O erro como ponto de partida para a inovação

Posted on Updated on

Erre mais para acertar mais rápido. Esta é uma das frases mais utilizadas por Mara Carneiro, coordenadora do MBA Business Innovation da FIAP. Ela também é fundadora do DeRose Changemakers, um projeto especialmente elaborado para ajudar as pessoas a tirarem suas ideias do papel, com técnicas de alto desempenho.
 

No dia 31 de agosto Mara promove o curso a “A arte de errar”, evento que conta com outros dois ministrantes de peso, o professor e palestrante Flávio Moreira e o especialista em gamificação Victor Cayres. Juntos eles formataram um circuito de informações fundamentais para a realização de qualquer projeto, principalmente os projetos de inovação: organizar as ideias sem medo de errar; aprender como desenvolver a gestão emocional e, por fim, colocar as ideias em prática por meio da gamificação.
 

Mara Carneiro, fundadora do DeROSE Changemakers

“Aprender a lidar com os erros é algo importantíssimo para o sucesso e isso inclui, por exemplo, descobrir a medida certa para acolher ou não os feedbacks”, pontuou Mara Carneiro. “Trata-se da habilidade de auto-observação e de correção de curso em tempo real. Se você estiver aberto a ouvir, o universo a seu redor estará repleto de inputs para melhorar a sua ideia. Porém, se você ouvir e implementar tudo que todos dizem, sem colocar um filtro, corre o risco de perder a integridade da proposta inicial”, alertou.
 

Outro fator de grande relevância para alavancar um projeto é a inteligência emocional. De acordo com o professor Flávio Moreira, diretor geral da escola DeRose Method Anália Franco, em São Paulo, “a emoção é um poder e se for bem adestrada, ela se torna um verdadeiro catalisador de sucesso em todas as áreas da vida”, explicou. “O contrário também é verdadeiro. Ao deixá-la sem gestão, os resultados podem ser desastrosos”, complementou Flávio, que há mais de 30 anos ensina desenvolvimento pessoal para alta performance humana e corporativa.
 

Doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Victor Cayres trabalha com pesquisa e desenvolvimento na área de games e traz para o curso a expertise de aplicação da gamificação como estratégia de aprendizado. “Ao desenvolver estratégias baseadas na lógica de jogo fica mais fácil colocar em prática novos hábitos ou novos processos”, explica Cayres. 
 

Todos os ministrantes são também professores do DeRose Method, uma escola que ensina técnicas e conceitos comportamentais para desenvolver alta performance física, emocional e mental, know-how que contribuirá como grande diferencial para o curso.

Deixe uma resposta