras também com fontes internas. Os números estão no balanço patrimonial, a ser publicado nesta sexta-feira, dia 22.3.

O aumento do lucro do BNB tem como principais fatores a redução de 15% nas despesas com aprovisionamentos para créditos de liquidação duvidosa, inclusive as decorrentes de coobrigação com o FNE, e o crescimento de 9,4% das receitas de prestação de serviços, o que representa elevação de R$ 212,3 milhões em relação ao exercício anterior.

O patrimônio líquido do Banco do Nordeste chegou a R$ 4,182 bilhões no final de 2018. O capital social importava em R$ 2,844 bilhões. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio da instituição foi de 19% ao ano.

Os ativos globais do BNB no exercício totalizaram R$ 58,6 bilhões, aumento de 8,5% em relação ao do ano anterior. Esse crescimento foi influenciado principalmente pelo incremento observado no conjunto dos saldos de disponibilidades, aplicações interfinanceiras e títulos e valores mobiliários. O saldo da carteira de títulos e valores mobiliários foi de R$ 35,8 bilhões e o saldo total de ativos do FNE alcançou R$ 82 bilhões em dezembro.

No Ceará, foram aplicados R$ 8 bilhões, um crescimento de 56,5% em relação ao ano anterior. A maior parte dos recursos voltou-se para o crédito de longo prazo, que conta com juros subsidiados do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e atende clientes de todos os portes e setores da economia.

Prefeitura de Fortaleza lança procedimento para seleção de projetos de gestão dos espigões

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza lançou o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a escolha das empresas que queiram realizar estudos de viabilidade para a instalação, gestão, operação e manutenção, de empreendimento com atividades voltadas ao lazer e entretenimento, nos espigões da Beira Mar, localizados na Avenida Rui Barbosa e na Avenida Desembargador Moreira, próximo ao Náutico. O projeto de concessão é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Fomento à Parceria Público-Privada e Concessões (PPPFOR).

Conforme o titular da Secretaria Municipal de Governo, Samuel Dias, o projeto está inserido dentro dos projetos Beira Mar de Todos, requalificação já em andamento, e do Fortaleza Competitiva, de incentivo a novos negócios na Capital através da disponibilização do espaço público para a exploração econômica. “Nesse contexto, os espigões em questão terão um tratamento diferencial a partir da chamada pública para ideias de ocupação desses espaços, que objetiva implantar áreas com empreendimentos que venham dinamizar a economia da cidade”, disse.

Atualmente, os equipamentos são utilizados para lazer e esportes, além da contenção do avanço do mar e da possibilidade de vista panorâmica da orla. O Espigão da Av. Rui Barbosa possui 270 metros de extensão. Já o do Náutico, da Av. Desembargador Moreira, tem 245 metros de comprimento. Conforme Rodrigo Nogueira, coordenador da PPPFOR, a revitalização dos espaços contempla também melhoria na segurança e conforto, bem como a geração de emprego e renda.

“O prazo de concessão é de 20 anos a partir de janeiro de 2018, tornando o prazo final em torno de 18 anos. As empresas terão que desenvolver estudos de viabilidade operacional, econômico-financeira, jurídica e de engenharia e arquitetura, com prazo de entrega de até 90 dias, após a publicação do edital no Diário Oficial do Município. Vamos selecionar três estudos de três empresas por espigão, ressaltando que elas podem entrar individualmente em um deles ou nos dois, dependendo de cada empreendedor”, explicou Rodrigo.

Ainda conforme apresentado pelo coordenador da PPPFOR, após o lançamento desta quinta-feira, a publicação do edital fica prevista para o próximo dia 20/03. A habilitação das empresas interessadas para cerca de 20 dias depois, em 09/04, e a apresentação dos estudos para 09/07. Após essa seleção, será lançado o edital de concessão final.

