Topless

Atum é tema de análises no Ceará

Posted on Updated on

Enlatado, cru ou em postas, o atum tornou-se importante fonte de proteína na mesa dos brasileiros. E o Ceará é um dos responsáveis por isso, sendo o Estado que mais produz o peixe no País. Discutir aspectos dessa produção é objetivo de seminário realizado em parceria entre o Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Sindicato das Indústrias de Frio e Pesca do Ceará (Sindifrio).

Pesquisadores, pescadores, empresários e gestores públicos reúnem-se, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), para aproximar experiências no que diz respeito à pesca do atum – que, embora bastante significativa no Estado, com cerca de 1 milhão de quilos pescados ao mês, ainda ocorre de maneira pouco ordenada, o que pode implicar sanções de órgãos como a Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos no Atlântico (ICAT, sigla em inglês).

Hoje, no Ceará, aproximadamente 125 barcos são credenciados para a pesca desse peixe, em municípios como Itarema e Camocim. Além de questões relacionadas à cadeia produtiva, ao ordenamento e ao licenciamento, também a inovação e tecnologia na produção estão em debate.

Os primeiros registros de pesquisas do Labomar sobre a pesca de atum na área do oceano Atlântico tropical são datados de 1961, quando ainda eram esparsas as referências sobre a atividade na literatura acadêmica. Nos últimos anos, com a intensificação da pesca, também ampliou-se a produção científica sobre o tema.

A composição da captura do peixe, o tipo de alimentação, as tecnologias envolvidas na pesca, entre vários outros aspectos, são alvo da atenção do Instituto da UFC, que, durante a abertura do evento, foi elogiado pelo superintendente do IBAMA, Herbert Lobo. “O que caracteriza vocês é o oceano de disponibilidade, boa vontade e disposição para fazer junto. O LABOMAR é pautado pela eficiência”, afirmou.

O seminário A Pesca do Atum no Ceará: Aspectos Legais, Institucionais e Ordenamento contou com palestras no período da manhã e terá quatro grupos de trabalho durante a tarde. O objetivo é que, ao fim das discussões, fosse produzido um documento com propostas e ideias voltadas para a atividade.

Tecnologia “hacker” é tema de evento em Fortaleza

Posted on Updated on

Com o objetivo de fomentar a inovação e tecnologia nas empresas locais, identificar talentos promissores e promover o desenvolvimento de novos negócios, o SPC Brasil, a Federação das CDLs do Ceará, a CDL de Fortaleza e a Faculdade CDL realizam  em 9 de junho próximo (2018), o 1º Desafio de Inovação SPC Brasil. O primeiro hackathon da Capital cearense ocorrerá na CDL Fortaleza, das 8h às 20h.

O público-alvo do Desafio de Inovação é principalmente formado por estudantes, empresários, startups, empreendedores e professores, mas também será bem-vinda qualquer outra pessoa que tenha o interesse em promover confiança nas relações e interações de negócios entre as pessoas para que elas realizem seus objetivos, por meio da tecnologia.

“As evidentes evoluções tecnológicas inspiram um momento de renovação, novos horizontes, valorização e estreitamento de relacionamentos e experiências”, afirma o superintendente de Novos Negócios do SPC Brasil, Magno Lima. “Com a experiência de sermos uma plataforma integradora de informação e inteligência para crédito, identidade digital e soluções de negócios, queremos auxiliar novos empreendedores a terem êxito no desenvolvimento de novos negócios”, explica.

“O Desafio de Inovação é um ambiente de criação para que, de forma prática, desenvolvam-se propostas para o aperfeiçoamento dos produtos e serviços oferecidos pelo SPC Brasil e pela CDL de Fortaleza com o objetivo de desenvolver modelos de negócio e aplicações tecnológicas para soluções já existentes”, indica o presidente da CDL de Fortaleza, Assis Cavalcante

O presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, explica que o Serviço de Proteção ao Crédito é o maior banco de dados da América Latina, integrando informações das mais de duas mil entidades do varejo presentes em todo o País. “Esta rica fonte de dados proporciona oferecer soluções para o desenvolvimento e proteção ao negócio por meio de produtos de bureau de crédito, bureau de informação, rede de negócios e certificação digital. Somos também geradores de indicadores de desempenho do varejo que contribui para fortalecer o processo decisório das empresas e fomentar o crédito”.

