Betânia lança aplicativo para produtores de leite

Posted on Updated on

A Betânia Lácteos, maior indústria de lácteos do Nordeste e com cadeia produtiva 100% de origem local, idealizou e desenvolveu um aplicativo capaz de gerar comunicação mais efetiva com produtores, especialmente os de pequeno e médio portes, facilitando o fluxo de informações, valorizando a atividade leiteira, oferecendo mecanismos de controle da produção e oferta do leite e até mesmo viabilizando a antecipação de valor do produto vendido.

O aplicativo está em fase de testes há pelo menos seis meses e será utilizado inicialmente no Estado do Ceará, com uma gradual ampliação para os demais estados nordestinos onde a empresa mantém contato com produtores, a exemplo de Pernambuco, Bahia e Sergipe. A ferramenta irá beneficiar inicialmente cerca de 3.500 produtores com relações diretas com a Betânia Lácteos. Simples e de fácil manuseio, o aplicativo traz quatro serviços específicas onde o produtor poderá consultar e executar antecipação de crédito, extrato do leite, venda de ração e análise de qualidade.

O app será amanhã lançado para produtores do município de Morada Nova, no Ceará. Em seguida será a vez dos municípios de Quixeramobim e Iguatu conhecerem a plataforma. Segundo David Girão, diretor de Política Leiteira da Betânia Lácteos, o uso da tecnologia já se tornou algo comum no campo, uma vez que a maioria dos produtores rurais já está conectada e utiliza-se de inúmeras ferramentas do mundo digital para obter informações e adquirir bens e serviços. Para David Girão, uma das preocupações atuais na indústria leiteira é que muitos produtores acabam sendo prejudicados ou se sentem desestimulados a seguir na atividade pela falta de organização financeira oriunda de um processo de venda e repasse de pagamento com prazos. “Esse aplicativo pode mudar essa realidade ao permitir que o produtor e sua família possam ter acesso a informações que antes eles não tinham, como, por exemplo, saber com antecedência o valor a ser recebido pela comercialização do leite, ter um extrato diário de produção com testes de volume e qualidade, e até mesmo antecipar crédito para melhorar seu capital de giro”, explica Girão.

Outra preocupação real dos pequenos produtores da indústria leiteira é a descontinuidade dos negócios pela falta de interesse das novas gerações. A familiaridade do público mais jovem com a tecnologia aproxima esses produtores do negócio, garantindo uma continuidade familiar na produção, algo de grande importância para o setor. “Para criar o aplicativo ouvimos as dores dos nossos produtores para entender como podíamos solucionar alguns dos entraves. E a questão do capital de giro e dos pagamentos da produção de leite, o tempo demorado e a falta de controles, as dificuldades de acesso a crédito (para a compra de novilhos, alimentação, medicamentos etc.) são aspectos que atrapalham bastante essa relação e que estão levando muitos produtores mais jovens, da nova geração, a desistir de seguir no setor”, diz David Girão.

O app voltado para o produtor tem uma forte relação com a identidade da Betânia Lácteos, uma empresa que valoriza a origem nordestina e a cadeia produtiva, vivenciando o dia a dia dos pequenos produtores, suas dificuldades, seus anseios e suas rotinas, vendo na produção familiar o crescimento da região e do mercado leiteiro em geral. Em uma próxima etapa do projeto, a Betânia Lácteos irá produzir e disponibilizar por meio do aplicativo informações de interesse dos produtores por meio de videoaulas educativas sobre diversos aspectos da cadeia produtiva, com profissionais locais que poderão ajudar a tirar dúvidas, dar orientações práticas e trazer novos aprendizados.

