Live dará dicas práticas para empresas de TI enfrentarem a crise da #covid19

Como conduzir uma empresa de tecnologia da informação em tempos de crise. Mais ainda: como fortalecer o empreendimento, de modo, por exemplo, a obter linhas de financiamento oferecidas para a superação das dificuldades deste período. Esses são os temas centrais de mais uma edição do “Assespro Apresenta”, iniciativa da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação no Paraná voltado à integração e fomento dos negócios no setor. Será na próxima terça-feira, 14.07. O link será enviado aos associados que se inscreverem para participar do evento, em em www.assespropr.org.br.

O encontro – que será online, voltado às associadas da Assespro-PR – contará com palestra da consultora Janete Anelli, vice-presidente de Expansão e Novos Projetos do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças no Paraná (Ibef-PR). Adiantando pontos centrais da conversa que conduzirá com os empresários do setor de TI, Janete Anelli explica que pretende fornecer orientações bem práticas.

“Serão instruções direcionadas sobretudo para que as empresas possam melhor aproveitar as linhas de financiamento disponíveis especificamente para este período especial em que o Brasil e o mundo enfrentam uma pandemia. Passaremos ‘lições de casa’ para o empresário começar a acessar essas linhas; para o empresário ter condições de obter a aprovação das instituições bancárias”, pontua.

Janete Anelli participou recentemente uma mobilização empresarial do Paraná – denominada “Time das Araucárias”. O grupo atuou junto ao Senado da República, no sentido de que os projetos aprovados pelo Congresso (para o enfrentamento da crise) estabelecessem mecanismos para que, na prática, se tornem efetivos.

Redução das taxas de juros e isenção de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para este momento estiveram entre os pleitos, que se somaram a reivindicações semelhantes vindas de outros segmentos, instâncias e regiões do país. “Foi muito legal, tivemos bons retornos. Colocamos nossas propostas nas mãos dos três senadores do Paraná. Junto com outras mobilizações de vários segmentos e instâncias do país, criamos demanda para pautas novas”, relembra a executiva de finanças.

Deixe uma resposta