Relatório do Unicef destaca redução das desigualdades na infância e adolescência em Fortaleza

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), recebeu do representante do Unicef no Ceará, Rui Aguiar, relatório dos indicadores de Fortaleza na Plataforma dos Centros Urbanos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) 2017-2020. A entrega foi feita em solenidade da certificação pelo Unicef de nove postos de saúde da Capital como Unidades Amigas da Primeira Infância.

Clique aqui e confira a análise dos indicadores de Fortaleza

 De acordo com o relatório, de 2016 a 2019, dos 58 bairros que contavam com as taxas mais altas de mortalidade neonatal (nos primeiros 28 dias de vida) em 2016, houve melhora em 48. Entre os 51 bairros com as piores taxas de abandono escolar no mesmo ano, 50 melhoraram nesse indicador até 2019. E entre os 58 bairros com os maiores índices de gravidez na adolescência em 2016, houve avanços em 55 deles em 2019.

“Para nossa satisfação, todos os indicadores que foram acompanhados em Fortaleza nós tivemos evolução, em muitos deles, melhoras significativas”, comentou Rui Aguiar.

Fortaleza integra, desde 2013, a Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) do Unicef, com o objetivo de desenvolver ações intersetoriais nos territórios de maior vulnerabilidade social, visando à diminuição das desigualdades no Município. A agenda da PCU na capital cearense prioriza quatro indicadores relacionados ao enfrentamento da evasão escolar, promoção dos direitos da Primeira Infância, promoção dos direitos sexuais e reprodutivos, e a redução de homicídios de adolescentes.

Rui Aguiar, prefeito e secretário Claudio Nelson sentados lado a lado. Rui segura microfone, prefeito mostra pasta da Unicef e Claudio Nelson aplaude. todos usam máscara
Rui Aguiar parabenizou e agradeceu ao Prefeito pelo trabalho e dedicação desprendidos em prol das crianças e adolescentes de Fortaleza

Para o representante do Unicef no Ceará, também merece destaque a atuação do Município na área da educação, em especial a implantação do Sistema de Busca Ativa, ferramenta desenvolvida para erradicar a evasão escolar e efetivar o direito de aprender a todos os estudantes da Rede Municipal de Ensino.

“Isso que a Prefeitura fez, que foi o software desenvolvido por servidores da Secretaria de Educação, foi o que manteve grande parte das crianças, mesmo remotamente, desenvolvendo as atividades escolares. Isso nos dá muito orgulho”, acrescentou.

Rui também parabenizou e agradeceu ao prefeito Roberto Cláudio por todo o trabalho e dedicação desprendidos durante a gestão em prol das crianças e adolescentes de Fortaleza. “Fica aqui a gratidão, ao final do seu mandato, por ter dado tanto espaço e tanta oportunidade para que gestores da saúde, da educação e da assistência social criassem coisas novas, impactantes e sustentáveis na vida de crianças e adolescentes”,
concluiu.

Clique aqui e assista à reportagem da TV Terra do Sol

PCU em Fortaleza

As ações na PCU são definidas de forma pactuada com os atores implicados no grupo de trabalho intersetorial composto por técnicos das seguintes instâncias do Unicef e da Prefeitura de Fortaleza: o representante e consultor técnico do Unicef no Ceará; a Coordenadoria Especial de Relações Internacionais e Federativas (CERIF); o Gabinete da Primeira-dama; a Secretaria Municipal de Saúde (SMS); Secretaria Municipal de Educação (SME); Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS); Fundação da Criança e Família Cidadã (FUNCI); e a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ).

Sobre a PCU

Uma iniciativa do Unicef, em cooperação com governos e parceiros, a Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) busca promover os direitos das crianças e adolescentes mais afetados pelas desigualdades existentes em cada cidade.

Em sua terceira edição, de 2017 a 2020, a iniciativa aconteceu em 10 capitais brasileiras: Belém (PA), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) e Vitória (ES).

Conforme a secretária de Relações Internacionais de Fortaleza, Patrícia Macêdo, em diversas reuniões de articulação, o Unicef sempre destacou Fortaleza como primeiro lugar entre as dez capitais brasileiras que fazem parte da PCU. “Esse reconhecimento vem, com muita propriedade, como parte de um esforço do qual a CERIF se orgulha de participar e coordenar, sob a orientação do Prefeito Roberto Cláudio”, comentou.

“Sabemos que ainda há um longo caminho a percorrer para reduzir as diferenças que fazem de Fortaleza uma cidade socialmente desigual. Mas temos a segurança de que os melhores esforços nesse sentido estão sendo feitos pela gestão do Prefeito”, completou a titular da CERIF.

Deixe uma resposta