Fiec aponta importância da indústria dos couros nas exportações de Cascavel (CE)

Posted on Updated on

Nono colocado entre os municípios cearenses que mais exportam, Cascavel engloba quase 2% do que vendido ao exterior pelo Estado. Em 2016, a participação era de 14,12%. Nas importações, a cidade figura em décimo terceiro, com 0,6% no total. De acordo com estudo do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), no primeiro semestre de 2018, as vendas externas de Cascavel contabilizaram US$ 19,7 milhões. Esse valor, mesmo sendo considerado alto, é 61,5% menor que o registrado no mesmo período de 2017, quando foi exportado mais de US$ 51,1 milhões. As importações acompanharam o ritmo de queda, exibindo um decréscimo de 43,4%, saindo de US$ 12,8 milhões para US$ 7,2 milhões, entre 2017 e 2018.
A indústria de couros é a principal exportadora do município e a explicação para a redução nas exportações da cidade está no desempenho desse segmento. Os subsetores de couros bovinos, mesmo em queda, abarcam mais de 96% do total. O mel natural exportado por Cascavel vem ganhando cada vez mais força. De janeiro a junho, foi exportado US$ 749,7 mil, um aumento de 369% em relação ao igual período de 2017. “Couros e peles curtidos ou em crosta, de bovinos” lidera a lista de principais subsetores importados, com US$ 3,1 milhões em 2018, seguido de vários produtos usados como insumos na fabricação do couro.
A Hungria se mantém como principal destino do couro de Cascavel, comprando, no acumulado desse ano, US$ 6,1 milhões, esse valor é 80,6% menor do que o de 2017, registrado em US$ 31,1 milhões. O mel exportado tem como principal destino os Estados Unidos e a Alemanha. As exportações para o México aumentaram em mais de 600%, o país foi o que exibiu o maior aumento, e importou, no primeiro semestre US$ 2,7 milhões em couro bovino de Cascavel.
Cascavel mais do que dobrou as importações provindas dos Estados Unidos, que lidera a lista das origens das compras internacionais do município com US$ 2,1 milhões em 2018.

Caucaia investe R$ 1,4 milhão em mercado público

Posted on Updated on

O prefeito Naumi Amorim, de Caucaia (CE), assina hoje (terça-feira, 18/9) ordem de serviço das obras de reforma do Mercado Municipal Juaci Sampaio Pontes. Localizado no Centro de Caucaia, o equipamento é um dos mais importantes da cidade e precisa de reforço estrutural.

As obras durarão três meses. O investimento será de R$ 1,4 milhão e terá como prioridade a execução de melhorias na segurança da coberta, que será totalmente modificada. Também serão reformadas as quatro fachadas laterais do prédio.

Em seguida, todos os outros quatros pavilhões serão reformados com a instalação de uma nova estrutura metálica e fachada ventilada. “Vamos restaurar o Mercado e entregar um equipamento de qualidade, com segurança aos permissionários e aos usuários, já que seguiremos todas as normas do Corpo de Bombeiros”, assegura o prefeito.

“Uma segunda e última etapa da reforma ainda vai ser orçada para que possamos encaminhar para a Comissão de Licitação. A reforma desse Mercado foi um compromisso meu e eu faço questão de cumprir porque sei que muitas famílias dependem dele”, explica Naumi.

BNB investe em ideias inovadoras

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste está disponibilizando R$ 5 milhões para projetos que tornam ideias inovadoras em negócios de alto impacto. Os recursos do Fundo de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), não reembolsáveis, estão previstos no edital de subvenção econômica para inovação em empresas da Região Nordeste, disponível na página da Instituição na Internet (bnb.gov.br).

As propostas podem ser enviadas até 24 de outubro e devem ter como finalidade o desenvolvimento de novos produtos, serviços ou processos ou a agregação de novas funcionalidades ou características a produtos, serviços ou processos já existentes relacionados aos temas: Agronegócios; Cidades Sustentáveis; Concessão, administração e recuperação de crédito; Economia Criativa – jogos eletrônicos; Educação – Edtechs; Energias renováveis; Espaços Inteligentes; Finanças – Fintechs; Microfinanças e inclusão financeira para microempreendedores; Negócios de Impacto Social; Saúde Inteligente – Healthtech; e Serviços e processos de gestão para micro e pequenas empresas.

Os projetos devem utilizar as tecnologias de Big Data, Biotecnologia, Blockchain, Inteligência Artificial, Internet das Coisas (loT), Fotônica, Plataformas de Marketplace ou Tecnologias da informação e comunicação (TlCs).

