Festival de cinema Curta Canoa, em Canoa Quebrada (CE), chega à 13ª edição

Filmes de curta e longa-metragem marcam a programação do 13º Curta Canoa – Festival Latino-americano de Cinema de Canoa Quebrada, que acontece de 23 a 28 de janeiro de 2021. Reconhecido por sua realização tradicionalmente ao ar livre em uma das praias mais famosas do país, Canoa Quebrada, no litoral leste cearense, o Curta Canoa se reinventa nesta edição com programação exibida unicamente de forma online, pelo canal do festival no Youtube, para evitar aglomeração por conta da pandemia da Covid-19.

O 13º Curta Canoa – Festival Latino Americano de Cinema de Canoa Quebrada, financiado via Lei de Incentivo à Cultura, é apresentado pelo Ministério do Turismo e o Governo do Estado do Ceará, com patrocínio da Cagece. Tem o Patrocínio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), através do Fundo Estadual da Cultura, com recursos da Lei Federal Nº 14.017, de 29 de junho de 2020 (Lei Aldir Blanc/CE) e do Fórum dos Festivais. Realização: Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (ISACC).

Três mostras compõem a programação do festival este ano. Mostra Competitiva de Curta-metragem, Mostra Infantil e Mostra Curta Ceará. Para a Mostra Competitiva foram selecionados 24 curtas de 14 estados. São 10 curtas de ficção, 08 documentários, 03 filmes experimentais e 03 animações. Eles concorrem nas categorias melhor curta-metragem de animação, ficção, documentário, melhor direção, roteiro, direção de arte, fotografia, trilha original, melhor ator e atriz.

Além das exibições, o festival vai contar também com um seminário e uma oficina, que acontecerão após o festival, com datas a confirmar. A oficina será sobre produção audiovisual por meio do celular e já conta com um tema: “Curta Canoa e a natureza”. A atividade será ministrada por Vitor Grilo, realizador audiovisual com mais de 10 anos de experiência no mercado de comunicação em Fortaleza.

Os selecionados para a Mostra Competitiva de Curta-metragem

Ficção

A Barca. Ficção. 19 min. Alagoas. 2019. 12 anos. Direção: Nilton Resende.

A Massa Que Faz O Pão. Ficção. 15 min. Tocantins. 2018. 10 anos. Direção: Hélio Brito.

Açaí. Ficção. 18 min. Amapá. 2019. Livre. Direção: André Cantuária.

Asfixia. Ficção. 25 min. Santa Catarina. 2018. 10 anos. Direção: Rafael Sylos e Lay Venancio.

Assintomáticos. Ficção. 7 min. Distrito Federal. 2020. Livre. Direção: Santiago Dellape.

Marco. Ficção. 20 min. Ceará. 2019. 12 anos. Direção: Sara Benvenuto.

Marie. Ficção. 24 min. Pernambuco. 2019. 12 anos. Direção: Leo Tabosa.

Reza. Ficção. 19 min. Rio de Janeiro. 2019. 14 anos. Direção: João Niella e Ralph Campos.

Terceiro Dia. Ficção. 10 min. Ceará. 2020. 14 anos. Direção: Jessica Queiroz.

Vestido Encarnado. Ficção. 18 min. Ceará. 2019. 16 anos. Direção: Ângela Escudeiro.

Documentário

À Luz de Bruel. Documentário. 15 min. Paraná. 2018. Livre. Direção: Téia Werner e Silvia Gabriela.

Aqueles Dois. Documentário. 15 min. Ceará. 2018. 12 anos. Direção: Émerson Maranhão.

Fatinha. Documentário. 19 min. Ceará. 2020. Livre. Direção: Alexandre Fleming Câmara Vale.

Quando as Nuvens Eram Nossas. Documentário. 25 min. Rio Grande do Norte. 2020. Livre. Direção: Carito Cavalcanti.

Sacaca – A Lenda. Documentário. 20 min. Amapá. 2019. Livre. Direção: Toninho Duarte.

Se não for divertido não tem graça. Documentário. 15 min. Paraná. 2020. Livre. Direção: Vinicius Comoti.

Sidnei Tendler: Artista Em Quarentena. Documentário. 25 min. Rio de Janeiro. 2020. Livre. Direção: Felipe David Rodrigues.

Tambor Ou Bola. Documentário. 23 min. Alagoas. 2019. Livre. Direção: Sérgio Onofre.

Experimental

Introdução aos Estudos Oníricos. Experimental. 3 min. Ceará. 2020. Livre. Direção: Amanda Pontes.

Pequenas Considerações Sobre o Espaço-Tempo. Experimental. 3 min. Ceará. 2020. Livre. Direção: Michelline Helena.

Tateio-me.  Experimental. 4 min. Bahia. 2020. Livre. Direção: Lis Schwabacher.

Animação

8 Patas. Animação. 3 min. São Paulo. 2017. 10 anos. Direção: Fabrício Rabachim, Gabriel Barbosa, Pietro Nicolodi.

Contrastes – Impressões de Israel. Animação. 10 min. Minas Gerais. 2018. Livre. Direção: Jackson Abacatu.

O Malabarista. Animação. 11 min. Goiás. 2018. Livre. Direção: Iuri Moreno.

Deixe uma resposta