Estudo aponta mudanças nos negócios que estão em adaptação à economia atual

Avaya, empresa que reivindica posição de líder global em soluções para aprimorar e simplificar as comunicações, lançou seu estudo “Work from Anywhere”, que examina as mudanças pelas quais os negócios estão passando para se adaptar à economia atual. Por conta da covid-19, a Avaya descobriu que quase 72% dos negócios baseados nos Estados Unidos estão repensando sua forma de trabalhar, 58% sentem que a atividade remota está permitindo que contratem colaboradores de maneira mais distribuída, e 8 entre cada 10 empresas estão se reorganizando para fornecer aos seus clientes e colaboradores experiências que propiciem novas maneiras de realizar suas atividades.

De acordo com a pesquisa conduzida pela Avaya, três quartos dos negócios reportam estar focados mais na comunicação com os colaboradores desde o surgimento da covid-19:

  • 66% das empresas de médio porte (aquelas entre 251 e 500 colaboradores) têm visto as tecnologias de colaboração e comunicação crescerem em prioridade em decorrência da covid-19;
  • 57% dos negócios relataram algum tipo de esforço com comunicações remotas e fadiga;
  • 32% disseram que os colaboradores estão tendo dificuldades em se adaptar às novas tecnologias e ferramentas de comunicação disponíveis.

“O modelo ‘trabalhar de qualquer lugar’ está produzindo novos modelos de negócios no mundo, que ainda está se adaptando, e se tornou claro que tentar adotar a abordagem de ‘business as usual, mas remoto’ não é suficiente”, diz Simon Harrison, vice-presidente sênior e Chief Marketing Officer da Avaya. “O novo coronavirus acelerou os projetos de transformação digital e pôs foco nas experiências do cliente e do colaborador, que nunca foram tão importantes.” 

De acordo com o executivo, novos processos e novas soluções precisam mudar completamente o modo como os times trabalham em conjunto. “A mudança se tornou uma constante, e abraçar a nuvem e a economia da nova experiência é hoje uma oportunidade. Na Avaya, estamos guiando nossa base global de clientes, incluindo varejistas, escolas, instituições de saúde, governos e negócios de todos os tamanhos e tipos, a como resolver os vãos que encontram em sua habilidade de colaborar. Estamos ajudando as empresas a encontrar uma nova maneira de se conectar, criar e pensar enquanto escrevem novas regras para suas indústrias.”

Principais pontos do estudo:

  • Tomadores de decisão da área de tecnologia estão repensando seus negócios em todos os níveis
  • 72% dos negócios estão revisitando seu modelo geral de negócios em virtude das mudanças que a covid-19 trouxe;
  • 80% estão repensando a experiência do cliente;
  • 77% estão examinando a experiência do colaborador;
  • 75% estão repensando a abordagem de vendas.
  • Negócios estão focados em investir em comunicações e colaboração

Oitenta e três por cento das empresas responderam que pensaram que sua tecnologia estava preparada para o trabalho remoto. No entanto, muitos negócios tiveram de implementar novas tecnologias para melhorar os recursos de “trabalhe de qualquer lugar”. Sessenta e cinco por cento adicionaram ferramentas de videoconferência, 54% implementaram software de chat/mensagens, e 53% adicionaram ferramentas de colaboração de projetos. Oitenta e cinco por cento dos negócios reportaram que planejam tornar as novas tecnologias que adotaram durante esse período uma adição permanente a sua infraestrutura tecnológica.

  • As prioridades de tecnologia estão mudando

Setenta e um por cento dos tomadores de decisão de tecnologia relataram a adoção mais rápida de novas tecnologias em suas organizações por causa da covid-19. A maioria das empresas também teve de mudar suas prioridades tecnológicas, com 52% aumentando o investimento em software de colaboração, índice que fica atrás apenas dos gastos com segurança, que aumentaram em cerca de dois terços dos negócios.

Empresas de médio porte viram as maiores mudanças em suas prioridades, o que inclui aumento em gastos com segurança (74%), colaboração (66%), software de contact center (59%) e rastreamento de contato (53%). No geral, os proprietários e CEOs de empresas estiveram mais inclinados a dizer que a inteligência artificial (IA) teve aumento na prioridade (46%).

“Enquanto as organizações continuam a adaptar seus modelos operacionais em resposta às preocupações com saúde e à reviravolta econômica, elas podem colaborar e se engajar de qualquer lugar, o que tem sido visto como mecanismo crucial para se manterem conectadas aos clientes e fornecerem melhor experiência, de forma a aumentar a fidelidade”, diz Harrison. 

De acordo com o executivo, isso não é mais opcional, tornou-se mandatório. A Avaya continua acelerando a inovação nessas áreas críticas, aplicando de maneira crescente tecnologias avançadas como IA e machine learning para melhorar as experiências. Além disso, a empresa está firmando parcerias com líderes de indústria como Google e NVIDIA a fim de impulsionar a IA para repensar as experiências de comunicação e colaboração.

A pesquisa, conduzida em agosto de 2020, consultou 300 líderes de empresas e tomadores de decisão.

Leia o blog: The Rise of Workstream Collaboration: How COVID-19 Is Spurring the New Future of Work.

Deixe uma resposta