Números do desemprego feminino na pandemia tornam Movimento Aladas destaque em empreendedorismo

Passados já os primeiros quatro meses da pandemia, brasileiros estão finalmente colocando tudo na balança e tentando se recuperar da “tempestade”.  De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), a crise causada pela Covid-19 vem empurrando boa parte da força de trabalho feminina para casa. Mais mulheres perderam o emprego neste cenário – o número é 25% maior em relação aos homens.

Para além das demissões, as mulheres enfrentam mais dificuldades para procurarem vagas e se manterem no mercado de trabalho. Pesquisadores indicam que essa é a primeira vez nos últimos três anos em que a maioria das mulheres fica fora da força de trabalho. O Movimento Aladas, criado por Daniela Graicar nasceu antes da pandemia, mas se mostra ainda mais essencial no cenário atual.

Tudo começou com uma promessa pessoal: “Quando eu completar 20 anos de empreendedorismo, faço questão de ajudar outras mulheres a fazerem o mesmo”, conta a empresária Daniela Graicar, fundadora do Movimento Aladas.

Aladas é uma plataforma digital que oferece cursos gratuitos, conteúdo e muitos vídeos-depoimento de mulheres inspiradoras. “Aladas nasce para unir, encorajar, apoiar e capacitar mulheres que querem abrir seus negócios ou melhorar sua capacidade de gestão”, conta Daniela.

O Movimento lançado em maio traz cursos gratuitos de hard skills (teoria e ferramentas práticas para quem quer empreender) como “Sua mente é empreendedora?”, “Saiba a diferença entre startups e empresas tradicionais”,  “Como validar sua ideia de negócio”, “Monte um time vencedor” e também cursos de aprimoramento de soft skills voltados a desenvolver comportamentos e habilidades, entre os quais estão: “Autoconhecimento é a base de tudo”, “Seja definitivamente produtiva”, “Networking de Valor”, “Comunicação eficaz”.  Os cursos têm duração de cerca de 30 minutos. E em breve as fundadoras darão início às mentorias individuais, tão importantes para que as novas empreendedoras tenham segurança e encorajamento nos caminhos a seguir.

Quem está no projeto

Daniela Graicar é jornalista de formação (PUC/SP) e empreendedora por vocação. Aos 19 anos abriu sua primeira agência de Relações Públicas, seguida de outras cinco, nas áreas de Conteúdo, Eventos, Endomarketing, Mobile Education e Social Media. Lidera, hoje, um time de 70 profissionais da agência PROS e da startup digital Zeit. Fez cursos de especialização e de extensão em Relações Públicas, Inovação, Governança Corporativa, Futuro e Gestão, realizados no Insper, Perestroika e London School of Economics. Com pós-MBA em Conselho de Administração pela Saint Paul Business School (2019), é conselheira da Razac Trading e membro do Comitê de Inovação da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), uma das diretoras do selo WOB – Women on Board, além de embaixadora da aceleradora Merkaz e Conselheira da Universidade de Jerusalém.

Ao lado de Daniela, estão outras executivas com vasta experiência no universo feminino e no mundo do empreendedorismo. São elas: Christiane Aché, diretora do Programa de pós MBA de formação para Conselheiras de Administração – ABP-W da Saint Paulo Escola de Negócios. Passou pela direção de diversas multinacionais, como Alston e GE, e foi eleita uma das mulheres mais influentes do Brasil, pela Forbes, em 2016; Andrea Bisker, consultora e empreendedora, que abriu sua primeira empresa aos 23 anos, sempre atuando na área de tendências, trouxe para o Brasil a consultoria Stylus, e é fundadora da Spark Off. Ainda, neste time, Cristiane Camargo, CEO da IAB Brasil, associação que tem como principal missão desenvolver o mercado de publicidade digital no país, e Kika Ricciardi, executiva em instituições financeiras globais, com o Citibank e Deutsche Bank, e atualmente investidora anjo de startups, no Brasil e Israel, conselheira e mentora.

E para tornar o conteúdo mais dinâmico e inspirador, dezenas de mulheres empreendedoras das mais diversas áreas estão dando seus depoimentos com suas histórias de vida e conselhos de quem já realizou. Além dos vídeos e do blog, discussões bem contemporâneas serão tocadas semanalmente no podcast Aladas, a partir de agosto deste ano.

O Movimento Aladas já nasce com o patrocínio da Dell Technologies e da 99. Também conta com o apoio do Cubo, IAB Digital e da agência PROS.

Deixe uma resposta