Hackathon em Fortaleza faz parte de ciclo de desafios de inovação em todo o Brasil

O 1º Desafio de Inovação SPC Brasil de Fortaleza faz parte de um ciclo de hackathons desenvolvidos pelo SPC Brasil em parceria com as CDLs de 10 capitais pelo Brasil.

Os participantes interessados deverão fazer a inscrição e submissão da proposta de solução com até cinco dias de antecedência do acontecimento de cada evento. Não há custos de inscrição e os selecionados serão informados via e-mail e deverão confirmar sua presença nos canais oferecidos pelo evento.

Os interessados que possuem um grupo ou proposta pré-estabelecida podem se inscrever na opção “Grupo” no website oficial do evento e lá inserir os nomes dos integrantes, bem como todas as informações necessárias para a inscrição. Os grupos devem conter no mínimo três e no máximo cinco pessoas.

Uma banca composta por mentores e jurados avaliarão as ideias criadas durante 1º Desafio de Inovação SPC Brasil 2018 e escolherão as melhores propostas, visando os seguintes critérios:

· Adequação ao tema proposto;

· Inovação, disrupção e criatividade;

· Viabilidade de execução de ordem técnica, aplicabilidade, usabilidade e design;

· Custos / levantamento financeiro para implementação;

· Impactos de ordem socioeconômica;

· Capacidade de escalabilidade e capilaridade;

· Uso de recursos tecnológicos.

O hackathon terá a duração de aproximadamente 12 horas consecutivas. Para mais informações sobre o Desafio de Inovação e inscrições, os interessados podem acessar o site oficial: desafio.spcbrasil.com.br.

Hackathon é uma “maratona hacker”, mas a maioria delas não envolve nenhuma corrida para ver quem quebra um sistema de segurança virtual mais rápido. Na verdade, elas normalmente são eventos focados em construir novas soluções tecnológicas para algum segmento que está carente de inovação. Então, a partir de uma temática, são convidados estudantes e proposto um desafio para ser cumprido em um determinado tempo.

Câmara de Fortaleza tem qualificação em governança

Posted on Updated on

Os servidores da Câmara Municipal de Fortaleza estão participando de curso sobre “Governança Pública para Resultados”. A especialização, que visa ao aprimoramento do exercício das atividades administrativas, faz parte do Programa de Formação e Capacitação Continuada, iniciativa do presidente Salmito Filho (PDT, foto).

O curso contém 4 módulos ao todo. São eles; Gestão e Governança Pública na Prática, Estratégia, Controles Internos de Gestão e Auditoria Interna e Gestão de Riscos. O módulo de Estratégia, ministrado pelos professores Daniel Souza e Leonard Renne são 16 horas-aula. De acordo com Daniel, os servidores ao final do curso estarão capacitados para elaborar um plano estratégico de Governança do Lgislativo.

“Neste módulo os servidores vão aprender como montar uma estratégia para a Câmara e como executá-la, além disso vamos construir um normativo que trata sobre governança, e isso envolve desde a elaboração do plano estratégico até elaboração de planos setoriais com indicadores e metas”, destacou Daniel Souza.

De acordo com o Diretor-Geral da CMFor, Robson Loureiro, o Programa de Formação e Capacitação Continuada oportuniza para os servidores cursos e palestras que visam a qualificação e modernização da administração pública. “Com o programa, o servidor aumenta a capacidade e objetividade nas suas atividades. Inclusive identificamos a necessidade da melhoria e da requalificação da biblioteca José de Alencar para que essa qualificação dos servidores seja permanente e isso resulta em um melhor serviço para o cidadão e para o nosso cliente interno que são os vereadores e assessores”, frisou.

Edital da Unifor apoia projetos de inovação na pós-graduação

Posted on Updated on

A Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e a Vice-reitoria de Pós-graduação da Universidade de Fortaleza lançaram edital para estimular a aplicação das pesquisas desenvolvidas nos cursos de Pós-graduação da Unifor em problemas reais da sociedade.

As modalidades a serem ofertadas são:

– Apoio à criação e incubação de empresa de base tecnológica no Edetec
– Apoio para implantação de unidades de PDI de empresas dos alunos no Parque Tecnológico da Unifor (TEC Unifor)
– Desenvolvimento de provas de conceito (POC) de novos produtos de base tecnológica
– Desenvolvimento de protótipos/mockups de produtos
– Elaboração de projetos de inovação para captação de recursos
– Realização de testes e análises laboratoriais
– Proteção de propriedade intelectual
– Identificação de potenciais transferências tecnológicas para o mercado

Cada equipe deverá ter, no mínimo, um aluno da Pós-graduação e seu orientador e, no máximo, quatro alunos da Pós e um professor orientador.