Dentre os critérios do edital final, estão a expertise da empresa, além como o retorno social, financeiro e turístico do futuro projeto. O secretário Samuel Dias garantiu que essas concessões não possuem nenhum custo para o município.

PPPs e concessões já lançadas
Dentre as Parcerias Público-Privadas já lançadas pela Prefeitura de Fortaleza estão o WiFor; PMI para modernização dos terminais urbanos; PMI Roda Gigante; PMI de geração de energia distribuída da Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Saúde; e PMI para prestação de serviços de apoio não pedagógicos e manutenção de mobiliário de equipamentos de 17 unidades de ensino da rede pública do município. Outros dois devem ser lançados ainda no primeiro semestre deste ano, de acordo com Rodrigo Nogueira.

Apoio popular marca entrega de habitações do Minha Casa, Minha Vida em Fortaleza (CE)

Posted on Updated on

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT, foto), participou da solenidade de entrega de 1.248 novas unidades habitacionais do Residencial Cidade Jardim II, localizado no bairro José Walter. A ação faz parte do primeiro módulo do empreendimento que já beneficiou 2.992 cearenses. Estiveram presentes os vereadores Professor Elói (Patriota), vereadora Bá (PTC), Marcelo Lemos (PSL), Joaquim Rocha (PDT), Márcio Martins (PROS) e Casimiro Neto (MDB).

Camilo Santana (PDT), governador do Ceará, celebrou o momento. “É praticamente uma cidade. Muitas cidades cearenses têm menos moradores que esse residencial. Agora, é garantir os equipamentos, toda a infraestrutura necessária para as famílias terem educação, transporte urbano e segurança”, declarou o governador.

“Neste momento, estamos executando a maior política habitacional da história da Cidade. Nestes oito anos, graças a essa parceria com o Governo do Estado, será possível entregar, em Fortaleza, em torno de 30 mil casas populares e apartamentos de muita qualidade para dar dignidade às famílias que moravam em áreas de risco, compartilhavam teto, ou mesmo pagavam aluguel, comprometendo a renda familiar”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Segundo o presidente do Legislativo, é fundamental essa parceria entre Governo Federal, Estadual e Municipal para a efetividade do acesso à moradia para quem mais necessita. “É uma alegria poder testemunhar esse momento tão importante na vida dessas famílias. Viemos prestigiar todos que hoje realizam o sonho de receber a sua casa própria”, disse Antônio Henrique.

Assembleia do Ceará inicia tramitação de 19 projetos legislativos

Posted on Updated on

Com a abertura dos trabalhos da sessão plenária desta quinta-feira (21/03), começaram a tramitar na Assembleia Legislativa 13 projetos de lei e seis de indicação.

O deputado Nezinho Farias (PDT) é autor do projeto de lei 122/19, que trata da devolução da taxa de matrícula das instituições de ensino superior privadas no Ceará, no prazo de sete dias contados, ao aluno que, antes do início das aulas, desistir do curso ou solicitar transferência.

De autoria do deputado Fernando Santana (PT), o projeto 123/19 denomina de Ana Ester Jucá Maia Soares o trecho da CE-292 que liga o município de Missão Velha ao aeroporto de Juazeiro do Norte.
124/19, do deputado Bruno Pedrosa (PP), denomina de Moacir Lopes Holanda a areninha de Croatá.

O deputado Salmito (PDT) é autor do projeto de lei 125/19, que concede o Título de Cidadão Cearense ao cardeal dom Sérgio da Rocha, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil CNBB).

O deputado José Albuquerque (PDT) é autor de quatro projetos de lei. O 126/19 solicita o desarquivamento do projeto de lei 157/2015, que denomina de Luiz Gonzaga de Menezes a escola de ensino médio do distrito de Bangue, localizado no município de Pacajus. O 127/19 requer o desarquivamento do projeto de lei 347/2017, que denomina de José Jussiê Emídio Cunha a areninha do município de Aracati. O 128/19 solicita o desarquivamento do projeto de lei n 77/2018, que denomina de Jeová Costa Lima a escola profissionalizante no município de Russas. Já o 129/19 requer o desarquivamento do projeto de lei 134/2018, que denomina de Aurenivia Pacífico da Silva a rodovia CE-18, que liga o município de Campos Sales a Barão de Aquiraz.

