Combustíveis registram terceira alta consecutiva de preços em agosto

Combustível: Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias |  Jornal Contábil - Com você 24 horas por dia

As análises do fechamento de agosto do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), revelam que, pelo terceiro mês consecutivo, os brasileiros lidaram com uma nova alta no preço dos combustíveis. Com exceção do gás natural veicular (GNV), que recuou 2% na média nacional, o valor médio dos outros tipos de combustível avançou de 2% a 3% nas bombas de todo o País.

A gasolina apresentou um aumento de 3% em todas as regiões brasileiras no fechamento de agosto. No Nordeste, onde foi registrada a média mais cara do Brasil, o combustível foi comercializado a R$ 4,501. Já a região que apresentou o maior aumento, dentre todas as outras, foi o Centro-Oeste, que chegou a 3,51% de crescimento no comparativo com julho.

Na análise do comportamento da gasolina ao longo do ano, o combustível apresenta aumento nos últimos meses e teve seu pico de alta em julho, chegando a 5%. No mês de junho, o aumento recuou para 4% e agora fecha agosto na casa dos 3%, um ritmo que aponta para uma desaceleração, mas ainda refletindo em alta para os motoristas.

“Desde que avançou a retomada das atividades em algumas regiões do país, a gasolina apresenta comportamento de alta. O combustível segue sendo o mais vantajoso frente ao etanol na maioria das regiões brasileiras, correspondendo às expectativas com o anúncio da chegada da nova gasolina nas bombas”, afirma Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O IPTL também mostra que o etanol ficou 2% mais caro, ante a média de julho que era de R$ 3,382 e passou para R$ 3,447, em agosto. A Região Norte liderou com o maior preço médio para o combustível, que foi de R$ 3,714, e também com o aumento mais expressivo de todas as regiões brasileiras – 3,69%, ante julho. Quando o valor é comparado com a média da Região Centro-Oeste, a menor do País, a diferença chega a 20%.

O comportamento de alta do etanol vem sendo observado nos últimos meses, atingindo o pico no mês de junho, de 4%, e mantendo o crescimento em julho e agosto, com 2% para cada um dos meses.

Fazendo um comparativo com o mesmo período de julho por região, todas apresentaram alta no valor dos combustíveis – o Sul apresentou aumento de 3,19% para o diesel, 0,58% para o etanol e 2,16% para a gasolina comum. O Sudeste figurou com um aumento de 3,11% para o diesel, 0,12% para o etanol e 2,55% para a gasolina comum. O Norte registrou aumento de 2,92% para o diesel, 3,69% para o etanol e 2,33% para a gasolina comum. O Nordeste apresentou um aumento de 2,95% para o diesel, 0,63% para o etanol e 2,41% para a gasolina comum. O Centro-oeste teve aumento de 3,38% para o diesel, 1,19% para o etanol e 3,51% para a gasolina comum.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Deixe uma resposta