Como viajar com a moeda americana em alta?

Posted on Updated on

Foi a primeira vez na história do real onde a cotação da moeda americana se manteve acima dos R$ 4,00 por tanto tempo. Com o dólar precificado tão alto, aqueles interessados em viajar para o exterior precisam tomar cuidado na hora de trocar o dinheiro. Segundo Fernando Bergallo, diretor de câmbio da FB Capital, o turista precisa ficar de olho não só no câmbio, mas também nas taxas cobrada na conversão. “O valor do câmbio comercial, aquele que é mais comum nas notícias, é voltado somente para grandes transações. Para conversões de divisas menores é preciso ficar de olho na tabela de valores para turistas, geralmente R$ 0,15 ou R$ 0,20 centavos acima do comercial”, diz.

O diretor explica que os cartões de crédito internacionais são a opção mais cara para os viajantes. “O dólar mais caro que o turista poderia usar é o de um cartão crédito internacional, incluindo os cartões pré-pagos. Primeiro pelo IOF (Imposto sobre operações financeiras), valor mais alto de todos em 6,3%, segundo pela cotação de conversão que, além de não conseguir negociar, é sempre muito alta”, afirma. O dinheiro vivo, apesar de ser mais barato, ainda teria muitos custos envolvidos.  “Quando você troca divisas em espécie o IOF fica em 1,38%. Porém, ainda temos muitos custos envolvidos. Como, por exemplo, o do transporte, custódia, etc. A vantagem é que o cliente pode negociar. Por não existir uma tabela de câmbio turismo, pode-se ir em diferentes corretoras e acertar com os melhores valores”, complementa.

De acordo com Bergallo, ainda existe uma terceira opção, que incide em menos custos. “Nesse caso, a operação seria de envio de remessas. A forma mais barata seria ter uma conta de não residente em um banco americano”, diz. Ele explica que não é necessário ter um visto permanente para abrir a conta, basta procurar uma instituição financeira que forneça o serviço. “Dessa maneira você vai pegar um câmbio em um valor intermediário entre o comercial e turismo, com IOF de 1,1%. Então basta transferir o dinheiro para a sua conta internacional”, finaliza o Diretor de Câmbio da FB Capital.

Sobre a FB Capital

Presente no mercado há mais de 10 anos, a FB Capital possui uma estrutura para atendimento e intermediação de operações de câmbio líder em seu ramo de intermediação de imóveis além de ser especialista em operações financeiras. Com mais de 80 parceiros no segmento imobiliário e com uma carteira de mais de 5.000 clientes, a FB Capital fornece serviço de consultoria e intermediação em operações de câmbio financeiro ou comercial e já enviou recursos para a compra de mais de 1.500 imóveis nos Estados Unidos. A FB Capital realiza mais de duas mil operações de câmbio anualmente e possui uma intermediação superior totalizando R$ 512 milhões. Atualmente sua área de atuação abrange mais de 120 cidades do Brasil, distribuídas em 20 estados e 25 países.

Deixe uma resposta