Setor de alimentos avalia que 2021 pode ser positivo, com investimento em maquinários e novas contratações

O ano de 2020 do brasileiro foi marcado por duas preocupações: a pandemia do novo coronavírus e a situação econômica do país.

Para este segundo ponto, no setor industrial, por exemplo, o ano fechou em uma situação desfavorável, conforme divulgado no início de fevereiro de 2021 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados da mesma pesquisa apontam que, apesar de registrar oito meses seguidos de alta, a indústria nacional não conseguiu encerrar o ano com ganhos. A produção de alimentos apresentou a principal influência negativa, com queda de 4,4% em comparação com o mesmo período de 2019. Foi o terceiro mês seguido de recuo na indústria alimentícia, que havia recuado 3% em novembro e 4% em outubro.

Na contramão do mercado, a Uni Soluções acredita no crescimento em potencial do mercado de serviço de alimentação corporativa para empresas de diversos segmentos, como: hospitais, indústrias, eventos, treinamentos e outros.

“A preocupação com a qualidade e personalização do serviço de alimentação passa do nosso cliente pra gente. Buscamos garantir que, além de receber alimentos saborosos, higiênicos e de alta qualidade, o cliente enxergue o serviço de alimentação como um canal de comunicação com o consumidor final, por isso valorizamos o serviço personalizado”, relata Vagner Gomes, CEO da Uni Soluções.

A empresa investiu um milhão de reais em maquinários para produção, análises e empacotamento dos seus produtos. Além disso, houve 15% de aumento em contratação de funcionários e também expansão da fábrica, localizada em Caieiras (SP).

As novas máquinas foram adquiridas para expandir o portfólio de produtos, aumentar a velocidade de produção e com foco no aumento da qualidade, que é a diretriz da marca.

“A saída para a situação econômica que a pandemia nos colocou foi nos reinventar. A Uni fez mudanças nos canais e processos de distribuição de produtos, nos adaptando à nova realidade. Tudo isso é reflexo do planejamento bem feito, devido aos mais de 12 anos de experiência de mercado como empresa sólida do segmento”, explica Vagner Gomes.

Com retorno às atividades presenciais, ampliação do portfólio de produtos e novo modelo de gestão para acompanhar o mercado, o empresário acredita no crescimento significativo dos negócios e, consequentemente, balanço positivo em 2021. “Sou otimista de que o mercado vai viver uma retomada em 2021 e quem investiu agora terá a vantagem competitiva”, ressalta Gomes.

Deixe uma resposta