Ineficiência do Estado brasileiro é criticada até por aliados do golpe

Posted on Updated on

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado realiza hoje, a partir das 14 horas, audiência interativa sobre a crise orçamentária e seus reflexos na segurança pública.

Para o debate foram convidados o professor do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP) e coordenador do programa de pesquisa em segurança e criminalidade do Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas, Leandro Piquet, e o secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Hussein Ali Kalout.

A iniciativa do debate é dos senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Armando Monteiro (PTB-PE), ambos relacionados ao golpe político que tirou a presidenta Dila Rousseff (PT) do poder e colocou no lugar dela o vice, Michel Temer (MDB).

Segundo os autores, a falta de segurança pública reduz a atratividade de investimentos internos e externos, além de diminuir a capacidade de investimento público devido ao volume de recursos demandado por outros setores.

Os senadores alegam ainda que a ineficiência do Estado brasileiro é reforçada pelo reduzido investimento em segurança, alvo de frequentes contingenciamentos, e pela desproporcionalidade na distribuição de recursos entre a União, estados e municípios.

Deixe uma resposta