Administração de Fortaleza virtualiza processos administrativos

A Prefeitura de Fortaleza criou uma plataforma online para abrir e acompanhar processos  de forma 100% virtual com serviços e informações voltadas para a sociedade civil, entidades externas, fornecedores e colaboradores da própria Prefeitura. Com o novo módulo do Sistema de Protocolo Único, o SPU Digital, o Município vai progressivamente virtualizando os serviços que ainda não estavam disponíveis online em páginas específicas.

O SPU Digital começou com os processos administrativos da Prefeitura, que tramitam internamente. Essa fase, agora consolidada, teve início em janeiro com nove órgãos em caráter piloto e foi acelerada quando a pandemia e o isolamento social levaram os servidores públicos a trabalharem de forma remota.

“Desafiamos nossa equipe a realizar a virtualização dos processos para dar mais eficiência, segurança e economia à Administração. Como mudança de cultura, enfrentávamos algumas resistências e íamos avançando aos poucos, mas o cenário da pandemia mudou tudo e a implantação chegou a todos os órgãos, recebida com empolgação pelos servidores”, refaz o secretário do planejamento, orçamento e gestão, Philipe Nottingham.

O antigo SPU funcionava apenas como registro de processos administrativos da Prefeitura, o trâmite legal era feito fisicamente. Cerca de 3 mil colaboradores foram capacitados em cursos online em três meses pela equipe da Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), responsável pelo projeto. Em junho, todos os órgãos da Administração Direta e Indireta já estavam utilizando o SPU Digital.

“Os colaboradores puderam preservar sua saúde e manter a rotina de trabalho de casa, diminuindo consequentemente a circulação do pessoal de transporte que levaria esses documentos. Também há uma diminuição redução média de 30% no tempo de tramitaçãono meio virtual”, reforça a coordenadora de gestão e modernização organizacional da Sepog, Lucineide Alves, gerente do projeto.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por exemplo, realizou toda a licitação e contratação de pessoal de forma virtual para a abertura do Hospital de Campanha do PV. A Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) passou pelo processo de implantação no início da pandemia. “Foi um momento super oportuno, pois trabalhávamos com um grande volume de processos físicos, incluindo os Atestados Médicos, que nessa época triplicaram”, explica Daiane Vieira,subinspetora egerente da Célula de Gestão de Pessoas da GMF. 

Consolidada a plataforma de trâmites internos, a Prefeitura passa a ampliar o sistema para o público externo, naquilo que ainda não era ofertado em plataformas específicas, como a do Fortaleza Online, para alvarás e serviços ligados à Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). A Seuma, primeira a adotar o novo módulo do SPU Digital, em agosto, tornou-se um órgão 100% virtual, disponibilizando online o que faltava para público externo e interno.

Na sequência, as secretarias da Infraestrutura; Desenvolvimento Econômico e Segurança Cidadã e a Controladoria Geral estão sendo capacitadas para uso do módulo de público externo.

Deixe uma resposta