A Coluna do Roberto Maciel (sábado, 26.12): O Legislativo e a capacidade política de dialogar

Um poder que escolhe caminhos

Antônio Henrique demonstra preocupação com esvaziamento das sessões da  Câmara em ano de eleições - Blog Edison Silva

Começa em seis dias a temporada 2021 do Poder Legislativo Municipal de Fortaleza. A Câmara deve reeleger o vereador Antônio Henrique (PDT) para a Presidência. Numa articulação que contou com o engajemento direto do prefeito eleito, José Sarto Nogueira, Henrique terá nova gestão reforçada por dois elementos, pelo menos: 1) Foi um dos participantes essenciais à campanha de Sarto, aparando eventuais arestas com candidatos ao parlamento; 2) É reconhecido hoje como um dos mais credenciados conhecedores dos movimentos sociais que atuam na cidade, com presença em bairros e comunidades – isso o torna um aliado indispensável. Essa soma, junto ao papel que desempenhou nos diálogos entre a administração de Roberto Cláudio, também pedetista, garante a Antônio Henrique não apenas destaque político, mas funções estratégicas nos planos que se podem ter para Fortaleza.

E o que espera Sarto Nogueira?
A resposta mais imediata para a pergunta acima tem a ver com saúde, claro. É a condução da vacinação em Fortaleza contra a covid-19. E não caiamos na tentação de que há de ser tarefa simples. Não mesmo. Dadas as perigosíssimas e irresponsáveis manifestações negacionistas contra a imunização, representadas pelas falas do presidente Jair Bolsonaro e pelas repercussões que obtêm em púlpitos de igrejas fanáticas, em praças que acolhem golpistas de direita e até em tribunas de casas legislativas, é de bom-tom que se estimulem a inteligência e a consciência do cidadão. Ir contra a cura e a prevenção num cenário que já soma mais de 190 mil mortes no Brasil todo e 10 mil no Ceará não é só atestado de burrice – o que é incontestável e nítido. É também crime.

Mister

Ibope: José Sarto lidera numericamente em Fortaleza | Política | Valor  Econômico


José Sarto (acima, com microfone) terá o enorme desafio de levar a vacina ao maior número possível de fortalezenses. É uma missão de médico, o que ele é. Mas é também uma missão de prefeito, o que será. E, paralelamente, é uma missão de político – algo com o qual Sarto convive há 33 anos.

Nova visão

Fortaleza vai ingressar em 2021 na era das candidaturas coletivas. Integrada por três mulheres e batizada de “Nossa Cara”, a chapa plural é do PSOL e já chega perseguida pelo Ministério Público Eleitoral. Uma procuradora diz que a experiência proposta por Louise Santana, Lila M e Adriana Gerônimo – três militantes do movimento preto na periferia – não tem respaldo jurídico. O que o MPE não diz é que, no Direito que se aplica no Brasil, o que não é proibido é permitido. E não há nada na lei que proíba o compartilhamento que as covereadoras querem oferecer à Câmara de Fortaleza.

Anote este nome: Nossa Cara, candidatura coletiva à vereança em Fortaleza,  quer ser a primeira eleita para a Câmara Municipal - Gênero e Número

Mosqueteiras
E quando perceberam a reação do MPE, as três moças saíram com nota: “Lemos isso como um ataque direto ao modelo que escolhemos para fazer política, sendo esse um modelo que agrega corpos negros, periféricos, LGBTs, de trabalhadoras e trabalhadores que ousam subverter a lógica dos lugares pré-estabelecidos, essa lógica reserva lugares para os mesmos nomes perpetuando uma história de ausências de acesso e direitos para o nosso povo”.

Em live
Sempre às terças e quintas-feiras eu e a jornalista Eveline Frota fazemos lives no Instagram, com a marca “Coluna da Hora”. Iniciamos agora às 18 horas, em encontros com internautas que duram uma hora. Pode-se acessar e participar da Coluna da Hora no Instagram pelos perfis @evefrota ou @robertoamaciel. Também mantemos na YouTube o canal Coluna da Hora. Lá, há uma série de entrevistas com personalidades interessantes da vida local. A mais recente traz o procurador do Trabalho Antônio Lima.

Sua opinião vale muito
Faça contato com o Portal InvestNE. Nosso e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta