Fecomércio e Senac/CE celebram sucesso de designers brasileiros em Londres

Posted on Updated on

Do portal da Fecomércio Cerá, com texto de Aniele Gurgel:

A moda brasileira, em especial a cearense, se fez presente de forma marcante durante a realização da London Fashion Week, uma das principais semanas de lançamento de moda do mundo, através de três projetos promovidos e apoiados pelo Fecomercio Ceará, por meio do Senac/CE.

No período, o designer cearense David Lee, formado em desenho de moda pelo Senac, expõe suas peças na International Fashion Showcase (IFS), na Somerset House, como único brasileiro selecionado, entre 16 artistas, como um dos melhores designers de moda emergente no mundo. Organizada pelo British Council, British Fashion Council, London College of Fashion, UAL e Somerset House, e participação de embaixadas e instituições culturais e educacionais de diversos países, como o Senac, a International Fashion Showcase (IFS) tem o objetivo de explorar diferentes culturas e questões sociais de diversos lugares do mundo através das criações de jovens artistas da moda, funcionando também como impulsionador para esses novos talentos que passam por um rigoroso e longo processo seletivo.

A programação brasileira na capital britânica ainda contou com a exposição “Meu Coração Coroado”, na Embaixada Brasileira, que celebra o mestre do couro Espedito Seleiro, incluindo o lançamento internacional do livro homônimo que registra suas principais criações. O designer cearense, morador de Nova Olinda, ganhou renome internacional com suas criações únicas inspiradas nas tradicionais peças de couro do sertão nordestino em itens de moda.

Também na Embaixada Brasileira em Londres, acontece a exposição “A Hora do Brasil”, resultado de uma parceria entre o Senac/CE e o estilista Jum Nakao que apresenta as peças criadas durante o Reality Project, ação realizada pelo Senac dentro da edição de 2012 do Dragão Fashion Brasil que reuniu, durante cinco dias, 20 profissionais para criarem juntos uma coleção a ser desfilada no último dia do evento com o público acompanhando em tempo real todo o processo produtivo.

Para Eduardo Motta, responsável pela curadoria e concepção da instalação de David Lee e autor do livro “Espedito Celeiro – Meu Coração Coroado”, o nível das exposições, tanto em relação aos temas abordados como nas soluções cenográficas, superou as expectativas e contribuiu para aumentar o interesse do público e imprensa sobre a moda autoral brasileira.

Deixe uma resposta