Automação pode auxiliar empresas de logística e frotistas no gerenciamento de multas de trânsito

Administrar e gerenciar multas de trânsito pode ser um grande desafio para empresas de logística, locadoras ou aquelas que tenham frota própria. A automação pode ser uma grande aliada nesse processo e facilitar a identificação de infrações, condutores, pontos na carteira, de necessidade de recursos e pagamentos das multas de trânsito, independentemente do local em que ela foi emitida.

Várias são as razões que levam um motorista a cometer infrações. E no caso de empresas que trabalham com transporte ou têm frota própria, é grande a probabilidade que isso ocorra, não só por imprudência ou desrespeito às leis, mas também em alguns casos por desatenção. A falta do conhecimento de algumas ações específicas, como o uso da máscara dentro dos veículos, do farol em estradas e rodovias ou ter farol ou lanterna queimada sem a percepção do condutor também podem ser complicadores na hora de dirigir.

Outro problema a ser gerenciado por esses tipos de empresas é o prazo para recorrer e identificar condutores. Para André Scher, CEO da Auctus.ai, empresa especializada em inteligência aumentada, a automação pode ajudar e muito nesses casos. “Muitas vezes o tempo de se entrar com recurso ou identificar o condutor do veículo no momento da infração passa, seja por desatenção ou pela notificação não chegar a tempo. A somatória de pontos indevidos na carteira pode levar, dependendo a infração, o motorista perder sua habilitação e a empresa, seu funcionário. Hoje existe recursos tecnológicos para ajudar nessa gestão das empresas”, explica

Uma das causas mais comuns é para o atraso na chegada das multas de trânsito é que elas são enviadas por correspondência, e como não há uma identificação de entrega com data e recebedor, provar esse atraso não é fácil.

O especialista conta que apesar de hoje já existir a notificação eletrônica, o motorista do veículo, ao cadastrar sua CNH do Detran de seu Estado, só fica sabendo das notificações após os pontos serem imputados na sua carteira. Ou seja, não há mais o que fazer, não há mais tempo para recursos.

“É importante lembrar que, além da questão da falta de tempo para recorrer no caso de uma notificação indevida ou da pontuação na carteira, o pagamento é outro problema no caso do aviso de infração chegar atrasado ou não chegar. No caso de pessoas jurídicas, ou seja, empresas de logística ou com frota própria, o valor da multa é dobrado caso o condutor não seja identificado em tempo hábil”, destaca André Scher.

De acordo com André Scher, a automação pode ser uma aliada no processamento dessas multas dentro de uma empresa. “Hoje é possível usar uma plataforma automática interligada com todos os órgãos de trânsito do país, capaz de consultar de forma rápida e eficiente o status e a pontuação de uma CNH, como também qualquer infração de trânsito veicular através do RENAVAM ou da placa e notificar o responsável. É possível de uma só vez consultar as multas de trânsito em rodovias federais, estaduais e municipais e em órgãos de fiscalização, como Polícia Rodoviária Federal, Estadual, DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), órgãos de trânsito municipais”, exemplifica.

O profissional destaca que, com os dispositivos e a tecnologia corretos, é possível auxiliar uma empresa a minimizar perdas e erros de operação, notificar sempre os responsáveis e, com isso, evitar o pagamento da multa em dobro por não identificar o condutor, e perder o prazo de recurso estipulado pelo órgão de trânsito.  

Outro exemplo de como esse tipo de plataforma pode ajudar é no caso de dispensa de um motorista. Caso ele tenha tomado uma multa que chegue após seu desligamento, a empresa consegue responsabilizá-lo pelo ressarcimento da multa, e em caso de uma locadora de veículos, evita-se o transtorno de cobrança do condutor/infrator após a entrega do veículo.

Segundo André Scher, a aplicabilidade da automação pode acontecer em vários momentos. “A plataforma de busca cognitiva de informações tem um papel importante em processos onde buscamos existência de infrações, mas também de status de processos jurídicos e situações cadastrais, certidões imobiliárias ou validades de certificados ou certidões de forma automática na frequência que é necessária para cada negócio. Automação está a serviço do bom desempenho e da maior eficácia das empresas. Basta apenas você conhecer os mecanismos disponíveis e agregá-los ao seu negócio”, afirma.

Deixe uma resposta