Assembleia Legislativa do Ceará pune deputado com 30 dias de suspensão do mandato

O plenário da Assembleia Legislativa do Ceará aprovou hoje com 29 votos a favor contra 11 a suspensão do mandato do deputado estadual André Fernandes (Republicanos). Ele ficará afastado das atividades na Casa por 30 dias. André era acusado de quebra de decoro parlamentar. O presidente da Assembleia, José Sarto (PDT) não votou – só votaria se fosse para desempatar – e três deputados se abstiveram. Dois faltaram à sessão.

André Fernandes, que é um youtuber bolsonarista, havia declarado ter recebido uma denúncia o deputado Nezinho Farias (PDT) e a encaminhado ao Ministério Público Estadual. A denúncia feita por André apontava Nezinho como integrante de um esquema relacionado ao jogo ilegal. No entanto, ele não apresentou nenhuma prova e o MP não acatou o caso.

Fernandes chegou a pedir desculpas a Nezinho, mas o comportamento dele foi repudiado pela maioria dos deputados. Em decisão anterior, a Comissão de Ética já havia recomendado a suspensão do mandato.

André Fernandes também é alvo de ação no Tribunal Superior Eleitoral movida pelo PSL. O processo o acusa de infidelidade partidária. O deputado trocou o partido pelo Republicanos e, por isso, pode ter o mandato tomado pela Justiça.

Deixe uma resposta