Especialista em Inteligência Social, Gustavo Gambit explica como pandemia digitalizou o mundo

A crise provocada pela pandemia do coronavírus fez com que muitas pessoas se reinventassem profissionalmente. Em 2020, o país teve crescimento de 14,8%, de janeiro a setembro no número de registros de microempreendedores individuais (Meis), na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados do Governo Federal. Mas, para além da busca de uma nova carreira, a forma de trabalhar também foi impactada pela crise.

“Se antes o mundo era majoritariamente digital, hoje, podemos dizer que ele é 100% virtual”, afirmou Gustavo Gambit, especialista em Inteligência Social e empreendedor. “A pandemia acelerou nossa percepção sobre a necessidade de ingressarmos cada vez mais no mundo digital e convergir nossas ações a ele. Percebemos também, que, se tratando de negócios, as empresas que não se reinventaram no meio digital fecharam as portas ou estão enfrentando inúmeras dificuldades, enquanto as que se voltaram ao novo formato estão superando a crise”, analisou.

Para o especialista, que hoje presta mentoria para milhares de pessoas sobre como desenvolver a Inteligência Social, a convergência digital é o único futuro para empresas e empreendedores.

“Apesar de ainda estarmos na pandemia, uma coisa já podemos ver: tem gente catando cacos e tem gente colhendo os louros. Além disso, outro fenômeno que podemos observar são as estratégias usadas para se destacar neste novo mundo”, ressalta. “Uma coisa que vem me chamando a atenção é a importância do entretenimento como chamariz digital. As pessoas estão carentes, isoladas e querem distrair e alegrar a mente de alguma forma, e o entretenimento é uma maneira eficaz de chamar a atenção e reter o público”, afirmou.

Para comprovar a teoria, Gustavo Gambit usou as lives de sertanejo como exemplo. “Antes os shows aconteciam para 100 mil pessoas, em um estádio de futebol, e isso era recorde. Hoje, as lives superam 4 milhões de espectadores”, diz. “Deste modo, destaco também a importância de desenvolver as habilidades da Inteligência Social como forma de se destacar no mundo digital. As pessoas nascem sabendo falar, mas precisam desenvolver a habilidade de se comunicar bem. Da mesma forma, quase todo mundo tem rede social, mas muitas precisam aprender a usar as ferramentas para ter mais engajamento”, comentou.

Deixe uma resposta