As inscrições podem ser feitas de forma contínua até 31 de outubro de 2018. A seleção será feita por meio de análise do projeto por uma Comissão de Inovação na Pós-graduação.

Os projetos submetidos até 31 de maio receberão o resultado até 29 de junho e o apoio terão início em 3 de julho. Quem se inscrever de junho a 31 de outubro, conhecerá o resultado no dia 30 de novembro e o apoio começa em 4 de dezembro de 2018.

Taxas de alvarás geram avaliações na Câmara de Fortaleza

Posted on Updated on

A Câmara de Fortaleza aprovou mudanças no Código Tributário da Cidade. A matéria já foi encaminhada pelo Executivo Municipal e uma das alterações foi o aumento nas taxas de alvarás, com cobrança anual, e registro sanitário.

Agora, o vereador Benigno Júnior (PSD) quer diálogo entre a Prefeitura de Fortaleza e todo o segmento produtivo.

“É importante que a Prefeitura tenha sensibilidade. No dia 30 de junho todos os alvarás vão vencer e eles (os empreendedores) vão ter que se dirigir para tirar um novo. Vai aumentar a informalidade e o desemprego. O Prefeito tem investido na cidade, temos que ter cautela, prudência, e cobrar um limite aceitável que o setor possa pagar. Ninguém ganha nada com isso. Não ganha a Prefeitura, nem o setor e muito menos o trabalhador. Vários sindicatos já entraram com ações judiciais”, comentou o parlamentar.

MP da reforma trabalhista está próxima de perder validade

Posted on Updated on

A Medida Provisória que regulamenta dispositivos da reforma trabalhista terá que ser aprovada na Câmara dos Deputados e no Senado até o próximo dia 23 deste mês para que não perca a eficácia. Até agora, no entanto, a comissão mista responsável por emitir um parecer prévio sobre a MP não iniciou seus trabalhos.

O texto integral está neste link.

Curso visa à gestão de negócios

Posted on Updated on

Parceria entre o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), vinculado à Federação das Indústrias do Ceará, e a empresa Desencaixa promove o curso “Lego®Serious Play®”, direcionado para profissionais da área de gestão de negócios, empresários e empreendedores que busquem insights criativos para inovar empresas construindo planos de negócios com a ferramenta Lego®Serious Play®. O curso acontecerá nos dias 24 e 25 de maio, das 18h30min às 22h, na sede da Fiec (Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota).

O curso tem como facilitadora a consultora de transformação organizacional, Márcia Penna, uma das poucas especialistas brasileiras certificadas no método Lego®Serious Play®. Márcia atuou por 20 anos como executiva de grandes multinacionais nas áreas de processos e dedicou-se ao estudo de metodologias disruptivas, como design thinking e Lego®Serious Play® para que, aliadas à sua experiência empresarial, apoiassem processos de transformação organizacional, de uma forma mais colaborativa e criativa.

Eunício e Akihito tratam sobre relações entre Brasil e Japão

Posted on

Da Agência Senado:

Em audiência no Palácio Imperial do Japão, em Tóquio, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, foi recebido pelo imperador Akihito. Eles conversaram sobre a amizade entre os dois povos e a necessidade de aumentar a integração entre Brasil e Japão.

O incremento das relações bilaterais, principalmente na economia, ainda foi defendido pelo presidente do Senado em reunião na sede da Federação das Indústrias do Japão (Keidanren). Eunício conversou com o presidente da Keidanren, Masami Iijima, e falou para uma plateia de 30 empresários japoneses representantes das maiores multinacionais do país. No foco do encontro, a recuperação da economia brasileira.

— Em 2015 e 2016, o Brasil enfrentou uma forte recessão, que felizmente já ficou para trás. E esta é a boa notícia que me traz aqui hoje. Em 2017, o Brasil retomou a trajetória de crescimento econômico: o PIB evoluiu 1% no ano passado, e as projeções indicam um crescimento próximo de 3% neste ano, e outros 3% em 2019 — disse o presidente do Senado.

