Fintech Juno lança conta digital e quer se consolidar como hub de pagamentos mais completo do país

Desde o início de suas operações, em meados dos anos 2000, quando ainda se chamava BoletoBancário.com, a empresa Juno aposta em soluções para facilitar pagamentos, reduzir a burocracia e democratizar serviços financeiros no Brasil. Agora, a fintech acaba de anunciar o lançamento da Conta Digital Juno, ampliando o seu leque de serviços oferecidos e claro, auxiliando os usuários a terem uma a vida financeira mais prática e descomplicada. A partir do mês de setembro, os clientes Juno poderão realizar e receber TEDs, agendar transferências em horário estendido, até 19h, além de pagar um preço de TED abaixo dos padrões bancários.

Com código bancário 383, a Juno passa a ser uma Instituição de Pagamento (IP) autorizada pelo Banco Central, que é um formato mais simplificado do que um banco, focando em atender as principais necessidades da população, principalmente dos estabelecimentos comerciais. Segundo o Banco Central do Brasil, as IPs viabilizam serviços de compra e venda e de movimentação de recursos, no âmbito de um arranjo de pagamento, sem a possibilidade de conceder empréstimos e financiamentos a seus clientes. “Nossas funcionalidades até agora eram com métodos de cobrança, a partir do momento em que a Conta Digital Juno passar a funcionar, nós estaremos totalmente integrados com o Banco Central e nos tornamos uma Instituição de Pagamentos”, explica Gabriel Falk, Product Manager da fintech.

Com a Conta Digital, os clientes da Juno terão um número de agência e conta, atrelados ao número bancário 383 (que é o número bancário da Juno). Com isso, eles podem fazer e receber TEDs de qualquer outro Banco, dando uma alternativa adicional às cobranças por Boleto Bancário e Cartão de crédito. “Nossos clientes podem ter um lugar único onde controlam sua emissão/gestão de cobranças, utilizando o seu dinheiro de uma forma mais simplificada, enviam, recebem e agendam TEDs, em um prazo mais conveniente e rápido, pois o dinheiro cai na hora, se a transferência for feita até 19h. Eles também poderão utilizar o PIX, um sistema de pagamento instantâneo que está chegando ao Brasil, diretamente de sua Conta Juno e o melhor tudo, todos os usuários terão acesso a estas funcionalidades”, conta João Rocha, Product Owner da Juno.

A principal diferença entre a Juno e as demais instituições que oferecem o mesmo tipo de serviço, é o perfil do cliente que vai utilizar a novo produto. “Nós desenvolvemos nossa conta pensando no cliente que necessita de um hub de pagamentos, ou seja, de uma única empresa que forneça todos os tipos de pagamentos de uma maneira totalmente integrada e também faça essa gestão de uma forma independente dos outros bancos”, ressalta Falk. A Conta Digital Juno é focada no empreendedor que precisa de um sistema de gestão financeiro completo, que além de realizar cobranças, terá uma conta digital que comunicará a tecnologia e os serviços que ele criou com qualquer outro banco. Essa escalabilidade é o mercado que a Juno acaba atendendo. “Não temos dependência nenhuma com outras instituições bancárias, faremos tudo diretamente com o Banco Central”, finaliza Falk.

Deixe uma resposta