Fortaleza é destaque em publicação internacional sobre desenho de rua para crianças

primeira-dama e prefeito lado a lado sorrindo para a foto segurando livros do projeto

Ações de mobilidade urbana para as crianças de Fortaleza são destaque na publicação internacional Designing Streets for Kids, da Nacto-GDCI. O livro reúne experiências exitosas, implementadas em todo o mundo, de projetos que atendem às necessidades das crianças e de seus cuidadores no contexto urbano. O Mini Bicicletar, o Projeto Cidade da Gente na Cidade 2000 e no entorno do Dragão do Mar, e a Área de Trânsito Calmo do Hospital Albert Sabin foram apresentados como referência e inspiração de projetos de mobilidade sustentável voltados para o público infantil.

“O design urbano é a coisa mais importante que podemos fazer para tornar as ruas mais seguras para todos. Usando os princípios do Designing Streets for Kids, podemos começar hoje construindo ruas na perspectiva de uma criança”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio. O guia está baseado na abordagem do indivíduo em primeiro lugar, com foco particular nas necessidades específicas das crianças e de seus cuidadores, como pedestres, ciclistas e usuários de trânsito, nas ruas das cidades de todo o mundo.

A publicação internacional será lançada nesta quinta-feira (06/08). “Este guia integra o melhor do que funciona em diferentes países e contextos culturais para criar princípios universais para ruas com base em seus usuários mais vulneráveis”, disse a diretora da Global Designing CitiesInitiative, Janette Sadik-Khan.

O Designing Streets for Kids é um complemento ao Guia Global de Desenho de Ruas (Global Street Design Guide – GSDG) da Nacto-GDCI, que estabeleceu uma nova linha de base global para o projeto de ruas urbanas. A publicação conta com apoio da Fundação Bernard van Leer, Fundação FiA, Fundação Botnar e Bloomberg Philanthropies.

O livro compartilha ferramentas, estratégias, exemplos de projetos e estudos de caso de todo o mundo, além de fornecer recomendações e orientações. “A partir de um trabalho intersetorial, a Cidade tem priorizado a causa da infância e da mobilidade sustentável, o que contribui também para o lazer e o fortalecimento de vínculos familiares”, complementou a primeira-dama Carol Bezerra.

Atualmente, Fortaleza conta com seis estações de Mini Bicicletar. O sistema de bicicletas compartilhadas é voltado para crianças de até 50kg e altura máxima de 1,5m, promovendo mais lazer e mobilidade urbana infantil. Já as intervenções do Cidade da Gente na Cidade 2000 e no entorno do Dragão do Mar, e a Área de Trânsito Calmo do Hospital Albert Sabin têm como objetivo garantir a segurança viária de crianças nos seus deslocamentos diários, por meio da implantação de intervenções de mobilidade, incluindo novas calçadas, travessias elevadas, nova sinalização de trânsito, iluminação e ações lúdicas.

No final de 2019, Fortaleza foi contemplada com uma premiação também da Nacto-GDCI, que dará suporte à cidade na construção de ruas “amigas da criança”, alinhada com as melhores práticas internacionais, por meio de intercâmbio técnico e apoio financeiro para a execução de uma área do projeto Caminhos da Escola, já em fase de elaboração pela Prefeitura de Fortaleza, como parte do programa Missão Infância.

Deixe uma resposta