Com teleatendimentos, Governo do Ceará mantém qualidade dos serviços e economiza R$ 2 milhões

O Governo do Ceará está disponibilizando o teleatendimento entre as principais estratégias de enfrentamento à pandemia de Coronavírus. O serviço do Plantão Coronavírus, com tira-dúvidas e consultas por sites, Whatsapp, Telegram e Facebook, é gerido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e recebeu cerca de 335 mil acessos de 17 de abril a 3 de julho de 2020. No total, as equipes de saúde fizeram 61 mil atendimentos virtuais, o que gerou economia de R$ 2.623.131,65 para os cofres públicos.

Um levantamento feito pelo Governo do Ceará aponta que o valor da consulta médica em serviço hospitalar no Sistema Único de Saúde (SUS) sai, em média, por R$ 44,20. Já o custo médio da teleorientação gira em torno de R$ 0,85. Além da economia financeira, o teleatendimento evita que, nos casos em que não é necessário ir ao médico presencialmente, as pessoas saiam de casa, superlotem unidades de saúde e corram riscos.

A diretora da Pós-Graduação em Saúde da Escola de Saúde do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE) , Olívia Bessa, destaca o papel da teleorientação como ferramenta de acesso do cidadão aos serviços de saúde em um contexto atípico, como o da pandemia pelo coronavírus.

Na visão da gestora, o atendimento a distância tem sido uma importante estratégia para ampliar e melhorar a qualidade da atenção à saúde, com potencial de oferecer múltiplos serviços “desde orientação, cuidado e tratamento remotos, monitoramento e vigilância, regulação/encaminhamentos, dentre outros, com impacto nos cuidados de saúde da população”, pontua.

De acordo com dados do Íris – Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, do total de acessos alcançado pelo sistema até 3 julho, mais de 207 mil foram solicitados pela população via Whatsapp. Ainda segundo o íris, dos cidadãos que entraram em contato com o serviço, 59,92% são do sexo feminino, 31,39% têm idade entre 30 e 39 anos e 27% residem com até quatro pessoas no mesmo lar.

Para acessar o teleatendimento via Whatsapp, basta mandar mensagem para (85) 9 8439.0647. Pelo telefone, a população pode fazer a autoavaliação do seu estado de saúde e receber orientações de uma equipe médica de plantão diretamente pelo celular.

Teleorientação

A ESP/CE tem somado com esse trabalho, disponibilizando cerca de 58 residentes em saúde que já passaram pelo Plantão Coronavírus. Desse total, 27 são multiprofissionais em saúde e 31 são residentes médicos. Há, ainda, 35 supervisores das residências médica e multiprofissional em saúde e nove estudantes de especialização. Cada membro da equipe recebeu treinamento com especialistas da ESP/CE sobre a plataforma e os protocolos adotados pelo Governo do Estado.

Plantão Coronavírus

Plataforma da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará e acelerada pelo Íris – Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, o Plantão Coronavírus foi lançado no início de abril. O serviço ajuda a detectar casos suspeitos, oferece orientação especializada com profissionais de saúde e informa sobre medidas de enfrentamento à pandemia.

Segundo a coordenadora geral do Íris, Jessika Moreira, o serviço é uma das possibilidades que as tecnologias emergentes oferecem. “Essas tecnologias permitem uma maior e mais direcionada padronização dos serviços públicos. Já o acompanhamento dos indicadores de desempenho norteiam as tomadas de decisão do governo para satisfazer de modo assertivo às necessidades da população. Hoje, o atendimento da equipe de saúde recebe nota 9,5, numa escala de 0 a 10”, explica Jessika.

Ao todo, 104 profissionais de saúde se revezam em escalas de trabalho durante sete dias por semana. O sistema está disponível nos sites do Governo do Ceará, da Secretaria da Saúde, na página Coronavírus, no Facebook Messenger da Sesa e via Whatsapp.

Deixe uma resposta