Uma releitura moderna e divertida do conto clássico “A roupa nova do rei”

A roupa nova de Doralice é uma alegre e moderna releitura do famoso conto “A roupa nova do rei”. Escrita pela autora e tradutora paulista Monica Stahel, a obra conta a história de Doralice, uma jovem vaidosa e autoconfiante que não perde a chance de lançar moda no vilarejo em que vive.

Tudo muda em Vilas das Luas quando uma estilista estrangeira promete costurar, exclusivamente para Doralice, um vestido com um tecido encantado: somente as pessoas de alma limpa e bons sentimentos seriam capazes de enxergá-lo. Ao acreditar que seria uma excelente oportunidade de testar as pessoas, a jovem aceita a proposta mas acaba surpreendida, já que nem ela mesma consegue ver o vestido. Ao desfilar pela rua para exibir o seu novo modelito, todos se espantam e o motivo é um só: Doralice estava nua, foi surpreendida pela própria vaidade e pela própria soberba!

“No dia seguinte, não deu outra. As garotas foram chegando, todas sem roupa, umas mais à vontade, outras meio envergonhadas. Logo veio Doralice, toda empertigada, exibindo de novo a roupa prodigiosa. Mas, quando viu as outras moças, ficou roxa como o vestido. Pela primeira vez, deixou o orgulho de lado e soltou a voz, gritou para quem tivesse ouvidos: – Dona Rosá me traiu, vendeu o tecido encantado para todo esse bando de gente.” (A roupa nova de Doralice, pág. 32)

Com ilustrações de Luciana Romão e publicada pela Saíra Editorial, a obra abre um diálogo despretensioso com as crianças sobre vaidade, autoestima e autoimagem… tudo isso sem perder a diversão e a leveza. Outro ponto forte da história é a naturalidade com que Monica traz a nudez, também apresentada com descontração: Vilas das Luas, enfim, torna-se Vila das Nuas, já que todas as mulheres adotaram a nova tendência e saem pelas ruas como vieram ao mundo.

Doralice aprende sua lição e, de quebra, consegue ainda transmitir aos leitores ensinamentos valiosos ao transformar o que seria sua desgraça em aprendizado.

Deixe uma resposta