Ceará 2050 promove oficinas de ideação de projetos

Posted on Updated on

Para pensar os projetos que nortearão o desenvolvimento do Ceará nos próximos 30 anos, a plataforma Ceará 2050 realiza de amanhã a quarta-feira (10, 11 e 12 de dezembro de 2018), das 8h às 14h, no auditório da Sinduscon, oficinas de ideação de projetos. Os temas das oficinas são: Cadeias Produtivas (10/12), Serviços aos Cidadãos (11/12) e Governança (12/12). Participam da atividade gestores, professores, profissionais da sociedade civil, empresários e sociedade em geral.

O Ceará 2050 tem como intuito principal traçar alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará. A Plataforma busca delinear o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.

De acordo com o Coordenador Geral da Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo do Estado do Ceará – Ceará 2050, José de Paula Barros Neto, “a proposta da atividade é fazer com que as pessoas, nas mais diversas áreas, possam contribuir com experiências e ideias para o desenvolvimento de atividades que contribuirão com o desenvolvimento do nosso estado. Pensando juntos, será possível conseguirmos as melhores propostas para o crescimento do Ceará”, salienta.

O material coletado durante as oficinas será sistematizado e utilizado na etapa de elaboração do portfólio de projetos da Plataforma Ceará 2050.

A Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050 tem por objetivo discutir alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará nos próximos 30 anos.

Iniciativa do Governo do Estado, a Plataforma está sob a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC), nas pessoas de José de Paula Barros Neto, Expedito Parente Jr, Antônio Miranda, Lima Matos e Airton Montenegro.

O Ceará 2050 busca traçar o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.Para isso, em primeiro momento, foi realizado um diagnóstico do Estado nas dimensões social, econômica, ambiental, territorial e de governança. Os dados levantados sobre as últimas três décadas somam-se ao processo de ambiência externa e construção de cenários para projetar o Ceará dos próximos trinta anos.

Deixe uma resposta