Dicas para que se evitem prejuízos em bares, restaurantes e pizzarias

Em São Paulo, os bares e restaurantes foram liberados para abertura gradativa a partir de 6 de julho. Mas, para retomada efetiva do setor, são necessárias diversas medidas. Em recente levantamento do instituto brasileiro de pesquisa Hibou, 58% dos brasileiros só irão a restaurantes sem aglomeração e 79,5% consideram condicional o uso de máscaras por toda a equipe de atendimento dos locais e serviços. 

De acordo com a Ana Paula Coelho, CEO da Monte Carlo Alimentos (https://www.montecarloalimentos.com.br/) – distribuidora com 26 anos de mercado focada em pequenos negócios do setor food service – manter a organização do pequeno negócio ajuda a diminuir os prejuízos. “Pequenos e médios comércios que não realizam um controle de estoque eficaz podem sofrer impactos nas vendas e na produtividade do negócio”, afirma. 

A especialista listou dicas importantes para ajudar comerciantes na organização do seu estabelecimento:

1. Controle o estoque do estabelecimento

Com a atual mudança de comportamento do consumidor, o ideal é diminuir a capacidade do estoque em relação ao período anterior ao coronavírus. O organização do estoque demanda cautela e pode alterar o custo desse estabelecimento. O local onde os alimentos são armazenados tem influência direta sobre a sua qualidade e durabilidade. Locais com alta incidência solar e infiltrações, por exemplo, aceleram o apodrecimento e o surgimento de mofo em frutas e legumes. Vale a pena investir em um espaço adequado para não ter perdas de insumos ou problemas com a vigilância sanitária. Ele não deve ter problemas estruturais, como rachaduras, alta incidência de raios solares, nem ser muito úmido. Todos esses fatores diminuem consideravelmente a sua vida útil.

2. Garanta serviços futuros 

Use a criatividade para gerar caixa. Receber antecipadamente pelos serviços pode ser extremamente útil neste momento em que você precisa aumentar seu capital. Construir uma estratégia de voucher, cartão-presente e até cartão fidelidade pode ser uma saída interessante para o seu negócio. Pense em formas criativas de chamar atenção do cliente para a causa em si e se organize para realizar esses atendimentos futuramente de forma a não impactar sua estrutura.

3. Continue vendendo por meio de delivery 

Mesmo com a reabertura dos estabelecimentos, muitas pessoas não se sentem seguras em frequentar esse tipo de espaço público. Por isso, as entregas são fundamentais para garantir o atendimento daqueles que ainda vão preferir pedir comida de casa. Também é importante ficar atento às embalagens e ao tipo de alimento ou produto que será enviado. O cliente espera em casa a mesma experiência que passaria ao comer no restaurante.

4.  Use a tecnologia a seu favor

Invista em tecnologias que agilizam processos e libere seu tempo para dedicar a outras atividades. Com a Monte Carlo é possível melhores negociações com os fornecedores, sofrendo menos interrupções no dia a dia. A distribuidora possui um canal de vendas na internet que ajuda a aumentar as possibilidades de compra dos bares, pizzarias e restaurantes. É possível escolher entre enviar uma mensagem do próprio celular, ser atendido pelos consultores ou comprar produtos a qualquer hora do dia por uma plataforma B2B.

5. Renegocie os custos do estabelecimento 

É possível, por exemplo, pedir a isenção das cobranças estatais como água e luz. Também é importante buscar negociar as dívidas, procure por concessões de crédito e principalmente renegocie seus custos fixos como o aluguel de imóvel e máquinas. 

Deixe uma resposta