Demanda por computação em nuvem na pandemia faz ações subirem no mercado de capitais, diz estudo ISG

Devido à necessidade das empresas de remodelar os métodos de trabalho, venda e prestação de serviços, o cloud computing foi altamente demandado no último ano. A Salesforce, que já possuía um fluxo positivo de crescimento antes mesmo da crise causada pela Covid-19, teve suas ações subindo no mercado de capitais.

A nova pesquisa realizada pela empresa global de consultoria e pesquisa em tecnologia ISG (Information Services Group), produzida e distribuída no Brasil pela TGT Consult, empresa de consultoria e pesquisa em gestão de TI, analisou dois segmentos de mercado distintos no Brasil: o de grandes e médias empresas, salientando que a maior parte dos novos contratos e o crescimento dos já existentes ocorreram durante a pandemia. 

Em conformidade com o relatório ISG Provider Lens™ Salesforce Ecosystem Partners – Brazil 2021, a amplitude de oferta e a grande demanda que o mercado tem apresentado fazem com que o futuro do ecossistema Salesforce no país seja promissor e atraente para as empresas.

Para Mauricio Ohtani, autor da pesquisa e analista líder TGT Consult/ISG, existem duas principais mudanças observadas neste estudo. A primeira é a liberação do pagamento em moeda local na aquisição das licenças, que além de possibilitar a aceleração da migração do Classic para o Lightning, agiliza as decisões das empresas com restrições nos orçamentos, e a segunda são os Mergers and Acquisitions (M&A), que tem ocorrido com o objetivo de acelerar o go-to-market.

Outro ponto destacado pelo autor são as oportunidades geradas nas empresas com foco em Customer Experience: “Sabemos que empresas com foco no cliente se recuperaram mais rápido na crise, focando na experiência do consumidor, com quedas menores na receita e rápida recuperação durante esse período. A plataforma Salesforce Customer 360 propõe uma experiência unificada, seja com interação com vendas, marketing, ou mesmo no comércio eletrônico”.

Uma questão também citada na pesquisa é a alta procura por profissionais qualificados na área. Segundo o relatório, “a maioria dos provedores de serviços e parceiros da Salesforce estão exaustivamente recrutando profissionais qualificados e certificados, inflacionando o mercado com salários muito atraentes para aqueles com melhores credenciais”.

Por essa razão, Ohtani salienta que para garantir a qualidade e prazo na entrega cadenciada dos projetos, eventualmente os provedores de serviço precisarão contratar mais profissionais e, por conta disso, é importante que na hora da escolha de um provedor, os tomadores de decisão levem em conta não apenas a qualidade e bom histórico de implementações, como também a capacidade de entrega dos serviços em função da quantidade dos recursos.

O relatório ISG Provider Lens™ Salesforce Ecosystem Partners 2021 para o Brasil avalia as capacidades de 29 provedores em cinco quadrantes: Implementation and Integration Services for Large Enterprises, Implementation Services for Core Cloud – Midmarket, Implementation Services for Marketing Cloud, Managed Application Services for Large Enterprises e Managed Application Services for Midmarket.

O relatório apresenta a Everymind como líder em todos os cinco quadrantes. Apresenta também a Harpia Cloud como líder em quatro quadrantes e a [ kolekto ], Accenture, Deloitte, Wings IT e a Wipro como líderes em três quadrantes cada. A NTT DATA e PwC aparecem como líderes em dois quadrantes cada e a CbCloud em um quadrante.

Além disso, a Top Information (TOPi) é nomeada como uma Rising Star – uma empresa com um “portfólio promissor” e “futuro de alto potencial” pela definição da ISG – em três quadrantes. Capgemini é nomeada Rising Star em dois quadrantes.

Uma versão customizada do relatório foi disponibilizada pela Kolektohttps://bddy.me/395FE2Q.

Deixe uma resposta