5G: os impactos da nova tecnologia nas comunicações críticas

Posted on Updated on

A partir da chegada da 5G, as comunicações celulares já não serão utilizadas apenas para serviços de voz e banda larga móvel para telefones, tablets e computadores. A nova geração de tecnologias móveis terá um amplo alcance de casos de uso que, apoiado nas características e funcionalidades avançadas da 5G, promete revolucionar todos os âmbitos da econômica e da vida humana.

Um dos três grupos de casos de uso da 5G é a URLLC (Ultra Reliable Low Latency Communications). Nesta categoria, estão todas as aplicações da 5G que possuem altos requisitos em relação à confiabilidade e disponibilidade das comunicações, além da baixa latência na transferência de informações, segundo infográfico da 5G Americas.

Diferentemente de sua antecessora, a 4G, que fornece uma latência de 4 milissegundos de acordo com as especificações do Release 14 do 3GPP -, a 5G promete uma latência de apenas 1 milissegundo, conforme definido no Release 15 para 5G NR (New Radio).

Graças a essa vantagem técnica e sua alta confiabilidade, a 5G poderá suportar as chamadas aplicações “de missão crítica”, que incluem aquelas relacionadas a serviços de emergência e segurança pública, e que podem até envolver risco de vidas humanas. Isso inclui serviços de comunicação que empregam forças de segurança como policiais, bombeiros e equipes de resgate, entre outros, bem como serviços avançados de telemedicina, como diagnóstico remoto e até cirurgias remotas.

Também nesta categoria estão as comunicações que requerem baixa latência para garantir a interação em tempo real, seja entre humanos, entre máquinas e humanos, ou entre máquinas. Por exemplo, no caso do transporte, aplicativos de assistência ao motorista, gerenciamento inteligente de tráfego e até direção autônoma, ou seja, veículos não tripulados, podem ser considerados.

Segmentos como manufatura e outros setores industriais, como energia, também se beneficiarão de novos casos de uso, como smart grid, controle industrial, controle remoto de movimento e robótica, e aplicativos de realidade aumentada e realidade virtual que mudarão completamente os processos produtivos.

Deixe uma resposta