Do deputado Jeová Mota, o projeto de lei 130/19 denomina de Manoel Melo Miranda a areninha localizada no município de Ipueiras.

O projeto 131/19, do deputado Audic Mota (PSB), dispõe sobre a obrigatoriedade da afixação de placas informativas sobre os direitos dos usuários das companhias aéreas nos casos de atrasos e cancelamentos de voos ou preterição no embarque em todos os aeroportos do Ceará.

De autoria do deputado Manoel Duca (PDT), o projeto 132/19 dispõe sobre a obrigatoriedade de as instituições privadas de ensino superior, com atuação no estado, manterem um espaço destinado aos cuidados com os bebês de estudantes.

O projeto de lei 133/19, do deputado Vitor Valim (Pros), dispõe sobre a criação do sistema de cadastro prévio de celulares (celular seguro) para combate ao roubo e furto de telefones móveis no estado.

O projeto 134/19, do deputado Agenor Neto (MDB), regulamenta o disposto no inciso V do art. 154 da Constituição do Estado do Ceará, para prever os percentuais mínimos, as condições e os casos, para preenchimento, por servidores de carreira, dos cargos em comissão na administração pública estadual.

O deputado Nezinho Farias também é autor de dois projetos de indicação. O 47/19 dispõe sobre a vacinação domiciliar às pessoas idosas e às com deficiência motora, multideficiência profunda, com dificuldade de locomoção, doenças incapacitativas e degenerativas. Já o 48/19 autoriza a doação de armas de fogo aos policiais civis e militares das carreiras de segurança pública, após aposentadoria ou transferência para inatividade.

O projeto de indicação 49/19, do deputado Evandro Leitão (PDT), requer o desarquivamento do projeto de indicação 101/2017, que dispõe sobre a criação do Plano Estadual de Combate ao Desperdício de Alimentos.

O deputado Acrísio Sena (PT) é autor de dois projetos de indicação. O 50/19 cria a Coordenadoria Estadual de Proteção Animal e o 51/19 cria o projeto Visão Além do Alcance, de inclusão da pessoa cega e com deficiência visual no âmbito do estado.

Da deputada Fernanda Pessoa (PSDB), o projeto 52/19 dispõe sobre a criação de delegacia de Polícia Civil no bairro Mucunã, no município de Maracanaú.

Depois da leitura no plenário, as matérias seguem para a análise da Procuradoria da AL. Em seguida, para as comissões técnicas da Casa. Se aprovadas, serão encaminhadas para votação em plenário. No caso de projetos de indicação, por se tratar de sugestão, cabe ao Governo, se acatar, enviar as propostas em forma de mensagem para a apreciação da AL.

Prisão de Michel Temer, embora esperada, gera impactos no mercado financeiro

Posted on Updated on

A prisão do ex-presidente Michel Temer foi uma surpresa para todos, pois se trata de um político bastante conhecido por ter fortes aliados. Mas com os motivos da prisão ainda incertos uma cautela se instala no mercado financeiro, que está com dúvidas sobre quais os desdobramentos dessa prisão, quais motivos e o que isso pode afetar a agenda de reformas do Congresso. Especialistas do mercado financeiro explicam algumas possíveis consequências.

“O mercado fica temeroso, porque efetivamente não era esperado que isso acontecesse, o mercado acaba dando uma recuada, existe um ar de incertezas quanto aos possíveis desdobramentos do que essa prisão implica. O que é importante ressaltar, é a surpresa do mercado financeiro que não esperava e o que será muito questionado são os reais motivos dessa prisão. E como tudo que não era esperado pelo mercado financeiro, ele acaba reagindo de maneira imediatista, entendendo que aquilo pode ser só a ponta de novos acontecimentos que estão por trás desse evento”, explica o economista Pedro Coelho Afonso.

“O que pode ser afirmado com um alto grau de segurança, é o pessimismo no cenário doméstico, ontem o câmbio teve um alívio com a reunião do FED, indicando que a alta de juros não seguirá num ritmo acentuado, trazendo um alivio para  mercado, deixando o dólar nas mínimas em torno de R$ 3,73 e no final do dia com os ruídos entre Rodrigo Maia e Sérgio Moro, o que impactou no executivo com o legislativo, fazendo o mercado adotar um tom pessimista, e hoje com essa prisão do Temer, trazendo mais cautela para o investidor institucional que está enxergando uma situação muito fragmentada do ponto de vista político,impactando a agenda econômica do governo” finaliza Fernando Bergallo, Diretor de Câmbio da FB Capital.

“A prisão do Michel Temer pode ser lida pelo congresso de uma forma ruim para reformas. Um dos detidos é sogro do Presidente do Congresso Nacional e a prisão ocorreu alguns dias depois de um atrito entre ele e o ministro da justiça. Essa leitura, que não é a única, pode colocar o mercado em um estado de alerta, já que a dinâmica de curto prazo da reforma da previdência seria afetada”, explica Pedro Paulo Silveira, Economista-Chefe da Nova Futura Investimentos.

“A prisão do ex-presidente foi um fato inesperado, que deixa o mercado financeiro cauteloso em relação ao que pode acontecer nos próximos dias, visto que a prisão foi comandada pela operação Lava Jato. Existe uma probabilidade de haver mais questões e pessoas envolvidas, deixando várias incertezas e fazendo os investidores darem uma recuada. Investidor quer sentir que todos os holofotes e esforções estão exclusivamente na aprovação da Reforma da Previdência. Por isso a Bolsa está caindo 2%, após a notícia da prisão”, ressalta Daniela Casabona, Sócia Diretora da FB Wealth.

 “A prisão do Michel Temer, atinge o mercado porque desvia o foco do principal, que é a Reforma da Previdência. Quando um ex-presidente é preso, cria-se um ar de desconfiança, surgem questões como se mais pessoas serão presas, se irá haver uma delação, se outros políticos também podem estar envolvidos, desviando o foco da reforma previdenciária, que deixam o investidor interno e o estrangeiro cauteloso, em relação a aprovação do que está planejado”, ressalta Fabrizio Gueratto, Financista do Canal 1 Bilhão Educação Financeira.

Audiência em Quiterianópolis (CE) vai discutir impactos de rejeitos de mineração

Posted on Updated on

O prefeito de Quiterianópolis, José Barreto, acompanhado do secretário de governo Epaminondas Bezerra, reuniu-se na Assembleia Legislativa do Ceará na manhã desta quinta-feira (21.3) com os deputados estaduais Acrísio Sena (PT), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Casa, Patrícia Aguiar (PSD), Renato Roseno (Psol) e Delegado Cavalcante (PSL). Eles discutiram ações conjuntas sobre os impactos ambientais provocados pelas atividades da empresa de mineração Globest na região.

Segundo o prefeito, desde 2013, a empresa Globest operava sem anuência e sem alvará de funcionamento, documentos emitidos pela Secretaria do Meio Ambiente do município de Quiterianópolis. Segundo Acrísio, ficou acertada a realização de uma audiência pública naquele município.

“Falei com o secretário do Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, que deve articular com o Nutec uma análise sobre a contaminação por metais na água. Após termos posse destes estudos, marcaremos da data da audiência”, explicou o parlamentar.

Governo do Ceará inaugura nova escola em assentamento rural

Posted on Updated on

Estudantes do Assentamento Salão, em Mombaça, agora não precisam mais percorrer grandes distâncias para estudar. Isso porque foi inaugurada, na manhã desta quinta-feira (21.3), a Escola de Ensino Médio Paulo Freire, a 9ª construída pelo Governo do Ceará em assentamentos rurais.

A unidade educacional custou R$ 5,9 milhões oriundos dos governos federal e estadual – investimento englobando construção e compra de equipamentos e mobílias. A localização do equipamento possibilita aos jovens da região mais tempo para realizar outras atividades, como é o caso das amigas Tamara Silva e Estafani Mota, ambas com 15 anos e estudantes do 2° ano do Ensino Médio.

“Hoje, com a escola perto de nossas casas, a gente tem mais oportunidades para fazer outras coisas com nossos amigos, familiares e até se dedicar mais aos estudos. Antes, quase não sobrava tempo por causa da distancia que percorríamos”, disse Estefani.

O governador Camilo Santana participou da inauguração ao lado da secretária da Educação, Eliana Estrela, do prefeito Ecildo Filho e do deputado estadual, Osmar Baquit. Camilo reconheceu a importância da unidade para a comunidade, que passa a ter próximo de casa um equipamento adequado para educar aqueles que ali residem.

“O jovem dessa comunidade muitas vezes acordava às 4 horas da manhã e tinha que se deslocar à sede do município para estudar. Agora, eles têm uma escola na própria comunidade, moderna, bonita, que não deixa a desejar a nenhuma escola particular em sua infraestrutura para que os estudantes possam receber o ensino de qualidade em sua comunidade e progredir nos estudos, chegando a uma faculdade. O Ceará hoje é o Estado com a melhor educação pública no Ensino Fundamental e tem avançado no Ensino Médio, saindo de 12° para 4°, e os investimentos que estamos fazendo é para fazer o Ceará também uma referência no Ensino Médio”, ressaltou Camilo, que fez questão de conhecer toda a estrutura da escola.

Para a secretária Eliana Estrela, a nova escola oferece uma estrutura capaz de alicerçar boas conquistas para os estudantes. “Quando a gente fala em investimento, não é só o financeiro, é o investimento na valorização das pessoas, é reconhecer a importância do diálogo. Inaugurar essa escola com o nome de Paulo Freire é muito simbólico pra gente. É aqui onde se constrói conhecimento, onde se interage, onde se trilha o caminho para tornar os sonhos realidades”, incentivou a titular da pasta da Educação cearense.
Disciplinas voltadas para a realidade local

A Escola Paulo Freire conta com seis salas de aula, biblioteca, laboratórios de Línguas, Informática e de Ciências (Química, Biologia, Física e Matemática) e quadra poliesportiva. A estrutura tem capacidade para receber até 270 alunos por turno. A obra foi acompanhada pela Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE).

Por estar localizada em área de assentamento rural, a Escola de Ensino Médio Paulo Freire tem componentes curriculares que tratam diretamente da realidade do território camponês. São três disciplinas específicas a mais, em relação às escolas regulares convencionais, que acrescentam oito horas-aula na carga horária semanal. Com isso, em dois dias na semana, os jovens ficam na escola em tempo integral para assistirem aulas ministradas por um agrônomo. As disciplinas adicionais são: Práticas Sociais Comunitárias; Projeto, Estudo e Pesquisas; e Organização do Trabalho e Técnicas Produtivas.

Moradora do assentamento há 18 anos, Silvana Vieira é diretora da escola e fala da importância para os alunos terem acesso a disciplinas que abordam temáticas vivenciadas no cotidiano de suas famílias. “Para nós, da comunidade, têm uma importância muito grande, porque valoriza nosso conhecimento, nossa cultura. Os nossos jovens podem se desenvolver na sua própria comunidade através de todas as coisas que o campo proporciona, enquanto assentados e educandos”, destacou a diretora.

BNDES Garagem anuncia selecionados

Posted on Updated on

Criado para estimular o empreendedorismo e para desenvolver empresas inovadoras no país, o programa BNDES Garagem divulga hoje o nome dos 79 projetos selecionados para serem desenvolvidos a partir de abril, com o apoio do Banco.

O programa compõe-se de dois módulos: Criação e Aceleração. O primeiro é voltado para apoiar equipes de empreendedores com propostas de negócios inovadores, enquanto o segundo é voltado para as startups já em operação. O Programa BNDES Garagem é promovido em parceria, nesta primeira edição, com a Wayra, hub de inovação aberta da Vivo no Brasil e Telefônica no mundo, e a Liga Ventures, primeira aceleradora focada em conectar startups e grandes corporações do Brasil.

Com essa iniciativa, o BNDES quer possibilitar empreendedores e empresas ganhar musculatura suficiente para gerar novos negócios, por meio de desenvolvimento de modelos de negócios focados e a atração de potenciais investidores e clientes.

Mais de 5 mil projetos foram inscritos para participar nessa primeira fase do Garagem, vindos de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal. Foram selecionados projetos de todas as regiões do país, com startups e/ou ideias que abrangem a íntegra dos temas de interesse apontados pelo BNDES: saúde e bem-estar, sustentabilidade social e ambiental, economia criativa, segurança, soluções financeiras (Fintechs), educação, IoT (Internet das Coisas) e Blockchain, além de outros importantes setores da economia.
Entre os critérios para a seleção dos projetos estão a oportunidade de negócio, as características e o tamanho do mercado, a consistência e o potencial de escala do modelo de negócio. Os selecionados contarão com estrutura física, apoio tecnológico, administrativo, jurídico, contábil e de comunicação para desenvolver seus projetos. Eles também serão acompanhados por profissionais que irão compartilhar experiências e conhecimento setorial.
A extraordinária resposta à chamada feita pelo BNDES Garagem evidencia a extensão e o dinamismo do ecossistema de inovação, especialmente digital, no Brasil. Em vista da qualidade de numerosas candidaturas, entre as 2.271 inscritas em Aceleração e 2.785 em Criação, o BNDES estará oferecendo brevemente produtos que complementam o trabalho que será feito com as 79 projetos escolhidos. Eles incluirão módulos de treinamento empresarial e de avaliação de modelos de negócios, em uma plataforma voltada às candidaturas do grupo de Criação e uma plataforma de suporte e desenvolvimento para as 279 candidaturas de Aceleração maduras, mas que não entraram no grupo de 30 selecionadas para a primeira fase do Garagem.

Com o projeto Garagem, o BNDES espera não só oferecer oportunidades de exposição e parcerias das startups selecionadas com grandes empresas, mas desenvolver uma plataforma que possa oferecer novas formas de inovação de desenvolvimento de soluções para micro, pequenas e médias empresas brasileiras. O acesso a novas ideias e a formas inovadoras de trabalhar são importantes ingredientes para o aumento da produtividade das empresas brasileiras e a expansão dos tipos de produtos e serviços que elas podem oferecer. O BNDES está voltado a construir possibilidades de parcerias, nas quais o setor privado poderá investir em startups no desenvolvimento de soluções para suas respectivas necessidades.

Para conferir a lista das startups selecionadas acesse o site www.bndesgaragem.com.br.

BNDES Garagem Aceleração – O programa BNDES Garagem Aceleração terá duração de seis meses, no WeWork Carioca, no Rio de Janeiro, de 8 de abril a 27 de setembro de 2019. O programa de aceleração oferecerá conteúdo personalizado, focado em gerar negócios com potenciais clientes e crescimento acelerado da empresa.

