A #Amazonia pega fogo enquanto #Bolsonaro faz jorrarem bobagens

Posted on Updated on

Da Agência Brasil, com texto da repórter Andreia Verdélio:

O presidente Jair Bolsonaro participa da cerimônia do Dia do Soldado, com imposição da Medalha do Pacificador e da Medalha do Exército Brasileiro.

O presidente Jair Bolsonaro participou, hoje (23), da cerimônia do Dia do Soldado, celebrado em 25 de agosto, no Quartel-General do Exército, em Brasília. Em seu discurso, citou a Amazônia e a “árdua missão” de defendê-la e que há uma guerra de informação em curso. “Meus irmãos militares, população brasileira, vamos marchar para o sucesso. Não nos faltam inimigos, como os de sempre, que temo ganharem a guerra da informação contra a verdade”, disse.

Na última semana, Bolsonaro já havia afirmado, em discurso para os cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), que “outros países cada vez mais tentam ganhar a guerra da informação para que nós venhamos a perder a soberania sobre essa área”, em referência à divulgação das taxas de desmatamento na Amazônia Legal e das queimadas na região.

*** ***

Enquanto Bolsonaro fica em Brasília, dizendo frases desconexas e divulgando acusações sem provas, limitado às confortáveis salas do Palácio do Planalto, a Amazônia está pegando fogo. Literalmente.

E, do outro lado, enquanto ele jorra bobagens e explode humilhando até aliados, como Sérgio Moro, articula-se um exército de vozes populares que tem gente como Emanuel Macron, Angela Merckel, Maddona, Cristiano Ronaldo, Anitta, António Guterres, Kristian Jensen, Harald V e Boris Johnson.

Deixe uma resposta