Hughes comemora dois anos de projeto voltado a ações de sustentabilidade

A Hughes do Brasil, uma subsidiária da Hughes Network Systems LCC (HUGHES), comemora dois anos de seu projeto batizado de Atitude Consciente, que surgiu com a preocupação coletiva de alguns colaboradores com a sustentabilidade, com foco em reduzir o consumo de plástico, papel e água nos escritórios. Trata-se de uma campanha interna, acolhida e liderada pela secretária da empresa, Graziela Prado, para mobilizar e conscientizar os funcionários sobre a importância da redução do consumo desses materiais e um alerta que pequenos gestos podem fazer diferença no meio ambiente e sociedade.

Com essa iniciativa, a Hughes eliminou o uso de copos plásticos, apoiando o uso de materiais reutilizáveis e contribuiu com uma redução de 60% do consumo de papel dentro da companhia no período, adotando medidas como assinatura eletrônica de todos os documentos e contratos com fornecedores, por exemplo.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos (Abrelpe), são consumidos no Brasil cerca de 720 milhões de copos descartáveis por dia, o que corresponde a 1.500 toneladas de resíduos plásticos produzidos diariamente. Como seus componentes são derivados do petróleo, que é uma fonte não renovável de matéria-prima, o plástico não é decomposto pelos micro-organismos que estão na natureza, ou seja, seu tempo no meio ambiente acaba se tornando muito longo.

“Nosso objetivo como empresa e cidadãos é preservar o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras. Desenvolvemos, então, esse projeto para que essa conscientização interna possa mudar nossos hábitos e incentivar outras pessoas de fora daqui, como amigos e familiares. Dessa forma podemos expandir nossa responsabilidade ambiental e social”, afirma Valéria Motta, diretora de Recursos Humanos da Hughes no Brasil.

Além disso, a Hughes também incentivou a conscientização sobre coleta seletiva de lixo. As lixeiras individuais no escritório foram substituídas por lixeiras coletivas com identificação do tipo de resíduo destinado a cada uma delas, de forma que o lixo passou a ser separado já no momento do descarte, aumentando assim a reciclagem do lixo produzido no escritório.

Para celebrar os resultados e os dois anos do projeto, a empresa convidou Marcus Nakagawa, professor de graduação e MBA da ESPM, nas questões de ética, empreendedorismo e responsabilidade socioambiental, que recentemente escreveu o livro 101 dias com ações mais sustentáveis para mudar o mundo, para debater o tema: atitude consciente em tempos de home office.

Com os colaboradores trabalhando em regime de home office desde o início da pandemia, a empresa ressalta a importância de levar esse conceito sustentável para dentro de casa. “Queremos mostrar que existem diversas atitudes que podemos trazer para nosso dia a dia, e que podem fazer uma diferença enorme para o meio ambiente”, complementa Valéria.

Deixe uma resposta