Shopping virtual lança plataforma exclusiva para revendedores de moda

teste2.png

Já está no ar o mais novo shopping virtual voltado exclusivamente para os revendedores de moda de todo Brasil: o Moda Online, (https://modaonline.com.br/), um marketplace que conecta dezenas de indústria de moda a revendedores de todo país, oferecendo um mix de marcas e produtos, que vão de roupas e acessórios a calçados, tudo com venda exclusiva por atacado. A expectativa é de ter mais de 100 marcas cadastradas até o fim de 2021.

Para marcar o lançamento, a startup vai realizar, a partir desta sexta-feira (6), o evento “Empreender Tá na Moda”, uma série de lives com grandes especialistas do mercado, que trarão dicas e informações para os compradores. Eduardo Cristian, influencer e embaixador das confecções brasileiras, Alê Moraes, criadora do curso “Venda Moda Online”, e Patrícia de Vargas, criadora do programa Super Vendedora, serão os primeiros convidados. A programação completa está disponível no site https://eventos.modaonline.com.br/.

Com o Moda Online, os donos de estabelecimentos comerciais darão adeus à maneira antiga de repor seus estoques: agora, comprar produtos de diversas marcas de diferentes estados estará ao alcance de um clique. “O modelo tradicional de compras de moda já não estava mais atendendo aos compradores. Longas viagens, desgaste físico, fraudes e custos altos eram pontos que queríamos eliminar. Com o Moda Online, vários produtos, de diferentes marcas, estão acessíveis na tela do computador ou celular dos compradores. Nosso maior propósito é conectar indústrias com revendedores. Nós não compramos para revender”, afirma Nathan Moojen, fundador e CEO do Moda Online.

Além da segurança, a plataforma oferece a praticidade de fazer pedidos de diferentes marcas, de diversos lugares do Brasil, a qualquer dia ou horário, de uma só vez. Assim, os lojistas poderão oferecer a seus clientes grande variedade de estilos e tamanhos, para atender todo tipo de público. E com um grande diferencial: o frete otimizado. No Moda Online, o sistema faz o cálculo do pedido total do revendedor em inúmeras transportadoras e sempre pega o menor valor entre as opções disponíveis. O pagamento é feito de maneira unificada e o cliente ganha descontos no boleto bancário à vista. Os produtos não estão disponíveis para compra de pessoas físicas, e a pessoa jurídica deve ter suas atividades relacionadas a moda. 

Um verdadeiro avanço na maneira de fazer negócios no setor no país. Segundo Moojen, a startup espera fazer circular cerca de R$ 12 milhões de reais via plataforma até o fim de 2021. “Nosso grande diferencial é que já nascemos digitais e nossa plataforma é 100% desenvolvida em parceria com vendedores e compradores. Nosso primeiro site colocado no ar, voltado exclusivamente para as indústrias, foi um sucesso. Esperamos que essa nova plataforma – agora aos revendedores – repita esse êxito e seja um novo passo na digitalização da moda B2B no Brasil”, finaliza o executivo.

Deixe uma resposta