Podem concorrer micro ou pequenas empresas, com receita operacional bruta ou renda agropecuária bruta auferida no exercício anterior de até R$ 4,8 milhões, que se encontrem sediadas em municípios localizados nos Estados da Região Nordeste, no norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Votação deste ano começa com a de deputado federal

Posted on Updated on

Nas eleições deste ano, o eleitor começa a votar por deputado federal. Até as de 2014, votava-se primeiro para deputado estadual ou distrital. A mudança foi aprovada pela Câmara em 2010 e pelo Senado em 2014. Mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que não valeria para aquela eleição.

Na época, o ministro Dias Toffoli afirmou que a implantação da mudança para as eleições de 2014 demandaria a liberação de nova versão de software, de treinamento, entre outros fatores.

De acordo com as regras atuais, neste ano, a ordem de votação será: deputado federal, deputado estadual ou distrital, senador (são dois votos para o Senado), governador e, por fim, presidente da República.

O secretário de tecnologia da informação do TSE, Giuseppe Janino, explica que o tribunal já está fazendo campanhas para informar o eleitor. “O eleitor tem uma sequência não lógica [para votar], que começa pelo deputado federal e depois vai para o deputado estadual. O TSE vai se encarregar de divulgar o máximo possível essa ordem de votações para que não haja prejuízo para o eleitor.”

A resolução do TSE com os atos preparatórios para o pleito de 2018 determina ainda que deverão aparecer as fotos e os nomes dos candidatos na urna eletrônica. O eleitor digita o número do candidato e, na sequência, aparece a foto para confirmação.

Beto Studart receberá comenda do Governo do Ceará

Posted on Updated on

 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), empresário Jorge Alberto Vieira Studart Gomes – Beto Studart -, foi escolhido para receber a segunda medalha Ivens Dias Branco. A comenda, instituída pelo Governo do Estado do Ceará em agosto de 2016, reconhece empreendedores que contribuem para o desenvolvimento econômico no Estado. A primeira medalha foi concedida ao também empresário José Dias de Macêdo.

Conferida anualmente, com comenda única, a medalha agracia “os que tenham tornado merecedores do reconhecimento do Poder Executivo em razões de ações, feitos ou outras iniciativas em prol do desenvolvimento econômico do Estado do Ceará”, como descreve a publicação no Diário Oficial do Estado.

Formado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), Beto Studart iniciou cedo a carreira que hoje é referência no âmbito empresarial do País. Aos 22 anos, o fortalezense assumiu a presidência da Agripec – Química e Farmacêutica S.A., onde permaneceu de 1969 até 2005.

Em 2004, criou a BSPAR Finanças e Assessoria Empresarial, operando em vários estados com foco em soluções financeiras e no desenvolvimento de empresas. Mais tarde, a marca expandiu para outros mercados: foram criadas a BSPAR Incorporações (2008) e BSPAR Construções (2010).

Também implantou a Fundação Beto Studart de Incentivo ao Talento que, há 14 anos, apoia projetos culturais, esportivos, educacionais e de geração de trabalho e renda. A fundação beneficia mais de 30 mil pessoas.

Ocupa, ainda, a vice-presidência da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), já tendo sido vice-presidente do Sindicato da Indústria Química (Sindiquímica); de diretor do Centro Industrial do Ceará (CIC); e de conselheiro do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Defesa Agrícola (Sindag), entre outras funções.

Pai de cinco filhos e avô de dez netos, hoje Beto Studart tem 72 anos e lidera desde 2014 a Fiec — instituição ligada à Confederação Nacional da Indústria (CNI). Nela, permanecerá até 2019. A federação reúne 40 sindicatos patronais associados e representantes de diversos segmentos produtivos industriais.

Secretário da Segurança do Ceará se reúne com ministro

Posted on Updated on

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, participa hoje (18.9), em Brasília, de reunião com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, com a finalidade de apresentar o modelo de assessoramento jurídico voltado aos agentes de segurança que respondem a processos disciplinares ou judiciais, em razão do exercício de suas atividades.

