Prefeitura de Fortaleza amplia equipes para otimizar vacinação de idosos acima de 75 anos contra #covid19

secretária ana estela de máscara fala para uma câmera

A Prefeitura de Fortaleza divulgou hoje (quarta-feira, 27/01) atualizações da campanha de vacinação contra a Covid-19 na Capital. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, a secretária da Saúde do Município, Ana Estela Leite (foto), esclareceu a logística de imunização domiciliar direcionada a idosos acima de 75 anos. Iniciado nesta manhã, o processo deverá, até o fim do dia, contemplar cerca de 100 pessoas pertencentes à faixa etária com a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca. Para otimizar a estratégia estabelecida pelo Município, cerca de 70 equipes distribuídas pelos bairros estarão em campo, a partir da próxima semana, com capacidade para visitar mais de dois mil domicílios por dia.

A ação deverá beneficiar idosos previamente cadastrados pelo site Vacine Já e pelo Aplicativo Mais Saúde Fortaleza. “Iniciamos o processo por meio de rotas previamente estabelecidas, priorizando idosos restritos a leitos (acamados) e seguindo por aqueles com maior faixa etária”, informou.

Conforme previamente divulgado, as primeiras rotas domiciliares contemplarão, ainda, idosos equivocadamente agendados para o Centro de Eventos do Ceará em virtude de sobrecarga do sistema. A Prefeitura esclarece que eventuais inconsistências estão em constante processo de correção.

Os critérios de priorização estabelecidos são pautados, ainda, pelo cenário epidemiológico da Capital. “Por meio de georreferenciamento, estamos iniciando o processo por lugares com maior incidência de casos e de óbitos por Covid-19, onde o risco, sem dúvida, é maior”, acrescentou.

Diretrizes

Atendendo às diretrizes definidas, o imunizante direcionado aos idosos acima de 75 anos é oriundo da Universidade de Oxford/AstraZeneca. Fortaleza recebeu, até o momento, 25.460 doses da vacina. “A segunda dose será administrada três meses após a primeira. Nós podemos aplicar todas elas porque deveremos receber um novo lote em tempo hábil”, estimou a titular da SMS.

Nessa perspectiva, Ana Estela ressaltou as responsabilidades inerentes a cada instância governamental. “A aquisição das vacinas é realizada pelo Ministério da Saúde, que repassa para os Estados, que, por sua vez, distribuem para os Municípios. O nosso papel vem sendo aplicar as vacinas seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual da Saúde”, destacou.

Deixe uma resposta