BNDES Garagem Criação – O programa BNDES Garagem Criação terá duração de quatro meses também no WeWork Carioca, no Rio de Janeiro, iniciando em 8 de maio até 27 de setembro de 2019, e visa transformar boas ideias em empresas, com o desenvolvimento de ao menos um Produto Mínimo Viável (MVP, na sigla em inglês), e/ou ajudar startups que já tenham produto com sua validação no mercado, primeiras vendas e a possibilidade de iniciarem um ciclo de aceleração. O BNDES Garagem Criação terá todo o conteúdo e prática necessários que inclui: Definição do Problema, Validação, Mercado, Solução/MVP, Modelo de Negócios, Go to Market, Vendas, Investimento e Pitch, em um programa intenso para a transformação de sua ideia em empresa ou para o desenvolvimento de sua solução e possível tração.

Ao final dos dois módulos do Programa, startups serão selecionadas para se apresentarem em um evento público para o mercado.

Guia BIM se propõe a diminuir custos de obras

Posted on Updated on

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial é responsável pelo desenvolvimento do Guia BIM, em português, Modelagem da Informação da Construção. O uso desse sistema pode baratear obras em até no mínimo 15% em relação ao custo total e 20% os custos com insumos. Na prática é uma ferramenta de planejamento que utiliza um modelo virtual em três dimensões para facilitar a visualização do construtor, para saber exatamente onde estarão as portas e janelas, por exemplo, acabando com o costume de construir uma parede para depois quebrá-la para passar fios, ou encaixar batentes.

Para seguir esse sistema que as grandes construtoras já têm acesso, é preciso criar um banco de imagens de tudo o que precisa numa construção como, portas, janelas, encanamentos. O foco da ABDI é disponibilizar esse guia com todos os itens de construção, catalogados gratuitamente, para que todas as construtoras tenham acesso, tornando as pequenas empresas do setor mais competitivas, assim podendo aumentar a concorrência. O desafio da Agência é buscar soluções para setor de construção civil, tornando a biblioteca do guia cada vez mais completa, mas para isso é preciso a conscientização principalmente dos fornecedores de materiais que tem que disponibilizar todas as informações técnicas sobre as matérias-primas e insumos utilizados numa obra. Estamos entrando em uma nova etapa que é a digitalização da economia, afirma Guto Ferreira, Presidente da ABDI

Para observar os benefícios do BIM, e a economia que pode ser alcançada com seu uso, o Governo Federal desde o ano passado, criou o comitê estratégico da implementação do BIM (CE-BIM). Esse ano terá uma forte campanha para que as empresas do setor adotem o sistema. Projeta-se que se metade das empresas passar a implementa-lo, a economia da construção civil aumentará 7%, significa um aumento de 21,9 bilhões no PIB do setor. Entre os benefícios, ainda na etapa do planejamento é possível prevenir erros e corrigir inconsistências no projeto, assim diminuindo o tempo de construção, com eventuais erros que poderiam aparecer no canteiro de obra, finaliza o Presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Sobre a ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) surgiu no momento de retomada das políticas públicas de incentivo à indústria, em 2004, e se legitimou com órgão articulador dos diversos atores envolvidos na execução da política industrial brasileira. Em mais de uma década de atuação, sob a supervisão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a ABDI é a agência de inteligência do governo federal para o setor produtivo e oferece à indústria completa estrutura para a construção de agendas de ações setoriais e para os avanços no ambiente institucional, regulatório e de inovação no Brasil, por meio da produção de estudos conjunturais, estratégicos e tecnológicos.

Temer é preso; Moreira Franco também é alvo de mandado

Posted on Updated on

Do portal de notícias G1:

O ex-presidente Michel Temer foi preso em São Paulo na manhã desta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Lava Jato. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia.

Preso, Temer é levado para o Aeroporto de Congonhas, onde vai embarcar em um voo e será levado ao Rio de Janeiro. O ex-presidente vai fazer exame de corpo de delito no IML em um local reservado. Ele não deve ser levado à sede da Polícia Federal da Lapa.

A íntegra da matéria, que diz respeito também à prisão do ex-ministro Moreira Franco, está neste link.