Obra em parque público implantará sistema inovador para tratamento de recurso hídrico em Fortaleza (CE)

Wetlands

Um sistema inovador e sustentável, capaz de restabelecer o equilíbrio do ecossistema, está sendo implantado no trecho 6 do Parque Rachel de Queiroz, que está em obras de requalificação pelo Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS). O processo conhecido mundialmente como Wetlands (zona úmida construída) vai favorecer ambientalmente o Riacho Alagadiço e beneficiar a fauna e a flora da região, como também os moradores do entorno do recurso hídrico.

Coordenado pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), o sistema projetado que está em implantação consiste na criação de lagoas artificiais que irão abrigar plantas e outros organismos vivos para atuar como “filtros” capazes de remover ou reduzir uma série de poluentes, como matéria orgânica e metais pesados da água provenientes da drenagem natural ou da chuva, tratando o recurso hídrico antes de ele chegar ao seu destino final.

O sistema também trará benefícios para os moradores da região, a exemplo da prevenção de alagamentos. A implantação das Wetlands aumentará a capacidade de armazenamento de água do Riacho Alagadiço naquele trecho e, durante o período de chuvas intensas, o sistema acumulará as cheias resultantes de águas fluviais, impedindo que se dirijam para ruas e avenidas, prevenindo, assim, alagamentos na região.

“São muitas ações que configuram Fortaleza como uma Cidade Inteligente. Atualmente, podemos ver o desenvolvimento das Wetlands nas obras do Parque Rachel de Queiroz, uma ação inovadora, moderna e sustentável, já utilizada em países da Europa e agora aplicada em Fortaleza. São inúmeros benefícios para a qualidade ambiental e para a população. Mais um ganho para nossa cidade”, afirma Águeda Muniz, titular da Seuma.

Parque Rachel de Queiroz

As intervenções para requalificação do Parque Rachel de Queiroz fazem parte do Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS) e estão sendo realizadas em quatro trechos, situados nos bairros Ellery (Regional I) e Presidente Kennedy (Regional III). A iniciativa conta com a contratação de operação de crédito externo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD – Banco Mundial), no valor de US$ 73,3 milhões.

O Parque possui 10 km de extensão e uma área total de aproximadamente 203 hectares, localizado na zona oeste do Município, sendo o segundo maior de Fortaleza, ficando atrás, apenas, do Parque do Cocó (e o segundo maior do estado do Ceará). As intervenções no Parque irão beneficiar diretamente 285 mil pessoas, em uma área de abrangência de 14 bairros.

Os trechos 1 e 2, localizados no bairro Ellery, contarão com quadra poliesportiva, espaço voltado para a leitura, bicicletário, estação do Bicicletar, Academia ao Ar Livre e skatepark, ambiente recreativo voltado para a prática do skate. Já os trechos 5 e 6, no bairro Presidente Kennedy, serão contemplados com campo e quadra de futebol, quadra de vôlei de areia, equipamentos para a prática de alongamento, bicicletário, playground, espaço voltado para a leitura, vagas para estacionamento, espiribol e as inovadoras Wetlands.

Deixe uma resposta