De acordo com Eunício, a melhora dos indicadores econômicos é reflexo do ajuste fiscal que vem sendo produzido no Brasil, onde o déficit governamental está controlado, e a taxa básica de juros, que inibia a cadeia produtiva, está em seu mais baixo patamar histórico. Entre as ações para retomada do desenvolvimento, o presidente destacou que o Congresso Nacional aprovou uma série de medidas microeconômicas, como a reforma trabalhista, o limite dos gastos públicos e a nova política de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

— Os efeitos já se fazem sentir: cresceu a massa de rendimentos, aumentou o consumo das famílias e melhoraram os indicadores de confiança dos empresários e dos consumidores. Tudo isso sem impactos inflacionários. A inflação oficial de 2017 ficou em 2,95%, menor valor desde 1998 — informou.

Ao traçar um quadro de que a recessão está “superada” e a economia “destravada”, o presidente do Senado convidou os empresários japoneses a investirem no Brasil como uma excelente oportunidade de negócios.

— O Brasil se assenta sobre uma plataforma extraordinária de recursos naturais, tem um gigantesco mercado interno, e um potencial incomparável de sucesso entre os países em desenvolvimento. Como não perceber as potencialidades de um país em que a idade média dos brasileiros é de cerca de 29 anos, e onde há, hoje, mais de 105 milhões de pessoas economicamente ativas — argumentou.

Eunício Oliveira terminou o discurso confiante na parceria, lembrando os 110 anos da imigração japonesa em solo brasileiro, comemorados neste ano. O Brasil tem a maior comunidade nikkei do mundo, com quase dois milhões de nipo-descendentes. Cerca de 180 mil brasileiros vivem no Japão.

Startups podem concorrer a prêmio nacional de saneamento

Posted on Updated on

A Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae) recebe inscrições para o Prêmio Startup Assemae, para selecionar projetos ou planos de negócios direcionados ao desenvolvimento de novas tecnologias no setor de saneamento básico. A ação integra o 48º Congresso Nacional de Saneamento da Assemae, a ser realizado de 27 a 30 de maio de 2018, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

O Prêmio destina-se a empresas formalmente constituídas, consideradas como startups, ou empreendedores (na condição de pessoas físicas) que ainda estão construindo seus negócios, isto é, que não possuem CNPJ. As inscrições podem ser feitas individualmente ou por equipes de até três pessoas, sejam pessoas físicas ou jurídicas. Os interessados têm até o dia 15 de abril para se cadastrarem pelo site www.assemae.org.br/congressonacional.

(…)

Os projetos devem abordar ou ter impacto em temas do saneamento básico, a exemplo de abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem urbana, eficiência energética, educação ambiental, redução de perdas de água ou gestão integrada de resíduos sólidos, bem como em assuntos relacionados à gestão e operação dos serviços de saneamento básico.

Os candidatos precisam preencher o formulário de inscrição disponível no site do Congresso da Assemae e apresentar, na forma de plano de negócio, uma proposta de novo produto, processo, serviço ou tecnologia. O item descrito deve ter impacto no cotidiano dos serviços de saneamento básico, fomentando soluções ou incremento de eficiência para algo já existente, desde que seja mensurável e significativo.

O Prêmio selecionará e convidará três equipes, dentre as oito finalistas, para serem incubadas pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Além disso, uma das oito equipes finalistas terá seu projeto avaliado pelo Programa Creative Startups da Samsung, desde que tenha conexão com a linha de produtos da empresa.

Senado discute pré-sal

Posted on Updated on

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) apresentou parecer pela aprovação, com mudanças, de Medida Provisória que permite à Pré-Sal Petróleo S.A. vender diretamente o petróleo de propriedade da União extraído do pré-sal.

A lei de criação da PPSA obrigava a estatal a contratar empresa intermediária para essa venda. Foi aceito pedido de vista coletivo do relatório. Caso não haja consenso sobre o texto, a votação da MP deverá acontecer só na próxima semana.

Em seu projeto de lei de conversão para a MP, o senador acatou emendas de parlamentares. O relatório autoriza a União, por meio da PPSA, a determinar a realização de leilões de refino de petróleo em território nacional, com o objetivo de ampliar a cadeia de refino e evitar o perigo de desabastecimento de combustíveis.

O relator argumentou que, por falta de refinarias para processar o petróleo e de infraestrutura para importá-lo, o Brasil correria um alto risco de sofrer racionamento de combustíveis a partir de 2025, “com enormes perdas para a população”. Fernando Bezerra ressaltou que a produção das refinarias no primeiro quadrimestre de 2017 — 221,4 milhões de barris de derivados de petróleo — foi a menor para o período desde 2010.