Criado há um ano, o Conselho de Defesa do Policial no Exercício da Função (CDPEF) do Ceará é uma iniciativa pioneira no Brasil e pode servir de base para um projeto nacional. Presidido pelo advogado Ricardo Valente Filho, o conselho é composto por 35 advogados que atuam nos municípios de Aquiraz, Barbalha, Caucaia, Crato, Eusébio, Fortaleza, Iguatu, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Missão Velha e Sobral.

O serviço é integralmente prestado pelo grupo de forma voluntária. Ao todo, 330 procedimentos foram acompanhados pelos integrantes do conselho. Todos foram arquivados.

Projeto obriga edifícios a ter plano de manutenção de elevadores

Posted on Updated on

Tramita na Câmara dos Deputados projeto que pretende obrigar todos os edifícios de uso público e coletivo a ter plano de manutenção, operação e controle dos sistemas de elevadores, escadas rolantes ou esteiras rolantes destinados ao transporte de passageiros.

A proposta altera a lei que traz a mesma obrigação no caso de sistemas de climatização de ambientes. “Essa preocupação deve se estender a outros sistemas, equipamentos e estruturas de edifícios, os quais, se não adequadamente mantidos, também oferecem graves riscos à integridade física daqueles que os utilizam”, disse o autor da proposta, deputado Gedeão Amorim (MDB-AM).

STF não autoriza homeschooling

Posted on Updated on

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu não autorizar que os pais eduquem os filhos em casa, prática mais conhecida como homeschooling. Por conta disso,  o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) questionou em enquete com internautas, na última semana, se são favoráveis à modalidade.

Sessenta por cento dos participantes não são a favor da proposta. Para eles, educar fora da escola compromete a socialização de crianças e adolescentes, além de retirar do Estado e depositar apenas na família a responsabilidade pela educação dos filhos. Já 33% afirmaram que cabe à família a escolha do gênero de instrução a ser ministrado aos filhos. Também acham que a modalidade evita que a criança sofra com casos de violência e bullying. Outros 7% não têm opinião sobre o assunto. Ao todo, 181 pessoas participaram.

Nos Estados Unidos, país em que a prática é muito comum, segundo a Associação Nacional de Educação Domiciliar, no ano de 2017, mais de dois milhões de pessoas estudavam em casa. Já na Alemanha a ideia é proibida por lei. No Brasil, não existe uma legislação que regulamente a educação familiar.

Construção volta a registrar queda no Ceará, alerta Fiec

Posted on Updated on

A indústria da construção cearense voltou a apresentar queda no nível de atividade após a leve recuperação apresentada no mês de junho. O índice de evolução do nível de atividade da indústria da construção cearense marcou 45,9 pontos, queda de 1 ponto em relação ao mês anterior. No Brasil, o índice apresentou 48 pontos, um aumento de 1,3 ponto, assinalando o maior valor para o ano. Os dados são da pesquisa Sondagem Industrial da Construção realizada pelo Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A pesquisa revela também que, em julho, o nível de atividade efetivo em relação ao usual registrou 36,1 pontos no Ceará e 35,9 pontos nacionalmente, indicando que a indústria da construção operou em um patamar bem abaixo do usual para o mês de julho. Ademais, o número de empregados também registrou queda no período, com índice marcando 40,4 para o Ceará, valor abaixo do registrado a nível nacional, 46,2.

As perspectivas para os próximos seis meses refletem os resultados negativos apresentados nos meses anteriores. O indicador de agosto referente à perspectiva quanto ao nível de atividade registrou 51,2 pontos no estado e 52,6 pontos no país; o de aquisição de novos empreendimentos e serviços foi de 47,8 pontos no Ceará e 51,6 no Brasil; o de compra de insumos e matérias primas registrou 50,7 e 51,2 pontos no Ceará e Brasil, respectivamente; e o índice de número de empregados apresentou 48,5 pontos localmente e 51,2 pontos a nível nacional. Já o indicador de intenção de investimentos ainda se encontra bem abaixo do esperado, marcando 35,6 pontos no Ceará e 32,1 pontos no Brasil.