Como os brasileiros estão conquistando renda extra, mesmo em tempos de crise

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que o Brasil está próximo da marca de 13 milhões de desempregados, uma das maiores taxas dos últimos anos. Por isso, muitos brasileiros estão tendo que se reinventar, em busca de renda extra e estabilidade financeira. Em contexto de quarentena, trabalhar sem sair de casa pode ser positivo. Porém, nem sempre é fácil encontrar uma ocupação que cumpra com esses requisitos.

A ajuda da internet e das redes sociais pode tornar a tarefa mais fácil. Com algumas atividades em pleno vapor, vale a pena mudar o foco e, por exemplo, começar a investir em lingerie para revenda ou oferecer aulas particulares. 

Revenda de lingerie

A revenda é uma alternativa estratégica para conseguir renda extra, mesmo para quem não tem muita experiência no ramo. Quando se trata do universo de lingerie, então, as chances aumentam.

Isso porque a quarentena não diminuiu a demanda pelas peças – seja de lingerie sensual ou das mais básicas para o dia a dia. Portanto, é um investimento mais seguro. 

É possível começar encomendando em sites especializados em revendas e criando perfis nas redes sociais, para divulgar os produtos. Caso a revendedora prefira não sair de casa, pode combinar o tipo de entrega com cada cliente.

A dica para impulsionar o negócio é investir em tendências, como a lingerie transparente ou rendada, e em promoções durante datas especiais. Por exemplo, a Black Friday, em novembro, é uma grande oportunidade para aumentar as vendas. 

Aulas particulares

Para quem tem facilidade com alguma matéria, seja português, matemática ou ciências, o que não falta são opções de portais para se cadastrar e dar aulas – alguns mais conhecidos são o Profes, Meu Professor Particular e Professores de Plantão.

Assim, professores podem utilizar essas plataformas digitais e oferecer seus serviços particulares para qualquer aluno on-line. O preço pode variar, já que alguns sites determinam o valor da hora, enquanto outros deixam livre para o profissional. 

É uma maneira de conseguir ganhar mais dinheiro, ajudando um estudante que precisa. 

Venda de produtos pessoais

Diversas pessoas têm objetos em desuso em casa, como roupas, livros, móveis, artigos de decoração. E, muitas vezes, na rotina, o potencial desses itens passa despercebido.

Portanto, é importante analisar em toda a casa o que, de fato, é usado e o que pode se transformar em renda extra. Para isso, também existem diversas formas de realizar a venda sem sair de casa.

Além de grupos no Facebook, dedicados a produtos específicos, há sites como o Enjoei, a OLX e o Mercado Livre. Assim, o vendedor fica livre para precificar seu produto e calcular seu lucro. 

Produção de conteúdo

Há muitas pessoas desempregadas, com bastante conhecimento a oferecer. Uma forma de fazer isso é produzindo conteúdo para empresas diversas. Sites e redes sociais de diversos ramos ganharam mais acessos durante a pandemia, o que demandou maior atenção para textos e imagens.

Seja no ramo da moda, da indústria, da medicina, há muitos negócios investindo em produções mais elaboradas. Quem tem facilidade com a escrita e um bom português pode se aventurar. É possível ainda auxiliar na revisão do material, para conferir se a parte técnica, que apenas um profissional da área saberá, está correta. 

Tradução e revisão

Para quem fala outra língua e não se vê dando aulas particulares, a tradução é uma opção. Além disso, há diversos freelas online, oferecidos por pessoas que precisam de ajuda para revisar textos e materiais traduzidos.

Deixe uma resposta